Câmara Municipal de Guaratuba

Rua Carlos Mafra 494, Centro, Guaratuba - Paraná - Fone (41) 3442-8000 | 3442-8001 - camara@camaraguaratuba.pr.gov.br - Atendimento Público: 12 às 18 hs | Sessões: Segunda as 18 hs

DATA - HORARIO – LOCAL – aos trinta dias de abril do ano de dois mil e dezesseis às nove horas e trinta minutos os no Plenário da Câmara Municipal de Guaratuba, Estado do Paraná. ----PRESENÇAS – MORDECAI MAGALHÃES DE OLIVEIRA – Presidente, MAURICIO LENSE - Vice-presidente, SERGIO ALVES BRAGA – Primeiro Secretário, FABIO LUIZ CHAVES – Segundo Secretário e demais Vereadores: JUAREZ SERAFIM TEMOTEO, CATIA REGINA SILVANO, ANA MARIA CORREA DA SILVA, ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR, MARIA DA SILVA BATISTA, ARTUR CARLOS DOS SANTOS, JOÃO ALMIR TROYER, LAUDI CARLOS DE SANTI E RAUL CHAVES.  --------------------------------------------------------------------------

ABERTURA – Sob a proteção de Deus e verificando a existência de número legal de presentes o Presidente declarou aberta a Sessão que foi convocada através de Edital de Convocação datado de 28 de abril de 2016. ---------------------------------------------------------------------------------------

PROPOSIÇÕES- Oficio n° 129/2016-Gab- do Poder Executivo pedindo a retirada do Projeto de Lei n° 1.407 – EM DISCUSSÃO o pedido do Executivo – EM VOTAÇÃO o pedido do executivo – APROVADO. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------Materia apresenta com Oficio n° 130/2016-Gab – do Poder Executivo pedindo Urgência ao Projeto de Lei n° 1.408 que deu entrada nesta data que “Autoriza o Poder Executivo Municipal a contratar operações de crédito com a Agência de Fomento do Paraná S.A”. EM DISCUSSÃO O PEDIDO DE URGENCIA o Presidente informou que teriam três minutos para discussão os vereadores para falarem contra ou a favor alternadamente do pedido de urgência. PRESIDENTE MORDECAI OLIVEIRA – Falou que conforme o Regimento 135 que os oradores são concedidos os seguintes prazos “três minutos para o encaminhamento para votação, ou justificação do voto”, falou que ainda conforme o Regimento que podem encaminhar contra ou a favor. Disse que vai ser seguido o Regimento e que ele gostaria de saber quais os vereadores que vão encaminhar contra, e os que vão encaminha a favor. Falou que é o pedido de urgência. Falou que é três minutos, que é sim ou não, e que é bem claro no regimento.  E que sem preceder de discussão. Disse que é sim ou não. Chamou o vereador Raul Chaves. Pediu desculpas e que é três minutos para os vereadores inscritos. Disse que os vereadores que vão falar contra ou a favor, disse que fala um contra e um a favor. Falou que a discussão é sobre o requerimento pedindo de urgência ao Projeto de Lei n° 1408. VEREADOR ITAMAR pede uma questão de Ordem dizendo que o artigo 135 não fala em regime de urgência. PRESIDENTE OLIVEIRA – diz que é o uso da palavra, e que se os vereadores não forem usar a palavra que vai ser colocado em votação. Repetiu novamente que são três minutos para ser colocado em discussão, Dirigiu-se ao vereador Itamar dizendo que o inciso décimo primeiro, fala que é três minutos para discussão de Requerimento e indicação. Falou que é o Requerimento da Prefeita que eles estão discutindo no momento é do pedido de urgência, disse que gostaria de pedir novamente quem gostaria de falar a favor, e quem quer falar contra. Pediu para que fossem à discussão. Perguntou quem vai falar a favor ou contra. Pediu que fosse ligado o microfone do vereador Itamar. Pediu que todos os microfones fossem cortados e que só seriam liberados quando solicitado a palavra ao Presidente. VEREADOR ITAMAR – pediu ao presidente que fosse esclarecido a seguinte situação, PRESIDENTE OLIVEIRA – falou ao Vereador Itamar que está em discussão, que vai dar questão de ordem e que depois da discussão. É o pedido do Regime de urgência ao Projeto de Lei n° 1.408 que está sendo discutido.  VEREADOR ITAMAR – perguntou se o 153, falou que questão de ordem é toda dúvida levantada no Plenário quanto a interpretação do Regimento. Falou que se o Presidente não interpretar que não pode seguir a votação. Disse que o Presidente não interpretou as questões de Ordem do Vereador Itamar. Pediu que fosse interpretada o 159 e que seja seguido, falou que é claro que é fatídico, e que eles querem a interpretação do Presidente. Disse que o Presidente já se enrolou no 174 e que agora no 139 não está fazendo. Falou que assim eles ficam cansados mesmo.  PRESIDENTE OLIVEIRA – pediu que fosse votado o primeiro Requerimento que é o pedido de urgência, e que depois seria votado o segundo que é do Vereador Itamar. Perguntou quem gostaria de encaminhar contra e a favor. Dirigiu-se ao vereador Maurício dizendo que está em discussão. VEREADOR MAURÍCIO - falou ao senhor Presidente que a Questão de Ordem tem de ser atendida em primeiro lugar, e que senão a coisa não pode andar.  PRESIDENTE OLIVEIRA cedeu a palavra ao Vereador Almir Troyner. VEREADOR JOÃO ALMIR TROYNER – disse que gostaria de fazer um pedido aos nobres pares para que não se exacerbassem nas palavras, disse que o público esta presente, e que está acompanhando as votações. Pediu que fossem ritualistas, mas sem exacerbassem nas palavras. PRESIDENTE OLIVEIRA – invocou o Artigo 23, e que coloca em discussão, falou que os que querem encaminhar contra ou a favor o pedido de urgência. VEREADOR ITAMAR – pediu que seja registrado em Ata que não foram cumpridos as suas questões de Ordem. PRESIDENTE OLIVEIRA - disse que nem um vereador pode interpelar a Presidência sem consentimento. Citou o Vereador Mauricio para que seja discutido contra. Falou para o Vereador Itamar para discutir contra. Perguntou se tem mais alguém para discutir contra o pedido de urgência. Citou o vereador Artur. Perguntou quem vai discutir a favor, citou o vereador Almir, o Vereador Laudi, vereador Juarez, vereador Raul Chaves. Disse que tem de haver o seguinte critério: que se são três discutindo a favor que deveria ter três discutindo contra, para que não haja um contra ponto. Disse que vai iniciar com o vereador Maurício Lense. -------------------------------------------------------------------------------------------

VEREADOR MAURÍCIO LENSE – disse que o pedido de Vistas do Vereador Itamar deveria ter sido atendido, falou que a discussão que eles estão tendo no momento, que é inocula, e que não poderia estar existindo. Disse que o pedido do vereador Itamar deveria ter sido atendido e que é muito claro o Regimento no tocante ao pedido de vistas. Falou que não tem interpretação e que quando a questão é clara, que não há necessidade de interpretação. Falou que o pedido de vistas do vereador Itamar já deveria ter sido concedido e que, portanto eles estão votando uma coisa que não deveria estar sendo votada. Falou que a sua manifestação é contrária, porque ele entende que o pedido para que o processo seja acelerado, disse que passa por cima de muita coisa, falou que vão fazer empréstimo, e que o município vai contrair dívidas.  Falou que o município vai aumentar a divida de quarenta e quatro milhões de reais, para quarenta e nove milhões de reais. Falou que não há sequer um estudo, e que sim só um Parecer da Prefeitura dizendo que é capaz de pagar. Citou exemplo que se ele fosse a uma concessionária para comprar uma BMW, e chegar para o gerente e falar que pode pagar, e que faz uma declaração dizendo que pode pagar, e falou que a pessoa lhe vende o carro só por isso. Disse que então, o que esta acontecendo que esta colocando o município em uma situação difícil, e que vão colocar o município que todos conhecem os verdadeiros motivos. Disse que se o Governador veio a Guaratuba para anunciar que vai dar dinheiro de graça para a cidade de Guaratuba, perguntou porque vão fazer empréstimo, a toque de caixa. Falou que é contrario a esta situação, do regime de urgência e que mais uma vez falou que o vereador Itamar esta no seu direito, de receber vistas, e que esta mais uma vez sendo atropelado o Regimento, e falou que estão passando por cima dos vereadores, e que estão dizendo que há uma interpretação, e que não precisa haver interpretação porque é muito clara. Agradeceu. ----------------------------------VEREADOR RAUL CHAVES - Disse que tem muitas coisas que já passaram pela Casa, no mandato anterior, falou que o município fez empréstimos para fazer asfaltos, em 2012, falou que o mesmo tramite que esta acontecendo neste dia, disse que aconteceu em 2012. Falou que foram beneficiadas pessoas que sequer tinha a escritura pública do terreno, em regiões que ele conhece muito bem, falou que tem pessoas que estão vaiando ou aplaudindo e que nem conhecem a realidade do município, e das pessoas que precisam, Falou que não esteve com aprefeita, e falou que foi contra e que é do PMDB, Disse que beneficiou muita gente pobre o asfalto que foi feito, no Projeto de 2012. Citou a Rua Guaira e disse que noventa e cinco por cento de pessoas humildes e pobres, que saiam para trabalhar com a água no joelho. Citou a Avenida Patriarca, e outras avenidas que foram construídas, disse que ruas com asfalto que beneficiou imensamente as pessoas extremamente humildes. Falou que funcionários que trabalhavam na época na Impescal, e que hoje é a Casa do pesado. Falou que esses funcionários saiam com água no joelho, e que hoje não precisam sair mais. E que não precisam trocar de roupara quando chegam na empresa. Disse que muita gente que esta no Plenário sabe do que ele esta falando. Falou que tem calçamento em frente a sua casa, disse que tem pessoas que estão no Plenário em que passou o calçamento o asfalto em frente as suas casas, em 2012, e que estas pessoas hoje estão contra. Falou que estas pessoas que já tem asfalto não querem que as outras tenham, e que outras pessoas sejam beneficiadas, e que principalmente as pessoas humildes. Perguntou o porquê disso, o porquê dois pesos e duas medidas. Falou que ele graças a Deus que tem carro e que não precisa molhar os pés porque tem calçamento, disse que tem algumas pessoas que não tem nem bicicleta e que saem na lama, e disse que ainda temem Guaratuba ruas que quando chove um pouco, que essas ruas ficam extremamente alagadas, e que é a maior dificuldade me sair de suas casas. Falou que em diversos bairros, citou o bairro Mirim, no Coroados, no Nereidas, e que tem em diversos locais. Perguntou por que não aprovarem neste dia para beneficiar as pessoas humildes. Agradeceu. --VEREADOR ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR - Disse que gostaria de deixar claro o seu posicionamento, Falou que primeiramente o presidente não cumpriu na integra o Parágrafo quarto o 139, e que demonstra uma falta de vontade, que a casa do povo tramite de uma forma que seja correta, disse que ele votou dezesseis milhões de reais para a infraestrutura neste ano. Disse que ele votou dezesseis milhões de reais e que não colocou fantasmas na prefeitura, Disse que foi votado no Plenário dezesseis milhões de reais com dinheiro do próprio município. Falou que não foi feito empréstimo. Falou que quando a Prefeita pediu ao Plenário dezesseis milhões de reais para fazer com dinheiro próprio, Disse que autorizada foi, mas que agora para tomar quatro milhões e setecentos mil de reais de empréstimo, e que a prefeita mesma que assina a capacidade de endividamento, perguntou onde está Maricel, onde está o Joelson, onde está a contabilidade, que não mandou a declaração, falou que imaginem ele mesmo dizer que pode se endividar, falou que isso é banalidade, que isso é banalizar o Legislativo, e que isso é chamar todos de trouxa. Perguntou onde esta a contabilidade do Executivo para demonstrar, falou que é só olhar os gráficos, e que são quarenta e quatro milhões de reais de endividamento. Comentou que não foi ela que fez, mas que já foi acumulado quarenta e quatro milhões de reais de dívida, e que somado a esta que são quarenta e nove milhões de dívida. Falou que outra coisa que prefeita diz no Projeto, que não será ela que irá pagar, disse que é obvio que não será a prefeita que irá pagar, falou que a prefeita esta fazendo rol over, e que esta jogando para a próxima legislatura para pagar. Pediu que cada um dos presentes lhe emprestassem o CPF de cada um para que ele possa fazer dívida em nome destas pessoas. Perguntou se as pessoas acham isto certo, falou que isto é errado, que tomar dívida em nome dos outros é errado. Falou que a prefeita esta tomando dívida para fazer campanha eleitoral, disse que a prefeita nunca respondeu seus requerimentos quando foi investigada, e que a prefeita não quis abrir a CPI, e que não deixou que o governo fosse totalmente investigado, falou que está cheia de malandragens no governo da Prefeita e que agora eles tem de chegar ao Plenário e falar que a Prefeita está correta, que pode pegar mais cinco milhões de dívidas, falou que a Câmara dos vereadores e todos vão dizer amém para a prefeita. Disse que não, e que dessa forma não e que ele quer saber quais são as ruas, e quais são as pessoas, quanto vai custar cada asfalto, disse que se não for desta maneira, disse que ele é contra sim. ------------VEREADOR LAUDI CARLOS DE SANTI-- Disse que gostaria simplesmente de citar, que num caso deste que é impossível e inadmissível que as pessoas sejam contra o desenvolvimento da cidade. Disse que é impossível, falou que noventa por cento dos municípios do Paraná que não tem as negativas e que não a CRP, para que sejam contratados empréstimos. Falou que Guaratuba esta rigorosamente em dia, e que eles querem progresso, que querem asfalto, falou que não adianta tentarem conturbaras Sessões para impedir o Progresso. Disse que a maioria dos vereadores não vai deixar que Guaratuba não cresça. Falou que Guaratuba precisa progredir e melhorar, falou que, portanto ele é muito a favor de que a cidade ganhe asfalto, ganhe calçamento ou que a cidade tenha melhor infraestrutura, falou que o município esta absolutamente correto.Disse que não é possível ser contra ao desenvolvimento do município, a fazer asfalto a se construir. Falou que já comentou anteriormente que hoje Guaratuba é privilegiava, e que dentre as noventa cidades do estado que não tem as negativas e que não tem as certidões, falou que Guaratuba esta apta porque paga rigorosamente em dia as suas contas.  E disse que por estes motivos que Guaratuba esta apta a contratar este valor em benefício da comunidade, pediu que fique bem específico e claro. Disse que é em benefício da comunidade, falou que sempre vai ter os descontentes, mas que não podem se deixar levar, por poucas pessoas que querem o mal de Guaratuba. Falou que eles querem o bem de Guaratuba, falou que portanto ele é a favor porque Guaratuba merece sempre andar para frente. Disse que é isso que vai acontecer. Agradeceu. -----------------------------------------------------------------------------VEREADOR ARTUR CARLOS DOS SANTOS - Disse que é contra e que vem falar ao senhor presidente, que quer saber quais são as ruas, qual é a taxa de juro que vai ser contratada, e que o Projeto veio encima da hora e que eles não tiveram tempo para analisar o Projeto. Perguntou quais serão só bairros, e que eles tem tido reclamação do Bairro Coroados que esta abandonado, do bairro Eliane, do Nereidas e que eles estão aguardando, disse que não vem nada do Projeto e que infelizmente veio um pedido de quatro e setecentos e que eles gostariam de saber quem vai ser beneficiado. Falou que as pavimentações que foram feitas, falou que estão dizendo que eles são contra o progresso de Guaratuba, disse que não são contra não, disse que estão para fiscalizar e que isso é a função dos vereadores. Falou que gostaria de saber onde esta a pavimentação que esta sumindo, disse que agora vão ser contratado mais quatro milhões e setecentos mil reais, falou que a avenida Piçarras que sumiu a pavimentação, que a avenida Juveve sumiu a pavimentação, que a metade da avenida José de Alencar que sumiu a pavimentação. Disse que tem a pavimentação da Orla que esta dando problema, falou que é a prefeitura que esta fazendo a manutenção, e que o Presidente vem com quatro milhões e setecentos que seja enfiado a goela a baixo, e disse que os vereadores tem dizer amem, falou que ninguém é contra o progresso ode Guaratuba, e que ninguém vai segurar o progresso de Guaratuba, falou que não é o empréstimo de quatro milhões e setecentos que vai segurar o progresso de Guaratuba. Falou que Guaratuba é bonita por si mesma, e que vai progredir queira ou não queira. Falou que eles têm de fiscalizar e que o dinheiro não é achado na lata e que é p suor do contribuinte, falou que é muito fácil outro vereador falar que eles são contra, mas falou que eles são empresários e que pagam os seus impostos e que tem direito em saber aonde vai este dinheiro. Falou que se a pavimentação esta sendo ruim, disse que vem mais dinheiro da mesma pavimentação. Disse que querem explicação sim, mas que agora o Presidente Oliveira não pode dar um pedido de vistas para o vereador Itamar, para que eles possam ver quais são as taxas de juros e quais são as ruas e quais são os bairros, e que eles tem de achar isso bonito, disse que negativo. Disse que é contra e o que ele puder fazer para ver aonde vai este investimento, e em qual a situação que vai ser aplicada, disse que ele vai ser contra. Agradeceu. VEREADOR JOÃO ALMIR TROYNER - Primeiramente agradeceu a deus e a Nossa senhora Aparecida, e que vai ser muito solicito, as pessoas que se encontram no Plenário na manhã de sábado, disse que esta se exercendo a verdadeira democracia, dentro da Casa, com as pessoas a favor, e com as pessoas contra. Mas falou ao senhor presidente que não estão para votar aumento de IPTU, disse que não podem deixar que o Projeto entrasse em prenuncio de uma campanha eleitoral, disse que seria bizarro, dirigiu-se ao senhor presidente, que eles enaminhasem toda a semana proposições para patrolamento, e ensaibramento e que depois questionarem a pavimentação. Disse que a pavimentação vai fazer com que os cofres públicos economizem dinheiro, falou que o custo benefício de uma pavimentação não pode entrar em palavras ríspidas, falou que hoje eles têm a plena certeza que com este Projeto, onde as ruas serão asfaltas, falou que independente de qual rua que será asfaltada. Mas falou que porem que o custo benefício dessas ruas serão bem mais baratas. Disse que onde já está pavimentado, que não vai se gastar para fazer patrolamento, que não vai se gastar para fazer ensaibramento. Disse que enfim, que o custo que será usado na pavimentação, disse que será muito mais barato do que manter essas ruas. Falou que a principio todas as pessoas precisam que as ruas sejam asfaltadas, e que eles sabem disso. Mas que porem o que hoje eles estão discutindo, é um plano que ira fazer com que estas pessoas possam ter melhorias em frente as suas casas. Falou que caso contrário, dirigiu-se ao senhor presidente, dizendo que eles vão vertiginosamente acabar indo para o fundo do poço com estas discussões. Disse que é para discutirem aquilo que o povo quer saber, que é para discutirem o benefício para o povo. Falou que são invioláveis em suas palavras na Casa, mas que desde que eles não passem a agredir o companheiro, e que desde que eles não passem a agrediras pessoas. Disse que não devem deixar que as pessoas saíssem da Casa aturdidas, ao fim de uma Sessão. Falou para fazerem com que o Projeto, traga benefício, que traga alegria, que traga conforto para as pessoas. Disse que é lógico que eles vão continuar na Casa brigando para que outras pessoas também tenham o direito ao mesmo benefício, se não forem contemplados neste dia. Mas falou que eles têm sim de estar ao lado do povo. E disse que estando ao lado do povo, falou que não é só para virem a Casa para votarem aumento de IPTU, para pedir patrolamento, ensaibramento através de proposições. Falou que é também ajudando, e que votando Projetos que iram trazer benefícios para o povo Guaratubano. Comentou que muito que receberam asfalto em gente as suas casas, e que hoje agradecem. Disse que não precisa agradecer a esses vereadores, falou para agradecerem a si próprios. Que ao saberem que ao saírem de suas casas, ao irem passear que não vão precisar pisar na lama, como eles vêm tantas pessoas pedindo. Falou que vota sim, dizendo ao senhor presidente. ---------------------------------------------------------------------------------------VEREADORA MARIA DA SILVA BATISTA - falou que só tem de dizer lamentavelmente, que recebeu o Projeto no dia anterior as quatro horas da tarde, para vir para votação neste dia.  Disse que só para esclarecer que ela ao contrário do que o Líder da Prefeita fala que ela não quer ver Guaratuba crescer. Disse que ela é Guaratubana e que nasceu na Barra do Saí, e que tem muito interesse em que sua cidade cresça. Falou que o Líder da Prefeita é suspeito para falar sobre isso, por que. PRESIDENTE OLIVEIRA – solicitou a vereadora Maria que fale voltada para a Mesa. VEREADORA MARIA – disse que quer que a sua cidade cresça sim, mas falou que ela quer que seja seguido o Regimento da Câmara, falou que cada vez que vem Projeto polemico que eles têm de ficar nesta sujeira, na falta de respeito, disse que ninguém respeita ninguém e que não precisa Regimento |Interno na Casa. Disse que é contra o Projeto, e que é declarada, disse que o vereador Itamar pediu Vistas e que deve ser aceito este pedido e respeitado. Disse que eles não estão na Casa porque o Prefeito os elegeu, ou que o Presidente os elegeu. Disse que estão na Casa por mérito deles mesmos. E falou que eles têm de ser respeitados. Falou que os seus pedidos tem de ser respeitados sim. Falou que esta de acordo com o vereador Itamar, disse que vão pedir vistas sim, e que é um direito deles. Falou que vão rasgar o Regimento Interno da Casa de Leis. Agradeceu. ----------------------------------------------------VEREADOR FABIO CHAVESPRESIDENTE OLIVEIRA – disse que tiveram dois requerimentos sobre o mesmo assunto, e disse que estão discutindo o primeiro. VEREADOR FABIO LUIZ CHAVES – disse que vai pegar um pouco da fala do Vereador Almir e disse que o vereador foi muito feliz em sua fala, falou que o Projeto 1408 que esta vindo com o parcelamento, disse que está vindo para beneficiar como asfalto, e que as pessoas mais humilde que o vereador Almir comentou das ruas, falou que o Projeto esta ali e que vai ser informado quais as ruas que serão feitas, disse que aceita as palmas a favor ou contra, das pessoas as quais ele conhece e que respeita a todas essas pessoas, disse que no final de sua fala que podem ficar a vontade, e que é a asa do povo, mas pediu que fosse mantido pelo menos o respeito a todos, falou que eles estão trabalhando, falou que nas Sessões passada houve um pouco de tumulto, mas que enfim, disse que só quer falar a favor do Projeto e que o Vereador Maurício que falou contra, disse que foi citado um carro de luxo uma BMW, que seria comprado, mas falou que enfim, falou que o custo do asfalto vai ficar pela metade da manutenção que tem hoje. Falou que hoje é gasto mais de cem mil reais, com combustível e manutenção, e material disse que o asfalto vem a beneficiar, e que vai ser o custo pela metade do que tem hoje. Mas falou sobre a BMW que o vereador Maurício falou, disse que se for comprada uma BMW usada, que vai custar quinhentos por mês e mais quinhentos de manutenção. E que vai custar mil reais. Disse que da mesma forma o asfalto, disse que se for comprada um a BMW nova que vai custar só quinhentos e que não gastar com a manutenção. Falou que o custo vai ser reduzido pela metade. Falou que o Projeto ficou na Casa quase uma semana e que veio para votação na semana que passou. Falou que veio com mandato de segurança, mas que os vereadores têm o Projeto na mão e que poderiam durante a semana ter visto o custo do Projeto, os juros, que enfim tudo. Falou que teve tempo  hábil, falou que é um a democracia, e que ele vê que estão em período eleitoral e que ele respeita as palmas e que futuramente serão futuros candidatos a administração. Disse que entende este lado, mas que ele sabe que no fundo são a favor, porque o asfalto vai passar em frente a muitas casas das pessoas. Agradeceu. ---------------------------------------------------------------------------------------------------VEREADOR PRESIDENTE MORDECAI OLIVEIRA - Disse que democraticamente quatro falaram pelo contra e quatro a favor, pediu desculpas ao vereador Juarez, disse que é para terem equilíbrio. Falou que vai ser colocado em votação, o pedido de urgência do Projeto de Lei 1.408, o primeiro Requerimento com relação ao Projeto 1408. Iniciada a votação. VEREADOR ALMIR TROYNER – pediu que a votação fosse feita nominalmente. PRESIDENTE OLIVEIRA – falou que será feita a votação nominal e que vão iniciar pelo vereador Raul e que como sempre. VEREADOR RAUL CHAVES – disse para não se preocuparem que ele não tremeu em mandatos anteriores, e que jamais vai tremer neste porque este é mole. Disse que é mais mole do que cortar manteiga com a faca quente. Disse que é a favor do pedido de urgência. Falou que ameaça e que quando ele nasceu que o seu pai disse se era home ou se era mulher, e que sua mão respondeu que era homem, falou que vai continuar sendo homem até morrer, e que não vai tremer não. VEREADOR LAUDI – Disse que é lógico que ele é a favor do progresso de Guaratuba, disse que sim. VEREADOR JUAREZ – falou que é pena que é somente quatro milhões e setecentos e que vai se poder fazer pouco asfalto. Disse que gostaria que fosse dez para fazer mais asfalto. Votou sim. VEREADOR ITAMAR – votou contra. VEREADORA ANA MARIACORREA- falou que se voto é favorável sim e que é a favor da pavimentação. VEREADOR MAURICIO LENSE – disse que é contrário ao regime urgência. VEREADORA MARIA DA SILVA BATISTA – falou que não é puxadinho da prefeita, votou contra. VEREADOR JOÃO ALMIR TROYNER – disse que todo político deve dar a resposta aos seus eleitores, disse que vota sim pelo progresso e por mais asfalto na cidade de Guaratuba. VEREADORA CATIA SILVANO - falou que desde a ultima Sessão ela tem conversado com eleitores sobre o Projeto e disse que diante dos pedidos dos eleitores ela é a favor de Guaratuba e que é a favor do Projeto.  PRESIDENTE OLIVEIRA – falou que é o termo certo é a favor do pedido de urgência. VEREADORA CATIA – disse que é a favor do pedido de urgência e que com certeza a favor do projeto. VEREADOR ARTUR CARLOS DOS SANTOS – perguntou se ainda não está no Regime de urgência pediria vistas. PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que estão em votação. VEREADOR ARTUR – disse que a qualquer momento pode pedir vistas. PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que são dois requerimentos, e que esta sendo votado o primeiro requerimento e que depois será votado o segundo que é do vereador Itamar, e que o terceiro será o do Vereador Artur, e disse que são todos sobre o mesmo Projeto de Lei 1.408. VEREADOR ARTUR – votou contra. VEREADOR SERGIO ALVES BRAGA – disse que o seu voto é favorável. VEREADOR FABIO CHAVES – disse que o seu voto é favorável e que é como o vereador Juarez falou que viesse dez milhões para asfaltar a cidade toda. PRESIDENTE OLIVEIRA – Pediu ao vereador Sérgio Alves Braga pode lhes informar o resultado. Falou que foi oito a quatro, e que foi aprovado com oito votos favoráveis e quatro contra. Disse que o segundo requerimento sobre o Projeto 1408 é o pedido do vereador Itamar Cidral da Silveira Junior, disse que ficou prejudicado, falou que o vereador Artur também fez o pedido e que também ficou prejudicado. Falou que está aprovado o pedido de urgência. Falou a respeito da Questão de Ordem, sobre o Requerimento, como haviam três pedidos sobre o mesmo assunto que era o Projeto de Lei n° 1.408, foi colocado para deliberação na ordem em que foram feitos os pedidos e colocou primeiramente EM VOTAÇÃO O PEDIDO DE URGENCIA, feito com votação nominal, votaram favoráveis ao pedido de urgência os Vereadores: Raul Chaves, Laudi Carlos de Santi, Juarez Serafim Temoteo, Ana Maria Correa da Silva, João Almir Troyner, Catia Regina Silvano, Sergio Alves Braga e Fabio Luiz Chaves. Votaram contra o pedido de urgência os vereadores: Itamar Cidral da Silveira Junior, Mauricio Lense, Maria da Silva Batista e Artur Carlos dos Santos – APROVADO o Pedido de Urgência AO PROJETO DE LEI NR 1.408 COM 08 (OITO) VOTOS FAVORAVEIS E (04) VOTOS CONTRÁRIOS. O Presidente informou que os pedidos de vistas dos vereadores Itamar Cidral da Silveira Junior e Artur Carlos dos Santos estariam prejudicados, pois o Projeto de Lei n° 1.408 teve o Regime de Urgência aprovado. ------------------O Vereador Laudi Carlos de Santi fez requerimento verbal pedindo a dispensa dos Interstícios Legais para que o projeto n° 1.408 fosse colocado na ordem do dia conforme o artigo 136 inciso IV. EM DISCUSSÃO O PEDIDO DO VEREADOR – O Vereador Laudi pediu que fosse dispensado os interstícios e que fosse colocado o Projeto para ser votado na Ordem do Dia. Presidente Oliveira colocou em discussão o pedido do Vereador Laudi. Comentou sobre o Artigo 136, que fala sobre urgência e dispensa feita por proposição por requerimento verbal discutido e aprovado no Plenário. Falou que esta em discussão o pedido. VEREADOR ITAMAR – pediu com clareza que seja justificado o pedido de urgência. PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que a justificativa já foi lida. VEREADOR ITAMAR – disse que não, e que esta sendo feita agora pelo Líder do governo e que ele quer saber. PRESIDENTE OLIVEIRA – pediu desculpas ao vereador Itamar. E pediu calma a todos. E disse que esta em discussão o pedido de urgência, o pedido para ser colocado na Ordem do dia, feito pelo vereador Laudi, colocou em discussão, falou que da mesma forma o requerimento do vereador Laudi será discutido. Pediu aos senhores vereadores que também em três minutos quem quiser encaminhar contra e a favor. Pediu para o Vereador Laudi para encaminhar a favor. VEREADOR LAUDI – disse que é simples que esta no Regimento e que os Nobres Pares podem ver, disse que ele pode fazer um Requerimento verbal e falou que foi o que ele o fez, e que está sobre a analise dos senhores vereadores. Disse que podem votar a favor do pedido dele, ou contra o pedido dele, disse que esta no Regimento da Casa, falou que está muito simples, e que ele não precisa nem ler o Regimento, porque ele conhece. PRESIDENTE OLIVEIRA – dirigiu-se ao vereador Itamar dizendo que esta no artigo 136, que o requerimento verbal do vereador aprovado em Plenário, disse que é o que o vereador Laudi está pedindo. Falou que a justificativa é em relação ao pedido de urgência. Disse que já foi lida a justificativa. Mas falou que a questão de ser colocada na Ordem do Dia, e que seja dispensado os interstícios, falou que é o 136. Pediu ao vereador Itamar para que ele pedisse a palavra e que eles têm três minutos para falar contra ou a favor. Falou que está sendo seguido o artigo 136, por requerimento verbal do vereador, discutido e aprovado. Disse que não poderá ser discutida urgência qualquer proposição sem prejuízo de urgência, sem que seja votada outra proposição, excetuando caso de calamidade pública. Falou que somente será considerado regime de urgência a discussão de matéria cujo adiamento se torne inútil a deliberação ou que importe grave prejuízo a coletividade, e falou que já foi discutido pelos pares e pela justificativa da Prefeita. Perguntou qual dos vereadores querem falar contra. Disse que o vereador Itamar que falar contra o pedido de colocação na ordem do dia, disse que estão discutindo o pedido de colocação de dispensa dos interstícios legais e que seja colocado na Ordem do Dia, que foi um pedido do vereador Laudi Carlos de Santi. Perguntou se o vereador Itamar quer se pronunciar. VEREADOR ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR -falou que infelizmente a Casa é tomada de falta de ritualística. Disse que tem de lamentar profundamente, aos senhores que estão presentes, falou que diante da temática de quatro milhões e setecentos para empréstimo. Disse que têm as posições um pouco diferentes. Falou que diante das atitudes calamitosas que acontece no Regimento, disse que a falta de postura e que o drible ao Regimento Interno e que o drible a Lei Orgânica, falou que isso ele tem de votar sempre não. Falou que tinham que fazer o pedido de forma clara, e esclarecedora, falou que na verdade, que faz é um pedaço o Diretor, que é o Secretário, e quem faz um pouco é o presidente. Falou que isso não pode ser assim. Disse que isso não pode de maneira alguma, falou que tem de ser claro e tranquilo para que as pessoas possam sair do Plenário sabendo que os vereadores trabalharam. Disse que então ele diz que desta forma não. Falou que o negócio que chega praticamente em feriado, e que são chamados no sábado. E que o Presidente termina a fala de outro, e que como já estava combinado na sala da presidência, disse que é tufo no combinadinho, falou que não pode aceitar, disse que não é a casa da mãe Joana. Falou que naquele local é o Plenário da Câmara Municipal dos Vereadores, disse que perde o seu pedido de vistas porque o presidente lhe deixa para depois, disse que lhe cortam a palavra e que todo mundo quer mandar. |falou que Secretário manda cortar a palavra de vereador, perguntou onde já se viu uma coisa destas. Falou que o Diretor Jurídico entra a hora que quer. Falou que se fosse a Câmara dos Vereadores do Município de Guaratuba, falou que o Presidente estava de estar na casa, Falou que o senhor presidente esta tocando a sessão como se fosse a asa dele. Disse que é uma vergonha como o Presidente toca a Câmara de Vereadores. Falou que isso é realmente o que ele pensa que o senhor presidente, PRESIDENTE OLIVEIRA – pediu ao vereador Almir que deixasse que o vereador Itamar concluísse e que depois todos os que forem encaminhar contra ou a favor que terão os seus direitos. VEREADOR ITAMAR – dirigiu-se ao vereador Almir Troyner, PRESIDENTE OLIVEIRA – pediu que não fosse citado os nomes dos vereadores, porque se não vai dar o direito. VEREADOR ITAMAR – disse que vai concluir, dizendo que duzentos e tantos artigos no Regimento, disse que se não lhe falhe a memória, que duzentos e vinte e seis artigos. Falou que todos os duzentos e vinte e seis artigos se forem invocados, falou que tem apenas uma só resposta, que é a favor do Executivo, falou que perderam todos neste dia. Mas falou que menos a sua dignidade. VEREADOR JOÃO ALMIR TROYNER – Pediu desculpas ao vereador Itamar, dizendo que tem um respeito muito, mas que ele estava pedindo para que eles não se exacerbassem nas palavras e que acabaria fazendo do debate para virar um embate. Falou que ele com toda a certeza que aqui ou acolá, falou que haverá divergências nas palavras. Mas falou que não devem minimizar as palavras, dentro da Casa. Disse que é favorável ao requerimento do vereador Tato para que eles ainda possam colocar na Ordem do Dia, e dispensando os interstícios legais. VEREADOR MAURÍCIO LENSE – Disse que faz as suas palavras as palavras do vereador Itamar, falou que a Casa esta virando realmente uma bagunça. Perguntou quantos presidentes tem na Casa. Falou que um vereador foi silenciado por outro vereador, como se fosse Presidente da Casa, falou que as pessoas pedem respeito, mas que também tem de se dar ao respeito também. Falou que elês tem as suas liberdades, que eles podem na Casa cumprindo a Lei maior que é a Constituição federal, disse que eles têm o direito de falar realmente de expressar os seus pensamentos, mas falou que o a que esta acontecendo é um cerceamento dos seus direitos.  Disse que já foi cerceado no artigo 147, que já foi cerceado no artigo 139, e que agora por outro vereador que se passou por presidente da Casa. Falou que respeita muito os vereadores, mas falou que isto não pode acontecer, dirigiu-se ao senhor Presidente.  Disse que é contrário realmente a votação. PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que o vereador Almir com base no artigo 155, dirigiu-se aos senhores vereadores dizendo que em qualquer fase da Sessão, poderá o vereador pedir pela Ordem, e que foi o que o vereador Almir pediu, e que o vereador solicitou providencias quanto ao andamento da Sessão.  Disse que é isso que ele entende que o vereador João Almir Troyner quis falar. VEREADOR LAUDI CARLOS DE SANTI -Disse que só por uma questão de esclarecimento, falou que quando ele fez o pedido, para que fossem dispensados os interstícios e que fosse colocado na Ordem do Dia,falou que se referiu ao artigo 136 , inciso quarto. Falou que o vereador pode fazer verbalmente o pedido e falou que foi o que ele fez, e que agora esta sendo analisado pelos senhores vereadores. Disse que só para esclarecer, que foi solicitado o artigo 136 inciso quarto onde lhe garante este direito de fazer a solicitação verbal. VEREADOR ARTUR CARLOS DOS SANTOS -Disse que pelo pedido de urgência para que seja colocado na votação da Ordem do Dia, falou que tem de ser contra. Disse que tem vários Projetos que estão na Casa e que não andam, citou o Ficha Limpa que é contra o Executivo, e falou que é no Executivo que tem de ser feita a fiscalização e que o presidente Oliveira não tira da gaveta, falou que tem o Food Truck que também não vai, e que o pedido para ser colocado na Ordem do Dia que ele tem de ser contra. Disse que tem de explicar que quando o Regimento é contra a oposição, que o senhor Presidente Oliveira segue ao pé da risca e que os outros vereadores da base falam que o presidente não cita Regimento que o presidente Oliveira não cita nada. Disse que então ele é contra a colocação na Ordem do Dia. VEREADOR FABIO LUIZ CHAVES - Disse que ele dirigiu a sala para que fosse cortado o microfone porque tinha três vereadores falando ao mesmo tempo. Pediu perdão PR ter quebrado o Regimento, mas falou que por questão de respeito e falou que respeita todos os vereadores.  Disse que a duas semanas atrás estava tendo votação deste Projeto e que ele ia fazer uso da palavra e que os vereadores da oposição ficaram de frente e que não respeitaram nem a Casa, e que como agora veem falar de respeito. Disse que só queria que tivesse respeito, mas que na semana passada na semana retrasada não houve respeito nenhum pelos vereadores da oposição que saíram da bancada e que ficaram fazendo motim na frente da Mesa, e que foi incentivado o povo a fazer griteiro na Sessão e que lês não puderam trabalhar. E falou que agora disseram que tem três quatro presidentes. Agradeceu. VEREADORA MARIA DA SILVA BATISTA - VEREADOR ITAMAR – perguntou onde diz que o segundo secretário pode cortar o microfone. VEREADORA MARIA – disse que é lamentável, falou que no sábado pela manhã estar na Casa, e falou que é contra o pedido do vereador Líder da prefeita, falou que o Líder citou um pedaço, e que o senhor Edilson mais um e que o senhor presidente continuou. Falou que é totalmente contra, falou que eles têm de ser transparentes.  Disse que é contra o pedido do Líder da Prefeita. VEREADOR PRESIDENTE MORDECAI MAGALHÃES OLIVEIRA - Perguntou se tem mais alguém para se pronunciar, e que então será colocado em votação o pedido do vereador Laudi. Disse que esta votação vai ser feita nominalmente. Falou que começaram novamente com o vereador Raul Chaves.  VEREADOR RAUL CHAVES – votou a favor. VEREADOR LAUDI CARLOS DE SANTI – disse que muito a favor. VEREADOR JUAREZ SERAFIM TEMOTEO – votou a favor. VEREADOR ITAMAR – votou contra.VEREADORA ANA MARIA – votou a favor. VEREADOR MAURICIO LENSE – votou contra o Requerimento.  VEREADORA MARIA DA SILVA BATISTA – votou totalmente contra.  VEREADOR JOÃO ALMIR TROYNER – votou a favor. VEREADORA CATIA REGINA SILVANO -votou a favor. VEREADOR ARTUR CARLOS DOS SANTOS – votou contra VEREADOR SERGIO ALVES BRAGA – votou a favor. VEREADOR FABIO LUIZ CHAVES – votou favorável. PRESIDENTEOLIVEIRA – falou que quando disse aprovado, é porque já tinham votado  seis vereadores e que já era o suficiente. Falou que será invocado novamente o Regimento Interno e que fica suspensa a Sessão por trinta minutos e designou para que a Comissão faça uma análise, designou o vereador Sergio Alves Braga para ser o relator oficial da matéria. EM VOTAÇÃO O PEDIDO DO VEREADOR feito com votação nominal, votaram favoráveis ao pedido para a Ordem do Dia os Vereadores: Raul Chaves, Laudi Carlos de Santi, Juarez Serafim Temoteo, Ana Maria Correa da Silva, João Almir Troyner, Catia Regina Silvano, Sergio Alves Braga e Fabio Luiz Chaves. Votaram contrários os vereadores: Itamar Cidral da Silveira Junior, Mauricio Lense, Maria da Silva Batista e Artur Carlos dos Santos – APROVADO PARA A ORDEM DO DIA com 08(oito) votos favoráveis e (04) votos contrários. ----------------------

Como o Projeto ainda não contava com pareceres o Presidente determinou que o Vereador Sergio Alves Braga fosse designado relator especial para elaborar o Parecer. O Presidente interrompeu a Sessão pelo tempo de trinta minutos para que fosse feito o parecer conforme determina o artigo n° 138 do Regimento Interno da Câmara Municipal de Guaratuba. ---------------Decorrido o prazo estabelecido foi apresentado o Parecer. --------------------------------------------------Parecer Favoravel do Relator Especial designado Vereador Sergio Alves Braga sobre o Projeto de Lei n° 1.408 – Autoriza o Poder Executivo Municipal a contratar operações de crédito com a Agência de Fomento do Paraná S. A. – EM DISCUSSÃO O PARECER FAVORAVEL– VEREADOR ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR - Disse que vai tratar apenas da base legal e que não vai pedir tempo para que possam seguir o trabalho. Falou que o relator especial disse que tratasse de Projeto de Lei perfeitamente Legal, Constitucional e que foram atendidos todos os requisitos conforme certidão 142 de dois mil e dezesseis, do Tribunal de Contas do Estado do Paraná.  Citou a declaração da capacidade de endividamento que esta devidamente assinada pela digníssima prefeita municipal Evani Cordeiro Justus, e que teve o parecer favorável pela comissão de finanças e Orçamento. Dirigiu-se ao senhor Presidente, perguntou se o relator especial da Comissão teve a atenção em entender o que ele (vereador Itamar) disse que a própria Prefeita esta assinando a Certidão, perguntou se não seria os técnicos da contabilidade, citou o senhor Joelson, a senhora Maricel, perguntou se não seria este corpo técnico que tantas  vezes veio até a Casa, para explicar o que poderia e o que não poderia, falou que agora nesse  momento que é a própria prefeita que  o faz. Falou que então para ele que isso no mínimo foge a toda a regra do que a prefeita fez durante os três anos de mandato dela. Falou que sempre foi com o Joelson e que sempre foi com a Maricel. Falou que sempre foi assinado pela contabilidade, e em documentos públicos e assinado pelo corpo técnico. Falou que desta vez o corpo técnico não assina e que quem assina é a senhora Prefeita.  Falou que a seu ver há uma interpretação bem clara de que eles não podem dar uma certidão para eles mesmos. Perguntou quem é a beneficiária que não escutou o corpo técnico. Falou que a própria Prefeita que esta utilizando e passando por cima do controle interno e da própria equipe técnica. Falou que neste conceito e que nesta base legal, disse que vai ser claro e transparente, disse não.VEREADOR PRESIDENTE MORDECAI MAGALHÁES OLIVEIRA - Perguntou quais os vereadores da situação que querem enviar voto favorável. Falou que seria um da oposição e um da situação. Falou que é o mesmo entendimento que foi feito na outra ao qual ele deixou o vereador Juarez de fora, deu três minutos para o vereador Maurício. VEREADOR MAURICIO LENSE – disse que ele será rápido, disse que está escrito que o endividamento assinado pela excelentíssima Prefeita municipal Evani Cordeiro Justus, e parecer favorável da Comissão de Finançase Orçamento, falou que depois veio um parecer da Comissão de Finanças e Orçamento do Projeto de Lei 1408, Leu “ Câmara Municipal de Guaratuba 28 de abril de 2016”, falou que se o pedido de vistas do vereador Itamar foi negado na Casa porque não tinha sido dado entrada ao projeto na Casa. Perguntou como a Comissão estava fazendo a análise do parecer sem o Projeto ter sido dado a entrada na Casa, que foi feito no dia 28 de abril. Pediu que ficasse registrado em Ata, que o parecer foi feito validando o questionamento do vereador Itamar do pedido de vistas.  VEREADOR SERGIO ALVES BRAGA – questão de ordem, perguntou qual é o parecer que o vereador Maurício esta se referindo, VEREADOR MAURICIO LENSE – respondeu que o parecer que lhe foi entregue e que esta em suas mãos. VEREADOR SERGIO ALVES BRAGA – disse ao vereador Maurício Lense só para ter ciência que ele recebeu o Projeto e que todos os vereadores também receberam, na quinta feira que passou, falou que tem um parecer que vai ser lido da Comissão de Finanças e Orçamento, falou que na sexta feira que já foi dado o parecer e que vai ser lido antes da votação como manda o Regimento. VEREADOR MAURICIO LENSE – disse que então o Projeto já estava na Casa, e que ele esta dizendo que esta validando o pedido de vistas do vereador Itamar. VEREADOR SERGIO ALVES BRAGA – disse que na realidade o que mudou só foi o valor. E que o vereador Mauricio sabe disso. Falou que o teor do Projeto não mudou em nada. PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que só por uma Questão de Ordem que a palavra é do vereador Maurício, que foi interpelado o vereador da Comissão. VEREADOR MAURÍCIO LENSE – disse que só tinha este questionamento porque este documento valida o pedido do vereador Itamar. PRESIDENTE OLIVEIRA – diz que o artigo 154, e que volta a invocar o artigo 154, VEREADOR MAURICIO LENSE– disse que o Projeto já estava na Casa e que já estavam dando o parecer. PRESIDENTE OLIVEIRA- disse que volta a invocar o artigo 154, e pediu que os senhores vereadores tomassem a atenção, “cabe ao presidente resolver soberanamente as Questões de Ordem, não sendo licito qualquer vereador opor-se a decisão ou criticar na Sessão que foi requerida, Parágrafo primeiro cabe aos vereadores requererem o recurso da decisão da presidência a Comissão de Justiça e Redação, cujo parecer será submetido à Sessão no Plenário”. Disse que continua em discussão, perguntou se tem mais alguém para discutir, que tem três minutos para cada vereador conforme o regimento. Disse que não entendeu a questão de Ordem do vereador Itamar, pediu que fosse liberado o microfone do vereador Itamar. VEREADOR ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR – disse que quando o senhor Presidente Oliveira disse que o vereador não pode as vistas no 139. PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que é matéria vencida, e falou que é uma nova Questão de Ordem e que o vereador esta voltando a concessão de vistas que já foi indeferida. VEREADOR ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR – disse que para encaminhar falou ao senhor Presidente que quando não foi aceito porque o senhor presidente tinha o entendimento de urgência, mas que o 138 diz, falou que o senhor presidente se atropelou mais uma vez. Leu o 138 “concedida a urgência para o Projeto que não conte com o parecer”, falou que o Projeto que já continha o parecer desde o dia 28 de abril, e falou que está assinado pelo vereador Sergio. Alves Braga, Juarez Serafim Temóteo, e Catia Regina Silvano, no dia 28 na Câmara Municipal. Falou que continha e perguntou por que toda esta sessão, e que o senhor Presidente invocou o 136, falou que estava dizendo que só era para este artigo se não tivesse.  PRESIDENTEOLIVEIRA – disse que não tinha o parecer em mãos, falou que VEREADOR ITAMAR CIDRAL DA SIILVEIRA JUNIOR - perguntou se o parecer apareceu depois ao senhor presidente. PRESIDENTE OLIVEIRA - disse que o parecer acabou de ser lido e que está sendo colocado em votação. Falou que não vai discutir, porque não cabe esta discussão, disse que continua e que está discutindo o primeiro parecer, colocou em votação e perguntou aos que forem favoráveis. Pediu que fosse feito voto nominal, VEREADOR RAUL CHAVES -a favor. VEREADOR ITAMAR CIDRAL DASILVEIRA JUNIOR – contra, VEREADOR LAUDI CARLOS DE SANTI– favorável, VEREADORA ANA MARIA CORREA – favorável. VEREADOR FABIO CHAVES – favorável. VEREADOR SERGIO ALVES BRAGA – favorável VEREADOR MAURÍCIO LENSE - contra VEREADORA MARIA DA SILVA BATISTA – contra. VEREADOR ALMIR TROYNER – favorável. VEREADORA CATIA REGINA - favorável. VEREADOR ARTUR – contra. PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que novamente por oito a quatro que ESTÁ APROVADO O PARECER DO RELATOR ESPECIAL. O Presidente da Comissão de Finanças e Orçamento vereador Sergio Alves Braga apresentou também o parecer da Comissão de Finanças e Orçamento. Passou para o parecer da Comissão de Finanças e Orçamento do Projeto de Lei 1408 que autoriza o Poder Executivo a contratar a Operação de crédito com a Agância de Fomento Paraná S/A. O Presidente voltou a citar que o parecer chegou a Mesa neste momento. EM DISCUSSÃO O PARECER - ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR – Disse que lamentavelmente a presidência, toma atitudes sem ordem cronologia. Falou que é bem tranquilo de entender que se eles tinham um parecer no dia 28 de abril, e que se o Regimento interno fala que todos os assuntos de caráter financeiro que deveriam receber Parecer, disse que este parecer obviamente que apareceu neste momento, disse que tira a legitimidade do próprio vereador Sergio Alves Braga que foi relator especial a minutos atrás. Falou que quando o artigo 138 diz, que “só vai para a relatoria especial aqueles que não existir parecer”, disse que se existia parecer, falou que não entende e que vai sair do Plenário sem compreender aos presentes e aos que lhe assistem. Falou que se existia parecer, perguntou por que outro parecer, disse que todos devem receber, e que se todos deveriam receber perguntou o porque que foi aceito o artigo 136 que diz que quebraria o interstício e que seria incluído direto na Ordem do Dia. Falou que é obviamente uma salada de frutas, a título de conseguir o que querem. Falou que obviamente que a maioria vence, e que faz parte da democracia. Falou que para tudo tem de ter lógica, e que para tudo tem de ter decência. Disse que o procedimento do processo Legislativo, no mínimo segue em ordem cronológica. Falou que se o 136 já dizia que ia direto para a Ordem do dia, falou que agora apareceram o 1408, perguntou porque o cento e trinta não foi atendido, perguntou porque, disse que é porque vem do vereador Itamar Junior , porque parte da oposição,  e falou que assim sempre nada vai prosperar quando fuja do interesse do puxadinho. Disse que é lamentável, o que vem acontecendo na Câmara dos Vereadores. Falou que a título de esclarecimento, que ele acompanhou e que não quer em momento algum criticar e que muito menos, utilizar para tanto, falou que quer simplesmente dizer que a Câmara dos Vereadores de Guaratuba, o colegiado não pode se diminuir. Falou que o colegiado tem de mostrar para que viesse, e disse que é parte e que é voto vencido, mas falou que salada de fruta, falou que pegar parecer antes e que aparecer depois, e documento que vem e documento que volta, falou que é absolutamente contra e falou que é lamentável que isto esta acontecendo no município de Guaratuba em véspera de eleição. VEREADOR LAUDI CARLOS DE SANTI – Disse que fica muito a vontade para falar do Projeto que é de suma importância para o município. Falou que foi obedecido todos os requisitos e que tramitou na Casa dentro da legalidade, disse que não há nada que impeça, e que tudo foi feito dentro dos conformes. Falou que não há nada que desabone o senhor presidente. Falou que tem de ser relembrado que os quatro milhões e setecentos, e comentou o que o vereador Fabio Chaves falou que tinha de ser dez. falou que já tem fora os quatro milhões e setecentos que esta sendo aprovado neste dia, mais cinco milhões que já foram liberados, pelo governo e que de graça para o município. Disse para as pessoas verem o montante e a quantidade de asfalto que vai ser feito na cidade de Guaratuba.  Falou que Guaratuba a merece este Projeto, e que o cidadão e a cidadã de Guaratuba merecem serem contemplados, falou que Guaratuba merece crescer e melhorar, e prosperar, falou que por isso ele é cem por cento a favorável. VEREADOR MAURICIO LENSE – Falou que continua com o seu posicionamento quanto ao parecer, e falou que conforme foi relatado pelo próprio vereador da Comissão de finanças e Orçamento, falou que o parecer é o mesmo que foi feito para o Projeto 1407 e que somente foi adaptado ao 1408 e que isso foi dito na Casa. Disse que contrariando o que o senhor Presidente disse que entrou na Casa neste dia, falou que foi realmente feito no dia 28 de abril.  Falou que o parecer já estava pronto desde a quinta feira que passou. Disse que realmente isso só vem a validar o questionamento do vereador Itamar. Falou que não estão questionando o direito a ter asfalto ou a não ter asfalto. Disse que está questionando o direito dos vereadores, de terem o seu Regimento sendo cumprido. Disse que quer que o regimento seja cumprido, que tenham tempo para analise e que eles querem tempo para avaliar o quanto eles vão pagar de juro, e onde é que vai ser feito o asfalto e qual a qualidade que vai ser utilizada no material do asfalto, falou que é este questionamento que eles querem fazer. Falou que para isto eles precisam de tempo para pedir certidões, Falou que este é um direito do vereador. De poder estar fiscalizando, Disse que não é só fiscalizar depois, falou que tem de fiscalizar antes de acontecer. Falou que é por isso que ele é contrário a este parecer. VEREADOR JOÃO ALMIR TROYNER – Disse que não quer fulanizar ninguém, voltou a dizer que é contra os comentários ofensivos, e que não é bom para a democracia, e que principalmente quando se usa achincalhar ou a ironia, disse que quer rememorar mais uma vez na Casa, disse que quando se votou aumentou ou se apresentou um projeto para ser votado o aumento de IPTU na Casa, disse que não tiveram discussões tão calorosas como a que esta acontecendo agora, e que é par autorizarem a pavimentação de algumas ruas. Disse que não podem usar o mesmo elixir para as mesmas dores. Disse que isso é muito claro. Mas falou que tem de ser analisadas, que eles estão discutindo a viabilidade de se trazer mais conforto par as pessoas, pediu para que possam futuramente ter mais asfaltos, e terem noventa, cem por cento de Guaratuba asfaltado. Disse que é este o sonho de todo o morador, e falou que tem certeza que é o sonho dos vereadores, mas falou que estão discutindo e que estão indo para um lado do prenuncio de uma campanha eleitoral. Falou que com isso quem acaba perdendo é o povo. Falou para que entendam que o povo é como um crime que acontece, disse que se registra a queixa na delegacia de policia, falou que para a vitima não interessa se é a policia civil ou se é a policia militar que vai prender. Disse que para a vitima interessa que o problema seja resolvido. Falou que as discussões acaloradas, e que deixam o debate para o embate, disse que acabam fazendo com que as próprias pessoas não saibam em quem acreditar. Disse que estão acostumados a votar os pareceres, falou que já tiveram no aumento do IPTU, uma Comissão especial também. Disse que todos entenderam e que uns foram a favor e que outros foram contra, mas falou que vivem em uma democracia. Falou que todos têm de entender que hoje na Casa, esta sendo respeitado o direito das pessoas, falou que quem quer aplaudir ou ovacionar que pode, e quem quiser vaiar que pode. Falou que não estão impedindo ninguém porque vivem na democracia. Disse que a democracia nada mais é do que os vereadores se voltarem para ajudar o povo. Pediu para tentarem fazer com que as pessoas sejam beneficiadas neste momento, e que ele vai torcer para que outras pessoas se beneficiem também deste mesmo argumento. Que é a pavimentação das ruas. Disse que já falou e que volta a falar, que o custo benefício é muito importante que seja analisado neste momento. Comentou que quanto vai ser gasto a menos na manutenção das ruas e que principalmente das ruas que forem asfaltadas e quanto vão poder investir nas ruas que não foram ainda asfaltadas. Disse que podem apresentar novos projetos, novas ideias e indicações, para que possam sim ajudar o povo, falou que essa é a função dos vereadores. Falou que se lês tiveram que vir a Casa, dirigiu-se ao senhor presidente, na segunda, terça, quarta, quinta, sexta, sábado e domingo, disse que viram. Falou que ganham e que recebem para isso. Falou que o lugar do vereador é vir na Câmara e que os seus patrões são o povo e que eles tem de trabalhar por eles. VEREADORA MARIA DA SILVA BATISTA - Disse que primeiro ela vai citar alguma coisa, disse que pela Carreira Pública que não saiu, pelo terminal pesqueiro, pelas suas ruas do Coroados, pelas suas ruas da Barra do Saí, Nereidas, Brejatuba, Vila esperança, pelo Posto de saúde do Coroado que só veio para a Casa e que ficou só na saudade. Disse que por todas as coisas que não aconteceram e pelo asfalto que em quatro meses não vai sair. Disse que o seu voto é não. VEREADOR SERGIO ALVES BRAGA - Disse que não vê nada demais em querer seguir o Regimento da Casa. Falou que recebeu o Projeto de Lei no dia 28 de abril, falou que se ele quiser o seu relatório no dia 28 pela noite, disse que vai entregar. Falou que se ele quiser entregar o relatório no dia 29, ou no sábado ou no domingo, disse que vai fazer assim. Disse que foi assim como muitos projetos que foram pedido vistas na casa, que foram entregues durante a Sessão. Perguntou qual é o mal, disse que está no regimento isso. Falou que seria ruim se ele assinasse com data do dia 27 e que poderia errar e colocar dia 27, mas falou que o teor do relatório, é o mesmo e que é para o bem de Guaratuba. Disse que uma das poucas cidades no Paraná que tem a capacidade de endividamento, falou que o deputado Nelson Justus faz das tripas o coração para trazer recursos, disse que o deputado consegue, pediu respeito a plateia que respeita a todos e que gostaria de ter o mesmo respeito também, falou as pessoas que todos tem o mesmo direito de opinar a favor ou contra, mas pediu por favor que haja respeito. Disse que Guaratuba esta sendo favorecida, e que muitas pessoas que vão ser favorecidas com o asfalto, disse que vão deixar jogar pela janela quatro milhões e setecentos mil em uma crise em que se encontra o país, falou que esta faltando dinheiro e que tem prefeitura fechando, quebrando que não podem pagar o décimo terceiro, que as prefeituras não estão conseguindo honrar os seus compromissos com os funcionários públicos. Disse que o deputado Nelson Justus ganha do Governador pela força que ele tem junto ao governo do estado, e que consegue quatro milhões e setecentos mil, disse que este dinheiro vai favorecer não a ele, e nem os vereadores da casa, disse que vai favorecer ao contribuinte, que tem residência em Guaratuba, ao turista que vem para Guaratuba que vai andar em cima de asfalto e que não vai andar em buracos, que existe tanta reclamação na Casa, Disse que vê uma situação, falou que é triste falou que a Prefeitura na realidade é uma empresa, falou que vai passar para o outro prefeito assumir a dívida, perguntou quantos prefeitos atrás, e comentou que ele já está na Casa a vinte e três anos e que sabe que os prefeitos assumiram dividas dos outros prefeitos, mas que foi construído obras na cidade, citou colégios, ginásios de esportes, asfaltos, bloquetes, escolas e que um monte de coisas. Falou que vai deixar que a prefeita municipal fale ao deputado que não quer os quatro milhões e setecentos, falou para pensarem em ser Guaratubanos, falou que são quatro milhões e setecentos e que a força da Casa, e que tem de ser fiscalizado mesmo e que os vereadores estão na Casa para isso. Falou que não é só os vereadores da oposição, falou que os outros também vão fiscalizar. Falou que é praticamente verba carimbada, que se for para fazer dez quilômetros que antes de ser pago que vai ser medido e que dai é pago aquela parte, falou que a parcela foi feita em dois mil e quinze, pediu pelo amor de Deus para pensarem em Guaratuba, para esquecerem partidos políticos, e que a sigla partidária deles é Guaratuba. Parabenizou o deputado Nelson Justus, parabenizou a prefeita municipal, VEREADOR PRESIDENTE MORDECAI MAGALHÃES OLIVEIRA – Passou pela votação do Parecer da Comissão de Finanças e Orçamento. Falou que a votação será nominal conforme o pedido do vereador Artur Carlos dos Santos. Começo pelo vereador RAUL CHAVES que votou favorável, VEREADOR LAUDI CARLOS DE SANTI – votou favorável. VEREADOR JUAREZ SERAFIM TEMOTEO – votou favorável, VEREADOR ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR – Votou contra. VEREADORA ANA MARIA CORREA – disse que é cem por cento favorável. VEREADOR ARTUR CARLOS DOS SANTOS – votou contra. VEREADORA CATIA REGENA SILVANO – votou favorável.  EM VOTAÇÃO O PARECER FAVORAVEL feito com votação nominal. Votaram favoráveis ao parecer os Vereadores: Raul Chaves, Laudi Carlos de Santi, Juarez Serafim Temoteo, Ana Maria Correa da Silva, João Almir Troyner, Catia Regina Silvano, Sergio Alves Braga e Fabio Luiz Chaves. Votaram contrários ao parecer os vereadores: Itamar Cidral da Silveira Junior, Mauricio Lense, Maria da Silva Batista e Artur Carlos dos Santos - APROVADO O PARECER DA COPMISSÃO DE FINANÇAS E ORÇAMENTO com 08(oito) votos favoráveis e (04) votos contrários. ----------------------------------------------------------------------------------------------------

ORDEM DO DIA – -------------------------------------------------------------------------------------------------------Projeto de Lei n° 1.408 – Autoriza o Poder Executivo Municipal a contratar operações de crédito com a Agência de Fomento do Paraná S. A. EM PRIMEIRA DISCUSSÃO O PROJETO DE LEI – o VEREADOR JOÃO ALMIR TROYNER- disse que gostaria de justificar o seu voto, falou que no dia anterior eles receberam em Guaratuba o secretário de Estadual de Infra Estrutura senhor Peter Richa que liberou cinco milhões que também é para ser investido em pavimentações, em Guaratuba, falou que eles não estão discutindo os quatro milhões e setecentos. Falou que são nove milhões e setecentos que virão, e falou que os cinco milhões é de Fundo Perdido. Disse que então ele vota favorável com toda a certeza. VEREADORA MARIA DA SILVA BATISTA – falou que pelo aconteceu, e pelo Hospital que não aconteceu, disse que o seu voto é não. VEREADOR MAURÍCIO LENSE – Falou que foi citado o Projeto do IPTU, disse que na época o Projeto não foi tão discutido porque tiveram apenas dois votos contrários que foi o voto dele e do vereador Artur. Falou que graças a isso e que a ação dos vereadores, que eles conseguiram, e se não fosse isso que todos estariam pagando uma fortuna de IPTU e que por isso ele se sente no direito e a responsabilidade, falou que se existe cinco milhões a Fundo Perdido, perguntou porque vão endividar ainda mais o município de quarenta e quatro para quarenta e nove milhões, disse que é contrário ao senhor presidente. Pediu ao vereador Sergio Alves Braga para que desse o resultado. O Presidente falou que com oito votos a favor e quatro contra, que está aprovado o Parecer da Comissão, pediu perdão dizendo que esqueceu do vereador Fábio Luiz Chaves, e o vereador Sergio. Disse que já foi pedido e já foi votado para ir para a Ordem do Dia. O Vereador Mauricio Lense pediu que o Projeto fosse aprovado artigo por artigo. VEREADOR ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR – Disse que convalida o que boa parte do que as pessoas estão dizendo na Sessão neste dia. Falou que o vereador tem de trabalhar, mas falou que não entende por que não querem considerar  que a Sessão se estenda dando publicidade em artigo por artigo na Sessão, Falou que tem vereadores que não querem, e que citam usando do passado que foi-se quase que sugestivamente aprovado na Casa o IPTU, falou que a mesma pessoa que agora quer empréstimo, disse que é a prefeita Evani Cordeiro Justus, falou que era a mesma prefeita e que não tinha outra prefeita, falou que se ela estava errada naquele momento, falou que ela continua errada e que não tem dois juízo, e que a prefeita queria extorquir apressar, apertar  o que for a população através de tributos, falou que mal intencionada era a prefeita, e não ele (vereador Itamar), falou que ele naquele momento, que sobrou um triste serviço para ele, que foi a cargo do presidente Oliveira, que deveria dizer se era legal ou não, mas falou que tudo bem e que devem ir aos fatos, disse que estão falando neste dia de empréstimos, e que é empréstimos sem precedentes, e que é um cheque em branco, perguntou porque cheque em branco e explicou, que em um dos artigo que a está tranquilo, para o Banco Fomento S/A, para ir buscar o recurso, falou que não quer dizer que o Banco tenha o dinheiro para ser emprestado. Falou que o deputado está dizendo que tem cinco milhões de reais a Fundo Perdido, disse que este não foi informado para a Casa. Disse que quer ver e que quer agradecer ao deputado Nelson Justus, pelos cinco milhões de Fundo Perdido. E disse que isso ele não tem problema algum em fazer isto em Plenário, mas falou que empréstimo em cheque em branco, falou que é tão ruim quanto aumentar IPTU. Disse que obviamente é a mesma pessoa que está tentando fazer, disse que é a Senhora Evani Cordeiro Justus, e que vão tomar dinheiro emprestado, para fazer obra e que vão pegar IPTU e aumentar para pegar e fazer obra. Falou que o detalhe neste sentido todo, que se a prefeita tenta reajusta a Planta Genérica de valor e que isto os vereadores da base da prefeita que não queriam votar, disse que a prefeita tinha suficiência de caixa para fazer neste dia, e que não cobraria de pobres, falou que o Projeto da prefeita Evani dizia, que era para cobrar de ricos. Perguntou porque os vereadores da base vão mudar o discurso agora, perguntou se a prefeita Evani virou boazinha, disse que estão todos no plenário, e que os CC que ajudaram, diziam que a planta genérica de valor era para cobrar de ricos e não de pobres, e falou que agora é empréstimo para todo mundo pagar, os ricos e os pobres, e que então ele é contra. VEREADOR LAUDI CARLOS DE SANTI -  Falou que acha que tem alguma coisa quando se fala em relação ao Projeto 1408, disse que nenhum cidadão vai receber um carnê em casa para pagar o asfalto. Falou que é para ficar bem explicado, e que o munícipe vai ser beneficiado sem arcar e pagar carnezinho. Disse que o cidadão vai receber o asfalto, em frente de casa e que os imóvel vai ser valorizado, e que Guaratuba não precisa ficar enfrentando picuinhas, valor que o valor é perfeitamente legal, e que está agregado a mais cinco milhões que já está disponível para Guaratuba, gratuitamente, disse que não adianta distorcer as coisas. Falou que ninguém vai receber carnezinho, para pagar o asfalto que vai passar em frente as casas. Disse que fica abismado porque tem vereador pedindo asfalto, nas ruas e nos bairros, e que estes vereadores vem no Plenário e votam contra o asfalto. Disse que é inadmissível, e que o vereador tem asfalto em frente de casa e que os outros não precisam. Falou que é uma coisa muito salutar para ser discutido, e que o cidadão Guaratubano e a cidadã Guaratubana, que merecem saber a verdade, e não uma mentira distorcida. Disse que todos querem ser beneficiados com o asfalto, e que todo mundo quer. Falou que é logico que Guaratuba não pode fazer asfalto, e que votam contra o asfalto, contra o hospital e que quanto pior melhor, e que ele tem a impressão que é desta forma que tem de ser, dirigiu-se ao senhor presidente Oliveira. Disse que não vai ser assim, e que vão bater sempre na mesma tecla e que é para frente que se anda, disse que avante Guaratuba sempre. Agradeceu. VEREADORA MARIA DA SILVA BATISTA – Disse que é a favor da cidade de Guaratuba, pelo progresso, disse que é contra a mentira, disse que desde quando o povo e eles vereadores acreditam que em quatro meses vão fazer asfalto na cidade. Disse para serem realistas, e falou que tanta coisa que não aconteceu, citou a carreira pública, o hospital, o Posto de saúde do Coroados, falou que na prefeitura tem um Projeto desde 2009 engavetado e que este projeto é para asfaltar a rua Santa Catarina, e que ela nunca veio ao plenário para exigir asfalto. Disse que o seu voto é contra o Projeto. PRESIDENTE OLIVEIRA pediu para a vereadores que sempre que fizerem o pronunciamento que o fizessem virado para a Mesa. VEREADOR JOÃO ALMIR TROYNER – Disse que fica feliz e que até comovido, porque ele vê o reconhecimento da Casa ao Deputado Nelson Justus, falou que os cinco milhões, que estava presente, e que o vereador Fabio Chaves, vereador Raul Chaves, Vereadora Ana Maria, Vereadora Catia Regina Silvano, quando o secretario e disse que inclusive, esta autorização também estava assinado pelo Secretário Ratinho Junior, disse que devem agradecer e que ele fica muito feliz. Disse que ainda não entendeu, o que quer dizer o puxadinho, falou que o puxadinho existe desde que eles entraram dentro da Casa em 2013, falou que sempre ele ouviu palavras elogiosas a todos do Executivo, falou que não está mudando de posição, disse que sempre falou que isto e que vai continuar falando. Disse que quando estiveram na Casa em 2013, e 2014 que ele ouvia elogios muito importantes por parte de alguns nobres colegas, disse que não estão pedindo nenhum Projeto faraônico, com este dinheiro, falou que não estão pedindo para fazer um busto para homenagear, disse que estão tentando fazer com que se aprove um Projeto para ser liberado um valor para ajudar o povo naquilo que o povo mais precisa. Disse que é ter o asfalto na frente da casa, de ter o calçamento na frente da casa, falou que quer com todo o respeito, ele falou que não se deve ficar falando em puxadinho na Casa, disse que não se deve, porque se falarem em puxadinho que tem de ser lembrado do passado, e que eles não estão neste dia vivendo do passado e sim do presente e do futuro e que pensando em usar os presságios sempre, e que é pensar no futuro e responder aos eleitores. Disse que então para ficar bem claro que eles discutiram um Projeto que ira beneficiar o povo, que o povo em que toda a semana eles estão pedindo para ajudar e falou que quando eles ajudarem essas pessoas levando através do Projeto e de mais cinco milhões que foram entregues no dia anterior, pelo Governador Beto Richa através do secretário Pepe Richa, falou que vão beneficiar quantas e quantas pessoas, disse que a ironia e achincalhe não faz parte da Casa. Falou para se olharem uns aos outros, e para torcerem para o bem de Guaratuba, disse que é isso que eles na Casa hoje e que ele volta a rememorar mais uma vez que quem paga os seus salários é o povo, e que é pelo povo que ele tem de brigar, disse que é com o povo, pelo povo, e sempre pelo povo. VEREADOR MAURICIO LENSE – Disse que obviamente quando se faz um empréstimo, que em seguida recebem um carnê, falou que quando um município faz um empréstimo, disse que é claro que o contribuinte não recebe um carnezinho, mas falou que o contribuinte paga porque falou que no dia anterior uma senhora caiu e que se machucou e quebrou um braço e que não tinha nenhuma ambulância para levar esta senhora para Paranaguá, disse que a mulher teve que esperar terminar o desfile, falou que um Orçamento de cento e vinte milhões, e que foi inaugurado duas obras, disse que uma foi a que o estado fez e a outra foi uma reforma, comentou sobre o ginásio de esportes, sobre a situação do ginásio de esportes de Guaratuba, falou que não existe ginásio de esportes funcionando, disse que o povo paga pela má administração, disse que tem contas da prefeitura que ele sabe que não estão sendo pagas, mas que não apareceram ainda. Disse que na Casa foi falado do Projeto do Hospital, dizendo que eles foram contra perguntou onde está na Ata dizendo que eles foram contra ao Projeto final do Hospital. Perguntou onde está, e pediu para mostrarem na Ata. Disse que o povo acaba pagando um preço, e que esse preço pode não vir em um carnezinho, mas que aparece, e que o povo sofre porque o povo pode asfalto para chegar no pronto socorro, mas que chega no pronto socorro e não tem médico para atender. Disse que não tem um Cardiologista para atender, falou que este é o problema. Falou que existem urgências maiores para serem feitas na cidade, mas falou que não dão muitos votos porque não aparecem, falou que o Projeto do asfalto, que é simplesmente um interesse, e disse que todo mundo sabe qual é. Falou que por isso ele é contra. VEREADOR JUAREZ SERAFIM TEMOTEO – Disse que acha engraçado, que teve vereador dentro da Casa, que teve três anos pedindo por asfalto em frente ao comércio deste vereador, falou que o asfaltamento em frente o comércio deste vereador saiu, mas falou que só quando saiu este asfaltamento que o vereador como costuma fiscalizar tudo, disse que em frente ao comércio deste vereador tinha uma boca de lobo, falou que se fosse ele que tivesse uma boca de lobo em frente à sua casa, que pediria para não passarem o asfalto porque iria tampar a boca de lobo, falou que o vereador deixou tampar a bica de lobo e que na segunda feira este vereador vai reclamar. Falou que não tem nada que satisfaça este parlamentar. Disse que se o próprio vereador deixou tamparem a boca de lobo, com asfalto e que depois veio em Plenário para reclamar, disse que podem colocar brilhantes na rua, que este parlamentar que deixou tampar a boca de lobo, que vai ser contra. VEREADOR ARTUR CARLOS DOS SANTOS – Disse que também entende que tem algumas coisas na Casa que se passa. Falou que não são contra o progresso, falou que estão tentando entender o empréstimo encima da hora, falou que tem algumas coisas que acontecem e que a rua do vereador com certeza fiscalizou, mas que o vereador não pode ir interpor com o operário, e que é na Casa que é o lugar para fiscalizar, disse que várias vezes foi trazido defeitos nas das pavimentações da Orla e de outros problemas, falou que algumas coisas acontecem na Casa que eles não conseguem definir por palavras, e que é complicado mesmo. Disse que agora tem quatro milhões e setecentos para pavimentação, e agradeceu ao vereador Maurício por lembrar que estão sem o Cardiologista, disse que perderam a pouco um amigo no bairro Coroados, por falta de uma especialização em Guaratuba. Disse que infelizmente o seu amigo veio a falecer, por falta de atendimento. E ele acredita que existe algumas prioridades em Guaratuba, falou que precisam do progresso e Guaratuba, mas que na medida que a população está carente. Disse que tem os Ginásios de esportes, que estão precários, e que é só ver o face book, boca no trombone, falou que tem várias ruas que foram pavimentadas, e que sumiu a pavimentação. Falou que ficam preocupados, e que não pode questionar um investimento com empréstimo de quatro milhões e setecentos, disse que não entende e que eles tem o direito de pedir vistas, falou que veio um requerimento com pedido de urgência, disse que tem de debater e conversar. Falou que ninguém está ofendendo ninguém e que estão falando que os vereadores estão se passando disse que não tem ninguém se passando, falou que estão usando o Regimento e que o Presidente Oliveira sabe que eles estão todos dentro do trâmite legal. Disse que não vê qual o problema para discutirem o Projeto item por item, Agradeceu. VEREADOR FABIO LUIZ CHAVES – Falou que o Projeto em questão o 1408, disse que aproveita a oportunidade da Sessão Extraordinária, e parabenizou a todas as pessoas, e todos e disse que sabe que um desfile não é fácil de se organizar, e todos os que estavam envolvidos no Projeto de educação. Parabenizou a todos. Falou que no dia anterior foi aniversário da cidade e que ele é nascido em 1973, e que é de Guaratuba, disse que também quer fazer um agradecimento, disse que respeitou todos os vereadores e que PRESIDENTE OLIVEIRA falou que entendeu que o vereador Fabio está fazendo um prenúncio, para depois encaminhar. Vereador Fabio Chaves – Disse que está se referindo ao 1408, disse que todos falaram sobre diferentes assuntos, disse que o vereador tinha que lhe respeitar porque ele está parabenizando a cidade que o vereador. PRESIDENTE OLIVEIRA pediu ao vereador Fabio Chaves que falasse somente sobre o assunto em pauta. VEREADOR FABIO CHAVES – disse que os vereadores deveriam somar com ele neste momento, de agradecimento a todos que estão envolvidos no Projeto, PRESIDENTE OLIVEIRA – pediu ao vereador Fabio Chaves que falasse sobre o Projeto 1408. VEREADOR FABIO CHAVES – disse que para finalizar, agradeceu a nível de estado o governador o deputado Nelson Justus que lhes deu um presentão, e a toda administração envolvida no Projeto 1408, falou que teve pessoas que ficaram noites e noites para que o Projeto 1408 chegasse para votação, dentro do prazo e a todos os vereadores que votaram a favor, e que deram este presente a Guaratuba. Agradeceu. -------------------------------------------------

VEREADOR MAURICIO LENSE            - conforme o artigo 141 do Regimento Interno, pediu para que fosse feita a votação artigo por artigo. O Presidente colocou em votação o pedido do vereador Mauricio Lense que foi rejeitado por 08(oito) votos contrários e 04(quatro) votos favoráveis. ------

VEREADOR PRESIDENTE MORDECAI MAGALHÃES OLIVEIRA – Disse que terminado o debate falaram quatro vereadores contra e quatro a favor, e que foi bem democrático, e que agora vai passar a primeira votação do Projeto de Lei 1.408. Colocou em primeira votação o Projeto de Lei n° 1.408. Falou que a votação seria nominal e convidou o Vereador Raul Chaves para votação do Projeto 1408. VEREADOR RAUL CHAVES – perguntou se não tem outro para descer a marreta em cima dele. Disse que é favorável ao projeto, falou que o asfalto é bem-vindo para Guaratuba. Perguntou ao senhor presidente Oliveira se ele prestou atenção ao que ele disse. Falou que é favorável sim. VEREADOR LAUDI CARLOS DESANTI – disse que é logico que ele é favorável, ao Projeto e ao Progresso de Guaratuba sempre. VEREADOR JUAREZ SERAFIM TEMOTEO – falou que é mil por cento a favor. VEREADOR ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR – disse que o seu voto é contra.  VEREADORA ANA MARIACORREA – disse que o seu voto é cem por cento favorável, falou que está do povo de Guaratuba, e não contra. VEREADOR MAURICIO LENSE – disse que vota contrário. VEREADORA MARIA DA SILVA BATISTA – perguntou se pode repetir alguma coisa, disse que é a favor do seu povo guaratubano, e que vai votar contra pela carreira pública que não saiu, pelo hospital que não saiu, pelo trapiche pesqueiro, pelas ruas do Coroados, Nereidas, e Vila esperança, pelos ginásios de esportes em situação precária, disse que é contra. VEREADORJOÃO ALMIR TROYNER – disse que pelo 245 anos de Guaratuba e por que paga os seus salários que é o povo, disse que é favorável com toda a certeza. VEREADORA CATIA REGINA SILVANO – disse que é favorável a este Projeto, disse que o que está valendo no Plenário neste dia, é o Projeto do asfalto e que não é a Carreira, que não é o IPTU, falou que não é nada disse, e pediu para que sejam objetivos e para votarem o que está valendo, disse que é favorável. VEREADOR ARTUR CARLOS DOS SANTOS – disse que vai ser objetivo, e que é contra o empréstimo. VEREADOR FABIO LUIZ CHAVES – disse que é a favor e que viva Guaratuba. VEREADOR SERGIO ALVES BRAGA – disse que é favorável. PRESIDENTE OLIVEIRA disse que são quatro votos contra e oito favorável. Continuando em EM PRIMEIRA VOTAÇÃO O PROJETO DE LEI que foi feito com votação nominal, votaram favoráveis ao Projeto de Lei os Vereadores: Raul Chaves, Laudi Carlos de Santi, Juarez Serafim Temoteo, Ana Maria Correa da Silva, João Almir Troyner, Catia Regina Silvano, Sergio Alves Braga e Fabio Luiz Chaves. Votaram contrários ao Projeto de Lei os vereadores: Itamar Cidral da Silveira Junior, Mauricio Lense, Maria da Silva Batista e Artur Carlos dos Santos – APROVADO O PROJETO DE LEI N° 1.408 EM PRIMEIRA VOTAÇÃO com 08(oito) votos favoráveis e (04) votos contrários. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------

PALAVRA LIVRE - ------------------------------------------------------------------------------------------------------VEREADOR ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR - Disse que chegaram ao fim da Sessão as 12 horas e vinte e três minutos, falou que gostaria de deixar tranquilo, e que as pessoas que ainda os assistem, e disse que é a última vez que ele fala neste dia. Falou que 125 milhões de reais, é o orçamento geral da cidade. Falou que 16 milhões chegaram na Casa através da LOA para ser votado. Disse que votaram favorável aos 16 milhões de reais. Falou que tentaram na Câmara Municipal dos Vereadores, que tentaram a transparência, e que pediram que fosse votado artigo por artigo, disse que não conseguiram, disse que tentaram o pedido de vistas, e que não conseguiram. Disse que tentaram o artigo que não foi cumprido e que não conseguiram, disse que quem cabe salientar que quem trouxe a palavra puxadinho do Executivo, foi o vereador Fabio Chaves, falou que hoje é comum usar esta palavra, e quem trouxe foi vereador Fabio Chaves, Disse que foi governo, e que não é mais governo. Falou que quando foi governo, que teve cargos sim, mas disse que cargos e não fantasmas. Disse que foram cargos e que foram pessoas que colocaram as suas digitais e que trabalharam pelo governo. Perguntou porque que ele vereador Itamar e o governo romperam, disse que remoeram roque ele tentou uma CPI e que a prefeita não quis ser fiscalizada. Disse que agora vão aos fatos, disse que puxadinho quem trouxe foi o vereador Fabio Chaves, e que não foi ele, mas que esta palavra foi adorada no cotidiano da Câmara .Disse que é para deixar claro que ele foi governo, e que não é mais, e que assim com , citou o senhor José Ananias dos santos que foi governo, e que agora não é mais, disse que assim como Carlos de Carvalho foi governo, e que agora não é mais, disse que assim como tantos outros e que agora eles tem a prenuncia de Michel Temer ser governo e que não é mais, falou que quando foi governo que ele tentou fiscalizar sim, e que horas vistas as assinaturas para CPI em pedidos de requerimentos que não foi goela abaixo, falou que não tem telhado de vidro. Disse que vem gente que ganha da prefeitura para falar que tem telhado de vidro. Falou que se alguns parlamentares tem, disse que ele não e que ele assume, disse que teve cargo no governo enquanto foi governo. Explicou o porquê que ele parabeniza e que se aconteceu, Nelson Justus pelos cinco milhões de reais que o deputado Nelson Justus trouxe. Mas falou que se aconteceu e que o dia que o deputado trouxer, a folhinha e que entrar na Câmara dos Vereadores cinco milhões a fundo perdido, disse que vai fala deputado parabéns. Mas falou que enquanto isso não acontecer, falou que é conversa para boi dormir. Disse que no palanque falam tantas coisas que até agora não foram cumpridas. Falou que se for para cobrar palanque que eles vão cobrar a carreira e que vão cobrar tudo o que a prefeita falou e que não fez. Disse que quer trazer para a Câmara dos Vereadores. Perguntou o porquê que ele agora é contra em tese final aos quatro milhões e setecentos mil reais, disse que é lorque não é a fundo perdido e que não é dinheiro e que não é verba. Falou que empréstimo é empréstimo. Disse que estão lavando a roupa no final da Sessão. Perguntou o porquê que não pegam empréstimo para fazer UTI, o porque não pegam empréstimo para compra UTI móvel, as ambulâncias bravo, pergunto o porquê e disse que é porque não querem. Falou que isso é achincalhar a ideia o povo, a qualidade das pessoas mais favorecidas. Disse que quando chegar o Hospital, que peguem um toco de asfalto e para perguntarem se o asfalto vai manter uma consulta e que não é médico que faz consulta. Falou que quando a pessoa chegar infartado no último momento de vida, disse para pedirem para levar um pedaço de asfalto, disse que o que estão precisando é de UTI, é de equipamentos, PRESIDENTE OLIVEIRA – pediu que a plateia não se manifestasse. VEREADOR ITAMAR JUNIOR – agradeceu pelo presidente ter lhe garantido a palavra. Disse que o fato é o seguinte que a pessoa vai chegar e que ele quer saber da onde que eles tem e que não foi passado na Casa e que eles tem de tirar do próprio orçamento para cortar na carne que os vereadores não deixaram passar o dinheiro para a saúde. Disse que quer deixar claro que esta emenda era dele, para cortar quinhentos mil reais dos vereadores da oposição e que fosse mandado para a saúde, e que dinheiro liquido não querem, e para tirar do próprio 125 milhões de reais, Disse que querem empréstimo, falou que as pessoas querem ficar tranquilas, e para saberão o que está acontecendo. PRESIDENTE OLIVEIRA – pediu que a plateia não se manifestasse para que o vereador possa concluir. Disse que estão com doze horas e vinte e dois minutos e que falta dois minutos para encerrar a Sessão. Pediu que o pessoal não se manifetasse.VEREADOR ITAMAR JUNIOR- Agradeceu ao presidente por estar lhe garantindo a ordem no Plenário. Disse que a pessoa que ele não conhece e que é mais idosa, que esta pessoa que um dia que chegar infartado, pediu que Deus tenha a lucidez que a prefeita mantenha uma UTI, que mantenha uma Bravo, e que o dia em que precisar de uma cirurgia que tenha. Disse para perguntarem para as pessoas de Guaratuba, se querem asfalto ou se querem saúde e que ai ele volta atrás no seu voto que foi não. --------------------------------------------------------

ENCERRAMENTO – Nada mais havendo para ser deliberado, o Presidente agradeceu os presentes e deu por encerrada a presente Sessão às doze horas e vinte e nove minutos e marcou nova Sessão Extraordinária para o dia primeiro de maio de dois mil e dezesseis às quatorze horas. Para contar eu                              (Edilson Garcia Kalat – Secretário Geral) bem e fielmente redigi, digitei e conferi a presente Ata. --------------------------------------------------------------

MORDECAI MAGALHÃES DE OLIVEIRA

Presidente

SERGIO ALVES BRAGA

Primeiro Secretário

FABIO LUIZ CHAVES

Segundo Secretário 

DATA - HORARIO – LOCAL – aos vinte e cinco dias do mês de abril do ano de dois mil e dezesseis às vinte horas no Plenário da Câmara Municipal de Guaratuba, Estado do Paraná.

PRESENÇAS – MORDECAI MAGALHÃES DE OLIVEIRA – Presidente, MAURICIO LENSE - Vice-presidente, SERGIO ALVES BRAGA – Primeiro Secretário, FABIO LUIZ CHAVES – Segundo Secretário e demais Vereadores: JOÃO ALMIR TROYNER, LAUDI CARLOS DE SANTI, JUAREZ SERAFIM TEMOTEO, CATIA REGINA SILVANO, ANA MARIA CORREA DA SILVA, ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR, MARIA DA SILVA BATISTA, RAUL CHAVES e ARTUR CARLOS DOS SANTOS. ----------------------------------------------------------------

ABERTURA – Sob a proteção de Deus e verificando a existência de número legal de presentes o Presidente declarou aberta a Sessão. ---------------------------------------------------------

APROVAÇÃO DA ATA – aprovação da Ata do dia dezoito de abril de dois mil e dezesseis. Como não houve restrições considerou-se aprovada. -----------------------------------------------------

EXPEDIENTES RECEBIDOS – Ofícios do executivo e ofícios diversos. -----------------------------

PEDIDO DE VISTAS – retornou o Projeto de Lei n° 595 do pedido de vistas do Vereador Mauricio Lense sem alterações. Para a ordem do dia de hoje. ------------------------------------------

MATERIA APRESENTADA – Projeto de Lei n° 600 – Cria a Feira Livre Municipal da Agricultura Familiar e Artesanato de Guaratuba e dá outras providências. Projeto de Lei n° 1.406 – denomina de RUI RIQUELME DE MACEDO o SERVIÇO DE CONVIVENCIA E FORTALECIMENTO DE VINCULOS DE GUARATUBA. Projeto de Lei n° 1.407 – Autoriza o Poder Municipal a contratar operações de crédito com a Agência de Fomento do Paraná S/A.

REQUERIMENTO PEDIDO DE URGENCIA DOS PROJETOS DE LEIS: ---------------------------

Projeto de Lei n° 1.407 – Autoriza o Poder Municipal a contratar operações de crédito com a Agência de Fomento do Paraná S/A. EM DISCUSSÃO O PEDIDO DE URGENCIA – o Vereador Sergio Alves Braga pediu que o projeto fosse encaminhado a Comissão de Finanças e Orçamento para que fosse feito Parecer vista que o projeto deu entrada nesta data e posteriormente fosse marcada nova sessão para votação do Parecer. O Vereador Mauricio Lense questionou o motivo do pedido de urgência. O Presidente informou que foram entregues copias aos senhores vereadores da justificativa do pedido de urgência. O Vereador Mauricio Lense disse que só foi entregue este requerimento antes da sessão e como é um empréstimo de quatro milhões de reais, qual é o motivo da urgência, citou o Regimento Interno e conforme o Capitulo V e não vê prejuízo a coletividade e ou o adiamento torne inútil a deliberação. Vereador Itamar Cidral da Silveira Junior disse que ser lamentável receber o Projeto neste horário, as dez para as vinte horas, um projeto que endivida o município em quatro milhões de reais e que o Presidente quer aceitar isso em regime de urgência. O Presidente pediu desculpa ao Vereador Itamar e disse para que a presidência fosse respeitada e que quem decide o regime de urgência é o Plenário e que ele não vota. O Vereador Itamar disse que este respeito também deve ser aplicado ao Regimento do qual o Presidente é o guardião para que o Presidente fosse respeitado pelo vereador senão estaria o Presidente contrariando o Regimento, disse que o pedido de urgência tem que ter uma justificativa e que este pedido vai ao Presidente da mesa, disse que o Presidente está se exitando de ler a justificativa e não seria desta forma que deveria ser feito. O Presidente disse que a justificativa estava junto ao projeto e se o vereador requerer a justificativa será lida. O Presidente pediu ao Vereador Sergio Alves Braga que fosse feita a leitura da justificativa. Pediu também que o Vereador Sergio Alves Braga fizesse a leitura do Parecer do Tribunal de Contas dizendo que o município está apto a contrair empréstimos. Feita a Leitura o Presidente continuou a discussão. O Vereador Itamar citou o artigo 139 e como a matéria ainda não estaria em regime de urgência pediria vistas ao projeto. O Presidente falou que não caberia vistas por estar em discussão o requerimento de pedido de urgência. O Vereador Mauricio Lense disse que gostaria que se cumprisse o regimento e atendesse ao pedido do vereador Itamar, pois a matéria já estava na casa. O Presidente disse que continuava em discussão o requerimento de pedido de urgência. O Presidente colocou em votação o pedido de urgência, disse que não cabia o pedido de vistas, disse que as duvidas de interpretação do Regimento são de decisão da Presidência. O Presidente colocou em votação o pedido de urgência. Disse que os que forem favoráveis permanecem como estão e declarou APROVADO o pedido de urgência ao Projeto de Lei n° 1.407. O Vereador Mauricio disse ser uma afronta e que o Presidente não poderia colocar para votar e que ele atropelou o regimento. O Vereador Itamar disse que não era para registrar o voto dele, pois achava uma palhaçada. O Vereador Mauricio questionou o Presidente e perguntou o que estava virando esta casa, seria a “casa da mãe joana”, disse. O Presidente disse que é soberano quanto a interpretação do regimento. O Vereador Mauricio disse que o Regimento é para todos os vereadores e tem que ser cumprido, senão não precisaria de Regimento. O Vereador Itamar disse que então não precisava da Casa de Leis se é o Presidente que decide tudo aqui, disse que isso aqui não é um puxadinho da senhora Prefeita, disse que o Presidente está envergonhando esta Casa. O Presidente pediu respeito ao Vereador Itamar e que iria representar contra o Vereador Itamar. O Vereador Itamar disse que podia representar. O Presidente pediu que fosse cortado o microfone do Vereador Itamar e que estaria representando. --------------------------------------------------------------------------------------------------------

Projeto de Lei n° 1.406 – denomina de RUI RIQUELME DE MACEDO o SERVIÇO DE CONVIVENCIA E FORTALECIMENTO DE VINCULOS DE GUARATUBA. O Presidente pediu ao Vereador Sergio Alves Braga que fizesse a leitura do requerimento pedindo urgência ao Projeto de Lei. Em discussão o requerimento pedindo urgência. O Vereador Mauricio Lense pediu vistas ao requerimento. O Presidente pediu que fossem cortados os microfones e liberado apenas quando ele autorizasse. EM VOTAÇÃO o pedido de urgência. Disse que os que fossem favoráveis permanecessem como estavam. APROVADO o requerimento pedindo urgência ao Projeto de Lei n° 1.406. ----------------------------------------------------------------------------

Há um inicio de tumulto junto aos presentes que acompanham a sessão nas cadeiras destinadas ao publico. O Presidente disse que todos que estavam presentes assistindo a sessão que se mantivessem em silêncio, senão seria necessário que se esvaziasse para que fosse continuada a sessão. A sessão continuou tumultuada e presidente encerrou a presente sessão e marcou sessão extraordinária para o dia vinte e seis de abril de dois mil e dezesseis as vinte horas. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------

ENCERRAMENTO - Para contar eu                              (Edilson Garcia Kalat – Secretário Geral) bem e fielmente redigi, digitei e conferi a presente Ata. -----------------------------------------

MORDECAI MAGALHÃES DE OLIVEIRA

Presidente

SERGIO ALVES BRAGA

1º Secretário

FABIO LUIZ CHAVES

2ª Secretário

DATA - HORARIO – LOCAL – aos onze dias do mês de abril do ano de dois mil e dezesseis às vinte horas no Plenário da Câmara Municipal de Guaratuba, Estado do Paraná. ---------------PRESENÇAS – MORDECAI MAGALHÃES DE OLIVEIRA – Presidente, MAURICIO LENSE - Vice-presidente, SERGIO ALVES BRAGA – Primeiro Secretário, FABIO LUIZ CHAVES – Segundo Secretário e demais Vereadores: JOÃO ALMIR TROYNER, LAUDI CARLOS DE SANTI, JUAREZ SERAFIM TEMOTEO, CATIA REGINA SILVANO, ANA MARIA CORREA DA SILVA, ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR, MARIA DA SILVA BATISTA, RAUL CHAVES e ARTUR CARLOS DOS SANTOS. ----------------------------------------------------------------

ABERTURA – Sob a proteção de Deus e verificando a existência de número legal de presentes o Presidente declarou aberta a Sessão. ---------------------------------------------------------

APROVAÇÃO DA ATA – aprovação da Ata do dia quatro de abril de dois mil e dezesseis. Como não houve restrições considerou-se aprovada. ------------------------------------------------------

EXPEDIENTES RECEBIDOS – Ofícios do executivo. -----------------------------------------------------

PROPOSIÇÕES/INDICAÇÕES DOS VEREADORES – Vereadora Ana Maria Correa da Silva – reposição de luminárias na Rua General Agostinho Pereira Filho. Vereador Artur Carlos dos Santos – braço de iluminação publica na Rua Clevelandia. Vereadora Maria da Silva Batista – troca de duas lâmpadas na Rua Pedra Brancas do Araraquara. ----------------------------------------

MATERIA APRESENTADA - Projeto de Lei n° 597 – Dispõe sobre transações e negociações imobiliárias e dá outras providencias. Projeto de Lei n° 598 – denomina-se de Rua Jose Carlos Gonçalves a antiga Travessa Particular no centro neste município de Guaratuba Estado do Paraná. Enviado a Comissão de Constituição Justiça e Redação para parecer. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

PEDIDO DE VISTAS – retornou o Projeto de Lei n° 595 do pedido de vistas do Vereador Itamar Cidral da Silveira Junior sem alterações. Para a ordem do dia de hoje. ----------------------

ORADORES INSCRITOS NO LIVRO DE DEBATES –----------------------------------------------------VEREADOR MAURICIO LENSE - Cumprimentou o senhor presidente, senhoras vereadoras, senhores vereadores, público presente e aos que lhe acompanham pela internet. Disse que vai ser breve e que o assunto ao qual ele vai tratar é curto, primeiramente falou ao vereador Itamar, disse que o vereador muito bem falou a respeito do Projeto 590 que dispõe sobre a inclusão de Estudos de Prevenção do uso de Drogas nas escolas Municipais, falou que o Projeto é da autoria do vereador Itamar Cidral da Silveira Junior, que foi aprovado pela Casa e que muito estranhamente não foi sancionado pela prefeita Municipal, disse que é um Projeto muito importante para toda a comunidade, falou ao senhor vereador Itamar que basta um requerimento do vereador para que o Projeto que promulgado na Casa. APARTE VEREADOR ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR – agradeceu ao vereador Maurício dizendo que já fez o requerimento e que acredita que foi posicionado à Mesa, e que não se lembra do tempo regimental, mas ele acredita que quarenta e oito horas, e que se o presidente Oliveira não se manifestar com a assinatura na Sanção, disse que é o suficiente para promulgarem a Lei no Município de Guaratuba, agradeceu e disse que este convicto das palavras verdadeiras e elogiosas a ele. VEREADOR MAURÍCIO LENSE – disse que não chegou ao seu conhecimento ainda este pedido, e falou que não sendo promulgado pelo Presidente da Casa que com certeza ele vai promulgar. Falou que o assunto que lhe traz a Tribuna, disse que é um assunto que no começo de seu mandato ele trouxe a Tribuna, e que foi polemizado por suas palavras e que para variar no Jornal chapa branca da cidade, publicaram algumas críticas a sua pessoa, e que ele estava apenas querendo resolver um problema que a prefeitura não estava dando conta. Falou que naquela época a comunidade, e que principalmente os pescadores, turistas, pessoas que tem embarcações, falou que trouxeram até ele o problema das boias sinalizadoras da baia, disse que essas boias foram doadas pelo governo do Estado e colocadas pela Marinha do Brasil na baia, e que foi feito um convênio com o município, para que o município fizesse apenas a manutenção dessas boias, e que não estavam fazendo disse que oficiou na época o Comandante da Marinha, Francisco Dantas de Almeida Filho Capitão de Mar e Guerra, pra que fosse dada explicações a respeito e posicionamento sobre as boias naquela época.  Disse que a explicação que ele teve é que a marinha sabedora da responsabilidade  do município que tinha em fazer a manutenção das boias, e que não estava sendo feito, falou que portanto as boias, ao invés de sinalizar para as embarcações, que estavam oferecendo riscos as pessoas, que utilizavam, o sistema de sinalização. Falou que a Marinha estava prestes na época, a retirar as boias em função dos problemas que estavam ocasionando. Falou que imediatamente ele trouxe para a Casa, e que fez um requerimento para a prefeitura, para que fosse contratado um serviço para fazer a manutenção nas boias. Disse que a resposta que ele obteve, foi uma reunião entre o Poder Executivo e a Marinha e que foi anunciado que o problema iria ser resolvido e que não haveria mais problemas e que as boias seriam concertadas e que seriam colocadas à disposição da comunidade. Falou que todos sabem que isto não aconteceu isso, e que as boias foram retiradas porque não foram dadas as manutenções. APARTE VEREADOR ARTUR CARLOS DOS SANTOS disse que concorda com o vereador Maurício sobre as boias, e que teve a oportunidade de ir com o vereador Itamar, e que em uma ocasião eles fizeram uma gravação no local, e disse que as boias estão a disposição sim, no CPPOM. Disse que todas as pessoas que chegam e entram no CPPOM, que as boias estão  na frente bem localizadas. Falou que eles têm uma denuncia do Ministério Público, pedindo a recolocação das boias, e que já faz algum tempo, mas que eles não encontraram nenhum resultado. Falou que acredita que deve ser uma matéria vencida, mas que estão insistindo na recolocação, mas falou que não há uma atitude do município, em aproveitar esta doação que foi feita para o Município, e que é muito importante para os pescadores, e para o povo que labutam nas águas, e falou que trazem até riscos para as embarcações, e ao povo de Guaratuba. VEREADOR MAURICIO LENSE – disse que o difícil é chegar com uma embarcação consigam chegar onde estão as boias atualmente, e que isso é o mais difícil. Mas falou que o que lhe causou estranheza, que foi uma reportagem em uma emissora de televisão, onde um senhor fez um comentário a respeito das boias, disse que esta pessoa que fez o comentário foi secretário da Prefeitura de Guaratuba neste mandato, e no mandato anterior, falou que na ocasião em que ele fez esta petição, para que fossem consertadas as boias, falou que esta pessoa era simplesmente o secretário de Governo de Infraestrutura e de Urbanismo, ao mesmo tempo, disse que era um super secretario. Falou que o secretário participou da reunião, a qual ia ser dada a solução para as boias. Falou que não deram solução nenhuma, e que agora o secretário vem na TV para dizer que as boias estão no CPPOM, e que demorou para encontrar as boias, disse que não sabe o porquê demoraram tanto se foi o secretário que mandou colocarem as boias naquele local, e que agora vem fazer discurso político em cima das boias. Perguntou por que o secretário não consertou quando estava no Poder, e que secretário estava no local na época para fazer isso, disse que era um super secretário, que era um secretário monstro como disse na Casa o vereador Líder da Prefeita, e que enquanto o secretário era o prefeito de fato, disse que o vereador Líder da prefeita na ocasião falou que a prefeita brincava de boneca. Disse que o cidadão agora vem dizer, que as boias estão abandonadas pela administração, falou que esta administração que o secretário fazia parte e, 2012. Disse que as boias estão abandonadas mesmo. Disse que veio a tribuna para dizer mesmo que a pessoa tem de falar o que é verdade e que a televisão também tem de mostrar o que é verdade, e não o que é brincadeira. Disse também que vai falar a respeito dos pontos de ônibus, e que o secretário também ficava anunciando para todos que tinha conseguido uma empresa que iria doar dez pontos de ônibus para a prefeitura de Guaratuba, falou que o Secretário mandou tirar os pontos de ônibus e que até hoje esta sem ponto de ônibus, que está descoberto e que as pessoas estão na chuva. Perguntou o porquê que o secretário nãovem falar sobre isto agora também. Falou sobre as licitações sobre os asfaltos, das licitações de bica corrida e que esta é outro assunto que ele vai tratar numa próxima ocasião na Casa, e que eles já estão levantando. Agradeceu. ----------VEREADOR ARTUR CARLOS DOS SANTOS – Cumprimentou o senhor presidente, senhoras vereadoras, senhores vereadores, público presente. Disse que veio novamente a Tribuna para falar sobre corrupção. Disse que é uma palavra maldita, e que corrupto e corruptor. Falou que no cenário Nacional eles estão vendo grandes nomes políticos envolvidos em inúmeras corrupções, disse que um monte de maracutaias, e que esta terrível. Mas falou que a corrupção esta em todos os lugares, e que tem muito Caboclo querendo se dar bem com o dinheiro alheio e com o dinheiro público. Disse que vem fazendo várias denuncias na Casa, e que tem certeza que fará outras. Falou que é só ele estar com todos os documentos, e que ele trará a público. Falou que tem vereador, que perdeu a função de vereador, e que ficam falando abobrinhas, disse que tem documentos e argumentos, que comprovem os fatos. Disse que quer esclarecer sobre a ultima denuncia que ele fez que foi uma denuncia a qual ele protocolou junto ao Ministério Público em Guaratuba. Falou que sabe que a prefeitura precisa contratar trabalhadores para desempenharem as suas funções, e que também sabem que a prefeitura esta obrigada pelo principio da legalidade, e que quando contratar para respeitarem todas as disposições legais. Falou que sabe ainda que o que não for expressamente permitido, que é proibido, e que, portanto manter o trabalhador sem o devido registro legal, que é proibido. Disse que esta falando de mais de um ano de serviço prestado e que não foram dias. Falou que a contratação de um funcionário para o preenchimento de cargo ou emprego público, sem a devida observância e a prévia aprovação em concurso público, citou o artigo 37 inciso segundo da Constituição, que poderá gerar ação de improbidade administrativa.  Citou a Lei 8429 de 1992. Ou crime de responsabilidade, citou o decreto 20167, Lembrou que é obrigação do vereador a fiscalização dos Atos da Administração Pública, falou que é obrigação dos vereadores. Disse que foi eleito para isso, e que, portanto quando traz a público, e que traz os tais fatos, disse que não é para prejudicar este ou aquele. Disse que é para garantir a dignidade do trabalhador que esta sendo explorado pela prefeitura. Falou que com isto ele não pode concordar. Falou que estão na Casa para proteger o povo, e que não para se omitirem. Disse que para beneficiar o Executivo, jamais. Disse e repete, parabenizou as pessoas que estão denunciando e disse que tem certeza de que toda a denuncia será apurado. Disse que vai tentar fazer nos dez minutos porque o presidente Oliveira esta querendo mudar o tempo no Regimento e que ele já esta se adaptando a isto.  Disse que infelizmente tem entre eles uma pessoa que utiliza a velha e máxima, que uma mentira contada vale mais de dez vezes que pode se transformar em verdade. Mas falou ao Líder da Prefeita, que esta estratégia não funciona mais. Disse que esta falando sobre uma denuncia que é sobre a obra nova, em uma Escola municipal que esta sendo feita com resto de material reaproveitado e de péssima qualidade. Falou que é um material bichado, que é mais mentiras contadas pelo líder da prefeita, falou que o líder mentiu quando disse que ele (vereador Artur) não sabia do que falava. Falou que ele sabia e que tinha a documentação, e que pediu para que fosse colocado na hora na televisão, mas que não foi permitido. Disse que o líder mentiu quando disse que o telhado era  provisório, disse que já estão colocando todas as janelas e que já estão passando a massa corrida nas paredes e que estão fazendo o acabamento. Disse que o líder mentiu quando disse que a administração não faz nada errado, falou que estão colocando o material errado, falou que o líder mentiu quando disse que depois iriam trocar as madeiras velhas, disse que é mentira porque já estão forrando os beirais, falou que é de costume do Líder que mentiu, que mentiu, e mentiu mais uma vez.  Lembrou que esta atitude fere com o decoro Parlamentar, dirigiu-se ao senhor presidente dizendo que esta na hora do presidente Oliveira tomar uma atitude, falou que os que falam a verdade e trabalham, não merecem castigo. Comentou que líder na semana que passou falou que não estava chovendo e que por incrível que pareça que as chuvas começaram e que eles já estão preocupados com a Rua Londrina, com a Rua Cambará, com a Rua Visconde de Guarapuava, falou que as intempéries voltaram  a ser as desculpas novamente. Disse que se começou a chover que não dá para tirar o material que esta a mais de quatro meses na Rua Cambará, a mais de quatro meses na rua Munhoz da Rocha, que falam que não dá para patrolar porque o material esta, mas ele acha que o problema deles é intempéries. APARTE VEREADOR MAURICIO LENSE – parabenizou o vereador Artur pelo trabalho sempre em prol da comunidade, fiscalizando e mostrando aquilo que esta de errado, disse que a denuncia que o vereador Artur fez, em relação a funcionários que estão lotados na prefeitura e que não tem registros, mas que estão recebendo assim mesmo, disse que é uma denuncia muito séria, e que se for comprovado os fatos, disse que é prova que há um caixa dois. E que isso é que é a parte mais séria de denuncia. Parabenizou mais uma vez o vereador Artur, pelo trabalho sério e competente que o vereador vem realizando dentro do mandato. Agradeceu. VEREADOR ARTUR – agradeceu ao vereador Mauricio Lense, mas falou que também acredita que há uma grande preocupação, e que tem um senhor que já tem uma idade avançada, e que não tem seus direitos garantidos pelo trabalho. Disse que a sua preocupação é com o cidadão, e que também com o caixa dois que o vereador Mauricio citou, mas que a preocupação é com o povo que esta sendo enganado. Agradeceu. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------

VEREADOR JOÃO ALMIR TROYNER – Primeiramente agradeceu a Deus e a Nossa senhora Aparecida, ao senhor presidente, Nobres Pares, senhores e senhoras que são motivo para eles com suas presenças, aos internautas, disse que não poderia deixar de fazer uma deferência ao novo visual do Presidente Oliveira, Camisa cor de rosa, parabenizou e disse que gostou do novo visual. Falou que quando apresentou um Projeto de Lei dando o nome de uma rua ao ex-vereador  José Carlos Gonçalves, o “Joia”, disse que é muito pouco e que o trabalho que o senhor Joia  fez ao longo dos anos em Guaratuba e que ao lado dos demais vereadores da casa, mas falou que em particular pela pessoa do vereador Joia, disse que o Joia era uma pessoa simples,  uma pessoa de uma humildade inquestionável, que era uma pessoa de um bom coração. Mas que porem eles apresentou um Projeto dirigiu-se ao vereador Galego, para dar são senhor Joia um nome de uma rua, falou que o vereador Joia merece muito mais, disse que não é porque morreu, disse que já teve a oportunidade de fazer uso da palavra, em um seminário da policia civil em Curitiba, e que o senhor Joia estava presente, disse que lembrou, dirigiu-se a vereadora Cátia, dizendo que com todas as palavras, disse que têm diversos vereadores que passaram pela Casa, e que hoje já não estão mais junto deles, mas falou que fez uma deferência ao vereador Doro, que é pai da vereadora Cátia, disse que faz uma deferência a todos os vereadores, que passaram pela Casa e que já não estão mais entre eles. Disse que deveriam lembrar-se desses vereadores, com carinho, com respeito, falou que estas pessoas foram vereadores em uma época difícil, citou o senhor Laufran, disse que foi uma época em que tudo era muito difícil para se trabalhar, falou que não tinha computador, que não tinha todas as benesses que têm na área tecnologia, mas que porem as pessoas acabam passando e que a lembrança passa junto. Disse que foram pessoas muito importantes. Falou que neste dia com esta pequena e singela homenagem, ao seu amigo ao seu companheiro, o ex-vereador Joia, disse que Le também, dirigiu-se a vereadora Cátia, que ele faz uma homenagem a todos os vereadores, que passaram pela Casa, e que hoje já não estão mais junto deles. Disse que devem sim, sempre que puderem reconhecer o trabalho das pessoas, disse que devem lembrar aquilo que as pessoas fazem, falou que tiveram na Câmara de Vereadores, vereadores como o senhor Doro, como o seu Amélio, o senhor Travasso, disse que essas pessoas mesmo depois de serem veeradores, continuaram dando suas contribuições, no gabinete do vereador Sérgio. Disse que são pessoas que devem sim, dirigiu-se ao vereador Raul Chaves, dizendo que devem ser lembradas, mas falou que também não podem esquecer-se dos ex-vereadores que passaram pela Casa e que ainda estão junto de todos, disse que graças a Deus. E que estes vereadores também fizeram um belíssimo trabalho. Falou que o Ministro Eros Grau que costumava muito falar, “na política a vitória tem mil pais, mas que a derrota é órfã”, falou que nada mais correto, do que lembrar com carinho, que lembrar com respeito das pessoas que passaram pela Casa. Disse que na última Sessão ele usa a Tribuna para falar do descaso da segurança pública, por parte do governador Beto Richa, falou que tem direito a criticar quem tem coragem e coração para ajudar. Disse que não podem tampar o sol com a peneira. Falou que a segurança esta cada dia pior, mas falou que agora a segurança é sim e que ele volta a falar, que a segurança é responsabilidade do governador.  Disse que não podem e que nem devem cobrar policiamento preventivo, da Secretaria Municipal de Segurança, e que muito menos investigação. Disse que o município através das secretarias de segurança municipal com o monitoramento da secretaria de Obras, da secretaria de Urbanismo, que veem fazendo os seus trabalhos, que estas secretarias estão contribuindo para diminuir a criminalidade. Falou que sempre tem dito que a iluminação pública diminui a criminalidade em trinta por cento. Falou que o ladrão não gosta de obstáculos, disse que o ladrão vai procurar arrombar onde a iluminação é precária, onde a secretaria de Urbanismo não faz um trabalho como é feito em Guaratuba. Disse que onde a secretaria de Obras não desenvolve um trabalho com é desenvolvido em Guaratuba. Falou que não tem um porque dele não dizer que a segurança pública esta um caos, por falta de investimento. Mas falou que é investimento do Governo do estado. Comentou que neste final de semana, falou que havia comentado, mas que neste final de semana não foi diferente, disse que ao abrir um jornal, falou que duas páginas repletas de fotos de ladrões presos. Perguntou com é feito isso, disse que é com a boa vontade dos policiai9s de Guaratuba, e com o trabalho das secretarias municipais. Dirigiu-se ao senhor Governador dizendo que se o governador der a Guaratuba um empurrãozinho, disse que não querem obras faraônicas, e nem Projetos mirabolantes, Disse que o que querem é uma estrutura, o que eles querem é condições de trabalho para os policiais de Guaratuba, Voltou a dizer que tem direito a criticar quem tem coração e quem tem coragem em ajudar, Disse que criticar pelo simples fato de criticar e que dizendo que a segurança esta um caos e que não é por causa do governador, disse que não pode acreditar em uma coisa dessas. Disse que é a mesma coisa que eles querem, dirigiu-se ao vereador Fábio Chaves dizendo que reescrever a Constituição Federal. Falou que é mudar o caminho legal das coisas. Falou que ouviu muito bem na Tribuna na Casa, pronunciamentos onde falaram que a policia civil vêm usando viaturas cabritas para investigarem, disse que o Delegado já não aguenta mais, e que esta pedindo para ir embora por falta de apoio. Falou que o Delegado esta distribuindo senhas para registrar boletins de ocorrências. Disse que se entende que quando distribui senhas, é porque o numero de pessoas que estão aguardando a vez é muito grande. Falou que têm um privilégio que muitas cidades do Paraná e do Brasil não têm. Dirigiu-se ao doutor Julio dizendo que têm um Ministério Público e um Poder Judiciário atuante, que dão plenas condições de trabalho para que as polícias possam trabalhar. Disse que às vezes eles ouvem de algumas pessoas, falou que as vezes por falta de conhecimento, que a policia prenda e que o juiz solta. Disse que não é assim não, falou que o Promotor e o Juiz de direito cumprem rigorosamente a Lei. Mas falou que na nossa lei que a Constituição, existe as brechas que os advogados, que não poderia ser diferente, disse que usam essas brechas para colocarem os presos nas ruas. Falou que a regra diz que a liberdade é importante para as pessoas. Disse que o Cárcere em muitas das vezes, também é importante para os marginais, mas falou que combater a criminalidade, que não é só com repressão, que não é só com o cárcere. Disse que o Cárcere não resocializa ninguém, e que por falta de estrutura, Disse que quem é o responsável pela estrutura da Segurança Publica, falou que é o Governador do estado. Disse que sabedores que são que o Governo tem feito muito por Guaratuba. Mas que porem na área de segurança, eles não podem falar isso, falou que eles como vereadores, que não devem ser omissos e sim ativistas, para que as pessoas os entendam. Falou que Guaratuba precisa de uma segurança melhor. Disse que depois que um assalto desses em que as pessoas falam que era um bandidinho inexperientes, e que o bandido entrou e que estava tremendo. Falou que esse é o grande perigo, disse que para ele não existe bandido inexperientes, e nem bandido profissional. Falou que para ele todos são iguais. Dirigiu-se ao vereador Sérgio dizendo que os segregados da sociedade, não perdem a humanidade não, mas falou que deve sim ser cumprida a Lei. Falou que não adianta fazerem críticas destrutivas, porque ele (vereador Almir) usou a Tribuna responsabilizando o Governador.  Disse que só foi até a Tribuna e que vai continuar sim responsabilizando o Governador Beto Richa, disse que o que não pode acontecer, é taparem o sol com a peneira, ao invés de responsabilizarem o verdadeiro responsável pela segurança, e começarem a jogar a culpa em cima de outras pessoas. Falou que não terão nunca uma segurança e que não vão diminuir a criminalidade nunca. Disse que ninguém lhe pediu para que fizesse este pronunciamento. Mas disse que fala com conhecimento de causa, Disse que o município mesmo sem ter a responsabilidade pela segurança pública, vem através de sua secretaria fazendo aquilo que deve ser feito. Falou que sabedores que são de que hoje a criminalidade, esta totalmente atrelada ao tráfico de drogas. Disse que não existe hoje nenhum crime que esteja sendo praticado por um delinquente que não envolva o tráfico de drogas. Falou que não existe no Brasil, nenhuma atividade mais lucrativa nestes dias, do que o tráfico de drogas. Falou que não sabe se todo este aparato, que a operação lava jato esta fazendo no Brasil, que o montante de dinheiro, é maior do que a venda de drogas no Brasil. Falou que infelizmente, pessoas que às vezes por uma necessidade muito grande, e que acabam se deixando levar pelos grandes traficantes. Falou que sempre diz que os pais devem que tem a obrigação, de estarem sempre preocupados com seus filhos, e que devem sempre procurar saber onde os filhos estão, aonde o filho vai, disse que toda vez que o pai deixa, de cuidar de seu filho, que o pai deixa seu filho na rua. Disse que alguém vai e adota, e que aí para o crime é um pulo. Dirigiu-se ao senhor Governador dizendo que precisam em Guaratuba, disse que já foi falado e que já estiveram e que todos os vereadores já estiveram na Capital do estado, e que se diga de passagem que foram nos últimos nove anos. Falou que só conseguiram serem atendidos por um secretario de segurança, que foi o Delegado Francischini e que o Delegado ficou pouco tempo na secretaria. Disse que nas outras vezes foram marcado e remarcado, marcado, mas que o máximo que aconteceu, foi serem recebidos pelo chefe de gabinete do secretario de segurança. Falou que precisam ser recebidos pelo secretário de segurança. Disse que em Guaratuba tem, e que ele quando chegou em Guaratuba com o Doutro José Carlos, e que assumiram a delegacia, disse que encontraram um mausoléu maçônico na delegacia, que tinha preso misturado com vítima, e que vitima misturado co presos, e que ninguém sabia quem era quem, mas falou que conseguiram mudar a delegacia, e que mudaram a segurança pública. Disse que conseguiram levar para o Bairro da vereadora Maria no bairro Coroados, uma delegacia de Policia, e que nesta delegacia tinha viaturas, policiais tirando plantão. Perguntou o porquê que não pode retornar tudo isso novamente. Falou que tiveram e que Guaratuba foi a primeira cidade no Litoral Sul do Brasil que tinha quatro delegacias de policia funcionando. Citou a do Ferry Boat, a delegacia Central, a delegacia ao lado da Câmara que era a Delegacia da Mulher, e a Delegacia do Coroados. Perguntou o porquê que não pode ter tudo isso novamente. Disse que devem ser ativistas, com relação a qualquer pronunciamento que fazem em Plenário. Mas falou que hoje eles têm de pensar em Segurança. Falou que tem muitas pessoas que não registram queixas, disseram que umas porque têm medo, outras porque é muito longe para registrar a queixa, mas falou que diante de tudo isso, eles não podem desistir. Falou que tem de ser feito alguma coisa, pela segurança da cidade de Guaratuba. Disse que depois que eles tiveram de segurar a alça de um caixão de um familiar deles, ou de um amigo deles, ou de um vizinho deles, falou que não adianta mais encher a cidade de viaturas. Falou que não vai se cansar de cobrar estrutura para a policia. Disse que os policiais de Guaratuba fazem o possível e o impossível, e que o município tem dado a sua parte e independente de se vão lhe criticar ou não, mas que as coisas não podem ser direcionadas para o lado errado. Falou que o que tem de ser cobrado da prefeitura, que vai ser cobrado da prefeitura, e o que tem de ser cobrado do governador do Estado, disse que eles vão cobrar do governador do Estado. Falou que hoje no seu discurso, no seu pronunciamento, que os seu direcionamento é o governador do estado. Disse que é só o governador do estado que pode lhes ajudar. Falou que por mais boa vontade que o município tenha, que através da secretaria de Urbanismo, de Saúde, de Obras, de Segurança. Mas falou que o município não tem os parâmetros legais para comprar três quatro viaturas e colocar nas ruas, disse que o município não tem condições de pegar funcionários da prefeitura e colocar a disposição da policia civil, para fazerem investigação. Falou que a bem da verdade o município já disponibiliza alguns funcionários para o administrativo ao longo dos anos. Disse que não adianta algumas pessoas, falou que analisa muito todos os seus pronunciamentos, disse que é muito consciente e que já fez alguns pronunciamentos que noventa por cento das pessoas não concordaram. Mas falou que nem por isso ele foi brigar com as pessoas. Disse que neste seu pronunciamento ele viu que mais de noventa e cinco por cento das pessoas concordaram com o que ele falou. Disse que os cinco por cento que não concordaram que ele foi para ouvi-las. Falou que é um dever do vereador ouvir as pessoas, falou que se as pessoas vão lhes criticarem, ou se vão lhes elogiar, disse que é outra coisa. Disse que não podem descansar que não pedem deixar de cobrar a quem de direito. Falou que não adianta as pessoas esperarem três quatro meses, e pensar que daqui a pouco se resolve o problema da segurança. Mas falou que quando eles estiverem, segurando a alça de um caixão de um familiar, ou de um vizinho, ou de um deles. Disse que aí sim todos vão dar razão ao vereador Almir. APARTE VEREADOR MAURICIO LENSE – parabenizou o vereador Almir pelas sábias palavras, e que sempre o vereador Almir esta defendendo esta questão, disse que só queria fazer constar que só conseguiram uma vez apenas uma audiência com o secretário de Segurança, mas que ele usou um subterfúgio, quando o senhor Leon Grupenmarcher, era secretario de segurança e que era oftalmologista e que o vereador marcou uma consulta para fazer uns óculos, e que foi ai que conseguiu levar ate o secretário as reivindicações de Guaratuba. Disse que estas foram as duas únicas vezes que eles conseguiram falar com o secretário de segurança. Disse que o resultado no final foram as vans e as motos, que vieram para Guaratuba, falou que as motos já forame embora e que ficou a Van, que ainda serviu de viatura, em algumas ocasiões quando as outras estavam quebradas. VEREADOR ALMIR TROYNER – disse que o vereador Maurício acabou de corroborar com as palavras que ele fala. Falou que eles tentaram de todas as formas, e que ouviram recentemente que a responsabilidade era dos vereadores falou que é sim dos vereadores. Mas falou que eles dependem do secretario de segurança, e que dependem do governador. Falou que não podem esquecer que tem em Guaratuba o deputado Nelson Justus, que sempre foi o pai da segurança pública, e que por mais que algumas pessoas não concordem. Mas falou que pode dizer isto com conhecimento de causa, se tiveram um secretário de segurança que mais ajudou a cidade ao longo dos quatro anos, disse que foi o Doutor Delazari, disse que várias vezes eles estiveram com o Doutor Delazari, e que o vereador Waldemar Chaves foi junto, com o vereador Joia, com o Vereador Sérgio, e que o Doutor Delazari sempre os atendeu da melhor maneira possível. Mas falou que isso já faz doze anos. E falou que de lá para cá sempre fiaram jogando para outro, jogando para outro e que onde esta. Falou que não vai se cansar, e que quantas vezes precisar ele subir na Tribuna, para defender as pessoas, disse que todos são vereadores de Guaratuba, e que independente de quem votou e que não votou nele, disse que todos os vereadores os treze vereadores. Falou que eles têm sim de brigar pelo povo de Guaratuba, e disse que não vai se cansar não, falou que quantas precisas for ele estará na tribuna. Agradeceu. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------VEREADOR LAUDI CARLOS DE SANTI – Cumprimentou o senhor presidente, senhoras vereadoras, senhores vereadores, público presente, internautas, Disse que ouvindo atentamente alguns comentários, e que inclusive por um orador, e que este citou o seu nome, falou que é obrigado a discordar, dirigiu-se ao senhor presidente Oliveira, disse que se a mentira fosse condenada, que este cidadão já teria sido cassado, por tanta injuria e mentira levantada  na Casa, que denuncias vazias e que se criarem a omissão de ética ou se levarem  uma denúncia dessas á sério, disse que falam de caixa dois, que falam de disso e que falam daquilo, disse que isso é uma denúncia muito grave. Falou que a Casa não foge da raia, e que se for levado à risca, que o vereador já teria sido cassado por quebra de decoro, e que no mínimo umas duas ou três vezes.  Mas falou que não vai se apegar a coisas pequenas e a palavras vazias e sem nexo e que na verdade não leva a nada, e que isso parte de uma pessoa que nunca contribui e que nunca fez nada pelo município de Guaratuba. Falou sobre algumas ações, realizadas nesta semana pela secretaria de Obras, parabenizou a todos os funcionários desta secretaria, e também ao secretario Roberto, disse que andando pela cidade ele pode ver em loco, e deu como exemplo o bairro Nereidas e que mais precisamente duas quadras atrás do Posto de saúde, disse que neste local estava sendo colocados mais de trinta e cinco tubos para serem canalizadas as águas e para dar acesso às ruas das pessoas que mora naquele local. Falou que também estão construindo neste local e que este é mais um trabalho realizado pela secretaria de obras. Falou que é bom frisar que neste mesmo contexto, que a secretaria estava operando no bairro de Piçarras, e que esta sendo feito um grande trabalho, com a colocação de mais de oitenta tubos, e que também melhorando as condições das vias, e que isto ajuda os moradores, falou que quando se canaliza e quando é colocado mais de oitenta tubos, que é canalizado as águas e que dá vazão as águas e que assim melhora como um todo no bairro. Falou que isto é um pouco do que esta sendo feito. Disse que vai ser feito muito mais. Comentou que no bairro do Coroados as máquinas estiveram no bairro á alguns dias trabalhando e que vão continuar trabalhando. Falou que se o tempo der uma cessada nas chuvas, para que se continue as melhorias no Coroados. Citou como exemplo entre as ruas Guaraniaçu e Guanabara, falou que foram colocados nestas ruas aproximadamente dezesseis tubos de um metro para que seja dada a vazão da água, e que também entre a Maurício Fruet e a Guaraniaçu mais doze tubos de quarenta, mas quatro de oitenta, e que também para dar mais vazão de água. Disse que obviamente também vai ser dada continuidade durante a semana neste trabalho, continuou falando do bairro Coroados disse que na Rua Santa Catarina que teve melhorias, e que ainda durante a semana e que se não chover que as máquinas irão dar continuidade aos trabalhos no bairro Coroados. Salientou que neste momento a equipe da iluminação já concertou os sinaleiros que estavam estragados, disse que já foram todos concertados, disse que a equipe trabalhou no domingo, para que fosse concertado o sinaleiro da vinte e nove de abril, falou que agora todos os sinaleiros estão concertados, e que estão devidamente funcionando. Disse que isto é um fato que deve ser considerado e lembrado. Falou que neste momento a equipe da iluminação esta fazendo a patrulha no município, disse que pela noite é mais fácil de fazer as anotações  de onde tem lâmpadas queimadas. Disse que a partir do dia seguinte a equipe já sai com o caminhão para fazerem as trocas, Falou que pela noite esta sendo feita uma patrulha para anotações de onde tem as lâmpadas queimadas, para no dia seguinte eles fazerem as trocas dessas lâmpadas. Dirigiu-se ao senhor Presidente Oliveira dizendo que gostaria de falar um pouco da secretaria de saúde na pessoa da secretaria Angelita, parabenizou toda a equipe, e que diante de toda a dificuldade que o Brasil, o Paraná enfrentam em relação a saúde, disse que a secretaria tem feito um trabalho magnífico, que estão atendendo bem e que fazem o possível para as que as pessoas que procuram sejam encaminhadas, e que marquem as suas consultas e que também agendem viagem para irem a Curitiba. Salientou que o problema de saúde, que o caos instalado, e que no Brasil principalmente, falou para que frequentasse Curitiba, a região metropolitana, e outras cidades maiores, falou que veem a dificuldade que é agendar uma consulta ou um exame disse que é muito complicado, e que são filas enormes, e que as pessoas ficam pela madrugada e que pousam nas filas para conseguir agendar uma consulta ou para conseguir agendar um exame. Falou que o governo Federal pecou e investiu pouco na área da saúde, disse que por isso ele cita o exemplo de Guaratuba, falou que com esta crise generalizada, tem conseguido atender, marcar as consultas, marcar os exames, agendar as viagens até Curitiba, e que as pessoas vão e que fazem as suas consultas, seus exames, falou que isto é muito relevante, e que as pessoas são muito carentes na área da saúde e que por isso merecem uma atenção muito especial. Falou que as mamografias citou como exemplo que as mulheres chegam até a secretaria e que estão sendo rápidos, e que as mamografias na sua grande maioria que são feitas em Paranaguá e que sem custo algum, Falou que em outros municípios, disse que pode falar de cadeira, disse que conhece um pouco da saúde em Curitiba, e Região Metropolitana, que ele frequentou bastante e que frequenta ainda, falou que o caos é muito grande e que hoje se chega em um Hospital de grande porte, que vê gente do Brasil inteiro, e que não só do Paraná, e nem só de Santa Catarina, nem só das regiões próximas, mas que sim de todo o Brasil. Disse que para quem mora perto e que procura um atendimento, falou que obviamente vai encontrar muita fila e muita dificuldade para marcar um exame, por mais simples que seja, falou que se for de grande complexidade, disse que é pior ainda. Dirigiu-se ao senhor Presidente parabenizando e que ele já o fez de outras vezes na Tribuna, falou que também não só a secretaria de saúde, disse que frisa muito e que ressalta as vezes a secretaria de saúde e a de Obras, mas falou que as outras também o merecem. Disse que todos têm a sua contribuição. Mas falou que a mais procurada nestes dias, que é a de saúde, falou que todos os que procuram a secretaria de saúde, e que às vezes demora um pouco, mas que são atendidos, disse que quando sai as consultas que as pessoas são avisadas por telefone, para que as pessoas vão até a secretaria para retirarem as suas consultas, e agendar o carro para irem até Curitiba. Falou que a secretaria de Obras não é da mesma forma, mas que talvez com maior intensidade, falou que a demanda é grande. Disse que hoje infelizmente as intempéries, e que o tempo nos dias de chuva. E comentou que no dia anterior choveu muito e que fazem um trabalho e um serviço e que com uma chuva como a que caiu no dia anterior o serviço fica perdido. Comentou que este serviço vai ter de ser feito novamente. Disse que é colocado o material em uma rua, e que para quem conhece e trabalhou nesta área que sabe a areia das ruas é praticamente movediça, falou que se for colocado uma pedra de cinquenta quilos em uma rua, ou um caminhão de pedras, de cinquenta quilos cada uma em uma rua, disse que se passarem nesta rua dentro de trinta dias, falou que não vão mais encontrar estas pedras na superfície, disse que as pedras vão sumindo com o tempo porque a areia não segura esta material. Falou que é por isso a dificuldade que às vezes de manter uma rua em perfeitas condições e que principalmente quando chove bastante. Salientou que citou algumas situações da secretaria de Obras e que tem muitas que estão sendo feitas durante a semana, e falou que as pessoas poderão acompanhar nos seus bairros, falou que nada vai deixar de ser feito. Disse que a demanda é grande e que as vezes é impossível atender tudo ao mesmo tempo, mas falou que dentro do possível, que estão fazendo o que podem e o que não podem e que vão trabalhar incansavelmente e que todos podem ficar tranquilos, falou que o que esta dentro do cronograma da secretaria de Obras que não é nada mais e nada menos do que muito trabalho e muita dedicação. Parabenizou mais uma vez a secretaria de Obras, falou que eles andando pela cidade que tem visto as máquinas trabalhando e que as máquinas não estão encostadas na garagem e que muito pelo contrário, que as máquinas estão desde cedo nas ruas e que até altas horas da noite para dar conta da tamanha demanda que existe. Dirigiu-se ao senhor Presidente Oliveira dizendo que não quer se alongar, porque esta tudo muito calmo e muito tranquilo e falou que algo mais que ele anotou que ele vai deixar para falar na sua Palavra Livre Agradeceu. ----------------------------------------------------------------------------------------VEREADOR ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR – Cumprimentou o presidente Oliveira, a Mesa Diretora, as vereadoras, os vereadores, o público presente, citou os alunos e os professores, o ex-vereador Laufran, Doutor Julio Araujo, a imprensa de modo geral que recebe de modo geral suas palavras elogiosas em função do dia sete de abril ter sido o dia do Jornalista. Falou que embora algum Jornalista da cidade os perseguem, disse que ele entende que na profissão o respeito e uma admiração pelo profissionalismo. Disse que nesta noite ele não quer quebrar o clima de tranquilidade, que citou o líder de governo o Vereador Tato, Deixou o entendimento do porque ele faz nesta noite. Falou que no sábado ele esteve na formatura do curso de Administração no Iate clube, disse que foi uma formatura digna e muito bonita e que teve uma solenidade impar, e que ele como ex-aluno do ISEPE e que formado em administração, disse que ficou lisonjeado com o feito. Disse que o ISEPE como sempre avança formando muitos alunos, e que traz divisas para a cidade de Guaratuba. Falou do seu respeito a esta instituição, que vai muito alem da sua atuação como Parlamentar. Disse que é algo pessoal e que algo que ele pode aprender e que carrega para sua vida. Falou que antes de ser vereador, disse que é administrador. E que embora o seu mandato finalize e que se eleito ou não que volta para a sua formação, falou que a serenidade do fato que lhe faz ir um poço mais devagar, e baixar a sua eloquência, são o movimento atual para a república. Disse que a república federativa do Brasil. Falou que em Brasília neste exato momento se encontra equipes do New York Times, a CBN, e diversos jornais, e que todas as atenções estão voltadas aquela que foi chamada quinta ou que até mesmo já não tenha mais nomenclatura precisa economia do mundo, que aquela que teve o sinônimo da democracia, falou que neste dia tem um Processo de Impeachment, sobre análise, a qual os alunos e que ele quer se dirigir respeitosamente que vão ter assim como ele que tinha seis anos no processo de impeachment de Fernando Collor, falou que vão ter diante da TV, rádio, internet, Whatsapp, face book, todas as informações que agora o mundo vai lhes passar. Falou que para ele que não viu o momento de forma tão precisa, disse que ele era criança ainda, que é tudo uma surpresa e que ele chega em casa, que liga na TV Câmara, e que começa a tentar entender o que leva e o que não leva os parlamentares a agir daquela maneira. Mas falou que diante dos Parlamentares da República, que esta a condição de julgarem um processo de admissibilidade, de uma Presidente da República, mas que embora a presidente goste de ser chamada de Presidenta, disse que ficam pasmos diante do evento, dirigiu-se ao vereador Artur. Questionou o que será da República do Brasil após o domingo, falou que é a data marcada para esta apreciação, falou que ele não teria um contexto mais lógico para a Sessão da Câmara neste dia, disse que momentaneamente ele acredita que isso causa impacto tão grande na vida das pessoas e na sua vida e na politia estadual, e na política municipal, e que lhe traz esta serenidade, dirigiu-se a vereadora Cátia. Disse aos alunos e aos internautas e aos senhores, que ele tem a sua posição pessoal a sua posição como Parlamentar, e que vai se resguardar o direito de apenas ver o desfecho do que acontecera. Disse que acredita que seja o que acontecer  no domingo, falou que gostaria de principalmente aos alunos que estão mais próximos da sua idade e mais próximos ao seu meio de comunicação e que assim como os internautas, que eles tivessem a tranquilidade de entender os dois lados, e que muitas das pessoas, e que já aconteceu isso em São Paulo e outras Capitais, citou Curitiba capital do Estado, falou que foi praticado atos violentos em função de um partido ou de outro.  Disse que isso não é democracia, e que isto fere ao estado de direito da República Federativa do Brasil. Disse para não se agredirem, para não se espanarem, falou que o brasileiro sobre tudo tem de dar um ar de civilidade, falou que vão dizer que logo ele que tece criticar duras ao governo local, falou que tecer duras críticas e violência, disse que há uma ruptura muito grande, falou que violar fisicamente, que é uma coisa, falou que deste modo eles teriam a Constituição embaraçosa, onde diz que o lar, o corpo são invioláveis, e que diz que a religião o credo a política, é algo livre. Falou que então é neste cenário que ele gostaria de deixar principalmente aos internautas em respeito  a sua cidade ao seu estado, ao seu País. Disse que certamente não o verão em manifestações, não o verão em cima de caminhões, e nem mesmo em outros locais que aconteça o que a vontade democrática do estado de direito previu.  Falou que veio a Câmara a duas ou três semanas atrás e disse que viu um senhor pai de família violentando o outro na frente da Câmara Municipal, falou que foi por causa de um partido ou por causa de um pensamento, disse que palavras do mais baixo calão acontecerão naquele momento e falou que um esta proferindo para o outro. Falou que é inadmissível este posicionamento, falou que de fato ter um posicionamento sobre o PT, PSDB, disse que é digno, mas falou que não podem, dirigiu-se ao vereador Almir, falando que não podem atacar como se o sentimento do impeachment, ou do golpe, ou da celebração que acontece em Brasília fosse resolver naquele momento. Falou que existe o dia pós amanhã, falou que o amanhã a vida segue e que estes senhores, e que ele viu, falou que ele que gosta de muitos embates, e para terem a certeza que é no campo das ideias, falou que ele não faz um embate pensando em violência física, Falou que nunca teve um registro em delegacia de policia por este motivo. Disse que este é o seu recado o seu sentimento, a sua maneira de expor. Falou para as pessoas pensarem da maneira livre e republicana que tenham o direito, e que ele também tem o direito. Falou que não esta dizendo isto porque ele esta pretendendo defender A ou B, disse que sobre tudo que pese a constituição da república, e que, sobretudo que no outro dia que passe o impeachment, que o Brasil volte a crescer, disse que, sobretudo que aumente a receita do Governo do Estado do Paraná, sobretudo que Guaratuba gere mais emprego, falou que é isso que ele esta mais preocupado no desfecho disso tudo. Falou que não esta preocupado, dirigiu-se ao vereador Raul dizendo que ele é o decano da Casa, se vai ser Michel Temer, ou se vai ser Eduardo Cunha, falou que até ele entende na pessoa dos dois são uma lástima para a República Federativa do Brasil. Mas falou que prometeu que não ia tomar lado, e que então ele quer mudar respeitosamente o assunto. Falou sobre o seu Projeto 590, que recebeu a Lei 1669 do Secretario da Câmara, e que lhe deixa muito afetivo, muito feliz da Lei agora sancionada no município de Guaratuba. Falou que nem tudo é flores, e que ele precisa encaminhar, mas que embora ele vá neste tom, que é um assunto que tem lhe causado um pouco de sentimento, mas que não pessoal, falou que é um sentimento de Parlamentar com o governo do município de Guaratuba. Disse que é do conhecimento de todos alguns de seus desafetos, não pessoais, mas que políticos. Mas falou que, sobretudo ele gostaria de reconhecer alguns pontos positivos do governo da senhora prefeita Evani Cordeiro Justus, disse que esta reconhecendo pontos positivos. Deixou a chefe do Executivo a chefe maior recomendada ou orientada por ele, falou que o Parlamento serve para orientar também, e que independente de base ou de oposição. Disse a senhora Chefe do Executivo, que pontos positivos tiveram, falou que hoje ele vê alguns negativos ao governo da Prefeita, falou que faz uma conjuntura dele, e que até mesmo uma conjectura lógica de um fato. Falou que o governo da senhora prefeita municipal, teve e que gerou muitos desafetos, e que principalmente na Casa Legislativa, disse que desafetos esses que ele faz de novo à afirmativa, que não são pessoais, e sim política, citou o vereador Artur, vereadora Maria, e ele que voz fala. Falou que, sobretudo que pese, disse que viu neste momento a qual a prefeita municipal insistia em governar, e que um cidadão insistindo a lhe colocar o governo fora do trilho. Falou que na medida em que o tempo passou, a prefeita ouvia até mesmo uma vontade dita por alguns dos parlamentares, que as coisas estivessem no trilho, mas que porem hoje ele traz uma lógica, que o Procurador e Secretario, atual secretario de Assuntos Jurídicos e Segurança Pública,que lhe parece fazer um esforço em descontrolar o governo Evani. Falou que é uma lógica sua, que é uma conjectura dele como Parlamentar, e que ele gostaria que fosse respeitado. Falou que a medida que ela conseguiu tantos desafetos, na Casa, a medida em que o tempo passava e que foram conseguindo confusões, a medida que entrava na contramão da população de Guaratuba, e que até mesmo na contramão do interesse público no município de Guaratuba. Perguntou para si mesmo o que ele via nesta situação, disse que algo que não é pessoal, mas que embora gostem de fazer tramas pessoais, as quais já vitimizou pessoas, funcionários e até mesmo vereadores. Falou que há um desejo neste cidadão de se meter nos poderes constituídos, Falou que acha e que se é que ele faz hoje uma analogia fleumática, serena, e que em até mesmo dirigiu-se ao vereador Mauricio Lense em desarmar em destruir o próprio governo. Disse que pensa que é uma estrutura meio camicase, e falou que é isso que ele vê da pessoa do secretário de Assuntos Jurídicos, falou que uma vez que o secretario pediu a Casa dois milhões e tantos através de um Projeto de Lei, falou que foi liberado. Falou que os resultados de todo este investimento, que não vê vir a público defendendo o empréstimo e que até mesmo a condição, disse que diante de tanta violência, de tanta morte e que culpar apenas o governador do Estado. Disse que não o satisfaz. Falou que ouviu hoje um Parlamentar falar que pouco ou um o outro faz, ele acredita que teve o seu voto para que fosse liberado este recurso o qual ele acha muito importante que dois milhões e la vai cacetada de dinheiro. Disse que agora não vê este cidadão, blindar a senhora prefeita, em dizer que as coisas vão acontecer. Falou que pelo menos isso, e que nem isso, falou que não viu esse cidadão munido de interesse público, quando o cidadão desafiou os quiosqueiro em uma ação  pública. Disse que não viu esse interesse em blindar o governo. Falou que o que vê é falsidade ideológica, crime de responsabilidade administrativa, APARTE VEREADORA MARIA BATISTA – falou que na Casa este mesmo secretario de quem o vereador Itamar fala, que foi o mesmo secretario que concedeu a mudança da casa da prefeita, disse que eles estão na Casa para falar a verdade, onde a prefeita nem na cidade se encontrava. Falou que foi muito bom o pronunciamento do vereador Itamar, e que a verdade doa a quem doer e que tem de ser falado mesmo. VEREADOR ITAMAR – agradeceu a vereadora Maria, disse que o que lhe traz a Tribuna, é para trazer o assunto, mas que embora o vereador esta sereno. Disse que quem lhe conhece pode dizer que ele esta sereno mesmo. Falou que esta pessoa tem um programa de radio que prega tudo diferente, disse que consegue entender, dirigiu-se ao vereador Raul Chaves, que parece para este cidadão que não precisa de Câmara. Falou que eles fizeram, mas que parece que os vereadores não interferem no Processo. Falou que o Poder Legislativo e que ele acha que o secretario pensa que é dele, falou que não sabe e pediu que lhe respeitasse, dirigiu-se aos vereadores e disse que respeita, e que ele acredita que os Parlamentares não estão comprometidos com este cidadão, falou que ouve o Programa de |Rádio deste cidadão, mas que as vezes, mas que vê que este cidadão estava até uns dias atrás interessado em vender a iluminação pública, mas ele acha que este cidadão esta ainda interessado, falou que algo que nesta proposta eleitoral para este pleito, que desconstrói o governo. Disse que fica imaginando que, falou que comentam que ele vereador Itamar luta para destruir o governo, falou que pelo amor de Deus que isso não é verdade. Falou que luta contra as práticas irregulares que a Constituição a Lei Orgânica lhe dão direito. Falou que quem vem destruindo semanalmente o governo, que é o Procurador, e que o Procurador vai ter que se explicar diante de muitas coisas.Citou o que a vereadora Maria falou, que este cidadão não teve um momento de lucidez diante da denuncia de improbidade administrativa, do transporte irregular das cadeiras da casa da prefeita, disse que tinha de explicar da forma correta e que quando foi mandado, que foi mandado mentiras. Disse que lamenta profundamente, este retrovisor da prefeita municipal, e que tem vários Procuradores, ótimos e falou que tem inclusive um  com  sobrenome Bom, e que é bom. Falou que esta pessoa é do diálogo, porque não usar este. Falou que o Processo que querem trazer para cargo da oposição e desconstrução, disse que não é verdade. Falou que este cidadão é que esta destruindo o governo da prefeita Evani e que cabe a prefeita a dura missão de ter que levar a pancada. APARTE VEREADOR ARTUR – disse que quando o vereador Itamar falou sobre a oposição, que vai desconsertando, falou que até de fazer um aparte para dizer que eles estão concertando, Disse que várias denuncias, e que várias motivações, que lhes trazem até a tribuna, falou que esta tendo resultado, disse que viu o líder da prefeita anunciando vários concertos de ruas e manilhas que eles vem ao longo do tempo, como diz o líder da prefeita eles vendo as valetas entupidas, manilhas quebradas e ruas alagadas, falou que acredita que o seu trabalho esta tendo resultado. Falou que o vereador Itamar esta certíssimo com o retrovisor que é meio ofuscante, mas que ele acredita que vão continuar com seus trabalhos até o final do mandato e que vai ter muito resultado. Falou que a oposição esta de parabéns. VEREADOR ITAMAR – disse que não tem dificuldade em compreender que a oposição faz o seu trabalho e que faz muito bem feito. Disse que tem um sentimento o qual ele não vai expressar e falou se a prefeita do município. PRESIDENTE OLVIVERA – disse que o vereador Itamar pode concluir VEREADOR ITAMAR – disse que seu tempo não parou para o aparte. PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que toca direto, e que o aparte o vereador concede e que a pessoa tem um minuto, mas que é do tempo do vereador, mas falou que o vereador Itamar pode fazer sua conclusão tranquila. VEREADOR ITAMAR – disse que vai concluir em um minuto, falou que quando este senhor, falou que não impede no cargo que a prefeita tome algumas atitudes que são de orientações jurídicas, e que é competente a atividade da prefeita e que o cidadão corrobora, ou colabora ou ajuda, ou qualquer outro adjetivo desses, com que a administração vá de mal a pior. Mas falou que citou pontos positivos e que uma delas foi sobre a venda da iluminação pública, o empréstimo que tomou na Casa, falou que quando apareceu a Fundação Pró Hansen que foi este senhor que trouxe, e que em outras situações que este senhor esta sempre levando o seu governo e o governo que pertence a Prefeita Evani, de mal a pior e que depois que jogar todo o problema físico e estrutural da falta de responsabilidade, para a oposição falou que a oposição esta de parabéns, e que o Procurador é que tem de repensar a sua maneira e que principalmente a senhora prefeita.

 

 

ORDEM DO DIA – ---------------------------------------------------------------------------------------------------

Projeto de Lei n° 595 – concede o Título de Cidadão Honorário de Guaratuba ao senhor Mounir Chaowiche e dá outras providencias. EM DISCUSSÃO O PROJETO DE LEI – o Vereador Artur Carlos dos Santos pediu vistas ao projeto de lei. ---------------------------------------

PALAVRA LIVRE - -------------------------------------------------------------------------------------------------- VEREADOR ARTUR CARLOS DOS SANTOS – Cumprimentou o senhor Presidente, senhoras vereadoras, senhores vereadores, público presente, falou que tem uma interrogação dele, disse que já estão no terceiro ano e que lês ainda não viram a votação das contas da prefeita, nos três anos. Disse que estão muito interessados nesta votação. Falou que postou o face book a rua próxima a quadra de esportes que foi falado pelo vereador Sergio que tem uma pavimentação comunitária, disse que esta a metade da pavimentação e que a outra metade esta para roçar, e que o mato esta tomando conta da rua, e que a rua esta interditada porque a metade da rua esta pavimentada e a outra metade esta sem pavimentação. Disse que não entende porque fazem um Projeto comunitário, e que só fazem pavimentação da metade, falou que pode ser metade do Projeto.  Falou que também tem a área rural que foi feita uma proposição para a área rural que as ruas estão abandonadas, disse que o interessante é que as máquinas do PAC que ficam pela garagem, disse que o caminhão esta parado, porque falaram que a documentação do caminhão não estava paga e que por isso que o caminhão estava parado. Falou que o interessante que é um equipamento que era para estar na área rural, e disse que tem os defensores da área rural, e que o equipamento fica na cidade, e que enquanto isso o povo da área rural fica passando dificuldades para circular nas ruas. Falou que tem uma patrola, uma retroescavadeira, e um caminhão trucado, e que está na garagem, e que o povo esta precisando. Falou sobre o Projeto de Lei dos ciclistas, e que o vereador Maurício falou sobre a promulgação, agradeceu a falou que estão perto do aniversário da cidade, e que ele fez um Projeto que da uma semana para os ciclistas, parabenizou o vereador |Maurício por ter promulgado este projeto que vai a calhar, falou que eles têm o movimento dos ciclistas na cidade que é muito bom. Falou e parabenizou o vereador Almir sobre a lembrança do Vereador Joia, disse que o Joia foi um parceiro de legenda, e que foi eleito junto com ele, falou que o senhor Joia merece muito mais e que se ele pudessem dar nome a um bairro, que seria pouco para o vereador Joia, que tanto fez pelo povo de Guaratuba. Lembrou que o vereador Joia foi muito perseguido por esta gestão, e que ele quer ver a placa na rua com o nome do vereador Joia. Falou que se for pelo gosto do Executivo, que a placa não vai ser colocada. Disse que o vereador Joia foi perseguido, até o que aconteceu. Falou que vai ficar muito contente em ver a placa na rua. Falou que foi comentado que a iluminação pública traz trinta por cento a mais de segurança na área de proteger a população, que ilumina as ruas, e vias, mas falou que o que é visto que o Executivo vai à contra mão com isso. Falou que tinham um caminhão e uma camionete para ser feita a manutenção, disse que simplesmente tiraram uma torre que dava acesso à iluminação e que colocaram a camionete em outra secretaria. Disse que é complicado de entender qual é atitude do Executivo e que junto a Segurança; Lembrou que passou o Projeto para a policia civil, e que ele acredita que eles poderiam fazer a mesma coisa para a polícia militar, falou que foi votado na Casa o Projeto de taxa de segurança, e falou que nada mais justo se já tem a taxa de segurança que é cobrada de todo o contribuinte, e que seja direcionada para a reforma das viaturas, falou que a maioria das vezes é os empresários que pagam a conta, disse que então já que é pago a taxa que poderiam fazer mais um convênio, e sair do Executivo alguma manutenção para as viaturas. Lembrou que o vereador Maurício Lense falou que conseguiram a Van com as reuniões que conseguiram com os secretários de segurança, que as duas motos, e dez policiais, disse que os policiais ficaram em Guaratuba e que estão fazendo o patrulhamento, e segurança da cidade. Falou que alem da  Van, duas motos, e dez policiais, Falou que já encaminhou um ofício ao deputado Ney Leprevost, pedindo que juntos podem fazer um requerimento,um pedido ao governador, disse que acha que o governador não esta escutando a voz dos vereadores de Guaratuba, e que terão de subir até o gabinete do governador ou ficar de plantão para falar com o governador pessoalmente, ou conversar  com o secretário. Agradeceu. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------VEREADORA CATINA REGINA SILVANO – Cumprimentou o senhor presidente, senhoras vereadoras, senhores vereadores, Mesa Diretora, público presente. Parabenizou todos os formandos da Faculdade ISEPE pela linda formatura de Administração que ocorreu no último sábado. Agradeceu ao vereador Almir pela lembrança do vereador Joia, disse que foi muito linda a homenagem, e falou que o vereador Joia foi um grande homem, e disse ao vereador Almir para ter certeza que a família do vereador Joia vai gostar muito de ter sido lembrado o senhor Joia. Agradeceu a todos os estudantes que estão na Casa neste dia e disse aos estudantes para que eles voltem sempre. Agradeceu. ---------------------------------------------------VEREADOR JOÃO ALMIR TROYNER – Disse que ainda não entrou em decrépito, que todos podem ter certeza. Disse que quando fala que a secretaria de Obras é importante para diminuir a criminalidade de uma cidade, disse que fala com conhecimento, falou que a secretaria de Obras leva o saneamento básico para os bairros, quando é aberta uma rua, quando da condição das pessoas trafegarem, quando proporcionam que a rua receba iluminação pública, disse que tudo isso faz parte do combate a criminalidade. Falou que a iluminação pública é importantíssima, falou que vê hoje que os funcionários da iluminação pública têm trabalhado diuturnamente para que a iluminação pública possa ser recuperada nos locais onde queimou, para que a iluminação possa prosperar nas ruas, falou que isso é muito importante. Disse que a secretaria de Urbanismo, explicou o porquê que a secretaria de Urbanismo é importante na segurança pública. Falou que a secretaria de Urbanismo trata com muita perspicácia a elaboração dos Projetos, a discussão dos Projetos de construção através dos alvarás, e que evitando assim que a cidade cresça de maneira desgovernada, e que não tem um parâmetro legal. Disse que a secretaria de Urbanismo é importante para a segurança do município. Falou que a secretaria municipal de segurança, disse que cada câmera que se instala que é um policial a mais, falou que as câmeras de seguranças são importantes para o município, disse que toda vez que é instalada uma câmera de segurança, que seja em qualquer ponto da cidade, que seja num edifício público, que seja na entrada de uma cidade, disse que estão dando segurança, falou que ninguém, que vem para cometer um ato ilícito, que não quer ser flagrado pelas câmeras de segurança. Dirigiu-se ao senhor presidente dizendo que o Executivo, e o Legislativo são poderes independentes, mas que são poderes harmoniosos. Falou que são dependentes, mas harmoniosos, disse que isso mostra que o trabalho que vem sendo feito pela Câmara Municipal e pelo Executivo, que é um trabalho de resultado de cobrança da própria população, Disse que quando apresentaram um pedido, que seja para o departamento de compras de obra de saúde, de educação, comentou que falou sobre isso o Líder, falou que todas as secretarias são fundamentais. Falou que devem sim pensar que eles como vereadores, que têm de ouvir o povo e repassar para o Executivo. Disse que não há nenhuma divergência hoje, principalmente, entre ele e algum responsável por alguma secretaria do município, disse que pelo contrário, disse que têm recebido respostas e que sabedores que são que nem sempre as respostas são as que eles queriam, mas que eles têm as recebidos. Falou que eles têm que analisar que o Executivo é uma coisa, e o Legislativo é outra. Mas falou que eles também não podem fazer disso uma batalha, falando que não foi atendido e que não vai ficar bravo.  Ou que as pessoas falam que tinha que atender. Disse que são coisas que acabam fazendo que este séquito, na Casa formada, e que se torne um ambiente nervoso, um ambiente descontrolado, falou que quem perde com isso que é o povo. Dirigiu-se a vereadora Cátia dizendo que as palavras endereçadas aos ex-vereadores da Casa na pessoa do vereador Joia, e lembrou-se do pai da vereadora o vereador Doro, e do ex-vereador senhor Amélio, falou que é uma maneira que ele vê como aprendiz na politia ainda, que relembrou fatos comentados, em toda Guaratuba, pela honestidade, pela simplicidade e pela vontade, que estes vereadores tiveram ao longo dos anos nesta Casa de Leis para ajudar o povo, para ter uma convivência harmoniosa também com os prefeitos de sua época. Parabenizou também os estudantes, e os estudiosos que estão no Plenário, citou a vereadora Cátia como vereadora e também como estudiosa e que ela também é a responsável pelo ensinamento as crianças de Guaratuba, aos alunos e que eles devem lembra sempre de maneira simples, singela e alegre as pessoas que pela Câmara passaram que deram tanta alegria. Agradeceu. ------------------------------------------------VEREADORA MARIA DA SILVA BATISTA – Cumprimentou as senhoras vereadoras, senhores vereadores, público presente, agradeceu a presença de alunos e professores presentes na Casa. Dirigiu-se ao senhor Presidente dizendo que gostaria de lembras ao Poder Executivo, que esta se aproximando o mês de junho e julho, e que são meses chuvosos, e que os pontos de ônibus têm de acontecer, e comentou que as crianças estão no tempo, na chuva, no sol, falou para pensarem nas crianças com carinho, disse que esta na hora de se agilizar, e dar estrutura para as crianças, disse que já falou várias vezes, e que passam nos pontos de ônibus e que as crianças parecem uns coelhinhos todos grudados uns nos outros, na chuva, no sol, falou que é uma coisa que eles vêm brigando sempre e que isso tem de ter um final feliz. Pronunciou-se a respeito da segurança na cidade, da falta de segurança, falou que duas semanas atas um pai de família, que a a mãe e o pai, perderam dois filhos, disse que isto é muito triste para que é pai, e mãe, perguntou o que será deste pai e desta mãe, e perguntou que alegria que estes pais vão ter daqui para frente. Disse que é uma vergonha e que já foi cobrado do Governo do Estado, e falou que todos os vereadores já foram pedir misericórdia e que até hoje não obtiveram nenhuma resposta. Deixou o seu apelo, dizendo que também esta na luta e que quer que as coisas aconteçam sempre, e com resultado positivo. Falou a respeito das ruas do Coroados, onde as máquinas estão trabalhando, disse que agora vem a chuva e como diz o Líder da prefeita, que a chuva atrapalha, mas falou que vai deixar uma dica, para patrolarem e que o trator rolo também, e que não custa passar para dar uma ajeitadinha.  Falou que já que não vai material, para fazerem alguma coisa e que pelo menos para dar uma melhorada no local. Parabenizou o Vereador Almir pela grande lembrança do saudoso vereador José Carlos Gonçalves, o Joia, e que este vereador foi tão perseguido, mas falou que hoje com certeza é um vencedor, um vitorioso. Falou que junto de Deus o vereador Joia esta olhando por todos, e intercedendo para que as perseguições, não faça com que aconteça no final tão triste que o vereador Joia teve. Mas citou um ditado que diz que aqui se faz aqui se paga, Falou que muito vão ter de pagar. Agradeceu a secretária Angelita, da Secretaria de saúde pelo trabalho da Secretária, pela dedicação da secretária. Pediu que Deus iluminasse a secretária, e que continue sempre com sua boa vontade, no seu trabalho e exercendo sua função. Agradeceu. --------------------VEREADOR MAURICIO LENSE – Parabenizou a presença dos estudantes e dos professores na Casa e falou que muito enaltece a Sessão. Disse que o vereador Almir foi muito feliz, em propor a homenagem ao vereador Joia, José Carlos Gonçalves, disse que por tudo que este vereador representou na comunidade. Falou que esta na politia há pouco tempo, mas que muito antes já acompanhava o trabalho do vereador Joia, como vereador e como funcionário da prefeitura. Disse que os pontos de ônibus realmente estão faltando em Guaratuba, e que as pessoas estão fincando na chuva, e que mais uma vês ele vai reinterar que os pontos de ônibus estavam no local, e falou que apareceu uma pessoa dizendo que uma empresa iria fazer os pontos de ônibus, bonitos como Curitiba, e que teriam propagandas e que seria concedido a esta empresa e que esta empresa iria dar de presente dez pontos de ônibus para a cidade só para começar. Disse que começaram a tirar os pontos de ônibus para esta empresa começar a colocar os pontos novos, mas falou que não havia uma lei que fizesse essa concessão. Disse que quando esbarraram neste problema que a empresa  foi embora e que largou tudo pela metade e que  agora não tem mais pontos de ônibus, e que todos estão em baixo da chuva, e falou que a prefeitura parece que faz de conta que não esta acontecendo nada. Lembrou-se da indicação que ele fez na Sessão anterior, pedindo que a prefeitura mandasse para a casa o Projeto Lei que daria subsídio aos atletas para poderem competir. Falou que sua indicação já esta no Executivo, e que agora é responsabilidade da prefeitura, em mandar para a Casa. Disse para que todos tomem conhecimento disso, que a Casa já enviou para a Prefeitura a sua indicação, e que agora esta em outra esfera. Disse que a administração pública no seu modo de ver é como uma plantação que vai crescendo, e que tem de regar e que tem de colocar adubo, mas falou que também que existem pragas que atrapalham o crescimento desta administração. Disse que aí vem a pessoa que joga o veneno nas pragas e que é para matar as pragas para que a plantação cresça mais, disse que este é o papel do vereador que fiscaliza, e que esta para matar realmente as pragas que atrapalham o crescimento da administração de Guaratuba. Agradeceu. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------VEREADOR FABIO LUIZ CHAVES – Cumprimentou o senhor presidente, senhoras e senhores vereadores, estudantes, seu amigo Sandro que os visita pela primeira vez na Casa, seu amigo Pércio, Solange, agradeceu a presença de todos. Registrou a ausência de alguns Nobres Pares que saíram para compromissos, mas que tiveram a permissão da Mesa, e que ninguém saiu por conta e que ele esta apenas dando uma satisfação as pessoas que os acompanham, os internautas, e pessoas que estão sempre com eles. Dirigiu-se ao senhor Presidente dizendo ouviu a fala do Líder da prefeita o vereador Tato, seu amigo vereador Tato, e que lhe chamou a atenção um ponto forte que o vereador Tato falou a respeito da saúde, disse que saúde não esta doente no Brasil, mas que esta doente no mundo. Mas que o vereador Tato colocou várias secretarias, secretaria de Educação, secretaria de Obras, enfim que várias secretarias. Falou que acompanha pelas emissoras de TV e que ele sabe disso, o que esta acontecendo no Brasil e que hoje a realidade, o que esta acontecendo em Brasília, disse que vários municípios estão fechando creches, que as escolas estão sem merenda, que as secretaria de Obras sucateadas, portões fechados, funcionários, servidores demitidos, falta de pagamento. Falou que muita coisa que eles estão vendo e que o trabalho deles é fiscalizar e que têm de cobrar sem dúvida nenhuma. Disse que algumas Sessões para traz, que estava caindo uma folha e que estavam fazendo uma tempestade gigante. Disse que têm de torcer e ajudar, trazerem soluções, disse que todos os vereadores, para que aconteçam as coisas, disse que sabe que ninguém é contra e que a bandeira é Guaratuba. Mas que estão deixando um pouco e levando para o lado político, e que acabam torcendo para que não de certo. Falou que tomara  que ele esteja errado, e se ele estiver errado nesta fala, disse que pede perdão, mas que no seu ponto de vista e na sua percepção que estava acontecendo. Falou que é um ano atípico que é um ano político, e que todos têm de apresentar soluções para Guaratuba, falou que quem merece isto é a população. Disse para deixarem as coisas de lado, que são treze cadeiras e que ele não sabe quem vai para a reeleição, Falou que outros vão dar um voo mais alto, e desejou sucesso para todos. Mas falou para acabarem e deixarem o momento certo para a política, para trabalharem e que as coisas aconteçam. Disse que então em Guaratuba não tem creche fechando, que não esta faltando merenda e que o secretario de Obras esta trabalhando com dificuldade e que todos os servidores com vontade, e que estão dando além do que podem porque gostam de Guaratuba, mas falou que sabe que poderia estar melhor, e que as coisas podem e vão acontecer, mas falou que devido à dificuldade que todos têm de se ajudar mais, e para ajudarem o Executivo, disse que todas as pessoas, falou que vai sair um pouco de sua pauta, mas que esta acontecendo com os empresários estão se unindo para que eles (empresários) estão tomando frente e colaborando e se ajudando para ajudar a segurança, falou que em uma determinada situação com viaturas, disse que não vai entrar em detalhes porque partiu dos empresários. Falou que os vereadores também fizeram a sua parte na Casa, e que aprovaram um Convênio, para ajudar na segurança com viaturas com manutenção, Falou que quer deixar um recado, e que a Sessão foi bacana, tranquila, e que o vereador que já se ausentou falou que para torcerem que de certo e para serem otimistas, para se ajudarem. Falou que o caminho é esse, falou que não é porque é um ano político e que é atípico. Mas falou que as coisas têm de acontecer e que vão torcer para que as coisas aconteçam. Disse que em Guaratuba tem coisas para fazer, mas pediu para que todos acompanhem, e que quando forem ver as coisas estão acontecendo. Agradeceu. ------------------------------------------VEREADOR LAUDI CARLOS DE SANTI – PRESIDENTE OLIVEIRA – esclareceu que foi citado o artigo 154, falou que o artigo 154 fala das questões de Ordem. Disse que o Artigo 223 que fala do recurso contra o Presidente. Disse que seria recurso contra as questões de Ordem. VEREADOR LAUDI – dirigiu-se ao senhor presidente dizendo que já cumprimentou a todos, salientou e cumprimentou os estudantes e agradeceu aos estudantes a presença na Casa, disse para voltarem sempre que serão sempre bem-vindos. Disse que o vereador Fabio Chaves citou algumas questões, e falou que quando há bastante criticas, eles sabem que têm um trabalho a frente, e que tem muita coisa para ser feita. Mas falou que não podem deixar passar em branco, ou lembrar-se de muita coisa que foi feita nestes sete para quase oito anos do mandato da Prefeita Evani, Disse que Guaratuba deu um salto muito grande, em qualidade, em investimento, em obra de modo geral. Disse que quando fala dos sete para oito anos, disse que tem não só citar os problemas, e que estão trabalhando para resolver estes problemas. Disse que também tem de citar o que foi feito, e falou que foi feito muita coisa por Guaratuba. Falou que podem ter certeza que ainda vai ser feito muito mais. Disse que quando se fala da crise brasileira e afora do Brasil, falou que Guaratuba e que levando em conta as secretarias trabalhando com liberdade. Falou que isso se deve muito a uma administração responsável, e que tem cumprido com as metas, e respeitando o dinheiro público, investindo e não atrasando o pagamento de funcionários, e que também todas as secretarias. Falou que isso é administrar com lisura, com transparências. Falou que a prefeita Evani e o secretario Gil de finanças que tenham feito com muita responsabilidade. Disse que é assim que se passa por uma crise, sem fazer loucuras e administrando com lisura, e com transparência. Falou da secretaria de segurança, disse que foi sim aprovado um Projeto na Casa de dois milhões e pouco, mas falou que o dinheiro esta sendo muito bem aplicado e muito bem administrado pelo secretário Jean Colbert. Comentou que tem pessoas que dizem que não, mas que é só as pessoas olharem, a quantidade de postes sendo instalados na cidade, disse que isso significa que cada poste desses vai ter uma câmera de monitoramento, auxiliando e muito na segurança de cada cidadão e cidadã guaratubana. Disse que cada câmera instalado numa creche em uma escola ou em um órgão público, disse que vai inibir os malandros de roubarem. Falou para as pessoas que tenham noção nestes dias do trabalho que o senhor Jean Colbert tem feito com a segurança e com a parceria da policia militar, falou que hoje é integrado o sistema e que a policia militar se baseia muito na secretaria de segurança. Falou que hoje acontece um crime, um roubo, ou qualquer, um latrocínio, ou um roubo, qualquer, o mais simples que seja, disse que tem tudo gravado e que a policia militar tira estas imagens para prender estes delinquentes. Falou que a secretaria de segurança tem auxiliado bastante a policia militar, e policia civil, nas prisões nas investigações, salientou que este dinheiro esta sendo investido para a finalidade a qual foi aprovada. Deixou bem claro, para que não seja destorcido nada, em relação a secretaria de segurança e falou que todo o dinheiro, e que é um Projeto modelo, que é a Guaratuba Digital, que esta sendo implantada no município, disse que este dinheiro, esta verba que foi aprovada pela Casa, que esta sendo muito bem gerido, pelo secretario de segurança, e falou que tudo o que esta se investindo em termos de monitoramento, que agrega muito na prevenção. Falou que ninguém citou palavras do vereador Almir, que ninguém gosta de roubar uma escola, uma creche, uma casa, um comércio, se sabem que estão sendo filmados. Deixou claro que este dinheiro esta muito bem administrado e aplicado, para a finalidade a qual foi aprovado. Salientou que no dia seguinte estará acontecendo o Fórum das pessoas com deficiências, e dos idosos no Iate Clube de Guaratuba, pelo dia todo, falou que quem quiser participar, que vai acontecer este evento. Falou que vai abrilhantar o dia todo, e agregar muitas coisas para a cidade de Guaratuba. Agradeceu. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------

ENCERRAMENTO – Nada mais havendo para ser deliberado o Presidente agradeceu a todos os presentes e aos internautas e deu por encerrada a presente Sessão às vinte e duas horas e cinco minutos, marcando nova Sessão Ordinária para o dia dezoito de abril de dois mil e dezesseis às vinte horas. Para contar eu                                  (Edilson Garcia Kalat – Secretario Geral) bem e fielmente redigi, digitei e conferi a presente Ata. ----------------------------
                                       

MORDECAI MAGALHÃES DE OLIVEIRA

Presidente

SERGIO ALVES BRAGA

1º Secretário

FABIO LUIZ CHAVES

2ª Secretário

DATA - HORARIO – LOCAL – aos dezoito dias do mês de abril do ano de dois mil e dezesseis às vinte horas no Plenário da Câmara Municipal de Guaratuba, Estado do Paraná.

PRESENÇAS – MORDECAI MAGALHÃES DE OLIVEIRA – Presidente, MAURICIO LENSE - Vice-presidente, SERGIO ALVES BRAGA – Primeiro Secretário, FABIO LUIZ CHAVES – Segundo Secretário e demais Vereadores: JOÃO ALMIR TROYNER, LAUDI CARLOS DE SANTI, JUAREZ SERAFIM TEMOTEO, CATIA REGINA SILVANO, ANA MARIA CORREA DA SILVA, ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR, MARIA DA SILVA BATISTA, RAUL CHAVES e ARTUR CARLOS DOS SANTOS. ----------------------------------------------------------------

ABERTURA – Sob a proteção de Deus e verificando a existência de número legal de presentes o Presidente declarou aberta a Sessão. ---------------------------------------------------------

APROVAÇÃO DA ATA – aprovação da Ata do dia onze de abril de dois mil e dezesseis. Como não houve restrições considerou-se aprovada. ------------------------------------------------------

EXPEDIENTES RECEBIDOS – Ofícios do executivo. -----------------------------------------------------

PROPOSIÇÕES/INDICAÇÕES DOS VEREADORES – Vereador Mauricio Lense – colocação de material na Rua Demetrio Elias Djazi, colocação de material na Avenida Pescaca. Vereadora Ana Maria Correa da Silva – reposição de luminárias na Rua Jose de Alencar. Vereador Artur Carlos dos Santos – pavimentação na Rua Maria Bastos. INDICAÇÕES – Vereador João Almir Troyner – reparo dos bloquetes na Rua Plinio Tourinho, rebaixamento de asfalto em frente ao ponto de ônibus na Avenida Vieira dos Santos. Vereadora Catia Regina Silvano – possibilidade de ampliação da campanha de vacinação H1N1. Todas as Proposições e Indicações foram APROVADOS. -------------------------------------------------------------

REQUERIMENTOS – Vereador Artur Carlos dos Santos – cópia do projeto de pavimentação comunitária da Rua Manoel Ribas entre as Ruas Londrina e Jose de Alencar. APROVADO. Vereador Artur Carlos dos Santos – solicitando retirada do Projeto de Lei n 597. -----------------

MATERIA APRESENTADA – Projeto de Lei n 599 – institui o mês de abril como o mês da Cultura Caiçara de Guaratuba. Projeto de Lei n 1.404 – Cria no Quadro Geral de Pessoal Efetivo do Municipio de Guaratuba (Lei 1530 2013) q carreira de Apoio a Educação – Nível Medio, com o cargo de Auxiliar de Educação Infantil. Projeto de Lei n 1.405 – Dispõe sobre a abertura de Credito Adicional Especial e efetua alterações na Lei de Diretrizes Orçamentarias (LDO) e no Plano Plurianual (PPA) para atender as normas da Secretaria Municipal da Pesca e Agricultura. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------

PEDIDO DE VISTAS – retornou o Projeto de Lei n° 595 do pedido de vistas do Vereador Artur Carlos dos Santos com parecer e voto contrário ao projeto. Para a ordem do dia de hoje. ------

PARECER – retornou da Comissão de Constituição Justiça e Redação com parecer favorável o Projeto de Lei n 598 – denomina de de Rua Jose Carlos Gonçalves a antiga travessa particular no centro. EM DISCUSSAO – EM VOTACÃO – APROVADO O PARECER. O Vereador João Almir Troyner pediu a dispensa dos interstícios legais para que fosse colocado na Ordem do Dia aprovado pelo Plenario. --------------------------------------------------------------------

ORADORES INSCRITOS NO LIVRO DE DEBATES –----------------------------------------------------VEREADOR JOÂO ALMIR TROYNER – Primeiramente agradeceu a Deus e a Nossa Senhora Aparecida, Senhor Presidente, Nobres Pares, senhores e senhoras presentes, ex-vereadores, comentou que a presença das pessoas no Plenário é sempre para ele motivo de muito prestígio. E que contam sempre coma presença das pessoas e estas enaltecem ainda mais  a Casa quando estão presentes. Disse que não quer usar de argumentos falaciosos, mas falou que a Casa de Leis tem treze vereadores, e que independente de partido Político, e que independente da bandeira que cada um tem, e que independente do pensamento de cada um, falou que vivem em um país democrático, onde todos tem liberdade de falar aquilo que deve o que podem e o que a sua consciência assim o permitir. Mas falou que porem o direito e a liberdade das pessoas, devem sim ser respeitados. Disse que eles não devem em hipótese alguma, e que ele como vereador da Casa, disse que fala por ele, que usarem os famosos jargões, que querem sentar na janela, que querem sentar no primeiro banco, e se fulano for que não vai, ou então que fulano não deve saber que ele vai. Falou que devem se unir, pois disse que quando procuram solucionar um pedido do povo, falou que devem pensar na coletividade, que devem pensar em se unirem para terem muito mais força para reivindicarem e para serem atendidos nos órgão públicos. Citou que desde o secretario Municipal, o secretario Estadual, um Ministro de estado. Falou que quanto mais eles estiverem unidos, dirigiu-se ao vereador Fabio Chaves, dizendo que mais força eles terão. Falou que eles vereadores tem a obrigação de trabalhar pela coletividade, e que cada um tem o seu voto, e que cada um vai atrás de seus eleitores, e que precisam reivindicar a favor do povo, mas que devem esquecer as cores partidárias. Falou que quando tomaram posse no dia primeiro de janeiro de 2013, que eles se tornaram vereadores de Guaratuba. Falou que dali para frente à obrigação deles, é de trabalhar pelo povo. Pelos que votaram no Almir, no Tato, na Ana, na Maria, na Cátia, e que enfim, por todos os Guaratubanos. Falou que essa é a democracia, e que essa é a vontade do povo. Dirigiu-se ao vereador Sérgio dizendo que enquanto eles estiverem disputando quem chega primeiro, ou quem vai ao primeiro banco, ou na janela, que o povo continua refém. Disse que devem sim participar de todas as reuniões que acontecerem com os órgãos públicos. Falou que devem estar presentes sempre, pois falou que foram eleitos para trabalharem pelo povo, para o povo, falou que através dos impostos, que cada um dos Guaratubanos paga que eles recebem os seus salários. Comentou que se o salário é bom ou se é ruim, disse que isso é outra coisa. Falou que a obrigação deles é de estarem olhando pela coletividade. Disse que gostem ou não ou que queiram ou não, falou que sempre estará participando de reuniões me favor do povo, mas que, porém em reuniões em órgãos públicos.  Falou que todo chefe de um órgão público, tem a obrigação de receber os vereadores, de receber os deputados os senadores, e que enfim, os que fazem parte de um Parlamento. Disse que só assim eles se unirem e mostrando força é que eles vão conseguir trazer solução para o povo, trazer a resposta para o povo. Disse que não devem se envolver em degradação psicológica de determinadas pessoas, e que estas pessoas tentam a todo custo às vezes, tentarem fazer com que o séquito que estão presentes, que se trone uma praça de guerra. Falou que não devem jamais, de maneira alguma, se aproximarem de pessoas que na vida e no dia a dia, usam do prelúdio e da querela. Falou que isso só faz com que eles, se distanciem ainda mais pelo povo. Disse que neste dia ele acompanhou uma entrevista de uma deputada federal mo horário do almoço, falou que a deputado era muito parecida com a Vereadora Cátia, e que coincidentemente a deputada era do PSB, citou o nome da deputada Giovanna de Sá, e que era de Santa Catarina. Disse que a deputada falava com toas as suas palavras, dirigiu-se ao senhor Laufran dizendo que não devem se envolver nos bolsões das fofocas e das ofensas. Falou que quando isso acontece que eles acabam esquecendo-se do povo, e que acabam deixando o povo de lado, e que passam a disputar passo a passo, metro por metro, quem deles terá mais visibilidade. Disse que devem sim ser prudentes, e determinados na política. Falou que devem seguir um conselho muito simples, que onde há união que há força, que onde há desunião que há barbárie, que há fofocas e que muitas das vezes, ofensas aos seus familiares e os familiares das pessoas se tornam notórios. Falou que os arautos da moralidade pública, às vezes os deixam sem palavras.  Disse que a soberba procede à queda na política. Falou para ouvirem bem as palavras do ex-ministro do Tribunal Federal Eros Grau, “a soberba procede a queda na política”. Disse que estão entrando em um ano eleitoral, e que é normal que cada um dos treze vereadores na Casa, e os demais candidatos que estarão aptos para concorrerem às eleições, disse para que cada um corra atrás do seu eleitor, atrás do voto. Falou que pode até se tornar repetitivo, mas que seria muito importante que cada um, corresse atrás de seu eleitor sem prejudicar o colega, sem prejudicar o adversário político. Falou que quando isso acontece que o adversário passa a ser o inimigo político. Disse que isso tem de acabar na política. Falou que serão adversários sim, mas falou que depois que terminar a eleição, que têm de pensar que são guaratubanos, disse que nem sempre o seu inimigo político, é o inimigo político do outro, e que nem sempre o seu adversário político é o adversário político do outro. Falou que não devem se tratar uns com os outros como bichos e que devem ter respeito uns com os outros e iniciarem uma campanha limpa, que uma campanha onde as pessoas não se envergonhem dos seus candidatos. Falou que naquele tempo em que para se ganhar uma eleição que teriam que humilhar o adversário, falar mal da família, denegrir a imagem, para ganhar uma eleição, disse que isso hoje acabou. Disse que o povo vota no candidato e que não votam nas pessoas que usam da campanha política para resolverem problemas do passado. Falou que não deseja ameaças nenhuma nesta campanha, mas falou que se acontecer que ele saberá enfrentá-las. Disse que vê que o salário do funcionário público, esta atrelado diretamente a alimentação. Disse que a pessoas que não se alimenta bem, que não trabalha bem, e que não consegue produzir, e que nunca vai ter uma saúde a contento. Disse que quando sobe na Tribuna, e que não se lembra de nunca ter subido a Tribuna, para falar mal de alguém ou para denegrir a família de ninguém. Disse que gosta muito de reconhecer aquilo que é feito de bom e o que é feito para a cidade de Guaratuba, e que principalmente é feito pela coletividade. Disse que onde quer chegar falando do salário que é igual a alimentação. Falou que quando o secretário Gil Justus, assumiu a prefeitura de Guaratuba, disse que ele não quer comentar nada do passado, porque não lhe diz nada. Falou que quando o secretário assumiu a prefeitura, que havia uma defasagem muito grande, e que tinham algumas contas atrasadas, que alguns salários atrasados, disse que em um dia ele conversava com o secretário sobre esses assuntos, falou que tem acompanhado ao longo dos sete anos, que os funcionários públicos não receberam mais os salários atrasados, e que não ficaram sem salários. Falou que hoje é muito comum no Brasil, ouvir falar que prefeituras não pagam salários, disse que viu recentemente que no Rio de Janeiro, que tem uma prefeitura poderosíssima, mas falou que conversava com o secretario sobre o salário dos funcionários, e que o secretário tem um estilo bonachão do Secretário Gil, disse que o secretário é uma pessoa de uma simplicidade, e de palavras simplistas, que é uma pessoa que da atenção, e que responde aquilo que lhe foi perguntado, falou que tem de fazer uma deferência muito especial, e disse que o secretário comentou como que iria cobrar do funcionário da prefeitura um eficiência no trabalho, se não for pago o salário em dia. Falou que dificilmente ouvem estes tipos de pronunciamento, disse que as vezes nos grandes centros e todos veem pela televisão que alguns prefeitos falam que se for melhorado o serviço que vão dar o pagamento no mês. E que falam que se melhorar o serviço que vão pensar se vão dar o pagamento. Disse que isso acaba de tirar a vontade do ser humano de trabalhar, falou que ninguém trabalha para bonito, disse que todos que trabalham que dizem que já é dia vinte e um e que já querem receber o salário. Falou que é o dia do salário que é o dia de pagarem as suas contas. Falou que isso eles se orgulham do secretário Gil Justus. Disse que vai, mas alem ainda falando do funcionário público municipal, funcionário Concursado, funcionário Comissionado, disse que todos devem ser respeitados. Falou que não quer com isso denegrir e nem fazer nenhuma crítica aos ex-secretários de administração que passaram por Guaratuba, disse que foi e é amigo de todos até hoje. Falou que tem pouquíssimos amigos, e que menos ainda inimigos. Disse que amigo é aquele que bate palma na hora que se esta bem, mas que também é aquele que bate palma na hora em que se esta mal. Falou que os pouquíssimos amigos, que representam para ele, quase noventa por cento de Guaratuba. Comentou que é uma beleza de pouquíssimos amigos. Mas falou que isso é muito importante e que essas pessoas são sérias, que são pessoas corretas, falou que hoje noventa por cento das pessoas de Guaratuba, que são mais de trinta mil. Falou que algumas pessoas veem nele (vereador Almir), uma pessoa que sobe na Tribuna, e que fala aquilo que tem de falar. Mas disse que fala com a consciência, e disse que vê também no atual secretario de Administração de Guaratuba o doutro Roberto Justus, que é uma pessoa, que, disse que não quer dizer que os outros não faziam, mas falou que o Secretario Roberto Justus gosta de fazer. Falou que pode ser que os outros fizessem melhor do que o secretario Roberto Justus. Mas falou que o secretario Roberto Justus vem demonstrando, sobretudo que o respeito ao ser humano, e que isso é muito importante e que todas as vezes que o Agente Político ouve primeiro e que escuta as pessoas falarem, e para depois respondê-las, falou que é porque as coisas estão indo muito bem. Falou que o respeito que o senhor Roberto Justus tem pelos funcionários, e que hoje é notório na cidade de Guaratuba os comentários. Falou que as pessoas que procuram o Secretário Roberto Justus, para assuntos administrativos, que são referentes ao trabalho do secretário, e que também para assuntos pessoais. Comentou que o secretario poderia simplesmente dizer que não era problema dele, e que problema particular de funcionário pode ser resolvido na casa, na delegacia, no fórum. Disse que não, que o secretário procura ouvir as pessoas, e que diante do conhecimento do secretário, na área de direito, que é advogado, falou que o secretario tem também a sensibilidade, de responder o que pode ser feito para resolver o problema do funcionário. Falou que quando o secretario de administração atende um funcionário da melhor maneira possível, falou que nem sempre são resolvidos os problemas que são levados até o secretário. Mas falou que o importante é que a pessoa seja ouvida, e que a pessoa sai com a esperança de que vai ser resolvido o problema ou que vão tentar resolver o problema. Disse que o difícil é quando um funcionário público procura o chefe e que em especial neste caso a secretaria de administração e que as vezes nem recebido pelo chefe é. Perguntou qual é a sensação que esta pessoa tem, respondeu de que a pessoa não existe. Falou que esta torcendo para que o Roberto Justus continue com a força, com a garra, com este gás, atendendo os funcionários. Falou que quando se atende bem os funcionários, falou que o funcionário volta para asa contente, que trata bem a família, e que a família do funcionário vai ao mercado, na farmácia, ou padaria, e que o funcionário vai mais contente, Disse que é um efeito que faz com que todos se sintam bem. Disse que eles são esperançosos, que este tipo de atendimento pudessem fazer parte de todos os setores públicos. Disse que tem muitos setores públicos, que não só municipal, mas como estadual e federal, que as pessoas preferem irem embora do que continuarem esperando para pedirem uma ajuda. Falou que nenhum, e que nem o Secretario Gil, e nem o Secretario Roberto lhe pediram para vir até a Tribuna, falou que quem lhe pediu , que foram algumas pessoas que fazem parte do grupo de funcionários. Disse que para surpresa destes funcionários ao procurarem o secretario que tiveram essa bondade e esse respeito. Disse que falou que viria em nome dessas pessoas para falar a respeito deste atendimento. Disse que vai torcer para que continuem os funcionários da maneia em que estão que estão sendo tão bem atendidos. Falou que eles possam num futuro muito próximo ouvir o que muitos querem ouvir, e que às vezes não conseguem, porque falou que ao procurarem o chefe imediato ou procurarem o patrão, que são tratados como pessoas desconhecidas, como pessoas sem importância Neusa. Disse que vai continuar usando sempre que possível, a tribuna para reconhecer o trabalho de quem olha pelos funcionários, de quem olha pelo povo, de uma maneira leal, cordial e com muita sensibilidade, e disse que por reconhecimento, de que desde o mais humilde até o mais graduado funcionário, ou cidadão guaratubano que deve ser respeitado. Agradeceu. ---------------------------------------------------------------------------------------------PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que estava regularmente inscrito o vereador Maurício Lense, que abriu mão, que o vereador Artur que deixou para a próxima oportunidade, que o vereador Almir já fez o seu pronunciamento, que o vereador Laudi deixou para a próxima oportunidade, que o vereador Sergio Alves Braga também abriu mão para uma próxima oportunidade, que a vereadora Maria também não utilizara a Tribuna. Convidou o último orador escrito o vereador Itamar Cidral da Silveira Junior. ------------------------------------------------VEREADOR ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR – Cumprimentou o senhor presidente, a Mesa Diretora, as vereadoras, os vereadores, os internautas. Os blogs que os acompanham. E os que vão lhe acompanhar através da TV Câmara durante a semana, cumprimentou especialmente o ex-vereador Laufran, ao ex-vereador Cesar dizendo que é uma satisfação tê-los na Casa, que é do povo. Também cumprimentou especialmente o senhor Tonico, e todos os demais da família PSB que neste dia estão representados na Câmara. Disse que gostaria de ser claro nas suas palavras, falou que recebeu através do PSB uma nota a qual ele vai trazer a conhecimento, disse que é uma nota que representa o esclarecimento, diante de alguns fatos, disse que vai fazer a leitura para que todos tenham conhecimento: “Na Sessão do dia treze do quatro de dois mil e dezesseis, da Câmara Municipal de Vereadores de Guaratuba, o vereador Maurício Lense fez referências a ações exercidas por  minha pessoa junto a Secretaria de Governo e Urbanismo durante o período que fiz parte da Administração encaminhada por Carlos de Carvalho. A motivação deu-se a partir da reportagem realizada pela TVCI Paranaguá, exibida em dez do quatro de dois mil e dezesseis que noticiava o assunto da sinalização para navegação na Barra de Guaratuba, sob as condições de navegação e do exercício da pesca profissional e amadora em nosso litoral. Diante o vereador usou a expressão  “super secretário” e que fora a minha determinação na retirada das boias de sinalização da Barra de Guaratuba e seu armazenamento no CPPOM. Também comentou de forma jocosa  atribuindo a minha pessoa o insucesso pela instalação de ponto de ônibus nessa cidade. Vamos aos esclarecimentos. Esclareço é lamentável o desconhecimento dos fatos que induzem as informações equivocadas sobre a minha participação nos episódios relacionados pelo edil. Jamais tratei com desrespeito qualquer vereador desta Casa, e também jamais me furtei em prestar informações obre os meus atos como titular das secretarias que atuei. Desenvolvi com o máximo empenho todas as tarefas atribuídas a mim e os feitos são visíveis ao povo de Guaratuba, e não precisam ser relacionados a títulos de promoção pessoal. Vale ressaltar que o nobre edil mantém coluna semanal em um jornal de circulação local e neste espaço relaciona suas ações junto a esta asa Legislativa, e isto seria também promoção pessoal ? Primeiro assunto: Boias de sinalização, a gestão das boias de sinalização eram de competência da Secretaria Municipal de Meio Ambiente sob o comando do então secretário senhor Vicente Variani, jamais houve qualquer documento do vereador referente a este assunto dirigido a minha pessoa ou a pasta dirigida enquanto fui secretário Municipal. Segundo ponto: pontos de ônibus esclareço que o tema pontos de ônibus teve sequência após a minha exoneração da prefeitura Municipal, devendo a gestora do município prestar informações obre a decisão Administrativa de interromper um Projeto tão viável para o município. Acredito que o vereador Maurício Lense pode colaborar para a solução deste assunto apresentando sua proposta para resolver o problema, pois não pode ser tratado com requerimento de apenas duas linhas a ser mostrado a seus eleitores. Isso merece opinião e solução”. Disse que vai para o fim da nota que assina Carlos de carvalho e que foi encaminhada através do PSB para a liderança. Por fim “ convido o vereador a tratar os assuntos da cidade e qualquer foro que lhe convenha. Mas apelo ao mesmo que não ultrapasse o limite da ética, pois desta maneira estaria fazendo exatamente o roteiro planejado por grupos políticos que neste momento se aproximam de sua atuação Parlamentar. Suscitar critica ou acusações a minha pessoa depois de quase três anos dom meu desligamento como secretário Municipal me parece algo estranho. E parece da prática da velha política. A propósito da reportagem rebatida é importante frisar que o assunto merece a atenção das autoridades do Executivo, e Legislativo. Pois é a vida e as condições de trabalho de todos os que labutam na pesca. Guaratuba dezoito de abril “de dois mil e dezesseis” assina a nota Carlos de Carvalho. Dirigiu-se aos senhores e senhoras presentes, falou que fora a nota assinada e encaminhada através do PSB, disse que tem na sua condição de Parlamentar para rebater alguns pontos. Disse que quando uma pessoa de alta estima da sociedade de Guaratuba citou o doutro Michalysem, que assina ou publica uma nota a imprensa que diz que a oposição clara na Câmara são os vereadores Artur e Maurício Lense. Falou que desmerecem também nesta nota os vereadores da base do governo, e que principalmente ele  (vereador Itamar)e a vereadora Maria do Neno, e disse que assim pode chamá-la. Perguntou as pessoas e que deixa a tranquilidade da consciência de todos. Falou que ele seria uma oposição Escura?  Falou que os vereadores entendem nele como Parlamentar numa oposição diferente dos demais vereadores que o compõe? Disse que nãoque ele não tem nada que desabone a sua conduta de Parlamentar na Casa. Disse que não admite este tipo de provocação. Falou que lamenta que venha a muito tempo antes do pleito eleitoral. Disse que entende que numa nota escrita de forma rápida e apressada a qual equivocadamente essas palavras não se encaixam a sua pessoa e a pessoa da vereadora Maria Batista companheira do PSB. Falou que os senhores que embora estejam em um ano eleitoral, que ainda não há tempo para palanque, chamou a responsabilidade dos vereadores. Disse que não estão em época de palanque e que é a Tribuna da Casa Legislativa, Falou que o se adversário é a corrupção e os erros e as mazelas do governo. Disse que foi para isso que eles foram atribuídos, e que não podem colocar e nem rechaçar pessoas que não devam. Disse que para que a construção fique um pouco mais leve deste assunto, o qual lhe tira a paz, e até o ponto de lhe causar incomodo. Disse que veio a sua resposta sobre o vale Transporte dos servidores. Disse que a resposta que foi lhe entregue, a minutos atrás. Falou que diz da seguinte forma: “que a impossibilidade da regulamentação pelo feito de estarmos próximos ao pleito eleitoral, e que a Lei veda esta conduta, Falou que fato que não poderia dar à senhora Evani o vale transporte aos servidores. Disse que gostaria que esta mesma nota registrada pela Procuradoria Municipal fosse baliza para que na hora de pegarem empréstimos públicos e que na hora de endividarem o município, disse que vão tentar através da campanha do pleito possível tomar mais empréstimos. Disse que se não é para dar para o servidor, que também não vão tomar mais empréstimos na Casa. Disse que entender que esta é a baliza que esta é a luz, que vão tomar para não vender definitivamente a Iluminação Pública do município. Falou que vai finalizar, disse que vai fazer uma confissão, falou que se sente muito diferente das outras vezes que tomou a Tribuna. Falou que deve ser de conhecimento de todos, mas falou que gostaria de chamar a atenção de todos. Pediu a atenção da casa legislativa e que independente de posição política, para que tenham a atenção aos seus mandatos que ainda não finalizaram. Falou que a obra do cemitério que é tão cobrado pelo vereador Maurício Lense, disse que vão continuar cobrando. Falou dos trapiches que ainda não foram construídos e que se forem construídos disse que serem a título eleitoral. Falou das casa populares que foram para as praças públicas para tentarem enganar a população de Garatuja e falou que ainda não saíram as casas. Citou o ficha limpara que ainda esta travado pela Presidência do Presidente Oliveira. Falou dos fantasmas do Legislativo, e que também do Executivo Municipal. Falou sobre a falta de UTI, de segurança pública, de saúde pública e que todos este assuntos devem ter a maior atenção na Casa. Agradeceu. ----------------------------------------------------------------------------------------------------

ORDEM DO DIA – ---------------------------------------------------------------------------------------------------

Projeto de Lei n 598 – denomina-se de Rua Jose Carlos Gonçalves a antiga Travessa Particular no Centro deste município de Guaratuba. Pedido a dispensa para que fosse colocado na Ordem do Dia pelo Vereador João Almir troyner. EM PRIMEIRA DISCUSSÃO O PROJETO DE LEI – EM PRIMEIRA VOTAÇÃO O PROJETO DE LEI – APROVADO POR UNANIMIDADE. ------------------------------------------------------------------------------------------------------

Projeto de Lei n° 595 – concede o Título de Cidadão Honorário de Guaratuba ao senhor Mounir Chaowiche e dá outras providencias. EM DISCUSSÃO O PROJETO DE LEI – o Vereador Mauricio Lense pediu vistas ao projeto de lei. ---------------------------------------------------

PALAVRA LIVRE - -------------------------------------------------------------------------------------------------- VEREADORA MARIA DA SILVA BATISTA – Cumprimentou o senhor presidente, senhores vereadores, senhoras vereadoras, público presente, a imprensa, internautas que os acompanham, Disse que o seu pronunciamento e que foi um dos motivos que ela não foi para a Tribuna, disse que era a respeito de alguns comentários que o vereador Itamar pronunciou. Falou que nesta semana ela acompanhou alguma coisa em rede social, e deixou o seu pedido de certa forma que as pessoas tenham mais respeito. Falou que na Casa, ninguém é melhor do que ninguém. Falou que são treze vereadores com o mesmo valor, e que ninguém é melhor do que ninguém. Disse que já cansou de falar, que tudo isto na vida é passageiro. Falou que o amanhã a deus pertence. Disse que não adianta querer dar uma de bonzinho e de limpinho, de bonitinho, disse que todo mundo vai para o mesmo buraco, e que todo mundo tem o mesmo valor. Falou que quem lhe colocou na Câmara foi o povo e que ela gostaria que as pessoas tivessem respeito. Falou que estão num ano de processo eleitoral, e desde que gostaria que as pessoas fizessem seu trabalho, e que respeitassem os seus adversários, os inimigos, falou que ela não tem inimigo político e sim adversário. Falou que isso facilitasse os seus trabalhos. Falou que também não entendeu o porquê que o Doutro Luizinho, colocou nas redes sociais que o vereador Maurício e o vereador Artur são oposição clara. Falou que ela até é pretinha mesmo, mas falou que vindo um comentário desses de uma pessoa inteligente, e que ela sempre respeitou que é o Professor Luizinho. Falou que ela sempre fez a sua oposição na Casa, e que muito clara. Falou que primeiramente não tem o rabo preso com ninguém, que ninguém vai apontar o dedo para ela. Disse que sempre respeitou todo mundo. Disse que analisando os comentários, falou e que acha que estão utilizando a Associação do Comércio em Guaratuba, para fins políticos. Disse que na sua cabeça é o que ela entendeu. Falou para cada um cuidar do seu ladinho, para fazerem o seu trabalho bonitinho, e para pararem de denegrir um ao outro. Disse porque que vai os avaliar é o povo, disse que não adianta querer dar uma de bonzinho. Falou que gostaria de esclarecer sobre as proposições as quais ela fez na Casa, de uma lombada na rotatória  do Coroados, falou que no sábado quase que um caminhão atropelou uma mãe com uma criança de bicicleta que estavam indo para a praia. Falou que é ano político, mas que as coisas têm de acontecer, disse que isso é prioridade naquela rotatória. Falou que vem a anos pedindo isso, e que várias vezes fez esta proposição, e que várias vezes ela esta reivindicando. Disse que nada acontece e que ela tem certeza que depois que morrer uma criança ou um de bicicleta, ou um ser humano perder a vida naquela rotatória, disse que ai vão tomar as providencias. Voltou ao assunto do qual ela não gostou, falou que gostaria que as pessoas que vão à igreja, que conhecem as leis, e que são inteligentes, para pararem de ir para as redes sociais para falarem bobagens, disse para pararem de denegrir a imagem dos outros, e querem se dar bem. Disse que não admite e que não vai aceitar, e esclareceu a esta pessoa que foi para as redes sócias, disse que é oposição daquilo que não acontece que é oposição daquilo que não esta certa no seu conceito, falou que por muitas vezes que subiu na Tribuna, para falar, disse que falou do que não acontecia, disse que não falou da vida pessoal de ninguém. Disse que não falou nem da prefeita, nem do secretario, de ninguém, disse que foi reivindicar o que não estava acontecendo. Disse que fica o recado que cada um cuide do seu trabalho, e que respeitem um a outro, falou que ninguém vai apontar o dedo para ela. Falou que cada vez que ela vem reivindicar alguma coisa na Casa, disse que fala que este era um Projeto do senhor Carlos Carvalho, falou que o senhor Carlos carvalho já esta quase se aposentando, e que as pessoas ainda estão colocando a culpa nele. Disse que é brincadeira, falou que o bonito é eles assumirem que estão errados, que estão falhando com os compromissos. Disse para pararem de colocar a culpa em quem não participa mais das atividades do município. Agradeceu. -------------------------------------------------------------------------------------------------------------VEREADOR MAURÍCIO LENSE – Cumprimentou o senhor presidente, senhoras vereadoras, senhores vereadores, público presente, ex-vereadores presentes, em especial o Clube Aventureiros da Igreja Adventista, disse que é só para constar que estão presentes, mas que também existe os Clubes Desbravadores Guará, e o Clube Aventureiros Guará Junior, disse que é um trabalho muito bonito do pessoal com a juventude, e que fazem com que as pessoas cresçam na condição de vida e de excelência da ética e da moral, e da saúde. Agradeceu ao trabalho dessas pessoas. Dirigiu-se aos senhores presidente dizendo que quando fez uma indicação à prefeita municipal para que a prefeita mandasse para a casa um Projeto de Lei que desce condições aos atletas  de terem um financiamento de suas despesas  para que pudessem representar o município. Falou que o presidente Oliveira disse que não estaria constando da LDO da PPA, e que não poderia talvez for implementado o Projeto. Disse que agora vem um Projeto o 1405, cuja sumula dispõe abertura de Crédito adicional escapa e efetua alteração das Leis de Diretrizes Orçamentárias  LDO, e do Plano Plurianual, para atender normas da secretaria Municipal da Pesca. Disse que então existe a saída sim, e que se a prefeita tiver a vontade de atender os atletas, que é só a prefeita fazer uma abertura especial de crédito. Disse que com certeza mudando a LDO, e a PPA. Falou sobre a educação na cidade, disse que tem um levantamento do Tribunal de Contas, sobre os municípios que mais gastam com educação, e que tem indicadores de ensino piores. Falou que tem um levantamento em todo o Paraná, e que em algumas cidades, citou como exemplo Paraíso do Norte, e falou que é sua cidade natal, que teve o maior índice de eficiência de despesa com a educação. Disse que esse índice compara o valor da despesa gasto com o aluno com a eficácia da educação. Disse que a eficácia da educação, que se compõe de vários índices, falou que é uma adequação do percentual de alunos de uma série inicial de ensino fundamental com idade adequada aquelas séries. Falou da estrutura, que é o percentual do estabelecimento com estrutura física adequada, infantil, percentual de crianças ate cinco anos matriculada em educação infantil, integral, percentual de alunos que estudam em tempo integral. Professor percentual de docentes com nível superior e qualidade  de notas nas séries iniciadas no ensino fundamental no IDEB. Citou com exemplo Marinho, que teve uma adequação zero nove quatro, estrutura disse que são as estrutura físicas, disse que foi zero sete. Infantil zero nove. Tempo integral zero quatro e oito nove,professores com nível superior, zero nove quatro, e qualidade zero nove. Falou que Guaratuba na parte de estrutura, que quando Matinhos tinham zero sete, que Guaratuba tinha zero três. Crianças em tempo integral que matinhos tinha zero quatro oitenta e nove, que Guaratuba tem zero vírgula um. Disse que eles podem se remeter aquela construção daquelas salas de aula que estavam  sendo feitas com material de terceira qualidade, disse que o índice de estrutura de Guaratuba, percentual de estabelecimento adequado de Guaratuba, é bem abaixo da média. Falou que Guaratuba esta periciando de investimentos nessa questão de educação para melhoria, falou que principalmente, que eles façam com que as crianças tenham estudo de tempo integral. Falou que este levantamento ele depois pode passar aos vereadores, e que passar também para o Executivo para que seja tomada alguma providência em relação a isso. Falou sobre a Associação Comercial, disse que é associado da Associação Comercial, a vinte anos. Disse que já foi presidente em dois mandatos, e que hoje ele é Conselheiro da Associação Comercial, e falou que foi convidado para representar a Associação Comercial numa determinada ação da Associação disse que é em prol da segurança pública, disse que não deve explicações, porque a sua participação na Associação Comercial é independente da sua posição política, e que sempre vai ser na defesa dos interesses de todos os comerciantes da cidade Agradeceu. -----------------------------------------------------------------------------------------------VEREADOR LAUDI CARLOS DE SANTI – Cumprimentou o senhor presidente, senhoras e senhores vereadores, distinto público presente, aos educados principalmente, aos internautas, aos não educados que já estão se retirando disse que isso já faz parte. Desejou boa noite aos mal educados. Falou que na verdade o cotovelo quando dói que causa este tipo de reação, mas que ele vai tocando em frente e levando a vida. Disse que tem muita coisa boa para contar à para falar. Disse que não vai dar ouvidas as asneiras. Disse que titulo de informação, dirigiu-se ao senhor presidente, na questão do maquinário e que mais precisamente da secretaria de Obras, Disse que já foi praticamente totalizado o desassoreamento da Rua Piauí, no bairro Coroados, e que algumas vias foram patroladas e bem como os materiais foram colocados durante esta semana. Falou que o bairro de Piçarras foi contemplado em várias ruas com colocação de material, com patrolamento e com colocação de manilhas, disse que especificamente a Rua Rui Barbosa, que era um local de bastante transtorno, nos dias de chuvas. Falou que foram colocadas dez manilhas de um metro e que a colocação de material estão sanando o problema daquela via. Disse que também na área rural na quinta na sexta e na segunda feira, que o maquinário, mas que precisamente o maquinário do PAC que ficou nesses dias dando uma geral na região do Cubatão, e nos demais dias no Empanturrado, no Rasgado e nas demais localidades próximas. Falou também da colocação de tubos e de manilhamentos nas travessias para dar vazão de água e não assorear as ruas. Disse que foi colocado o material na área rural também.  Salientou que não vai se alongar porque o seu tempo esta curto, frisou o bom trabalho da secretaria de Obras, que vem trabalhando incansavelmente na região do Ginásio de esportes da Piçarras, que esta sendo feito a limpeza em todo o entorno da escola e da praça do Ginásio da Piçarras. Disse que o trabalho esta acontecendo através da secretaria de Obras. Parabenizou ao Clube Ipiranga, pelo belíssimo almoço que teve no final de semana, falou que estão todos de parabéns no Clube, disse que o pessoal trabalhou e que o almoço estava muito caprichado, e que tem uma equipe envolvida, disse que é sócio do Clube Ipiranga, mas falou que estão todos de parabéns, porque realmente foi muito bem organizado, que estava um ambiente familiar o qual muitas famílias de Guaratuba naquele local estiveram almoçando e degustando do maravilhoso costelão fogo de chão e um porco muito bem assado, pelos seus amigos que estiveram na festa. Disse que falou do Ipiranga para não esquecer, mas que ele ainda tem um minuto e quarenta e cinco para falar. Falou um pouco sobre a educação, e que a educação vai muito bem, e que não é todo município do Paraná, e que em Guaratuba a prefeita Evani tem um zelo pela educação, falou que os alunos recebem uniforme, material escolar, transporte de qualidade, merenda escolar de qualidade, disse que isso é um exemplo para os demais municípios do Paraná. Falou que Guaratuba leva a risca, repete e disse que em outras vezes ele já falou, que a crise assola o Brasil, mas que em Guaratuba com a boa administração que vem honrando os compromissos, e que paga em dia os salários, e que é isso que importa. Falou que não vai se alongar porque a sessão está tranquila, calma e serena, e que a querida Guaratuba esta as véspera de fazer aniversário, e que é assim que diz o querido deputado Nelson Justus,  “Viva Guaratuba”. Agradeceu. --------------------------------------------------------------------------------------------

ENCERRAMENTO – Nada mais havendo para ser deliberado o Presidente agradeceu a todos os presentes e aos internautas e deu por encerrada a presente Sessão às vinte e uma horas e quinze minutos, marcando nova Sessão Ordinária para o dia vinte e cinco de abril de dois mil e dezesseis às vinte horas. Para contar eu                (Edilson Garcia Kalat – Secretario Geral) bem e fielmente redigi, digitei e conferi a presente Ata. ----------------------------
                                   

MORDECAI MAGALHÃES DE OLIVEIRA

Presidente

SERGIO ALVES BRAGA

1º Secretário

FABIO LUIZ CHAVES

2ª Secretário

DATA - HORARIO – LOCAL – aos quatro dias do mês de abril do ano de dois mil e dezesseis às vinte horas no Plenário da Câmara Municipal de Guaratuba, Estado do Paraná. ------------------

PRESENÇAS – MORDECAI MAGALHÃES DE OLIVEIRA – Presidente, MAURICIO LENSE - Vice-presidente, SERGIO ALVES BRAGA – Primeiro Secretário, FABIO LUIZ CHAVES – Segundo Secretário e demais Vereadores: JOÃO ALMIR TROYNER, LAUDI CARLOS DE SANTI, JUAREZ SERAFIM TEMOTEO, CATIA REGINA SILVANO, ANA MARIA CORREA DA SILVA, ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR, MARIA DA SILVA BATISTA, RAUL CHAVES e ARTUR CARLOS DOS SANTOS. -----------------------------------------------------------------------------------

ABERTURA – Sob a proteção de Deus e verificando a existência de número legal de presentes o Presidente declarou aberta a Sessão. ---------------------------------------------------------------------------

APROVAÇÃO DA ATA – aprovação da Ata do dia vinte e oito e do dia vinte e nove de março de dois mil e dezesseis. Como não houve restrições considerou-se aprovada. -----------------------------

EXPEDIENTES RECEBIDOS – Ofícios do executivo, ofícios diversos. ----------------------------------

PROPOSIÇÕES/INDICAÇÕES DOS VEREADORES – Vereador Mordecai Magalhães de Oliveira – extensão de melhorias publicas na Avenida Mafra, rede de esgoto na Avenida Guaira, melhorias do trafego na Avenida Paraná,colocação de material na Travessa Homero Henrique, patrolamento da Rua Wenceslau Braz, repintar faixas em frente a Escola Aquarela. Vereadora Catia Regina Silvano – redutores de velocidade na Rua Joinville, colocação de Boca de Lobo na Rua Amaro Fernandes. Vereador João Almir Troyner – patrolamento da Rua Equador. Vereadora Maria da Silva Batista – reparos na Rua Santa Catarina, patrolamento da Avenida dos Navegantes, patrolamento da Rua Doutor Camargo. Vereadora Ana Maria Correa da Silva – limpeza na Rua Paranavaí. -----------------------------------------------------------------------------------------

INDICAÇÕES – Vereador João Almir Troyner – convenio para conserto das viaturas da Policia Militar. Vereador Mauricio Lense – Projeto de Lei para instituir auxilio financeiro para atletas e equipes que representem o município. --------------------------------------------------------------------------

REQUERIMENTO – Vereador Itamar Cidral da Silveira Junior – relação completa dos servidores da rede municipal com vale transporte e planilha dos gastos, detalhamento do controle de trabalho dos servidores Fabiane Chaves e Antonio Emilio Caldeira Junior. Vereador Artur Carlos dos Santos – documentação sobre a reforma da Escola Municipal Heinz Wittitz. --------------------

PEDIDO DE VISTAS – retornou o Projeto de Lei n° 595 do pedido de vistas da Vereadora Maria da Silva Batista sem alterações. Para a ordem do dia de hoje. -------------------------------------------

PARECER – Projeto de Emenda a Resolução n° 119 que dispõe sobre o Regimento Interno da Câmara Municipal de Guaratuba. Retornou da Comissão de Constituição Justiça e Redação com parecer favorável. APROVADO PELO PLENARIO O PARECER com voto contrario dos vereadores Itamar Cidral da Silveira Junior, Mauricio Lense e Artur Carlos dos Santos. ---------

ORADORES INSCRITOS NO LIVRO DE DEBATES –--------------------------------------------------------JORNALISTA LEONARDO SCHENATO BARROSO - Cumprimentou a todos e disse que primeiramente ele sempre que imaginou vir ao Plenário, que pensou em começar com agradecimentos, mas que vai  começar com pedido de desculpas , disse que a Moção de Aplausos foi aprovada em outras Sessões e que ele nas outras Sessões chegou atrasado porque não reside em Guaratuba, Falou que vai tentar ser o mais breve possível dentro do seu tempo, e comentou que a Sessão vai ser longa, agradeceu a presença de todos, e que as pessoas não estão em Plenário para ver a sua Moção de Aplausos, mas sim. Falou que gostaria de dizer que a fotografia, e mostrou o quadro com a foto, disse que a fotografia foi ganhadora de um concurso promovido pela Universidade Federal do Paraná do Litoral que tinha como objetivo trazerem fotos que falassem sobre a beleza do litoral paranaense, Falou que teve muita sorte em poder estar na praia central de Guaratuba perto de onde fica a Praia do Prosdócimo e que a corujas ficam no viveiro, e que aproveitou junto com o nascer do sol, presenciando a beleza da coruja e que registrou isso para que em algum momento esta foto se tornasse especial, falou que para ele sempre foi uma foto muito bonita e especial, disse que é um a foto que ele já tinha como plano de fundo do seu celular, disse que é um a foto que ele gosta muito, e que hoje ele viu que teve a grande felicidade de que a foto realmente se tornou de uma forma especial e de um jeito mais amplo.  Falou que esta conquista não é dele, e que a conquista é de todos de Guaratuba que permitem que a praia seja tão bonita, falou que a conquista é dos vereadores que trabalham na área da Legislação, pelo bem de Guaratuba. Disse que também é uma conquista do Executivo guaratubano que também seus funcionários do cargo efetivo e os demais funcionários que trabalham para que a praia seja bonita. Resaltou o trabalho dos funcionários da limpeza  pública de Guaratuba, disse que estes funcionários limpam a praia que todo mundo suja. Falou que os serviços desses funcionários da limpeza foram muito bem executados, e que ele pode registrar uma imagem bonita como a foto que ele fez, deixou o seu agradecimento especial a desses funcionários e que esta é uma conquista desses funcionários também. Falou que tem acompanhado algumas das sessões, disse que não vai falar que foram todas porque  seria uma mentira, mas que algumas das Sessões que acontecem ele acompanhou pela internet, e que principalmente a Sessão a qual ele chegou atrasado, e que o Presidente Oliveira havia lhe convidado a falar, e que ele não pode estar presente naquele momento e que chegou atrasado, mas que deixou a fotografia, falou que foto esta a aproximadamente um mês na Câmara, para apreciação de todos que tem interesse em ver a foto, Falou que a foto vai ficar na Câmara e que é uma doação sua  para a Câmara de Guaratuba,  e para a população, e comentou que como a Câmara é a Casa do povo, que esta a disposição para que todos possam apreciar a foto. Comentou que tem acompanhado as sessões, ressaltou que na primeira Sessão do ano que é uma Sessão um pouco mais prestigiada, e que uma série de autoridades falam na Tribuna, disse que foi comentado em Plenário e que não vai citar quem comentou e que em ano eleitoral tudo pode ser mal interpretado, mas que ele simplesmente vai citar, disse que a pessoa citou o Ulisses Guimarães, comentando sobre a necessidade de ser cordial com seus adversários políticos, falou que além disso a pessoa disse que o ódio não constrói nada e que o que constrói as coisas é o amor, disse que isso é uma das coisas que sua família diz, falou que ficou muito feliz que a foto foi escolhida, pela Universidade Federal do Paraná,  e que entre outras fotos que também estão muitos boas, e que tecnicamente perfeitas e que algumas fotos até continuam sendo classificadas para serem capas das próximas revistas  Guaju. Disse que uma coisa que fez a diferença é o amor que ele sente pela cidade de Guaratuba e o amor que ele sente pela fotografia, disse que tem de concordar com o que essa pessoa falou em Plenário. Disse que se as pessoas quiserem fazer algo que tenha valor e que tenha significado, disse que a foto tem isso para ele, recomentou que as pessoas façam por amor, que coloquem sempre o amor e o coração nas coisas em que estão fazendo.  Falou que com certeza isso vai fazer diferença, e que pelo menos para ele  é uma conquista, e que não é nada de outro mundo e que não é extraordinário, disse que fica muito feliz, que algo que ele gosta tenha dado um resultado bom como esse. Agradeceu novamente aos vereadores, disse que não sabe quais os vereadores que assinaram o pedido, mas que vereador Itamar falou com ele em outra Sessão, e que o vereador disse que votou, agradeceu ao vereador Itamar, e a todos os que assinaram e que aprovaram, comentou que o Presidente Oliveira falou várias vezes sobre a foto na Sessão anterior, e que o presidente apresentou a foto em Plenário. Disse que são coisas que tem uma significância enorme na sua realidade, disse que é Jornalista em uma cidade pequena que é de Irati e que não é muito perto de Guaratuba, e que para ele esta pequena conquista que é um pequeno reconhecimento da Câmara e que tem um valor inestimável, falou que nunca vai conseguir retribuir para Guaratuba o presente que o município lhe concedeu e que a Câmara lhe esta concedendo. Falou que vai encerrar e falou que não é Guaratubano, mas que como muitas pessoas do Paraná que quase todas as suas férias ele vem para o litoral paranaense, mas que seria muita cara de pau ele dizer que acompanha a realidade de Guaratuba vindo só na temporada que tudo é muito diferente. Mas falou que gostaria muito, e que tem um amor imenso pela cidade, disse que é chato falar  sobre essas coisas e que primeiro namoro sério que ele teve quie começou em Guaratuba, e que a moça era de Paranaguá, e que o pai da moça era muito bravo e que eles se encontravam escondidos, e que quando ele era mais novo que seu exercício para emagrecer, disse que ele era mais reforçadinho e que ele caminhava pela praia central e que subia o morro do Cristo, disse que então a cidade de Guaratuba tem muito valor para ele, disse que gostaria de em algum momento estar vivenciando os períodos em que se passa a temporada, falou que nesta época a cidade fica diferente, e que gostaria de acompanhar esta realidade, para que um dia seja possível para que ele possa viver tudo isso junto com todos que estão em Plenário. Agradeceu novamente a presença de todos, e que espera que todas as discussões que acontecem em Plenário, que seja regidas pelo respeito, disse que acha importante as discussões que estão acontecendo em Plenário nas últimas Sessões as quais ele acompanhou, disse que é um Parlamento e que a palavra deriva da palavra parlare, e que todos estão para discutir mesmo, mas falou que espera sim que o respeito esteja  acima das diferenças na Câmara e em qualquer lugar, disse mais uma vez que todos os que estão defendendo as suas posições que estejam por amor, e que se todos estiverem disse que tem certeza que o que os vereadores estão fazendo é muito importante. Agradeceu. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------VILMAR FARIA DA SILVA – Vice-presidente da Associação Empresarial e Comercial de Guaratuba, que vai falar sobre a segurança pública. Cumprimentou a todos e ao presidente da Casa Mordecai Magalhães de Oliveira, e os demais vereadores e vereadoras, cumprimentou o vereador Laudi que representa a administração, cumprimentou os demais funcionários da Casa, cumprimentou o vereador Maurício Lense, e os vereadores que ocupam a oposição, e as demais autoridades presentes, aos desportistas, os atletas, os profissionais, semiprofissionais, amadores de final de semana que estão na Casa, empresários os quais ele tem visto nas Sessões. Iniciou dizendo que Guaratuba mais segura, falou que Guaratuba e não só ela, mas a sociedade em geral, que vive em condições de desigualdade constantes e que vivem com os crescentes atos de violência e de desrespeito a coisa pública, e a condição humana que os afasta de uma sociedade mais justa, digna e do desenvolvimento sustentável. Disse que ouviu e que não aceitam mais o crescimento dos atos de violência na cidade de Guaratuba. Falou que seja apenas uma questão social e educacional, e não de segurança pública. Disse que a população e eles, empresários, comerciantes, e profissionais liberais, estão muito preocupados, com as notícias dos últimos dias quando a segurança pública, disse que é a falta de segurança pública, falou que quando as noticias de mais um acidente, mais um assalto, mais um roubo, um furto, disse que ocorreu tão perto de suas casas, e de suas famílias, disse que sofrem com uma carga tributária que consome quase um terço dos salários e metade dos preços dos produtos de consumo  e serviços que vai para o estado. Disse que muitas vezes são perdidos pela corrupção, ou pela falta de competência de administrar estes recursos. Falou dos impostos que são pagos e sem a devida conta dos serviços públicos. Disse que precisa de uma cidade segura, uma cidade onde a paz social prospere, que a paz que ao mandarem suas crianças para a escola, a creche e que tenham a certeza de que serão bem tratadas, bem educadas e bem alimentadas, falou que a paz ao deixarem os seus filhos irem à praça, a praia ao ginásio, a pista de skate, que estarão brincando se relacionando e se divertindo, e fazendo amizades, e não sofrendo ameaças das drogas e dos marginais que circundam a cidade. Disse que precisam de um governo que não dificulte a existência daqueles que queiram se desenvolver o viver sem o poder público, dos empresários e comerciantes que geram emprego e renda na cidade, e que pagam seus impostos. Falou que o empreendedor ao decidir se instalar na cidade e que tenham a certeza de que a administração será uma parceira para o desenvolvimento de atividades. Falou que ao redigir este manifesto, que a Associação e seus membros, entendem que a segurança se faz com planejamento e com políticas públicas de longo alcance e não de longo prazo. Falou que principalmente com homens e mulheres que estão motivados a buscar e fazer seus direitos e que a segurança pública nunca estará dissociada ao desenvolvimento local, regional, da educação, da saúde, das ações sociais, disse que têm os melhores profissionais de segurança pública de Guaratuba, disse que tem certeza disso. Mas que este profissionais estão sem condições atualmente de desempenhar o papel, suas atividades por falta de estrutura. Falou que no relato destes profissionais diz que optaram por uma mais urgente mais deixando outra na espera. Disse que este é o relato de um profissional militar, que teve de tomar uma decisão entre uma ou outra situação. Ou que ainda falaram que os bandidos estavam armados até ao dentes e que enfrentar este bandidos seria suicídio, ou pior, que dizem que não tem como atender no momento. Disse que é simples assim. Falou que hoje muitos destes profissionais são considerados heróis anônimos da cidade de Guaratuba. Mas falou que não são anônimos, mas falou para irem até o batalhão para conhecerem estes heróis. Falou que tem como contribuição gestores da segurança pública, com base na reunião de trabalho realizada na sede da ACIG no dia quatro de maio de dois mil e quatorze, falou que não é de agora, que é de dois mil e quatorze, Perguntou como pode um documento ser tão atual, e que depois de dois anos, falou que parece que eles escreveram ontem. Falou que esta disponível nas redes sociais, desde dois mil e quatorze, Disse que alguma coisa esta errada, e que parece que foi escrito no dia anterior. Mas falou que antes de outros comentários que eles chegaram neste trabalho de dois mil e quatorze, disse que o vereador Oliveira estava presente, que o vereador Almir estava presente, que o vereador Maurício Lense também, disse que achar que o vereador Raul, mas ele acha que todos os vereadores participaram em um momento em outra reunião da construção deste manifesto. Disse que as sugestões que eles colocaram que não adianta só reclamar, ou só criticar, mas que tem de dizer o que fazer como fazer e o porquê fazer. Falou que eles disseram naquele momento, que tinha de melhorar a iluminação publica fiscalizar com mais ênfase as invasões de terrenos, e áreas no município de Guaratuba. Para solicitarem a imediata substituição das subcompanhias da Policia Militar no Litoral, inibir as autorizações de ligações de água e luz em locais de risco, ou em propriedades sem documentação e titularidade, promover ou valorizar as ações de resgates da base familiar. Lembrou que o trabalho que é feito pela Secretaria do Bem Estar Social, pelo CRAS, pelo CREAS, pelo Conselho Tutelar e que realmente fizeram várias reuniões, e que dentro das possibilidades destas instituições, eles têm feito o seu trabalho. Falou que as professoras também fazem tudo o que podem. Disse que o pessoal da saúde e que embora as vezes, seja impossível dar o atendimento digno para todos. Mas falou que uma ação seria o entretenimento e práticas esportivas mais disponíveis aos jovens, disse que principalmente nos contraturnos das escolas, melhoras as estruturas da policia civil e militar, e que principalmente o efetivo. Citou viaturas, combustíveis, e manutenção, disse que buscar o apoio do poder Judiciário, para as discussões dos temas inerentes a segurança pública, melhorar a segurança no transito, do município atua, sem os estudos e discussões necessárias para a comunidade. Falou que em dois mil e quatorze além dos assaltos e roubos, que tinham muitos acidentes, disse que tem de cuidar também e comentou a respeito dos sinaleiros que estão na cidade e que isso pode provocar um acidente e matar um pai de família. Criar programas ou implementar mais ações junto aos dependentes químicos, e promover um Fórum de discussão permanente sobre este tema. Convidou a todos que pensam como eles a trazerem suas contribuições ao debate em torno do manifesto sobre o tema, disse que quanto mais Guaratubanos, mais informações, e sugestões e que só assim eles poderiam buscar uma Guaratuba mais segura. Falou que a Associação Comercial de Guaratuba, sempre que é solicitado, está presente em todas. PRESIDENTE OLIVEIRA – disse ao senhor Vilmar que mesmo terminando o seu tempo, que ele pode continuar a falar, porque o tema é muito interessante para a Casa e para o Plenário. SENHOR VILMAR disse que realmente o tema é muito urgente para todos, e que ele queria convidar a todos para que busque juntamente com a ACIG, coma Casa, a solução para este problema. Falou que a Associação sempre que é procurada, sempre foi parceira de todos os movimentos em prol da segurança, do desenvolvimento, e disse que há outros temas que as vezes não os parecem inerentes ao empresariado. Falou que tiveram uma ação na semana feita com base em uma reunião que infelizmente nem todos os empresário e que nem todos os diretores da Associação Comercial tiveram a oportunidade de participar, mas que a Associação foi um catalisador das ações onde já foi recuperado uma viatura que estava mais de seis meses parada.; falou que a outra viatura talvez eles vão buscar e que na próxima semana já esteja circulando. Disse que sempre que foi preciso que o empresariado e o comerciante fazem a sua parte, mas que o comerciante não é responsável por este ônus. Falou que este ônus não é do empresário e nem do comerciante. Disse que sabe que existe uma distribuição de deveres que a Constituição propôs e que a segurança pública não é atribuição do governo municipal, disse que é do governo estadual, e federal. Disse que sabem disso, mas que não podem deixar de registrar em Plenário que, disse que se não houver um envolvimento da administração local e da Casa de Leis, falou que nada disso vai ter efeito. Falou que a viatura no dia seguinte ou depois, ou daqui quinze dias, citou o vereador Almir que deve saber disso, que a viatura estará parada novamente, por falta de troca de óleo, ou vai quebrar a suspensão, falou que as ruas de Guaratuba não estão tão bem assim, e que todos sabem que no máximo um mês a viatura que foi colocada para rodar estará quebrada novamente. Falou que soluções paliativas não servem mais para a segurança pública de Guaratuba. Disse que a responsabilidade é de todos, mas que não é somente dos empresários, ou dos vereadores ou da administração,  mas falou que é de todos. Disse que então se eles se mobilizarem e a administração também, para mostrarem a força que tem, falou que o município de Guaratuba, que escuta muitas vezes dizerem que tem município que esta pior, e que Guaratuba ainda esta bem, falou para todos que não têm de se conformar com o esta bom, porque o outro esta pior, disse que isso sim é um discurso de quanto pior para os outros que melhor para Guaratuba. Falou que não é isso que eles querem para Guaratuba, falou que Guaratuba tem de ser melhor, e que o melhor possível para toda a população, para a sociedade, para as crianças, para os pais, disse que Guaratuba tem de ser segura para todos. Disse que esteve na Delegacia, falou que a viatura começou a rodar na sexta feira, e que neste dia pela manhã existiam oito flagrantes no final de semana, falou que tinham mais de vinte pessoas na fila para fazerem um BO. Falou que o delegado Lucio teve que dar senha Omo é dado nos Postos de Saúde, disse que senha para fazer boletim de ocorrência. Perguntou onde estão chegando. APARTE VEREADOR ARTUR CARLOS DOS SANTOS – falou que os empresários sempre foram solidários e que várias vezes a empresa de sua família ajudou para a manutenção das viaturas, disse que vê e que tem um comercio na avenida, disse que o empresário está com medo, falou que o comércio esta fechando mais cedo, e que inclusive tem dias que ficam com medo de abrir. Falou que viu nas redes sociais, que tem empresas que estão fechando e colocando cartazes que fecharam devido à falta de segurança. Disse que é muito preocupante a parte que o senhor Vilmar esta trazendo para o Plenário, e que todos têm de sentar e ver o que podem trazer de resultado positivo. Disse que estão com o comercio fragilizado, e que a temporada não foi tão boa assim. Falou que a parte que cabe aos comerciantes sempre fica as despesas. Falou que acredita que se todos se unirem, que a prefeitura e o estado, que tem de trazer uma solução para os empresários, mas falou que esta difícil em Guaratuba. Agradeceu. SENHOR VILMAR - Disse que realmente ao vereador Artur, mas que com certeza se os vereadores da Casa, todos embutidos do mesmo espírito de que Guaratuba tem de ser mais segura, para todos e para os seus filhos, citou o vereador Raul que sempre comenta que é para os netos, dirigiu-se ao vereador Raul, dizendo que os netos do vereador Raul também. Falou que é para todos, que Guaratuba tem de ser segura. Falou que tem comercio fechando por falta de segurança, falou que o comercio é assaltado duas três vezes na semana. Falou que sabe que hoje, sete horas da noite pegando um dinheiro na Caixa Econômica, uma moça dentro da agência, que viu a sua camisa da empresa que ele estava que a moça pensou que era um assalto. Disse que esta deste jeito a população. Falou que as crianças sendo assaltadas por causa de um telefone, e que ainda tem crianças que ainda apanham que eles ficaram sabendo. Disse que eles não mandam os filhos para a escola para voltarem machucados, e sem o telefone. Mas falou que é isso que esta acontecendo. Falou que em Guaratuba desde o dia primeiro de janeiro até estes dias teve uma morte por semana. Falou que na semana que passou foram cinco esfaqueados, e que dois morreram,Disse que sabe que o vereador Sérgio esteve com o Delegado Lucia, conversando. APARTE VEREADOR SERGIO ALVES BRAGA – chamou o senhor Vilmar de amigo e pediu licença para chamá-lo de amigo, falou que a dias atrás fez um pronunciamento na Casa de Leis, e que todos os vereadores e vereadoras têm ciência e que todos estão na mesma briga assim dizendo, falou que várias e várias vezes eles estiveram na Secretaria de Segurança Pública, que assim foi com o Beto Richa e que assim foi com o Requião, disse que só houve promessas, e promessas, e que até agora nada, mas falou que o que lhe deixou mais assustado e que esta acompanhando a linha de pensamento do senhor Vilmar, falou que quando esteve na Delegacia na questão de quinze dias atrás, que fez uma visita e que o Delegado lhe passou toda a realidade existente nos dias de hoje, que a situação das viaturas esta caindo porta, caindo teto e que não tem pneus, falou que o pátio esta cheio de motos apreendidas, carros e que não tem mais espaço. Disse que tem uma promessa para que seja retirado estes carros, para que seja aproveitado o espaço para aumentar a cadeia inclusive, e que nem isso é feito. Mas falou que o que lhe deixou mais chocado e preocupado, foi que o Delegado lhe passou dizendo “Sérgio não adianta nós da policia prendermos, que a gente prende”, falou que o vereador Almir foi desta área e que tem ciência disso. “Nós prendemos agora a tarde ou a noite e no meio dia amanhã  tem de apresentar o preso no Fórum, e no Fórum senta o delegado, senta o preso, na frente do juiz,  da promotoria, simplesmente o preso tira um sarro do delegado porque a maldita lei que esta no Congresso Nacional que não modificaram, da este poder para esses delinquentes, esses ladrões que aí estão”. Disse que aí vem a pergunta o que fazer, disse que o delegado falou que não sabe se fica em Guaratuba até dezembro porque não aguenta mais.  Disse que delegado comentou que tanto a Policia Militar com a Policia civil prende e que no dia seguinte estes marginais estão agindo novamente,  e que estão soltou, falou que em outra ocasião ele trouxe para o Plenário, um relato de um presidiário que foi preso dezoito vezes, em menos de ano e que o preso esta nas ruas e que continua  nas ruas aterrorizando, matando, vendendo drogas, Disse que o delegado não sabe o que fazer e que simplesmente falou que enquanto não mudarem as Leis, a Legislação em Brasília, que não vai adiantar trazer viaturas, armamentos, policiais, porque esta acontecendo isso. Falou que já participarem de duas, três reuniões com Prefeita, empresários, com a policia, disse que inclusive veio o Takaiama, corrigiu dizendo que é Kamakaua que veio de Paranaguá, na Casa de Leis e que fiaram debatendo, duas, três, quatro, cinco horas, e que só ficou na promessa. E que o povo infelizmente pagando, com medo de sair de casa, e de ser assaltado, de ser roubado, falou que é testemunha disso, e que a prova maior, disse que perto da sua casa que nos fundos tem a casa de um parente seu, disse que levaram tudo, e que ninguém viu, disse que televisão, geladeira, disse que tudo,  falou que tinha um cachorro na casa e que mesmo assim os ladrões levaram tudo, falou para as pessoas foram fazer BO, mas que não adiantou, e que veio a mesma explicação, que infelizmente, mas falou que eles tem de achar uma solução . SENHOR VILMAR voltou a falar dizendo que acompanhou (dirigiu-se ao vereador Sergio) e que o Presidente Oliveira também, disse que acompanhou várias reuniões, falou que realmente se não houver uma mobilização do Poder junto com a sociedade civil organizada, disse que não vai ter jeito e que eles vão continuar ficando refém desta situação. Falou que veio duas motos, e que foram levado as motas embora, disse que veio um furgão, uma Van que não é para fazer policiamento e que é para fiar parada num lugar, para dar respeito, mas falou que se tiver de sair para uma abordagem, disse que não é um carro adequado e falou que se for preso um o outro não tem como colocar, porque só tem dois bancos num carro daquele tamanho. Falou que as motos que eles conseguiram, e que inclusive os vereadores participaram desta conquista, disse que levaram as motas de Guaratuba e que não voltaram mais, Falou que a delegacia tem dois veículos, que um estava parado para arrumar amortecedor e que o outro estava no local, falou que então só tinha um veículo na policia civil. Falou que a Policia Militar esta com duas viaturas e que eles conseguiram resgatar uma. Mas falou que realmente responsabilidade dos vereadores de fazerem um movimento, para que consigam para que venham recursos para a cidade. APARTE VEREADOR ITAMAR – disse que gostaria de tomar um aparte porque, todos estão interessados e que estão sendo vítimas dentro de suas próprias casas, disse que gostaria de deixar uma reflexão  ao Plenário, mas falou que não a uma situação política, mas sim uma situação técnica, falou que quando foi para defender o interesse do governo para passar o tratoraço na Assembleia Legislativa, disse que apareceu policial para bater em professor, para fazer o escambal, disse que com todo o respeito e que agora o senhor Governador do estado para chegar na praia dele vem de Helicóptero e que para andar de Iate na baia de Guaratuba que o governador serve. Disse que vai falar a verdade e que não adianta fazer firula,  porque eles tem que falar a realidade, perguntou onde esta o senhor governador, onde esta o governador do estado nesse momento, disse que agora já passou a previdência e que o governador esqueceu.  SENHOR VILMAR – disse que concorda com a colocação do vereador Itamar, falou que esta indignação e das pessoas, que fica evidente em vários assuntos, mas falou que gostaria que todo esse empenho fosse voltado para a segurança pública. Falou que eles têm de cobrar o governador sim, disse que a prefeita tem de cobrar, e que é uma obrigação da prefeita fazer esta cobrança, e que não adianta eles fiarem arrumando viaturas que são paliativos, se não tem estrutura, disse que estrutura para poder trabalhar a segurança pública, e que também precisa estrutura para a saúde, educação, e muito mais. Falou que antes de encerrar a sua fala, agradeceu a atenção dos senhores, e atenção dispensada pela Casa, agradeceu por ter usado a tribuna para poder tratar desse assunto, mas falou que precisava fazer um comentário que como representante de comerciantes ele vê certas coisas e que não consegue aguentar, Disse que é de cunho pessoal neste momento, mas que já que o Barroso falou da namorada, disse que vai falar, dirigiu-se ao vereador Artur dizendo que tem muito respeito pelo vereador e pela empresa do vereador, disse que não esta falando do vereador, disse que não pode deixar de falar, que conhecendo da construção civil, que um pouco que ele conhece, que qualquer casa que o vereador Artur construir  que ele moraria sem medo algum e que sabe do que o vereador esta falando. Agradeceu. E disse Guaratuba mais segura é o seu sonho sendo alcançado. -----------------------------------------------------------------------VEREADOR JOÃO ALMIR TROYNER – Primeiramente agradeceu a Deus e a Nossa senhora Aparecida, senhor presidentes, Nobres Pares, senhores e senhoras que para eles são motivo de orgulho na Casa. Disse que também vai corroborar com o pronunciamento do senhor Vilmar, e também dos vereadores que apartearam na área de segurança, disse que não tem nenhuma coincidência, falou que não combinou nada com o senhor Vilmar, mas que também falar de segurança pública, mas que porem ele vai falar de segurança pública, na área operacional e na área prática, do qual ele convive a trinta anos. Falou que no estado democrático de direito, a policia é um dos principais órgãos protagonizador do direito e da manutenção da segurança das pessoas, mas falou que porem o que eles estão vendo não é nada disso. Disse que não quer fulanizar ninguém, mas que quer ir direto ao assunto. Falou que empresário e comerciante não tem que arrumar viaturas não, pediu todo o respeito ao pronunciamento do senhor Vilmar. Disse que quem tem de arrumar viaturas e que mandar viaturas é o governador do estado. Disse que votou no Governador do estado as duas vezes e que pediu votos para o governador duas vezes, mas que não pode concordar com o que vem acontecendo na segurança pública. Dirigiu-se ao senhor Governador dizendo que não querem investimentos faraônicos, obras espetaculares, disse que querem estrutura para as policias e que em especial para os policiais. Falou que o policial é tão vitima, como a vitima que vai à delegacia de policia, disse que na casa do policial também o ladrão entra. Falou que o policial precisa de estrutura, para que possa dar segurança a comunidade. Perguntou como o policial vai dar segurança a comunidade, se ouviram neste dia mesmo, claramente em Plenário, que não tem viatura, disse que a policia civil tem duas viaturas e que uma esta quebrada, que a policia militar tem duas e que uma foi recuperada. Dirigiu-se ao senhor Governador dizendo que participou de uma reunião junto com o deputado Nelson Justus, e o deputado Francischini e que o governador sentado na ponta da mesa disse, que eles iriam se orgulhar da segurança de Guaratuba. Mas falou que pelo o que ele esta vendo é que quem esta se orgulhando da segurança de Guaratuba são os ladrões, que são os marginais, disse que esses sim estão se orgulhando, citou o senhor Governador. Falou que encontra um ambiente soturno, amedrontador, uma segurança obsoleta, falida, disse que o policial não tem mo dar segurança se não tem ao menos um carro para atender a ocorrência. Disse que segurança pública não [e dever do município, que não é dever dos empresários, disse que segurança pública é dever do governo do estado. Disse que respeitosamente fala ao senhor Governador, disse que é muito grato ao senhor governador pelo que tem feito por Guaratuba, na área de saneamento básico, nos asfaltos, educação, na saúde, mas falou que na área de segurança. Que o governador esqueceu-se de Guaratuba. Disse que fala isso com conhecimento de causa, falou que esta nesta área há quase trinta anos, e que pode falar também, dirigiu-se ao senhor presidente Oliveira, que se tem alguém no Paraná que olhou pela segurança pública, que coincidência ou não, que se chama José Richa que é o pai do senhor Governador do estado. Falou que José Richa investiu na segurança pública, disse que o vereador Sérgio Alves Braga que é o decano da Casa, que sabe muito bem, disse que falou hoje em um comentário que saiu na Casa há alguns dias e que hoje ele apresentou através de uma indicação, falou que o ladrão não gosta de obstáculos, dirigiu-se ao vereador Tato, que o ladrão quer vir e cometer o delito e ir embora, mas falou que o grande obstáculo para o ladrão, que é a policia na rua. Mas falou que como que vão colocar a policia nas ruas (dirigiu-se ao vereador Fabio) se não tem viaturas, disse que policiais fazendo ronda a pé, que policiais fazendo levantamento de ônibus, Perguntou como é que vão perseguir o marginal que tem um carro potente depois de cometer um assalto, com uma Van que foi citada em Plenário. Disse que ir a uma delegacia de policia, dirigiu-se ao vereador Juarez, disse que é como ir a um hospital e que ninguém gosta, mas que em Guaratuba isto esta se tornando em rotina. Falou que arrombamentos estão acontecendo um atrás do outro, disse que roubos que é o assalto a mão armada, e que nos últimos dias praticamente, todos os pequenos estabelecimentos, como padarias, farmácias, supermercados, que foram vitimas deste crime. Falou que alguns comerciantes já estão Deixando separados na gaveta um valor para que o ladrão entre no local, e que não tenha nenhum problema na hora do crime, disse que o ladrão já pode abrir a gaveta e que pode levar.  Falou que isto não é segurança, e que precisam entender que segurança é tão importante hoje com a saúde e como a educação, dirigiu-se a vereadora Cátia. Dirigiu-se novamente ao senhor Governador dizendo que o governador não deve saber que foi com essas palavras que ele (vereador Almir) conseguiu ser recebido pelo vice governador de Santa Catarina, quando brigavam pela estrada de Garuva – Guaratuba. Dirigiu-se ao senhor governador, que o governador esta rodeado de seguranças, que dificilmente um marginal vai conseguir entrar na casa do governador, mas falou que o povo de Guaratuba vem sofrendo, e que diz sempre se dirigiu ao senhor Presidente Oliveira, que o policial quando sai de casa pela manhã para ir trabalhar, que o policial não sabe se o abraço que esta dando em sua filha, ou filha ou esposa, será o ultimo abraço da sua vida. Mas falou do trabalhador que trabalha na padaria, no supermercado ou em qualquer outra atividade, disse que também não sabe se o abraço que ele vai dar na esposa, filho, filha, para ir trabalhar, não é o ultimo da sua vida. Disse que vai fazer um comentário com conhecimento de causa, disse que atendeu uma ocorrência uma vez, onde uma senhora segurando os filhos nos braços, e que as crianças estavam mortas, que durante uma ocorrência num assalto numa padaria e que a senhora dizia aos gritos, que ela sabia que o abraço que o filho deu hoje nela, que era o último abraço, porque o filho lhe abraçou forte. Disse que o policial sente como a vitima, como a mãe da vítima, mas falou que pouco tem para se fazer, Falou que na semana que passou, uma senhora lhe telefonou, perguntando se ele não tinha como interceder que tinham acabado de assaltar a padaria ao lado da casa dela. Disse que perguntou a esta senhora se alguém tinha visto o carro, ou se anotaram alguma placa, falou que a mulher respondeu que os assaltantes estavam á cavalo, disse que agora já acabou e que ninguém mais tem medo da policia. Falou que os policiais de Guaratuba, fazem o possível e o impossível para diminuir a criminalidade, mas que sem estrutura ninguém consegue fazer nada, dirigiu-se ao vereador Artur. Falou que a qualidade no trabalho da segurança, que sem dúvida nenhuma esta na estrutura de uma delegacia de policia. Falou que a policia civil é a policia judiciária, que a policia militar é a policia preventiva. Disse que uma inibe e que a outra conclui as investigações quando acontecem. Comentou que foi falado em Plenário e que ele confirma, que têm os melhores profissionais da área de segurança pública na cidade, disse que nunca ouviram falar, dirigiu-se ao vereador Juarez, que desabonasse a conduta de qualquer um dos policiais, mas falou que o senhor governador não vê.falou que cadeia e delegacia, é um equívoco histórico, que não funciona, disse que tiveram a promessa da delegacia Cidadã, disse que o município fez tudo o que podia, que o município deu terreno estrutura, perguntou onde esta a delegacia, falou que na delegacia não existe arrebatamento, na delegacia não existe fuga de presos, mas falou que quando funciona só a delegacia, falou que hoje a cidade tem uma delegacia e uma cadeia junto onde abriga presos condenados fechado e no semi aberto, provisório, loucos, adolescentes, infratores, e até mulheres presas. Perguntou como o policial vai atender uma ocorrência, se o policial sair da delegacia para atender uma ocorrência, e acontecer uma fuga, que o policial vai responder pela fuga, que vai responder um processo administrativo, e que pode até ser exonerado do cargo, disse que se o policial ficar na delegacia, pode ser que uma dessas vítimas, que seja um vítima fatal. Falou que para isso eles precisam sim , com bem falou o senhor Vilmar, que precisam sim ir até o governador, e pedir ao governador que estruture a segurança de Guaratuba, e que dê condições aos policiais, e que o governador mostre que o que ele falou aos vereadores  durante a campanha que vai ser cumprido, falou que respeitosamente senhor governador, que o policial não fez escola de policia para cuidar de presos, disse que o policial fez escola de policia para investigar para aprender, disse que já trabalhou em uma delegacia, onde várias vezes aconteceu, que a policia chegava com o preso e que largava no plantão e que na sala ao lado  estava a vítima daquele marginal, estava prestando queixa. Perguntou como é que esta pessoa vai registrar queixa, vendo que ao seu lado esta o marginal. Disse que não pode acontecer isso, que alguma coisa tem de ser feita. Falou que se for preciso que eles tenham que fechar as entradas da cidade, para chamar a atenção para que Guaratuba precisa de mais viaturas, mais policiais, disse que vão fazer isto. Dirigiu-se aos senhores e senhoras e nobres vereadores, que o roubo, o assalto a mão armada, que acaba se tornando o crime de latrocínio, que é o assalto seguido de morte. Disse que estão esperando isso se dirigiu ao vereador Raul e vereador Tato, que um desses assaltos se torne um banho de sangue. Disse que ali perde a vida um trabalhador, que a mãe perde o filho, e Omo é que vai ficar isso. Perguntou que eles vão responsabilizar depois, disse que Guaratuba tem um privilégio muito grande, que tem um Ministério Público e um Poder Judiciário, atuante na cidade, que tenham feito o possível e o impossível, para manter o marginal preso. Mas falou que o Ministério Público, e o Judiciário, dirigiu-se ao vereador Sérgio, que cumprem a Lei, e que como o Vereador Sérgio falou que muitas das vezes tem de liberar, mas falou que Guaratuba tem um privilégio que muitas cidades não tem, disse que tanto nas Juízas, e nos Promotores, pessoas imbuídas, de dar auxilio para que a policia, possa desenvolver o trabalho. Mas falou que policia não investiga a Pé, e que policia não segue marginal a pé, que a policia precisa ter estrutura. Disse que sem a confiança do povo, plano nenhum de governo na área de segurança da certo. Falou que o povo precisa da garantia, perguntou qual é a garantia na área de segurança, disse que a policia esteja bem estruturada, que a policia tenha condições de colocar medo no marginal, disse que o marginal entra na cidade, falou para que ninguém venha lhe dizer como disse que ouviu um dia desses, que o marginal vem de Santa Catarina que faz o furto o assalto e vai embora, disse que não, que o marginal faz um levantamento de local, que o marginal vai escolher uma vítima, que o marginal não vem direto na casa do Pedro, do Carlos, que o marginal vai escolher uma vítima e que vai ver a melhor oportunidade que tem para pegar a vítima. Perguntou qual é a melhor oportunidade para o ladrão, é a de entrar numa cidade onde roda por uma, duas, três horas e que não encontra nenhuma viatura policial rodando. Falou que depois algumas pessoas dizem que o policial não foi atender, comentou como que os policiais vão atender, que os policiais são tão vitimas como qualquer um deles. Disse que o que precisa é o governador olhar por Guaratuba e que principalmente na área de segurança. Disse que não podem continuar da maneira que está. Disse que as pessoas não estão saindo de casa de medo, falou que neste final de semana, que pessoas conhecidas suas, que estavam chegando a casa, dirigiu-se ao vereador Tato, e que o ladrão estava dentro da casa, disse que essas pessoas ficaram para o lado de fora da casa aguardando que o ladrão fosse embora para que pudessem entrar na casa. Disse que o ladrão passou no mesmo corredor que eles, com a mão na cinta, falou que ninguém vai pagar para ver se o marginal esta armado ou não. Disse que vê às vezes algumas pessoas, que dizem que não deve ser divulgado essas ocorrências, e que devem manter em segredo essas ocorrências, disse que essas pessoas falam isso porque não são essa pessoas que tiveram alguém da família como vitima. Falou que segredo de justiça, dirigiu-se ao vereador Juarez, é para manter a eficácia de uma investigação, e preservar a imagem da vítima. Disse que não é para preservar a imagem do ladrão. Falou que o ladrão tem de ser denunciado, e que precisam saber quem são os ladrões.. Disse que ele todos os finais de semana quando abre o jornal, e que vê quantas fotos nos jornais, e que alguns remanescentes de sua época, e que outros novatos, disse que acha muito importante, disse que tem de expor sim, que tem de mostrar para a comunidade quem são as pessoas que tiram a tranquilidade do povo de Guaratuba.  Dirigiu-se ao senhor Governador pedindo que ele olhe por Guaratuba que tem os mesmos problemas que qualquer outra cidade, mas que ele (vereador Almir) foi eleito pelo povo de Guaratuba. Disse que precisa brigar pelo seu povo, falou que não quer que a sua cidade tenha criminalidade, mas que ele quer que a sua cidade diminua a criminalidade. Citou um ditado, dirigindo-se ao senhor Governador, “quando o tronco é bom os ramos são maravilhosos”, disse que Guaratuba precisa da ajuda do governador, sim. Disse que muito em breve, e pediu a Deus e a Nossa Senhora Aparecida que ajude que não aconteça. Que terão numa dessas ocorrências um banho de sangue. Perguntou se alguém vai trazer as vidas de volta para as famílias, falou que se prender o marginal que ele vai cumprir a pena, mas que isso não a traz as vidas de volta. Comentou que se não prenderem, que o marginal vai continuar fazendo, uma, duas, três, quatro vítimas. Dirigiu-se ao senhor governador dizendo que sabe que o governador pouco vai se interessar pelo que ele estava falando em Plenário, que o governador vai dizer que nem conhece e que vai perguntar quem é esse Almir, e que nem sabe quem é. Mas falou que quer que o governador pense como todas as pessoas que tiveram algum familiar vitima dos ladrões e que muitas das vezes não tiveram mais a oportunidade, de beijar ou de abraçar alguém da família. Falou que o marginal dirigiu-se ao vereador Tato, dizendo que quando o marginal entra em uma casa que entra disposto a tudo e que ele sempre diz, para as pessoas não reagirem nunca, mas falou que tem marginal que alem de ser truculento, que é bandido, e que o marginal só se satisfaz quando mata a vitima, e que nem, que seja para levar um real, ou dois reais. Disse que todos têm de se preparar, e que se não resolverem e se não mandarem viaturas para Guaratuba, e se não derem oportunidade para que os valorosos policiais possam trabalhar e atender o povo, disse que vão fechar a entrada da cidade sim. Disse que vão mostrar para o governador, que em Guaratuba eles exigem segurança, falou que sabe que não vão zerar a segurança, mas que tem de inibir, diminuir a ação dos marginais, falou que ouviu na Tribuna, que estavam dando senha na delegacia para registrar queixa,pediu para que as pessoas imaginarem, o estado que se encontra Guaratuba, disse que é uma cidade turística, uma cidade que vem crescendo alongo passo. Disse que não adianta ao senhor governador, jogar a responsabilidade para os municípios, PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que conforme o Regimento no artigo oitenta e cinco, se o vereador Almir solicitar que o vereador Almir tem mais cinco minutos para confusão, VEREADOR ALMIR – dirigiu-se ao senhor Governador respeitosamente, e que sabendo que é o governador do estado do Paraná, disse que só o governador é que pode resolver este problema. Falou que se o governador disponibilizar mais viaturas para Guaratuba, e aumentar o efetivo dos policiais, disse que com certeza, todos terão uma segurança melhor, falou que com certeza essas pessoas, que estão separando um valor no caixa já sabendo que naquele dia serão vitimas de um assalto, porque faz dois ou três dias que não foram. Falou que isso é uma vergonha, disse que viu e que tem de parabenizar, que a prefeita municipal disponibilizando um Projeto de Lei, firmando um convênio para ajudar a policia com combustível. E que esse combustível poderia ser usado na área de segurança, na área de educação que é tão importante quanto a segurança. Mas falou que segurança é dever do estado, perguntou até quando ao senhor governador, disse que pode ser que alguém que esta os ouvindo leve esta fala até o senhor governador. Disse que pode ser que o governador chame esses vereadores na sua presença. Mas falou que não querem que o governador chame só para dizer que vai resolver o problema, disse que precisam que o governador resolva. Falou que muito em breve o governador será cobrado, e que de uma forma veemente, disse que vão fechar sim as entradas da cidade. Disse que vão mostrar ao governador que Guaratuba precisa de segurança, que Guaratuba esta brigando por aquilo que é mais sagrado, que são as suas vidas, e das suas famílias. Disse que todos estão sujeitos serem vitimas dos marginais. Falou que a coisa tomou um rumo tão desconcertante, que hoje a pessoa evita de cruzar com outra pessoa na rua, de medo e que a pessoa chega a atravessar a rua, porque não sabe se vai ser assaltada ou não. Falou que o furto simples, o arrombamento que traz um desgaste psicológico muito grande, disse que as pessoas compram uma televisão em dez, vinte, trinta vezes, e que na segunda parcela levam a televisão embora. Falou que psicologicamente a pessoa fica abalada. Mas falou que quando a pessoa é vitima de assalto a mão armada, onde o marginal passa a agredir, que passa a torturar a vitima, falou que sempre gosta de lembrar algumas passagens de sua vida para que todos saibam como existe bandido truculento., e que só tem uma forma de resolver isso, disse que os bandidos entraram numa asa e que erraram de casa, e que queriam dinheiro, e que o pobre do senhor não tinha o dinheiro, e quem tinha dinheiro era o homem da casa ao lado, disse que os marginais começaram a arrancar a unha deste senhor com alicate. Disse que alguém de fora ligou avisando que os marginais estavam na casa errada, que já tinham arrancado quase as cinco unhas deste senhor. Perguntou como é que as pessoas podem ter pena de uma pessoa assim, disse que não pode. Falou que vai dizer uma coisa a todos, disse que só tem um jeito, ou melhor, disse que só tem dois jeitos, disse que um é a cadeia. Agradeceu. -------------------------------------------------------------VEREADOR ARTUR CARLOS DOS SANTOS – Cumprimentou o senhor presidente, senhoras vereadoras, senhores vereadores, público presente. Parabenizou o vereador Almir, que fez uso da Tribuna e disse ao vereador que se o governador não se lembrar do nome do vereador, mas que o governador tem de lembrar que levou vários votos de Guaratuba, e que ele e o veeradro Almir trabalharam para que o governador pudesse ser eleito. Disse que o governador deve respeito ao veeradro Almir, e a todo o povo de Guaratuba. Falou que o que lhe traz a Tribuna é que na Sessão anterior lhe chamaram de mentiroso sobre uma obra em um colégio municipal, e que ele não poderia deixar de vir a Casa na Tribuna para se defender. Falou que as pessoas vão falando asneiras e que vão chamando de mentiroso, mas falou que trouxe os documentos e que ele nunca faz denuncia em vão. Disse que vai provar que ele não mentiu. Falou que esteve com o vereador Itamar, e que foram fazer uma visita e que ele foi com o vereador Maurício pela segunda vez, Falou que procurou a secretária de Educação a senhora Regina, falando de uma obra de um Colégio Municipal, e que pediu atitudes neste Colégio, disse que estavam colocando material irregular, e que era material com cupim, com madeiras usadas, e que tem a Licitação e que tem toda a documentação, falou que a Licitação no valor de cento e trinta mil reais, e uns quebrados. De uma empresa que foi reservada para fazer duas salas de aulas. Pediu atitudes junto a secretária, que foi pedido na casa, pediu que fosse tomada as medidas cabíveis para que fosse troado sem alarde, e que só estão fazendo só o dever do vereador.  Comentou que falam que é oposição, mas falou que não são oposição que são vereadores na função que os cabe que é a de fiscalizar, e fazer os projetos. Parabenizou as pessoas que vem denunciando esses atos a oposição, e que sempre traz com clareza e que nunca se mentiram naquilo que se dispusera a cumprir. Disse que o vereador tato lhe chamou de mentiroso, e que queria usar a TV, mas que não conseguiu fazer o ofício, mas que trouxe as fotos e que se alguém quiser ver as fotos que foram tiradas no local, falou sobre as madeiras irregulares, das duas salas de aulas que estão sendo construídas, com madeiras, com pintura com prego, com cupim, disse que seja lá o que for. Disse que centro e trinta mil reais que foram reservados para fazer as duas salas de aulas, ele acredita que tem de ser com material novo, como cabe a Licitação, parabenizou as pessoas que fazem a denúncia, disse que podem fazer que ele toda a vida que for convocado que não vai fugir de suas atribuições  e que vai trazer para a Casa a verdade. Disse que foi até o Ministério Público com o vereador Maurício Lense, disse que fizeram uma denuncia formal, e que pediram que fosse substituída as madeiras velhas que não estão adequadas a construção, disse que estão acompanhando a obra, porque falaram que era uma construção, e que era uma cobertura provisória, disse que isso sim é mentira. Disse que na obra já esta sendo colocada as janelas, as portas e que já estão fazendo a parte de massa corrida nas paredes, falou que de provisório não tem nada. Falou que tem a foto de lado de fora da sala de aula onde já esta os acabamentos da cobertura e falou que é uma cobertura em péssimas condições. Disse que pediu que fossem trocadas as madeiras, que é o mínimo que eles podem fazer. E que já que estão falando em segurança do município, dirigiu-se ao vereador Almir dizendo que também têm de falar da segurança das crianças que vão ficar embaixo desta obra. Disse que foi falado que não vão entrar na obra que ele constrói, disse que Graças a deus todas as obras que ele constrói têm o que a prefeitura exige, que tem a fiscalização da prefeitura, a fiscalização do CREA, falou que estes órgão não iam deixar ele construir uma obra que fosse cair na cabeça de que fosse. Disse que se for cair, ele acredita que ele é quem seria responsabilizado. Disse que assim quer que as pessoas sejam responsabilizadas as que estão trazendo este tipo de material irregular nas salas de aula. Falou que quem quiser ver que esta no seu face book, algumas fotos, e que se alguém quiser ver as outras que podem ver até no local, ele acredita que ainda não deu tempo de trocar as madeiras irregulares. Disse que tem algumas que foram abertas com uma circular, que dá para ver o caminho do cupim. Falou que isso é um a coisa que não podia nem estar perto da obra para não infectar as madeiras novas que estão no local.  Disse que fez um Requerimento à Casa, e que foi lido em Plenário e que esta sendo pedido que seja mandado para o seu gabinete dizendo quem é o responsável, que está fazendo as medições, e das formas de pagamento porque esta empenhado.APARTE VEREADOR ITAMAR  -  Disse que quase que ele ia deixando passar, e que a sua fala vai ajudar o discurso do vereador Artur. Falou que quando esteve na primeira visita com o vereador Artur, que houve a denuncia e que eles foram visitar in loco, disse que tomaram toda a liberdade e toda a precaução em falar com a diretora do Colégio, falou que foram muito bem acompanhados pela diretora que os atendeu e que assim Omo sempre os servidores públicos tem os acompanhado, e que eles não invadem os locais, e que nem denunciam a quem não deva ser responsabilizado. Falou para fiarem tranquilos os servidores e diretores de departamentos que recebem a visita dos vereadores, e que aqueles que não devem que podem dormir tranquilos que não é este o intuito dele vereador Itamar, nem do vereador Artur. VEREADOR ARTUR – agradeceu o vereador Itamar por ter feito lembrar, e que eles pedem por requerimento para saber quem é a pessoas responsáveis pela medição para o pagamento e que esta sendo efetuado este trabalho, falou que acha que tem uma pessoa responsável e que deve ter um engenheiro, ele acredita que esta pessoa não estava acompanhando a obra ou que tem alguma coisa que esta falhando, disse que já pediram oficialmente para não dizerem que o vereador fala mentira, e que vão trazer para a Tribuna quem é o responsável, o porquê esta acontecendo, disse que acha que vai ter uma explicação, até via Ministério Público. Falou que o Ministério Público esta acompanhando o Processo. Falou que aproveitando as visitas que estiveram no Pronto Atendimento, onde esta quase finalizando a obra, e que já era para estar pronta em dezembro, disse que viram que tem alguns detalhes daquela obra que também esta complicada. Falou que fez o requerimento junto com o mesmo para ver o responsável que esta acompanhando a obra e detalhes de acabamentos. Falou que pode dizer com toda a garantia que de construção civil ele tem quarenta anos e que graças a Deus que ele conhece. Disse que podem ficar sossegado o vereador Tato e disse que o vereador tato fez um sobrado na Cohapar, e que o vereador sabe que de construção, e que o parente do vereador trabalhou com o Vereador Tato, e que ele sabe que entende. Disse que pode fiar sossegado que na parte de construção o que o vereador Tato precisar que pode pedir a consulta do dele, que o vereador tato terá uma bela informação. Falou que se alguém precisar das fotos, que estão a disposição. Lembrou que tem um Projeto que era para ter vindo para a asa que é um Projeto de suma importância, que é sobre os materiais sólidos. Disse que já tiveram um, duas reuniões, com o secretário do Meio Ambiente, disse que é um Processo bem complicado e que vai tratar dos matérias da construção civil e que ele fica apreensivo com o Projeto, disse que fica com medo que a Casa receba o Projeto de umas duzentas folhas e que chegue na Casa um pedido de urgência que eles vão precisar fazer um estudo deste material, em duas, três horas. Disse que vem encarecidamente ao senhor Presidente Oliveira, que seja mandado um ofício ao secretário e que seja encaminhado logo este Projeto de separação dos materiais sólidos, disseram que vai atingir restaurantes, a construção civil, os mercados, os empresários, falou que é um Projeto que não vai dar para resolver em três ou quatro dias, disse que é uma coisa séria e que a prefeita precisa deste Projeto para encerrar o mandato, e falou que não é uma coisa simples e que não vai ser fácil deles entrarem em acordo em todos os detalhes que acompanham o Projeto. APARTE VEREADOR MAURICIO – Falou que o Projeto de destinação dos resíduos sólidos, falou que foi motivo de tentativa na Tribuna no ano de dois mil e quatorze, que este Projeto teria de ser votado bem antes, falou que foi contratada uma empresa a peso de ouro para fazer este Projeto, disse que não sabe o porquê que este Projeto não vem para a Câmara. Falou que a sua preocupação também, e que ele acha que é a mesma do vereador Artur, falou que vai vir um Projeto enorme, que é um Projeto tecnicamente difícil de lidar, para ser votado em regime de urgência como de sempre. Disse que esperam que possam ter acesso a este Projeto para que eles possam ir estudando o projeto, para que não chegue de supetão e que eles não consigam votar da forma correta. VEREADOR ARTUR – Falou que este Projeto é complicado mesmo, e que ele teve acesso a uma cópia deste Projeto, disse que sabe que esta em uma secretaria e que estão aguardando , disse que falou para o secretário que ia fazer um pedido por oficio, para que o projeto venha para a Câmara para que eles possam começar a debater, falou que tem Projeto com três e quatro linhas que já esta a oito meses parado . e que ele acredita que este Projeto se for para estudar todo o projeto, que vai levar uns dez\ meses. Disse que todos falaram sobre segurança, e que também esta preocupado com os sinaleiros,, disse que se não fosse o filho do senhor Edilson Sadinski que colocou um boneco no meio da avenida vinte e nove de abril para chamar a atenção da secretaria de segurança, falou que até não iria ter um cone no local, falou que o sinaleiro esta a mais de dez dias no alerta e falou que naquele local tem o trafego de carreta e que algumas em alta velocidade, disse que quando acontecer estes problemas com o sinaleiro que teria de ter pelo menos a secretaria colocando uns cones, ou deixando uma pessoa para deixar um alerta no local. Falou que a hora em que acontecer um acidente com uma carreta, disse que vai ser feio de ver. Falou que estavam sem sinaleiro na Rua Ponta Grossa, na Rodoviária, disse que tem se tomar uma precaução para ver o que vai acontecer de segurança na cidade. Falou de iluminação pública, que quando anda pela cidade, que tem vários pontos escuros e que falam em segurança, falou que iluminação pública é um ponto muito importante, e que o cidadão não consegue se sentir seguro no escuro, disse que tem muitos meliantes escondidos na beira do mato, disse que tem calçadas que o mato esta da altura de uma pessoa, e que o camarada agachado quando as pessoas passam que é dada a voz de assalto, e que as pessoas não conseguem nem reconhecer porque esta escuro. Disse que a iluminação pública é um ponto importante para a segurança, e do trânsito também. Falou que estão vindo para a Tribuna para falar sobre Guaratuba, mas disse que algumas coisas não estão, disse que receberão ofícios do Coroados na Sessão passada, e que teve algumas reclamações, disse que não viu nenhuma posição a este favor  que tenha um resultado naquela comunidade, falou que nesta semana ele esteve fazendo um acompanhamento que tiveram algumas ruas patroladas, falou que ele e o vereador Maurício fizeram um acompanhamento do material que foi para o Coroados, mas que . APARTE VEREADORA MARIA – disse que o vereador Artur esta falando do Coroados, ela lembrou que nesta semana lembraram que existe Coroados e que foram até o bairro, mas falou que não adianta levar uma máquina e o maquinista  sem o material, disse que volta a reclamar e reivindicar, que direitos iguais para todos, falou que tem gente que esta com a frente da casa que é um tapete de brita, e que tem moradores que não conseguem sair de suas casas, falou para trabalharem com respeito com aquelas pessoas, e que não adianta levar um caminhão vazio, disse que não viu nenhum material naquele local, falou que viu na rua Paranavaí, na Rua Mauricio Fruet, que estavam favorecendo e beneficiando moradores. Mas falou que quer que seja, que a população, a comunidade, que todos sejam tratados com igualdade. VEREADOR ARTUR – Disse que a vereadora tem todo o direito de reivindicar, e que ela é a representante do Bairro Coroados, e que eles também estão acompanhando porque tiveram alguns votos naquele bairro, e que são representantes de toda a cidade. Falou que a vereadora esta de parabéns e que tem de reivindicar mesmo. Que o povo do Coroados merece um atendimento, disse que falam em força tarefa, mas que até agora eles não viram  a força  tarefa, disse que a vereadora esta de parabéns porque no Coroados alguma coisa esta funcionando e que no bairro Brejatuba, Figueira, que a coisa esta mais complicada, falou que o bairro Nereidas ele não vai nem comentar. Disse que pelo menos ele viram o maquinário e que tem de citar, falou que quando esta ruim, que esta ruim e que quando foi feito que eles vem ao Plenário e falam. Disse que estão fazendo algumas ruas, mas ele acredita que o Coroados esta merecendo um carinho especial, no problema de alagamento, e que no Brejatuba também tem, disse que tem alguns ligares em que o alagamento esta tomando conta até as pavimentações, citou que algumas ruas já foram patroladas, mas que as condições do material, que era muito ruim. Falou que estão citando que virá o asfalto, mas que podem tem certeza que ele vai estar nas ruas fiscalizando, e acompanhado as obras de pavimentação, e tudo o que estiver no município, falou que vai sair umas salas de aula e que tenham a certeza que eles vão acompanhar. Disse que quem quiser fazer denuncias a ele, disse que esta no Jornal e que esta no seu email, no facebook, disse que podem deixar no seu portal, e que as pessoas estão fazendo as denuncias, e que não tem problema que pode ser anônima, mesmo assim eles vão providenciar, Agradeceu. ----------------VEREADOR LAUDI CARLOS DE SANTI – o PRESIDENTE OLIVEIRA – registrou a presença da secretária de Educação senhora Regina Ferraz, o ex secretario de saúde do município de Guaratuba senhor Alex Elias Antun, e o ex-prefeito de Guaratuba senhor Paulo Chaves. VEREADOR LAUDI CARLOS DE SANTI – cumprimentou o senhor presidente, senhoras vereadoras, senhores vereadores, público presente e os internautas que os acompanham. Primeiramente ele agradeceu ao vereador Artur, agradeceu oi vereador de ter oferecido ajuda na construção e que quando se trata de obra que é bem verdade que o vereador falou de um parente, que realmente este parente do vereador Artur não trabalhou, mas que trabalha para o vereador Laudi, que é o seu assessor, e que continua trabalhando com ele, e que ajudou a construir a sua casa, falou que é por isso que este senhor trabalha com ele e que não com o vereador Artur. Falou que o vereador Artur gosta de tirar fotos, e que citou o seu nome algumas vezes. E que se sente a vontade para citar, mas que ele entende a questão das fotos. Disse que é relevante que é salutar, que é importante porque, falou que se as pessoas percebem que já faz um tempinho que não tem chovido bastante, e que não tem nenhuma valeta transbordando, disse que então não podem tirar fotos de valetas que estão apelando para telhados mesmo. Disse que não tem tu, que vai tu mesmo, falou que não tem valeta cheia, e que então vai telhado mesmo, disse que o negócio é tirar fotos. Disse que é uma perda de tempo. PRESIDENTE OLIVEIRA – pediu ao Plenário aos assistentes que se mantivessem calados para que o vereador faça sua conclusão. VEREADOR LAUDI – dirigiu-se a um senhor que esta no Plenário dizendo que ele pode se inscrever na Tribuna para que na próxima ocasião o senhor possa falar. PRESIDENTE OLIVEIRA – pediu por gentileza que não se manifestassem e que deixassem, e que assim como deixaram os outros vereadores que deixassem o vereador Laudi se pronunciar. VEREADOR LAUDI – disse que acha que isto é uma falta de respeito e que quando algum vereador esta se pronunciando que a maioria se conteve dentro da sua educação, mas que infelizmente alguns não o têm. Falou que agora ele respondendo o que ele tinha de responder, Omo ele foi citado e que diz no Regimento e que o presidente poderia já por ele ter sido citado um tempo para esclarecer. Mas falou que já deu o seu recado para esclarecer e respondendo o nobre vereador Artur. Disse que vai continuar a sua fala e que tem onze minutos. Salientou que não vão falar só de coisas ruins, disse que tem muita coisa boa para falar, dirigiu-se ao senhor presidente, citou o reenquadramento dos agentes de saúde , e que é mais um compromisso da prefeita Evani, e que já foi efetivado. Falou que isto é mais uma conquista, falou da reposição dos servidores, e funcionários falou que também já foi concedido, e que é mais um compromisso cumprido. Citou alguma coisa referente a segurança, falou que nesta semana ele participou de uma reunião com os comerciantes na sede da prefeitura, disse que esta reunião foi organizada pelos comerciantes e que ele foi convidado e que eles conseguiram convidar a tenente, e algumas pessoas envolvidas na área de segurança, disse que bem falou o vereador Almir, que realmente ao município não cabe a questão de segurança, mas que o município tem feito a sua parte. Falou que cabe ao estado dar segurança, mas que a prefeita de um modo geral tem ajudado, e que tem contribuído bastante com o que pode, e falou que inclusive, que os vereadores votaram a alguns dias um Projeto que já tramitou na Casa e que foi aprovado, e que é para ajudar financeiramente a delegacia de policia, com um valor para a manutenção, de viaturas, de alimentação, de combustível, disse que a prefeitura na medida do possível, no que a lei permite que esta cumprindo com sua obrigação, falou que precisam ir além, disse que os comerciantes estão tanto quanto inseguros e que toda a população também, disse que infelizmente não é um problema só de Guaratuba, falou que é no Paraná. Falou que é devido a crise que assola o Brasil, e que assola o estado. PRESIDENTE OLIVEIRA – falou que nesta madrugada foi arrombada a escola do Cubatão e que foi levado os Notebooks, e outras coisas e que foi remexido toda a papelada da escola. Falou que a segurança além do município e da parte central do município, que também na área rural esta com falta de segurança. Disse que o podem fazer, é lutar, brigar voltar e tentar falar com o pessoal da secretaria de Educação, falou que na época em que eles estiveram na secretaria de Educação, que foi pedido para que olhassem para a área rural, e que houve este arrombamento nesta noite. VEREADOR LAUDI – disse que é salutar que é importante que toda e que Guaratuba é como um todo e que o Cubatão é Guaratuba, e que está carente de segurança. Disse que citou anteriormente e que em todo o estado, esta carente de segurança e que o governador infelizmente a demanda é grande, e que é preciso resolver com urgência, disse que é um a questão que não pode ser esperada, e que tem de ser tratada com urgência. Falou que neste dia na reunião com o comercio, que a tenente esteve presente, e que logicamente não é culpa da policia civil e nem da policia militar, falou que com o, pouco efetivo que tem que fazem milagre. Disse que tem viaturas sendo recuperadas, e que vai dar mais sustentação na questão de segurança, disse que só pelo fato das viaturas estarem circulando nas ruas, disse que vai dar uma sensação de segurança e inibir os marginais. Falou que logicamente os comerciantes têm ajudado não só na geração de empregos, mas na economia do município, mas que agora os comerciantes se propuseram e que estão ajudando na recuperação das viaturas, disse que ficou incumbido na pessoa do secretário Jean Colbert que estará marcando uma reunião com o secretário de segurança, na próxima semana, falou que foi eleita uma omissão dentre os comerciantes para que os acompanhem juntamente com o secretário, que irão falar com o secretário de segurança, e que vai ser estendido aos vereadores, para que eles em comitiva cobrarem do secretário de segurança mais efetivo, mais  viaturas para ontem. Falou que é disso que eles precisam resolver a questão emergencial, disse que é para ontem. Falou que em uma ultima conversa com o secretário de segurança, disse que tomou a liberdade de propor ao secretário uma força tarefa fosse feita pelos menos a cada quinze dias, que fosse deslocado, e disse que o vereador Almir sabe do que ele esta falando, para que possa vir uma força tarefa que pelo menos a cada quinze dias, para fazerem uma varredura em toda a cidade, falaram que isto vai ajudar muito e que vão colocar muitos vagabundos na cadeia, e tirar de circulação estas pessoas. Disse que isso precisa ser feito de imediato. Falou que não se pode aguentar mais, e que ainda hoje ele estava conversando com um cidadão que não vai citar o nome do cidadão por questão de segurança, e de respeito a esse cidadão, disse que o cidadão quase chorou ao contar a situação, que o cidadão e sua família foram surpreendidos em casa e que tranaram o cidadão, a esposa, no banheiro, e que o cidadão ficou apavorado porque a filha estava no quarto, e que o senhor deu graças a Deus quando pegaram a sua filha e jogaram dentro do banheiro junto com ele, disse que o cidadão falou que pelo menos ele  estava dentro do banheiro com toda  sua família. E que levem o que quiserem levar, mas que dentro do banheiro trancado, pelo menos sã e salvo. Disse que é complicado e que hoje esta numa situação que realmente não podem mais esperar. Falou que tem de ser para ontem. Disse que tem de se unir todos, e ir até o secretário de segurança se for o caso marcarem insistentemente até que o governador os atenda e os ajude a resolver este problema. Falou que é impossível, disse que tem alguns amigos que foram assaltados nestes últimos quinze dias, disse que não foi nem um, nem dois, nem três, disse que é desesperador, falou que todos os senhores e senhoras que estão presentes sabem que ao sair de casa que não sabe se vai chegar em casa que vai ter alguém tentando arrombar a porta ou se já não arrombou. Falou que de repente para roubar uma bicicleta, para troar por droga, ou o cara não vai pensar duas vezes em dar um tiro em alguém. Falou que quem entrar nas suas casas esta preparada para tudo, que a maldade já faz parte do indivíduo. Falou que eles não vão estar com revolver na mão a toda hora, e que nem vai ter a reação de espantar. Disse que simplesmente vê que o cara esta dentro de nossas casas apontando uma arma, perguntou o que fazer. Disse que nada, a não ser rezar e pedir para Deus para que o cara vá embora o mais rápido possível e que leve o que quiser levar, mas que deixe a vida que é o mais importante. APARTE VEREADOR ALMIR – disse que foi muito bem lembrado e parabenizou o vereador Laudi pelas palavras e que também foi muito bem lembrado pelo senhor presidente, disse que a área rural dirigiu-se ao senhor Presidente Oliveira, dizendo que na área rural já teve mais de vinte e cinco ocorrências, envolvendo arrombamentos, e até assaltos a mão armada. Falou que isso antes não acontecia na área rural. Falou que recentemente na pedra branca, três famílias foram vitimas de roubo de assalto a mão armada, disse que amarraram toda a família. Disse que nesta reunião que eles vão fazer, com o secretário após o secretário de segurança de Guaratuba marcar, deu uma sugestão de pedirem ao secretário a volta da policia rural, disse que a patrulha rural é muito importante, para levar mais segurança para essas pessoas. Disse que o Cubatão é distante de Guaratuba, que a Pedra Branca também é distante, e que então tornasse difícil, falou que no centro já esta difícil atender porque não tem viatura, pediu para imaginarem na área rural, disse que hoje os marginais já viram esta fragilidade, e por isso fizeram isto no Cubatão neste ultimo final de semana, disse que foi uma coisa, que só quem estava no local para ver o que foi feito na escola do Cubatão.  Disse que foi muito bem lembrado pelo senhor presidente oliveira. VEREADOR LAUDI - Agradeceu ao vereador Almir, e disse a sensação de impunidade que gera mais impunidade, falou que é necessário que se faça algo emergencial, para ontem, disse que realmente não dá para ficar a mercê dos marginais do jeito em que esta. Disse que cabe aos vereadores e como a sociedade unida, para correr atrás e buscar este atendimento por parte da secretaria de segurança do estado e do governo do Estado. Com maior urgência possível. Salientou e parabenizou que neste final de semana também a secretaria de esportes que tem trabalhado para que alguns eventos aconteçam no município, fomentando a economia do município falou que no domingo especificamente aconteceu um Triátlon e que contou com mais de trezentos e oitenta participantes, disse que foi um grande evento no município, disse que isso e que logicamente como os outros eventos fomenta o comercio local e que isso que sempre é bom todo e qualquer tipo de evento promovido do modo geral, na cidade de Guaratuba. Deixou o seu carinho, o seu respeito, o seu abraço para todos os funcionários da secretaria de esportes, que tem se esforçado e que tem feito um belíssimo trabalho. Disse que tem campeonatos acontecendo em Guaratuba e que a secretaria esta atuante, e que esta trabalhando, falou que muito em breve todos os ginásios estarão reformados, disse que se Deus quiser muito em breve. Falou que já estão licitados e que as obras já vão iniciar, disse que já podem ficar tranquilos, que as coisas vão acontecer, disse que a prefeita e que a Casa também estão para trabalhar, falou que é isso que esta acontecendo para que quiser ver, disse que hoje tem alguns representantes da secretaria de Obras, falou que nesta semana trabalharam bastante, no bairro do Coroados, disse que ainda tem alguma coisa para ser feita, mas que bastante coisa já foi feita. Parabenizou a secretaria de Obras, bem como todos os funcionários que merecidamente tem este elogio, e que trabalham e que sabem do que ele esta falando. Disse que em contribuição a isto o reconhecimento da Prefeita que deu a reposição a esses funcionários e que foi merecida, falou que todos estão de parabéns. Disse para olharem para frente sempre, para falarem bem da cidade de Guaratuba, como falou anteriormente, para não acharem defeitos onde não existe, e disse que é trabalhando e dando as mãos que todos vão conseguir chegar a um lugar melhor, mas á frente. Falou que não com criticas e com políticas baratas destrutivas, e que isto não leva ninguém a nada. Disse que é trabalhar com seriedade. Falou que é muito fácil apontar o problema, e que pó difícil mesmo é apontar a solução, é correr atrás de recursos, viabilizar obras, falou que isto é mais difícil, e que por isso é mais fácil a critica, dirigiu-se ao senhor Presidente Oliveira. Mas que ele não acredita nisto, e que ele acredita no trabalho na união e disse que é desta forma que vão seguir em frente conquistando o Progresso cada vez mais. Agradeceu. ---------------------------

ORDEM DO DIA – -------------------------------------------------------------------------------------------------------Projeto de Lei n° 593 – proíbe a utilização de telefone celular ou equipamento similar no interior dos estabelecimentos bancários e instituições assemelhadas e dá outras providencias. EM DISCUSSÃO – o vereador Mauricio Lense disse que precisa analisar melhor o projeto pois quanto a permanência das pessoas nos estabelecimentos, por vezes é necessário a utilização do telefone. O Vereador Laudi Carlos de Santi disse que pensa parecido com o Vereador Mauricio Lense e pediu vistas ao projeto. ---------------------------------------------------------------------

Projeto de Lei n° 595 – concede o Título de Cidadão Honorário de Guaratuba ao senhor Mounir Chaowiche e dá outras providencias. EM DISCUSSÃO O PROJETO DE LEI – o Vereador Itamar Cidral da Silveira Junior pediu vistas ao projeto de lei. -------------------------------------------

PALAVRA LIVRE - ------------------------------------------------------------------------------------------------------ VEREADORA MARIA DA SILVA BATISTA – Cumprimentou o senhor presidente, a Mesa, senhores vereadores, senhoras vereadoras, público presente internautas que os acompanham. Enviou suas condolências a família do senhor Rubens Acácio, pelo seu falecimento na sexta feira, disse que o senhor Rubens foi policial na cidade de Guaratuba, e que prestou serviço para a sociedade, disse que este senhor era uma pessoa do bem, que cumpriu sempre com o seu dever de cidadão, com responsabilidade, com dedicação, e com muito respeito, disse que a família do senhor Rubens as suas sinceras condolências. Registrou na Casa a respeito de suas reivindicações, e proposições as quais ela não se cansa de pedir, disse que graças a deus o Coroados esta sendo presenteado, porque faz tempo que estava a Deus dará, mas que ela já falou que precisa de material, disse que não adianta passar a maquina pra lá e para cá, disse que tem de colocar material, Falou que a rua Navegantes que tem duas crateras no local, disse que se não forem no local e cuidarem enquanto não tem água, disse que depois que a chuva vier, que não adianta querer fazer milagres. Falou a respeito da segurança, disse que não vai deixar de reclamar, disse que foi vitima e que limparam a sai casa no dia vinte e cinco de novembro do ano que passou, falou que estavam de carro, porque para levar uma televisão de cinquenta e duas polegadas e de quarenta e oito polegadas, micro ondas, e tudo o que ela tinha. Disse que acha que são pessoas que tem tudo planejado, para fazer safadeza. Confirmou que tanto ela como todos os vereadores por muitas vezes estivera, em Curitiba, pedindo clemência, socorro, e que até hoje nada aconteceu. Disse que é vizinha de uma delegacia que esta a Deus dará, e que os quero-queros estão fazendo ninho, e criação de sapo e perereca. Falou que quando chega a campanha que estão batendo nas costas querendo votos. Para finalizar, parabenizou todos  os servidores pela retroativa salarial que estava para ser resolvida e que agora graças a Deus virá. Disse a todos os funcionários que cada vez que os Projetos de retroativa de qualquer benefício aos servidores, que ela nunca se negou de votar favorável, disse que sempre votou a favor de quem trabalha. Agradeceu a sua família, e agradeceu a Deus por estar na Casa por mais uma vez. Falou que vai encaminhar do seu gabinete, dirigiu-se ao senhor presidente, o seu pronunciamento através de requerimento, para poder usar a Tribuna, disse que ultimamente ela não esta tendo a oportunidade, e que sempre a base do presidente que esta indo e que ela esta ficando. Disse que vai mandar requerimento e que já vai fazer o seu planejamento e pronunciamento na Tribuna que é um direito dela. Agradeceu. ----------------VEREADOR PRESIDENTE MORDECAI MAGALHÃES OLIVEIRA - Disse que aguarda o Requerimento e que inclusive tem de ser marcada uma reunião com a Mesa, disse que tem de ser descidida alguma coisa, dirigiu-se ao vereador Maurício, vereador Artur, falou que já foi feito o requerimento para o ano todo, ele acha que terão de sentar e ver como proceder, porque os outros vereadores também fizeram, falou que todos têm de sentar e decidir e que talvez alterar p Regimento, falou que o regimento deixa esta brecha, e que  não diz quando, que o Regimento diz que apresenta na secretaria, mas que não diz com quanto tempo antecipado. Falou que deveram sentar a mesa, na segunda feira para sentarem como o pessoal da mesa, para tomarem esta decisão, disse que encaminhou os ofícios dos senhores vereadores ao jurídico para que seja dada uma posição e disse que depois eles terão que sentar à mesa para ver como deverão fazer ou emendar o regimento, ou tentar acertar para que. Falou que não é justo dois vereadores e depois mais três, fazer requerimento para o ano todo. Disse para a vereadora Maria para concluir que foi feito os requerimentos e que no Regimento não diz nada, e que depois eles vão se reunir com a Mesa, marcou a reunião para segunda feira, para decidirem e disse que foge bastante da presidência sobre isto. Disse que a Mesa terá de tomar uma atitude, e entrar com emenda ao regimento, para que todos os vereadores tenham o mesmo direito. --VEREADOR ARTUR CARLOS DOS SANTOS – Vereador Mauricio falou que esta questão que o senhor presente nesta falando era o seu pedido de requerimento, falou que ele não entrou no direito de ninguém, PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que acabou de falar que esta no Regimento e que depois do vereador Maurício, que o vereador Artur, Vereador tato, vereador Almir, falou que parece que houve uma corrida de todos os vereadores pedindo até o final do ano, disse que tem de ser tomada uma providência, para que todos os vereadores tenham igualdade na Casa. VEREADOR ARTUR. Cumprimentou o senhor presidente, senhores vereadores, senhoras vereadoras, disse que agradece e que foi muito bem lembrado que o líder da prefeita, e que faz tempo que não chove, mas falou que os problemas pela região do bairro Figueira, Brejatuba, Vila Esperança, que estão continuando os mesmos. Perguntou se o Líder quiser as fotos, e que ele pode encaminhar mais um pouco, disse que o povo esta aguardando ma Rua Londrina, disse que é uma vergonha, que a rua em frente a capela da Perpétuo Socorro. Falou que tem a Rua Cambará que alaga a qualquer momento, disse que se uma pessoa chora que é capaz de alagar esta rua. Disse que tem a Rua José de Alencar, que é outra rua complicada. Falou que tem uma rua que foi começada a fazer a pavimentação, e que o vereador Sérgio citou, que é próxima ao Ginásio de esportes, falou que foi feita a metade com a pavimentação que foi tirada da Orla dos bloquetes, e falou que a outra metade esta obstruindo o acesso de ciclistas e de carros. Disse que esta a meses e que não é dias, e sim meses. Disse que o vereador Laudi lembrou bem que o sol esta aí e que poderiam até ter executado os serviços, citou a limpeza das valetas da Vila esperança que esta complicada. Falou que a Vila Esperança faz hora que não vem um patrolamento nas ruas secundárias. Disse que tem um material que esta a mais de quatro meses na Rua Cambará, e que não é retirado. Falou que tem na Rua Munhoz da Rocha um material que a maquininha passou faz meses no Brejatuba, e que foi deixado o material acumulado na Munhoz da Rocha, e que fazem mais de quatro meses, Disse que se o tempo melhorou que vai dar tempo para o pessoal passar nestas ruas, e recolherem este material. Comentou a respeito dos pontos de ônibus que ainda não conseguiram cobrir e nem removê-los porque a ferrugem tomou conta. Disse que foi bem lembrado. Falou que se Deus quiser e que melhorar o tempo, que as proposições que foram feitas de vários vereadores, que pode ser que agora o maquinário consiga trabalhar e tirar o material que esta dentro das valetas e recolher para outro local. Disse que é retirado e é colocado nas ruas e que se esquece de voltar. Agradeceu. -----------------------------------------------VEREADOR MAURÍCIO LENSE – PRESIDENTE OLIVEIRA disse que vai seguir e que os dois últimos vereadores inscritos que foram os vereadores Tato, depois o vereador Itamar, e depois o vereador Fabio. Disse que estão seguindo o regimento. VEREADOR MAURÍCIO LENSE – cumprimentou o senhor presidente, senhores vereadores, senhoras vereadoras, público presente. Parabenizou aos atletas, Jocilei de Macedo, Luiz Michalizem, Claudemiro de Vaguem, Leandro da Graça, que foram premiados no Triátlon que foi realizado neste domingo na categoria Short Montain Bike, e também a dupla Carlos Vaz e José Vicente, ma categoria Speed. Falou que o pessoal de Guaratuba esta se destacando, e que estão mostrando que o esporte é o caminho. Disse que todos sabem quanta dificuldade passa a secretaria de esportes da cidade de Guaratuba, falou que os ginásios de esportes estão sucateados, e que precisam de reformas urgentes, e que deveriam ter recebido manutenção para que não chegassem a este ponto aonde chegou. Falou que é imprescindível que reformas aconteçam com urgência, e que a população esta necessitando muito de espaço para a prática de esportes. Disse que se faz necessário que a secretaria de esportes deixe de ser um cabide de empregos, e que voltem a contratar profissionais da área. Falou que a cidade não merece mais este tipo de atitudes, falou que no final de maio, e que mais precisamente no dia vinte e sete de maio até o dia dois de junho será realizada a fase regional dos Jogos Escolares do Paraná, para organização desses Jogos que é da secretaria de Educação do estado com o apoio da secretaria de esporte do estado, com o apoio do município sede, Disse que este evento sempre foi realizado na cidade de Paranaguá, mas que com o problema da epidemia de dengue, que tem uma preocupação muito grande que os jogos se realizem em Paranaguá. Disse que há a possibilidade dos jogos serem realizados em Guaratuba, mas que porem a estrutura de Guaratuba que esta sucateada e que precisa ser reformada com urgência, para que mais este evento possa ser trazido para a cidade. Disse que é muito bom que isso aconteça para Guaratuba, falou que traz divisas que traz pessoas, mas falou que é preciso que a prefeitura tome providências. Falou que é isso que ele esta pedindo, providências. Disse que foi citado que a prefeita pelo vereador Líder, que foi dado a reposição aos funcionários, disse que ninguém dá nada e que a prefeita esta cumprindo uma lei que a prefeita não cumpriu no ano que passou, e que a prefeita deixou passar e que foi deixado muitos funcionários com a perda de mais de um milhão de reais sem reposição. Disse que desta vez a prefeita esta cumprindo a Lei. E que simplesmente não esta dando nada e só esta cumprindo a lei. Falou que se vai ser realizado uma força tarefa na área de segurança, disse que espera que não seja como a força tarefa para arrumar as ruas de Guaratuba. Disse que senão vai ficar uma fraca farofa. Agradeceu. PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que vão estipular para a semana que virá que cada vereador poderá fazer sua inscrição, através de uma solicitação, por papel a segunda secretaria, falou que depois que for começado à explicação pessoal, que não haja outras novas tentativas de inscrições, falou que o Regimento da Casa é claro, e que as inscrições devem ser feitas durante o expediente e que o vereador Fábio estará a disposição dos vereadores para fazer uma anotação a medida que forem chegando. VEREADOR MAURICIO - disse que ao artigo oitenta em nove da explicação pessoal, parágrafo primeiro, diz que a inscrição para falar explicação pessoal que será solicitada durante a Sessão e que será anotada cronologicamente, disse que em qualquer momento na Sessão eles podem, mas que teriam até de mudar o regimento se fosse para mudar alguma coisa. PRESIDENTE OLIVEIRA – falou que durante a Sessão, e que a interpretação da presidência é que durante a sessão e que senão vai continuar, mas falou que vão sentar também e que é mais um assunto para decidirem na segunda feira. ---------------------------------------------------------------------------------VEREADOR LAUDI CARLOS DE SANTI – Deixou bem claro que os trabalhos estão sendo executados tanto pela secretaria de obras como pela secretaria de esportes, falou que as obras citadas já foram licitadas inclusive, disse que o município esta se empenhando em deixarem os ginásios impecáveis, e que cumprindo com o papel disse que é lógico que o esporte tem de ser fomentado, incentivado, parabenizou a todos que praticam esporte, citou os guaratubanos, que participaram do evento no final de semana, disse que todo esporte e que qualquer segmento de esporte tem de ser incentivado pelo município, pela secretaria de Estado, e que principalmente pelo secretario de esporte do estado do Paraná, falou que o secretário de esportes é do partido do vereador Maurício, e que o secretario nada tem feito para ajudar o esporte de Guaratuba. Disse que é bom salientar isso. Disse que a prefeitura tem feito sua parte e que esta correndo atrás de recursos, para deixar em ordem todos os ginásios. Mas falou que precisam da ajuda, dirigiu-se ao vereador Maurício, falou que o secretário é do Partido do vereador Maurício, e que o vereador Mauricio tem uma ligação muito boa com o secretário, e pediu que o vereador Maurício interviesse junto ao secretário, pedindo mais recursos para o esporte de Guaratuba através da secretaria de esporte do Estado do Paraná. Falou que é importante. Disse que a prefeitura gostaria de contar com a ajuda do secretário, falou que hoje é difícil o orçamento. Mas que a prefeitura tem feito o possível e o impossível, e que o vereador Maurício e os demais pares que estão preocupados com o esporte, disse que ele deixa um pedido e que ele inclusive acompanha o vereador até o secretário de esportes, para reivindicarem mais recursos para o esporte de Guaratuba. Falou que isso logicamente vai ajudar em tudo, e todo o esporte da cidade. Agradeceu. ----------------------------------------------------------------------------------------------------VEREADOR ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR – Cumprimentou o senhor presidente, a mesa, senhores, internautas. Disse que vai acelerado porque o seu tempo é curto, e que foi reduzido aos cinco minutos. Primeiramente ele disse que quer ser franco e que sempre foi no Plenário, e na Casa, disse que o governador do Estado, está completamente voltado a outras áreas, e que de repente até em se salvar, das investigações que o envolvem, falou que para a segurança pública do município de Guaratuba, que o governador não tem conseguido direcionar o trabalho. Disse que de repente o esforço pessoal do governador em salvar o corpo, mas falou que é claro que o governador vê todos os dias que a patrulha escolar de Guaratuba, que está  para cuidar das crianças, que tem de fazer a ronda, falou que a polícia tem de fazer a pé, falou que o governador que todos já sabem que está preocupado em limpar a barra dele, ou fazer outra coisa, e que o governador não manda nenhuma viatura para patrulha escolar, falou que a cidade está virada em um caos e que a situação é catastrófica, e que o governador não vem para a mídia, para falar, falou que o governador foi bom para bater em professor, que foi bom para tratoraço, e que foi bom para pedir votos e que a senhora prefeita apoiou, disse que o governador fez um monte de votos em Guaratuba, e que não vem dar a cara a tapa. Disse que isso é coisa de gente que não tem moral para política para poder falar, disse que se o governador tivesse, que vinha a público para falar que estava preocupado e que a segurança é dele e que é o seu dever. Falou que senão culpe o secretário de segurança de Guaratuba. Disse que o governador mandou dois milhões e tantos mil e que a Câmara aprovou, e que agora o que o secretário de segurança pública de Guaratuba está fazendo. Falou que é secretário, é Procurador, disse que ao invés de estar preocupado com a segurança pública para que os índices abaixem, disse que mais um processo que o Ministério Público sobre o secretário, porque deve estar fazendo coisas que não deve, falou que se o secretario estivesse cuidando da sua pasta que os índices estavam baixando, disse que mora ao lado de uma funerária e que todo mundo conhece onde ele mora, e que parece que o fluxo não acaba. Disse que sai um entra outro, que sai um entra outro, e que o secretario não vê nada disso. Falou que o secretario nem vem apresentar para a Casa os índices, mas que na hora de pegar o empréstimos de dois milhões e cacetada, que passou e que levou para a secretaria dele. Falou que o secretário fez uma redoma para ele, mas o vereador Itamar quer saber dos índices que vão baixar. Disse que quer saber quantos comércio vão fechar, falou que o governador se explica porque pegou a pasta, ou o secretário se explica também, disse que ele faz o trabalho, mas que o governador e o secretario tem de fazer o deles. Falou outra coisa, disse para prestarem bem atenção, o Plenário e as pessoas que estão lhe ouvindo, falou que a senhora prefeita a chefe do Executivo, que ela não teve, disse que não tem palavras para explicar isso. Falou que a prefeita não teve de sancionar ou vetar o seu Projeto Anti drogas. Perguntou onde já se viu a senhora prefeita do município, nem para vetar, nem para sancionar, disse que a prefeita ignorou o Projeto que ia salvar vidas, crianças, adolescentes, famílias, disse que isso lhe revolta em saber que ele votou numa senhora como essa. Disse que lhe revolta profundamente que a prefeita não pegou o Projeto para sancionar para mandar para a Câmara, ou falou que pelo menos ela vetasse. Perguntou se é prefeita para que, se nem para isso se preta ao trabalho. Disse que é lamentável profundamente, onde chega a ignorância de uma chefe do Executivo, do município de Guaratuba. Perguntou se ela vai dizer que não viu o Projeto, falou que está na mão do secretário e que está mais uma vez no Ministério Público e que o secretario está fazendo as pessoas passarem vergonha. Disse que o que lhe deixa também revoltado, que é saber, dirigiu-se ao vereador Artur, falando que não aconteceu com o vereador Artur, mas que com ele (vereador Itamar), de passar esta vergonha em saber que alguns deputados que os ajudariam na segurança pública, e que ajudariam na cidade, disse que ao invés de pegar camburões para prender ladrões que essas pessoas mesmas estão dentro, perguntou ao Deus onde é que eles vão parar. Disse que fica desgastado, que fica falando e que ele não vai parar até o seu último dia do mandato, e de tentarem lhe calar na Câmara, mas que não vão conseguir, disse que vai deixar claro para todos os servidores públicos, disse que sabe que são mais de mil e seiscentos, que nomeados, concursados, gratificados, que durmam tranquilos, falou que ele jamais vai denunciar a quem não deva. Disse que os simpatizantes das falcatruas, que sejam eles quem forem, que pode ser da Câmara, do Executivo, da onde for, disse que ou ele faz o processo mudar, ou vão pegar as malas e que vão para a casa, para ficarem jogando vídeo game, trancados dentro de casa, falou que fora de casa não dá para andar mais. Falou que para finalizar o que ele ficou engasgado, e que provavelmente vai ser o último da noite, falou da Bob Cat, que são trezentos e oitenta e quatro mil que já foram gastos com a máquina que está quebrando as cosas por aí. Falou que quatro ou cinco máquinas que daria para comprar. Perguntou onde está a senhora prefeita, perguntou o que a prefeita está cuidando, disse que só se ela está cuidando da candidatura do sobrinho. O Senhor Presidente lhe concedeu mais um tempo para concluir. O Vereador Itamar agradeceu e disse que o presidente está bonzinho, disse que diante da bondade do senhor presidente, e que o Plenário aplaudiu, e que o Plenário sentiu que ele deveria falar. Falou que vai dizer mais uma coisa, disse que infelizmente vão repensar o Projeto. Disse que a emenda onde tira o direito da população, de vir a Câmara Municipal, pediu pelo amor de Deus que as cinco horas a Câmara não pode ter Sessão, disse que se o próprio município trabalha até as cinco e meia, disse que não vai compreender nunca que eles deveriam cortar isso, disse que o judiciário trabalha até as dezoito horas, que esse servidores não vão poder vir mais, disse que tem comércio que vai até as dezenove horas, e que agora devem estar fechando mais cedo Agradeceu. ---------------------------------------------------VEREADOR JUAREZ SERAFIM TEMOTEO – Cumprimentou o senhor presidente, senhores vereadores, senhoras vereadoras, público presente. Agradeceu a presença do ex presidente da Casa senhor Ailton Batista, e demais autoridades presentes. Parabenizou aos alunos da Escola Monteiro Lobato, que na semana que passou estiveram fazendo visita no Poder Legislativo, no Executivo e no Judiciário, e que inclusive visitaram alguns gabinetes da Casa. Disse que recebe de braços abertos como representante do DEM, os novos filiados no Partido, falou que todos vieram para somar. Parabenizou os pais e mães de crianças com autismo, pela passeata que fizeram no dia dois de abril que foi dia mundial do autista. Disse que estiveram caminhando pela avenida vinte e nove de abril, e que teve a presença da vereadora Catia, e que o evento terminou na praia. Falou que quando terminou o vento que foi dito que iriam fazer a Associação dos Pais dos Altistas de Guaratuba, disse que é muito bom que façam mesmo, porque assim iram ajudar, e disse que podem contar com a Casa. Agradeceu. -----------------------------------------PRESIDENTE OLIVEIRA E VEREADOR MAURÍCIO LENSE – Questão de Ordem que o vereador não lhe citou, mas que ele vai ao artigo oitenta e nove, que diz que o orador poderá desviar da explicação pessoal, não podendo ser aparteado e nem citar o nome de outro Parlamentar, e que caso em que por questão de ordem poderá o citado usara a palavra. Deu um minuto para o vereador Maurício. VEREADOR MAURICIO – disse que o secretário de Esportes está querendo que o evento seja em Guaratuba, e que o investimento da secretaria de esportes é o maior de todos, que vai trazer, troféus, medalhas, juízes, toda a estrutura, disse que Guaratuba só tem de entrar com o local e que não está pronto e que não está feita a reforma, disse que está falando que o secretário quer trazer o evento para Guaratuba, mas falou que a cidade é que não está preparada, e que disse na palavra o seu antecessor. Falou sobre a segurança, que quando se fala em falta de segurança, que tem de pensar que o governador é do mesmo partido da pessoa, PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que é para responder o que o vereador falou. E que o vereador Maurício foi bem claro. VEREADOR MAURICIO – disse que tem um minuto. PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que é segurança e que o vereador tem de estar dentro do que o vereador Laudi falou. VEREADOR MAURICIO – disse que está respondendo a todas as questões que o vereador Laudi falou. E que não é o presidente que vai escolher a respostas dele. PRESIDENTE OLIVEIRA – disse para o vereador Mauricio dar continuidade. VEREADOR MAURICIO – disse que o presidente está bonzinho, disse que o vereador que citou a questão da segurança, que é do mesmo partido do governador que tem a responsabilidade de dar a segurança para Guaratuba PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que o artigo segundo diz que contestar o que o vereador disse. -------------------------------------------------VEREADOR FABIO LUIZ CHAVES – Disse que não vai se prolongar, que as pessoas que os acompanham que o horário já está meio esticado, mas falou que são dois pontos sobre a segurança, que foi falado bastante neste dia, e sobre a secretaria de Obras, falou que o primeiro orador da noite que representou o comercio de Guaratuba, disse que foi citado várias situações, mas que ele queria registrar que sem dúvida nenhuma a segurança que está acontecendo no município que é preocupação de todos. Falou que é logico que o comercio está de portas abertas e que isso atrai os bandidos, porque lidam com dinheiro, mas falou que a preocupação da Casa é com a sociedade em geral, porque eles são representantes e que eles tem de cobrar isso, e que também as famílias, disse que jamais ele vão se omitir de maneira nenhuma, disse que tenham ido para a Capital, neste ano no ano que passou, em vária situações, que foram os vereadores, três, quatro, e que a oposição também tem ido em outras oportunidades, falou que a cobrança sempre é feita para o governador do estado, da secretaria de segurança, o secretário de segurança que no momento ocupa a pasta, que tem feito reuniões, disse que no ano que passou eles tiveram na Casa, o comandante da polícia militar, com o representante do ministério público e que o Promotor estava presente, que estiveram com o delegado da polícia civil, promotor de justiça do município, representante do Executivo. Disse que a Casa não está se omitindo e que jamais vai se omitir, disse que é a cobrança de toda a sociedade. Falou que infelizmente eles ficam a parte dos bandidos, e que ficam inseguros na verdade, mas falou que a Casa não está se omitindo, de maneira nenhuma, e que nenhum vereador, nem da oposição e situação. Disse que estão solidários com o comercio, e que a Casa com certeza ai cobrar, falou que se for preciso fechar como o vereador Almir falou, disse que vão fechar e que vão para a capital e o que for preciso. Mas falou que a Casa jamais se omitiu, disse que agora veio do Executivo um convênio, para combustível para alimentação, do policiamento, disse que de maneira nenhuma a Casa está se omitindo, Disse que foi um momento em que foi falado, e que ele (vereador Fabio) só queria deixar registrado que a Casa não está fugindo da responsabilidade. Falou que a cobrança é feita, mas que agora, eles não podem colocar a arma na cabeça dos representantes do estado como os bandidos fazem com eles. Disse que o segundo passo e que ele até trouxe requerimentos e proposições, feito pelos vereadores, cobranças de ruas, ele falou que não vai dizer que foram repetidas, e que são cobranças dos nobres colegas, muda o vereador que são feitas. Mas falou que aconteceu com ele uma situação que ele não pode deixar de registrar e que não pode ser injusto com os que trabalham na secretaria de Obras, disse que é uma situação que ele pediu no Plenário, numa segunda feira que foi uma proposição de uma rua, disse que na terça ou na quarta-feira o serviço foi feito. Disse que o serviço ficou bom, mas que devido a chuva muito forte, ele não sabe o que aconteceu que na semana seguinte, o morador lhe cobrou novamente. Disse que entrou em contato com a secretaria de Obras, e que perguntou, disse que realmente tinha sido feito, e que muito bem o trabalho, mas que a pessoa cobrou novamente, porque ele sabe que a população cobra, mas falou que o serviço na segunda feira que foi cobrado em Plenário, e que na quarta-feira foi feito. Disse que cobrou na segunda feira novamente, mas que faltou ele ir na rua para ver que o serviço havia sido feito, E que daí ele ficou sabendo o que deveria ter causado novamente a cobrança da pessoa, mas falou que o serviço com o pessoal da secretaria de \obras foi feito. Disse que tem coisa que tem ser acompanhado de perto, e que não podem ser injustos com a secretaria de Obras. Agradeceu. --------------------------------------------------------------

ENCERRAMENTO – Nada mais havendo para ser deliberado, o Presidente agradeceu a todas as pessoas presentes e aos internautas e deu por encerrada a presente Sessão às vinte e duas horas e vinte e dois minutos, marcando nova Sessão Ordinária para o dia onze de abril de dois mil e dezesseis às vinte horas. Para contar eu                                  (Edilson Garcia Kalat – Secretario Geral) bem e fielmente redigi, digitei e conferi a presente Ata. -----------------------------
                                       

MORDECAI MAGALHÃES DE OLIVEIRA

Presidente

SERGIO ALVES BRAGA

1º Secretário

FABIO LUIZ CHAVES

2ª Secretário

Notícias

Sessão Plenária vota pareceres e moção de ...

 Na sessão plenária desta segunda-feira (10) nos expedientes foram recebidos os ofícios: Projeto de Lei do Executivo 1653/24, de autoria Roberto ...

Câmara realiza sua 16ª sessão

 Nesta segunda-feira (03) foi realizada a 16ª sessão plenária e nos expedientes recebidos foi apreciado ofício do vereador Paulo Èder de Araújo ...