Câmara Municipal de Guaratuba

Rua Carlos Mafra 494, Centro, Guaratuba - Paraná - Fone (41) 3442-8000 | 3442-8001 - camara@camaraguaratuba.pr.gov.br - Atendimento Público: 12 as 18 | Sessões: Segunda as 20hs

Atenção!

Qualquer dificuldades no acesso ao portal da transparência é por motivos de mudança de software de gestão pública

ATA DA (12ª) DECIMA SEGUNDA SESSÃO ORDINARIA DO SEGUNDO PERIODO LEGISLATIVO DE 2.015 - DIA 09 DE NOVEMBRO DE 2015 - ÀS 20h 00min – DECIMA QUARTA SESSÃO DO SESSÃO SEGUNDO PERIODO LEGISLATIVO.

 -------------------------------------------------------------------

DATA - HORARIO – LOCAL – aos nove dias do mês de novembro do ano de dois mil e quinze às vinte horas no Plenário da Câmara Municipal de Guaratuba, Estado do Paraná. --------------------------------------------------------------------

PRESENÇAS – MORDECAI MAGALHÃES DE OLIVEIRA – Presidente, MAURICIO LENSE - Vice-presidente, FABIO LUIZ CHAVES – Segundo Secretario e demais Vereadores: ANA MARIA CORREA DA SILVA, ARTUR CARLOS DOS SANTOS, CATIA REGINA SILVANO, ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR, JOAO ALMIR TROYNER, JUAREZ SERAFIM TEMOTEO, LAUDI CARLOS DE SANTI, MARIA DA SILVA BATISTA E RAUL CHAVES. O Vereador Sergio Alves Braga justificou a não presença. -----------------------------------------------------------------------------

ABERTURA – Presidente declarou aberta a Sessão e pediu que o Vereador Itamar Cidral da Silveira Junior fizesse a leitura do texto bíblico. ----------------

APROVAÇÃO DA ATA DA SESSÃO DO DIA 26 DE OUTUBRO E 04 DE NOVEMBRO DE 2015- NÃO HOUVE RESTRIÇÕES E O PRESIDENTE CONSIDEROU APROVADAS. ---------------------------------------------------------

EXPEDIENTES RECEBIDOS - ofícios do executivo. -------------------------------

PROPOSIÇÕES/INDICAÇÕES DOS VEREADORES -----------------------------

Vereador João Almir Troyner – patrolamento e colocação de material nas Ruas

Afonso Pena, Rua Engenheiro Beltrão, Rua Paranavaí, Rua Rio Grande do Sul, Rua Curiúva, Rua Visconde de Guarapuava, Rua Pedro Alvares Cabral, Rua Manoel Ribas, Rua das Andradas, Rua Guarani, Rua Patriarca. Vereador Mordecai Magalhães de Oliveira – colocação de material na Avenida João Gualberto. Vereadora Maria da Silva Batista – reparos na Rua Rodrigues Alves, patrolamento e ensaibramento na Rua Flamengo, encaibramento e limpeza das valetas na Rua João Batista Pedroso, patrolamento e encaibramento na Avenida Brasília. Vereador Artur Carlos dos Santos – patrolamento e encaibramento na Rua Afonso Pena, manutenção de aguas pluviais na Rua 13 de Maio, patrolamento e limpeza na Avenida Guanabara, manutenção de aguas pluviais na Avenida Visconde de Guarapuava, força tarefa tapa buracos na Rua Ponta Grossa, Avenida 29 de Abril, Avenida Curitiba, Avenida Visconde do Rio Branco, Avenida Damião Botelho de Souza, jateamento nas manilhas e limpeza da boca de lobo nas Rua Cambara, e Generoso Marques. Vereadora Cátia Regina Silvano – instalado redutor na Rua Patriarca e na Avenida Guarany. Vereador Mauricio Lense – travessia elevada na Avenida Curitiba. Vereador Fabio Luiz Chaves – patrolamento e encaibramento na Rua Afonso Pena. INDICAÇÕES do Vereador Artur Carlos dos Santos – Pavimentação da Rua Nossa Senhora de Lourdes e Rodovia Máximo Jamur. Construção de ciclovia em faixa começando na Rua Tibagi até a Avenida Damião Botelho de Souza. ------------------------------------

REQUERIMENTOS DOS VEREADORES - -----------------------------------------

Vereador Mauricio Lense – requerendo o roteiro realizado pelo veículo Kombi da Secretaria de Esportes no dia 07 de novembro de 2.015. -------------------------

MATÉRIA APRESENTADA -  -------------------------------------------------------

Projeto de Lei n° 589 – Dispõe sobre a comercialização de alimentos em áreas públicas e particulares – FOOD TRUCKS. -------------------------------------

Projeto de Lei n° 590 – Dispões sobre a inclusão dos estudos de prevenção ao uso de drogas psicoativas no conteúdo programático das escolas da rede municipal de ensino. -----------------------------------------------------------------

Projeto de Lei n° 1.394 – autoriza o município de Guaratuba a celebrar Termo de Convenio à Associação dos pais e amigos dos excepcionais – APAE e dá outras providências. --------------------------------------------------------------

Pedido de vistas – retornou o Projeto de Lei n° 1.385 do pedido de vistas feito pelo Vereador Artur Carlos dos Santos. --------------------------------------------

PARECER -  --------------------------------------------------------------------------

Projeto de Lei n° 1391 – estabelece o Programa de Recuperação Fiscal no Município de Guaratuba denominado REFIS – Guaratuba. RETORNOU DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO JUSTIÇA E REDAÇÃO PARECER FAVORAVEL APROVADO PELO PLENARIO. --------------------------------------------------------

Projeto de Lei n° n° 1392 – Autorizas o Poder Executivo a transformar o trecho da Rua Capitão João Pedro, quadra 57, em frente aos lotes 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15 em calçadão. RETORNOU DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO JUSTIÇA E REDAÇÃO COM PARECER FAVORAVEL. APROVADO PELO PLENARIO COM VOTO CONTRARIO DOS VEREADORES ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR, MARIA DA SILVA BATISTA, ARTUR CARLOS DOS SANTOS E MAURICIO LENSE. --------------------------------------------------------------------------------

Projeto Substitutivo n° 01 ao Projeto n° 1380 – desafeta e autoriza o Poder Executivo a criar o Campus da Saúde e determina normas para escolha de Projeto destinado a implantação de Hospital no município de Guaratuba e dá outras providências. RETORNOU DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO JUSTIÇA E REDAÇÃO COM PARECER FAVORAVEL APROVADO PELO PLENARIO. --------------

ORADORES INSCRITOS NO LIVRO DE DEBATES. ------------------------------LUIS ANTONIO MICHALISYN FILHO – Diretor do ISEPE – Cumprimentou excelentíssimo senhor Presidente Vereador Mordecai Magalhães de Oliveira, vereadores que integram a Casa, senhores e senhoras que estão presentes, falou que é uma honra para ele estar na Casa de Leis que é uma representação popular, e que vai falar a respeito de uma Instituição de ensino superior da cidade de Guaratuba, que é o ISEPE – Guaratuba. Comentou que o ISEPE é muito conhecido por várias pessoas, e que inclusive de vários vereadores, que alguns cursarão pessoalmente, alguns cursos da instituição e outros porque tem parentes, familiares, amigos que cursaram ou que estão cursando algum curso de graduação, na instituição de ensino superior. Disse que é realmente uma grande alegria de estar na Casa podendo trazer notícias da Instituição, e de falar sobre a Instituição, e ainda falou que especialmente a de traze uma notícia boa. Falou que antes de tudo ele vai fazer um histórico para as pessoas que não conhecem tanto a Instituição, disse que  ISEPE – Guaratuba se instalou em Guaratuba no ano de dois mil e dois e que inicialmente com os cursos de Normal superior e com o de Administração. Falou que foi uma iniciativa pioneira na cidade e que tinha como objetivo uma contribuição séria com o desenvolvimento regional, com o desenvolvimento do município, e de todas as cidades que estão ao redor. Disse que foi uma iniciativa que se consolidou ao longo do tempo, e que isso aconteceu por meio da adesão da população e das pessoas que residem nas cidades vizinhas, da cidade de Santa Catarina e que principalmente da cidade de Itapoá, mas que também a cidade de Garuva. Falou que a Instituição se consolidou com uma adesão muito positiva para a Instituição e que realmente vem sendo uma grande contribuição para o desenvolvimento. Falou que o Curso de Normal superior e o de Administração que iniciaram em dois mil e dois, falou que sofreram uma transformação em dois mil e sete, disse que o curso de Administração que inicialmente foi reconhecido com o conceito três, e falou para as pessoas que não sabem que o conceito do MEC, que o Ministério de Educação atribui a cada curso, que é de zero a cinco, falou que o conceito três é um conceito excelente para Instituições do nível e do porte da ISEPE, comentou que conseguiram recentemente elevar o conceito para quatro no curso de Administração. Disse que em dois mil e sete, o curso de Normal Superior teve uma transformação e que deixou de ser Normal Superior e que passou a ser o Curso de Pedagogia. Falou que foi um aumento na amplitude na possibilidade de conhecimento para as pessoas que frequentam a graduação. Disse que enquanto eles tinham no curso de Normal Superior uma possibilidade um pouco mais limitada do acadêmico do licenciado de atuação profissional, disse que o acadêmico ficava nos limites da sala de aula, disse que com o curso de Pedagogia isso foi ampliado. Falou que as pessoas deixam a possibilidade de atuar simplesmente dentro da sala de aula, para ser um Gestor no ensino. Disse que pode ser nos estabelecimentos de ensino e que assim como em outros estabelecimentos onde existem processos de aprendizado.  Citou os casos dos hospitais com a Pedagogia hospitalar, e da Pedagogia empresarial. Disse que foi um grande avanço. Falou que depois disso, também em uma iniciativa inovadora eles trouxeram para a região mais um curso, e que pensaram nas características que estavam aflorando no mercado de trabalho atual. Disse que considerando a vocação da cidade e que principalmente os flancos de mercado de trabalho que se abriram e que principalmente o mercado portuário, citou a instalação do Porto de Itapoá, e a ampliação do Porto de Paranaguá, que o porto de Antonia também esta crescendo.  Citou outras possibilidades nesta área, assim como Pontal do Sul e outras regiões, falou que trouxeram o curso de Engenharia de Produção com foco na Gestão Portuária, na Logística Portuária. Disse que isso tem trazido para a instituição mais uma possibilidade de ampliação de conhecimento para as pessoas, para a cidade, e falou que também a demanda pelo ensino de pessoas da cidade de Itapoá, e falou que um aumento na demanda dos acadêmicos que vem da cidade de Paranaguá.  Falou que sem parar no anseio de crescimento eles deram uma ênfase maior na qualidade que era atribuída ao curso de Direito. Falou que investiram em professores, em estrutura, em biblioteca, e tudo mais que estava ao seu alcance, disse que este resultado veio na última avaliação do curso de Direito, nas aprovações dos exames de Ordem, que são constantes, disse que as pessoas devem ter acompanhados nas notícias na mídia falada e escrita, falou que tiveram a alegria de aumentar o conceito do Curso de Direito, falou que o curso iniciou com conceito três e que agora foi para quatro.  Disse que conceito quatro no MEC, e que, além disso, somente o cinco. Falou que para eles é razão de muita alegria ter o aumento desse conceito, da qualidade do curso atribuída pelo Ministério da Educação. Falou que continuaram crescendo quando trouxeram o curso de Tecnólogo, disse que é uma graduação sem algumas disciplinas propedêuticas que faz com que o curso seja mais condensado e direcionado especificamente das matérias técnicas, com a possibilidade de conclusão em um período menor e que enquanto na graduação convencional eles têm a possibilidade de formação do aluno, que é num período de quatro a cinco anos, disse que no de Tecnólogo eles reduziram para dois anos. Disse que pensando nisso e fazendo uma conexão com a possibilidade de mercado na região de inserção profissional, que eles trouxeram o curso de Tecnólogo em Negócios Imobiliários, falou que este curso já esta indo para a terceira turma e que também é razão de muita alegria, e que estarão passando por um processo de reconhecimento no próximo ano, mas que têm a certeza de que a qualidade vai ser atestada e que não será diferente do que aconteceu com os outros cursos. Falou que mais recentemente neste ano eles tiveram a grata satisfação de receber o comunicado do MEC com a portaria de autorização para mais um curso de graduação, e que trouxeram para a Instituição e ofertar na região o curso de graduação em Ciências Contábeis, disse que é um curso de bacharelado com período de duração de cinco anos de graduação convencional, mas que vai contribuir e muito para o desenvolvimento da região, disse que existe uma demanda considerável de alunos para este curso. Falou que esta alegria eles não poderiam (dirigiu-se ao senhor Presidente) deixar de compartilhar com a Casa onde eles têm a verdadeira representação popular, disse que os vereadores foram eleitos pelo voto direto da população, e que os vereadores são aqueles que representam toda a massa da cidade e que ele não poderia deixar de vir à Casa para trazer a notícia. Reafirmou um convite que ele acredita já ter sido entregue para todos os vereadores, mas convidou a todas as pessoas que estão presentes, falou que terão na quarta feira da semana seguinte no Auditório da Faculdade do Litoral Paranaense – ISEPE – Guaratuba, que fia próximo ao Mercado Solimar, Rua Joaquim Menelau de Almeida Torres, numero cento e um,  falou que será o lançamento oficial  do Curso de Contabilidade, e que já esta com o seu primeiro processo seletivo, disse que já esta com as inscrições abertas, disse que estão esperando a presença de todos para abrilhantar o lançamento do curso que é razão de muita alegria  para toda a comunidade acadêmica do ISEPE – Guaratuba. Falou que a intenção desta visita era esta e que ele gostaria de deixar mais uma vez o convite para que todos os que não conhecem a instituição e que se dirijam  até a Faculdade e que os procurem, disse que as portas estão abertas para todos para verem como funciona a instituição, como é um ambiente de um curso de graduação, e tudo o que podem oferecer para as pessoas em matéria de conhecimento. Agradeceu sinceramente a oportunidade que lhe foi concedida, e aproveitou o ensejo para parabenizar todos os vereadores e todas as pessoas que estão em Plenário, pela conquista que foi a eleição e o trabalho que os vereadores veem desenvolvendo junto a Casa de Leis, pediu o apoio na divulgação do ISEPE que tem uma vontade imensa de contribuir cada vez mais para o desenvolvimento da cidade de Guaratuba e de todas a região, disse que sabe que é interesse de todos que a cidade e a região cresça  veio pedir o apoio dos vereadores na divulgação de mais um processo  seletivo da sua faculdade, disse que todos os cursos estão como vestibular aberto, e que as inscrições se encerram no dia vinte e sete de novembro, falou que a prova será realizada no dia vinte e nove de novembro, e falou que qualquer informação adicional poderão ser  solicitada ou obtida no  site da instituição www.Isepeguaratuba.com.br, ou então pelo telefone ligando ou indo até a instituição, falou o numero do telefone: 3442-8500, ou então diretamente na sede. Agradeceu a todos pela atenção, a plateia e que espera a parceria de todos na divulgação do pleito. Agradeceu. --------------------------------------------------------------------------------------------PRESIDENTE VEREADOR MORDECAI MAGALHÃES OLIVEIRA - Disse que são eles que tem de agradecer o que o ISEPE é para toda a cidade , e que talvez uma das maiores conquistas dos últimos dez anos, que o ISEPE iniciou em dois mil e dois e que hoje tem várias turmas do curso de Direito o qual ele fez parte da primeira turma e que o vereador Itamar do curso de Administração, e citou as outras pessoas que estão presentes, falou que só tem de agradecer pelo ISEPE por ter escolhido Guaratuba para fazer sua sede.

VEREADOR MAURÍCIO LENSE – Cumprimentou o senhor presidente, senhores vereadores, Senhoras vereadoras, público presente, autoridades presentes, Sr. Luiz Michalizyn, diretor do ISEPE, parabeniza-o pelo excelente trabalho realizando em frente a essa instituição.  PRESIDENTE OLIVEIRA – QUESTÃO DE ORDEM- convida o professor Luizinho para fazer parte da mesa. Continua o vereador Mauricio Lense internautas, embora mais uma vez a internet não esteja funcionando na hora da sessão, Boa Noite. Agradece a todos por virem a Casa de Leis, e seu prestigio muito enobrece o Legislativo de nossa cidade. Inicia sua fala citando o ART. 29 da Constituição Brasileira em seu inciso VIII que diz o seguinte: “inviolabilidade dos Vereadores por suas opiniões, palavras e votos no exercício do mandato e na circunscrição do Município.” Disse isso senhores porque a Constituição Brasileira garante ao parlamentar esse direito pois o vereador nada mais é que o interlocutor dos cidadãos, é a voz da comunidade. Essa voz, senhores, não pode ser calada por quaisquer outros interesses que seja.  Falou que o povo, que paga muitos impostos, taxas, licenças, disse que é uma das maiores cargas tributárias do mundo, precisa ter uma contrapartida à altura desta arrecadação, e que o povo não quer muito, não quer coisas absurdas, só quer ter uma boa rua para transitar, bem iluminada, uma boa escola para seus filhos, um bom transporte escolar, um atendimento em saúde que, embora básico, mas que seja completo. Que não falte medicamentos, que não falte raio-x, que não falte gaze para curativos, que não falte ambulância em uma emergência, que não falte transporte para centros maiores em casos mais especiais, que não falte médicos para as consultas, enfim o povo quer respeito às suas necessidades, que não são muitas diante de tamanha arrecadação. Disse que o povo quer também segurança, quer paz para as suas famílias, para seus filhos. Aproveitou que estava falando em segurança, e comentou que no dia anterior, esteve conversando com um comerciante da cidade ele lhe disse que seu comércio foi assaltado no sábado à noite. Passou o comerciante, sua esposa e funcionários por uma situação bastante constrangedora e ainda ontem se mostravam com sinais do stress em função do ocorrido. Falou que o comerciante, na sua total razão lhe questionou: “Para que serve essa taxa de segurança preventiva que a prefeitura está me cobrando? Para que serve essa taxa de vistoria de segurança que tenho que pagar junto ao meu alvará?”. Comentou que na época da aprovação dessas taxas, lembra bem que foi o único voto contrário, porém foi voto vencido. E aí, perguntou onde está o Secretário de Segurança para responder ao cidadão que sofreu o assalto?  Disse que afinal não é para a Secretaria de Segurança que vai este recurso? Perguntou que tipo de assistência tem o cidadão em uma situação destas? Perguntou se será que falta de segurança só é motivo para arrecadar mais?  Dirigiu-se ao Senhor Secretário dizendo que o cidadão precisa de sua resposta. Falou que quando o Município arrecada que o município tem a obrigação de dar aos seus munícipes ao menos esses serviços básicos. Disse que quando o Município não garante o mínimo ao povo, que o município  está subtraindo,  que está tirando, está surrupiando e portanto roubando o direito do cidadão a ter uma cidade como ele merece. Disse que o cidadão quando não tem uma rua descente para transitar, que estão roubando o direito do cidadão. Que quando o cidadão quando não tem uma boa escola para seu filho, que estão roubando seu direito. Que quando o cidadão quando não tem segurança, que estão roubando o direito do cidadão. Falou que o cidadão quando não tem um atendimento em saúde que lhe respeite, estão roubando seu direito. Portanto, falou aos moradores da Rua Londrina, da Rua Visconde de Guarapuava, o povo do Coroados, do Mirin, do Nereidas e de tantos outros bairros e ruas intransitáveis dessa cidade,  disse que estão roubando os direitos do cidadão. Pediu para que vejam a situação da Orla, e comentou quanto dinheiro gasto com aquela obra. Falou que está lá parada. Disse que o que foi feito, foi malfeito e está deteriorando. Todo este dinheiro para uma só temporada? Perguntou como era para ser a orla? Disse que era para ter uma Iluminação nova e que foram colocados apenas alguns postes. Que era para ter calçamento novo e que o calçamento está afundando. Falou que era para ter muro de arrimo para contenção de onda, em caso de ressacas, em forma de escadas. Perguntou onde esta, e se alguém viu. Comentou a respeito dos bancos que eram para os pedestres sentarem e que somente alguns foram colocados, falou sobre as mini praças e perguntou se alguém viu. Falou sobre as contenções de alagamentos e que algumas ruas que funcionavam em função da pavimentação e drenagem, que foram esburacadas e deixadas assim. Disse que praticamente todo o serviço foi perdido. Falou que foi dito nesta Casa na 6º Sessão do Segundo Período Legislativo no dia 31 de Agosto de 2015, pelo Vereador Sergio Alves Braga que o governo do Estado graças a Deus resolveu pagar, disse que em  dez dias iriam ser retomadas as obras da orla, na mesma sessão o Líder da Prefeita confirmou o que foi dito. Falou que acha que é muito estranho alguém receber por um serviço que não foi terminado e muito mais estranho alguém receber por uma coisa que foi mal feito. Disse que o Estado repassou o recurso, o município também e a empresa recebeu, e a obra está lá toda “chumbecada”, usando as sabias palavras do vereador Itamar. Disse que a responsabilidade também é do município, e que a fiscalização da obra é da prefeitura. Comentou que a atitude da Prefeitura é de no mínimo notificar a empresa para que ela cumpra com suas obrigações de entregar uma obra de qualidade conforme o contrato.  Perguntou o porquê da prefeitura não notificar a empresa? Perguntou o porquê da prefeitura não usar os mecanismos legais para obrigar a empresa a consertar o serviço mal feito? Perguntou o porquê da própria prefeitura com seus funcionários estavam arrumando o que era de responsabilidade da empresa? Segundo verificou o Vereador Artur. Perguntou o que está acontecendo?  Perguntou se a prefeitura está com o rabo preso com a empresa? Perguntou se a empresa manda mais que a prefeitura e o quê que esta rolando. Falou para as pessoas verem a situação das ruas 13 de Maio, São José dos Pinhais e Vicente Marques, disse que eram ruas perfeitas, todas bem bloquetadas, e disse que com bloquetes que aliás foram pagos pelos moradores, portanto, que foram benfeitorias conquistadas pelos moradores. Falou que os funcionários foram no loca que tiraram a metade dos bloquetes da rua, e que levaram para não sabe a onde, e que a mais de um ano os buracos estão lá e cada vez afundando mais. Abriu um parêntese para uma definição: “roubar igual a apropriar-se de algo que não é seu”. Disse que quando retiraram os bloquetes que eram dos moradores, disse que foram pagos pelos moradores, falou que estavam roubando as suas ruas, falou que roubaram suas ruas. Disse que as ruas estavam lá perfeitas, e que puseram os bloquetes em cima de um caminhão e levaram.  Perguntou para onde que levaram os bloquetes. Falou que suas ruas foram roubadas. E perguntou que quem rouba é o que. Disse que quem rouba é ladrão, repetiu novamente que quem rouba é ladrão, e quem rouba é ladrão. Falou que já receberam o dinheirinho.  E falou que meteram o dinheiro no bolso. Falou para as pessoas que o dinheiro está no bolso. Falou que são um bando de ladrões que devolvam suas ruas. Perguntou o porquê da prefeitura não notificar a empresa, perguntou o que está rolando?  Disse que perguntar não ofende, perguntou se tem maracutaia? Falou que os buracos  não estão somente na estrada de Garuva, que tanto prejudica o turismo de Guaratuba, mas falou que esta em Guaratuba também,disse que os buracos estão em Guaratuba, e que são muitos,e falou que são dos mais variados tipos, inclusive nesta Casa. Falou que tiveram buracos que esconderam um certo Secretário Monstro. Que foi cavocado pelo próprio Líder da Prefeita. Que até hoje não se explicou. Mais recentemente, falou que tem um buraco negro, e que este foi criado pelo próprio presidente desta Casa,  e disse que o presidente  até hoje não explicou onde foram parar alguns documentos, citou exemplos: o  Projeto do Ficha Limpa, o requerimento da CPI da Iluminação Pública Lembrou que o município pediu mais 15 dias para entregar a documentação e até hoje não chegou, configurando improbidade administrativa, a Criação da Comissão de Ética  e tantas outras. Bradou  mais uma vez, para  não roubarem os direitos de nossos cidadãos em ter uma boa escola, uma boa rua, um bom atendimento em saúde, uma boa cidade. “E “disse mais uma vez,” bandos de ladrões devolvam as nossas ruas.” Agradeceu. -------------------------------------------VEREADORA MARIA DA SILVA BATISTA - Cumprimentou o senhor Presidente, senhores vereadores, público presente, internautas que os acompanham, agradeceu a presença do doutor Luiz, e que ele é muito bem vindo na Casa e que é uma honra para todos eles, pelo livramento que ela teve nesta semana, falou que neste dia as pessoas poderiam estar na sua missa de sétimo dia, mas falou que Deus quis que ela permanecesse, dirigiu-se ao senhor presidente dizendo que o que lhe trouxe a Tribuna é a respeito do descaso da segurança na cidade de Guaratuba, falou isso porque muitos vereadores, e que inclusive ela já estiveram em Curitiba, disse que todos os treze vereadores foram até o Secretário de Segurança que lhes receberam e que os vereadores fizeram as suas reivindicações e que nada acontece, disse que esta falando do seu Coroados, disse que no Coroados foi assaltado a farmácia do Sérgio, a mercearia do Germano, a distribuidora de bebidas do Marçal,  e que nesta semana a pizzaria do Don Ivan, e falou que a segurança a Deus dará. Disse que gostaria de saber se alguém deles pode fazer o que pela segurança, disse que votaram um Projeto de dois milhões e seiscentos reais e que nada acontece, disse que foram a Curitiba numa caravana de treze vereadores, e falou que nada acontece. Perguntou o que eles têm de fazer e disse que é lamentável, que é vergonhoso e que o pior é que ela esta vendo o sofrimento das pessoas e que ninguém toma providência, falou que só vê uma viatura levar um policial e ir buscar, disse que é igual a um taxi, Falou que o outro motivo que lhe traz a Tribuna (dirigiu-se ao senhor Presidente), que é a respeito das ruas, falou que choveu quarenta dias, mas que hoje graças a Deus o sol lhe deu a graça e a bondade de aparecer, disse para que todos rezem para que orem que no dia seguinte tenha sol, para que a tão famosa força tarefa possa acontecer, disse que a força tarefa já esta bem manjada e que desde fevereiro nada acontece. Disse que esta falando porque ela é cobrada como se os vereadores tivessem máquinas, tivessem uma garagem para administrar, que tivesse um Secretário de Obras que é pago com o seu dinheiro, mas que eles têm pago com os seu dinheiro e de todas as pessoas, falou que falta a boa vontade para fazer, disse que a Pousada Marabá e a Pousada Paraguaçu, que estão fechando as portas apara irem embora, disse que a Rua Rodrigo Alves que fica atrás do Brasão, falou que os veranistas fazem reserva  e que quando chega o final de semana que os veranistas vem no feriado, disse que quando chegam e se aproximam das Pousadas que ficam interditados, e que os veranistas não conseguem passar., Disse que os turistas ligam para as Pousadas avisando que estão indo embora e que infelizmente não podem chegar até as  Pousadas., falou que isso é um descaso, e que os donos das Pousadas estão todos com seus IPTUs em dia,  que pagam seus impostos e que merecem respeito, falou para o Secretário de Obras acordar para a vida para ele ir trabalhar, porque não é certo ganhar sem trabalhar, disse que tem feito alguma coisa, falou que ela vem na Tribuna só para reivindicar melhoria de rua e que escuta que a chuva, mas falou que tem lugar em que a chuva não atrapalha, disse para criarem juízo e terem compromisso com o povo, e para respeitarem o dinheiro da população, que é a população que banca o salário dos vereadores. Falou que o outro motivo que lhe traz a Tribuna é a respeito do hospital, disse que vai resumir em poucas palavras, falou que quando foi cobrada e que saiu no jornal de cabeça para baixo, cabeça para cima, disse que veio a Tribuna para dar uma resposta e que se quiserem que na sua pasta ela tem umas Atas que ela pode fornecer. Leu a Ata Com relação a posição da Fundação com a possibilidade da construção do estabelecimento de saúde na cidade de Guaratuba desaconselhada por enquanto por qualquer investida em construção nos moldes propostos sugerindo máxima cautela quanto a este assunto, tendo em vista que a Fundação não deve comprometer sua sobrevivência com Projetos que possam ser destinados ao fracasso pela falta de comprometimento dos gestores públicos de Guaratuba. Disse que é esta a resposta que ela tem para a sociedade, que o hospital com diz o vereador Maurício Lense que é maracutaia e das grandes. Falou que não tem hospital e que ela esta na Tribuna para dar a resposta para a sociedade, disse que ela mão foi contra o hospital que ela foi contra o Projeto, falou que tinha certeza que o hospital não iria para frente, como não vai. Agradeceu. -----------------------------------------------------------VEREADOR FÁBIO LUIS CHAVES – Cumprimentou o senhor presidente, senhoras e senhores vereadores, amigos da imprensa falada, empresa, escrita, cumprimentou o Senhor Luizinho e falou que é um prazer e que lhes honra muito a presença do senhor Luizinho, e que o senhor Luizinho como advogado que algumas coisas que o vereador vai falar que o Luizinho vai entender. Disse que o que lhe traz a Tribuna que não é uma explicação, falou que passou na RPC e que todos viram, Disse que não acompanhou no dia em que passou, disse que viu o vídeo pelas redes sociais, e que ele não se manifestou até o momento e que vai esperar porque não foi notificado de nada e que o valor que esta de oitenta e quatro e poucos mil ele disse que não sabe se algum vereador vai que não sabe se o valor é dez ou onze, falou que não sabe até que ponto passou, disse que foi taxado e que foi falado em outras palavras em roubo, e que foi colocado bem, disse que ele mora em Guaratuba, que nasceu em casa e que não nasceu no hospital, e que trabalhou onze anos em uma empresa multinacional em Joinville e que as portas da empresa estão abertas para ele, disse que trabalhou mais dois anos em Guaratuba em uma empresa de renome, falou que nunca roubou nada de ninguém, e disse que as diárias que foram feitas pela Casa e que todos os vereadores da Casa também fizeram, e que o valor das diárias é desde dois mil e nove, que é de quatrocentos e cinquenta, disse que todas as doarias que eram feitas e restituídas quando o vereador volta, disse que é feito um ofício, que vai para o diretor, controlador, contabilidade, e que depois vem o deferimento do presidente para ser passado para os vereadores, falou que ninguém pegou nada por debaixo do pano, falou que não participou de Licitação nenhuma fraudulosa, que não participou  e que não fez maracutaia nenhum  como o vereador Maurício Lense falou, e disse que não foi falado para ele , mas que esta usando este termo maracutaia , falou que  foi colocado no jornal que o puxadinho caiu, disse que esta no jornal que são cinco vereadores, que os cinco é que foram condenados, falou que foi um apontamento do Tribunal de  Contas, e que o Doutor Luizinho sabe como funciona, falou que deve vir a notificação e se vier, para cada vereador, falou que se estiver errado, se ele passou do limite como o Tribunal de Contas vai mandar para o Ministério Público, falou que devolve na frente de todos, mas disse que quer ver o valor que ele passou e disse que chegou em oitenta e quatro mil que o vereador Fábio tem de devolver, falou que na segunda página do Jornal da Hora, foi colocado que o GAECO o servidor e um vereador, disse que foi para eles (vereadores) que é o Jornal de Guaratuba, falou que gostou e acha que foi piadinha, perguntou para qual vereador que serve o que foi divulgado, pois todos os vereadores viajaram, disse que não foi no mesmo dia na mesma data, mas que todos viajaram, disse que os quatrocentos e cinquenta que ele pegou, que os cinco foram todos do mesmo valor,  e disse que é esse valor desde dois mil e nove. Perguntou para o que serve o Jornal, pois não foi colocado o nome e falou que tem vereadora também que não é só, e que o Jornal deve ter colocado errado, que colocou vereador Fábio, vereador Espiga, disse que não tem problema que ele gosta, disse que é seu apelido mesmo Espiga, mas falou que tem de ter um pouco mais de respeito e saber o que esta acontecendo. Disse que não esta dizendo que ele é santinho, mas que tiver errado que ele vai responder que faz questão de devolver, disse que deixou de viajar no passado para atender as pessoas e falou que algumas pessoas colocam no face book, e que algumas não colocam, mas disse que o que uma mão faz a outra não precisa saber, falou que em seu gabinete ele esta atendendo direto as pessoas, disse que é um brinde, que é um ferro elétrico, falou que a vereadora Ana Maria faz isso direto, um liquidificador, falou que há alguns meses atrás veio uma moça do curso de administração dizendo que estavam sem verba para se formar, disse que ele deu mil reais do seu bolso, disse que no posto do Thiago em frente a rodoviária disse que no mês que passou ele pagou mil setecentos e oitenta de gasolina, falou que é lógico que tem umas cervejinhas junto, pois ele estava com alguns amigos e que eles estavam bebendo que então ele bebeu também, e que não fica só olhando, disse que tem as notas de mil e seiscentos reais,  que pagou, disse que ainda deve mil e quatrocentos e que tem três abastecidas do carro dele, falou que as vezes não tem carro na Câmara e que ele tem de fazer assistencialismo e que tem de ajudar, falou que o pessoal bate na porta dele e que ele não vai deixar  e virar as costas, disse que ajuda,  que emprestar o seu carro para viajar, para levar as pessoas que pedem para ele o carro particular, disse que o combustível quem paga é ele, falou que foi dois meses três mil reais,  disse que não esta falando que deve colocar a mão no jarro e que não deve meter a mão em lugar nenhum, mas falou que muitas vezes é um suprimento que vem, e que ele guarda para ajudar. Disse que não deixa ninguém que vem ao seu gabinete em época de escola que é um pacote de vina, que é um ferro elétrico, que nunca saem de mão abanando, mas falou que chegam na esquina da farmácia que tem um menino que pede esmola, que pede uma moeda, disse para irem perguntar para o menino, se alguma vez o Espiga vai, disse que se for para tomar cachaça se é para comprar alguma outra coisa, que se ele não der outra pessoa dá. Disse para perguntarem ao menino se o Espiga da alguma coisa, falou que podem ir de ponta a ponta na avenida. Falou que não adianta ter dinheiro e dizer que é fulano de tal, mas se não tiver um bom coração que não ajuda. Falou para verem tudo o que acontece. Disse que há três meses, disse que vai trazer a nota para mostrar em respeito ao menino, falou que o menino chegou dizendo que o pai tinha falecido e que não tinha dinheiro para enterrar o pai, disse que deu um cheque de mil e trezentos e oitenta reais, que foi emprestado ao menino, disse que já faz três meses, mas ele sabe que o menino não vai lhe pagar porque o menino é humilde e que não tem dinheiro. Disse que só queria falar a todos que não esconde nada. E que qualquer pessoa que quiser conversar com ele e que depois que vier a notificação para ele, disse que não foi notificado de nada, falou que o pessoal d televisão lhe procurou na sexta feira, disse que se alguém do gabinete tivesse lhe ligado que ele atenderia ao telefone. Disse que tem muito telefonema ele não atende quando não é numero identificado, pois ele sabe que às vezes neste momento as pessoas falam bobagens, mas falou que mora em Guaratuba á muitos anos e que nunca roubou nada de ninguém não falou que esse negócio de diárias, que ele fica chateado, e que eles da casa sabem como funciona, e que agora chegou no vizinho, disse que Guaratuba é pequena e que venham falar com, que ele nunca fez nada e que nunca pegou nada. E que uns caras meteram a mão e roubaram, mas que para ele não falaram, perguntou aonde foi que Le roubou, e que se tiver alguma coisa errada, que o apontamento que vai para o Ministério Público, e que ele não recebeu nada até agora, disse que faz questão de responder e que responde pelos seus atos, Disse que parou de trabalhar no ano que passou, e que trabalhou desde os dezesseis anos de idade, e que já ficou na estrada com carreta por onze anos, falou que sua carteira esta limpa que nunca betu em ninguém e que nem multa teve.  Falou que saiu da empresa porque era longe e que ia três vezes por semana de moto, que mora em Guaratuba e que tinha de ir a Joinville, falou que ia até Joinville e que encostava sua moto e que pegava a carreta e ia para São Paulo, e que virava noites e noites, falou que nunca mexeu numa ruela de ninguém, disse que podem ligar para o gerente da empresa e perguntarem se o Espiga não pode voltar a trabalhar na empresa, disse que a empresa na qual ele trabalhava em Guaratuba também. Disse que as coisas na vida pública são complicadas, e que ele sabe que tem de prestar conta para o povo, e que é sua obrigação e que ele vai prestar conta para o povo. Falou que em dois mil e doze, vinte dias antes que o saudoso Joia, que era o homem que ajudou muita gente em Guaratuba, que ajudou as classes mais humildes, disse que o Joia saiu no Jornal com a vereadora junto rei da diária que estava roubando o povo, e que isso mexeu tanto com o seu Joia que isso foi o fim do seu Joia.  E falou que depois o seu Joia não foi acusado de nada, disse que era um momento político e que aquele posicionamento do seu Joia havia mudado, falou que é muito delicado jogar pedra nas pessoas, disse que não se sabe o que acontece que é profundo demais, e que ninguém é anjinho e que ninguém é inocente. Mas falou que todo o final da história tem de saber o que acontece, e apurar bem para saber se é verdade. Disse e repete que todos os vereadores e que se alguém devolveu, disse que é ótimo, que esta certo, e dirigiu-se ao senhor presidente dizendo que vão economizar agora pois vão parar,  e que o dinheiro vai voltar para o Executivo que vão ter que devolver, disse que se ele (vereador Fábio) disse que são oitenta e quatro mil que tem de somar se ele deve dez mil, que ele tem de devolver, disse que vai devolver e que vai voltar para o Executivo. Falou que a economia da Casa também volta para o Executivo, disse para devolverem e para acompanharem que em dois mil e dezesseis vai ter um destino bom e melhor e que eles vão acompanhar. Falou que ele é parceiro, e que se quiserem cortar as diárias que podem cortar, se quiserem cortar a gasolina, disse que ele nunca, disse que ele usou uma vez, que com o carro Câmara foi uma vez para Curitiba e ele acha que o vereador Itamar foi junto, disse que acha que foi uma vez, falou que usa quando precisa, mas que ele mesmo pilotando, mas com o carro da Câmara ele nunca foi. Disse que gasta com a camionete dele para ir e voltar de Curitiba cento e quarenta reais, falou que a camionete não é dele, pois foi o vereador Raul que lhe emprestou, disse que é de um consórcio que o vereador Raul tirou, falou que tem um Voyage dois mil e onze, e que financiou em sessenta vezes, disse que desde quando ele entrou na Casa de Leis em dois mil e treze que sua conta é no Banco Bradesco, pediu para as pessoas irem ver a movimentação da conta dele, para verem o que ele adquiriu, e que se ele mentiu disse que podem vir na segunda feira e disser que ele é um mentiroso. Disse que não comprou nada, que não tem nada, e que nunca tirou nada de ninguém, e que se for para ele devolver para o apontamento do Ministério Público, disse que ele vai devolver e que faz questão. Disse que tem colegas que de pertinho vem falar que ele é ladrão e que meteu a mão no jarro, e que é pelo contrário, disse que veio a Tribuna para falar para todos, que ele vai voltar para a Tribuna se tiver alguma coisa irregular que ele vai pagar e que é responsável pelo que faz. APARTE PRESIDENTE VEREADOR MORDECAI OLIVEIRA – esclareceu que até esses dias o Jornal fazia parte do puxadinho conforme o pessoal do Jornal diz, e que pegaram em torno de trinta mil reais ou mais ou menos do município, falou que então o Jornal que hoje esta batendo já fez parte de lá e que hoje o Jornal esta na oposição, mas que é um direito do Jornal, mas que é um direito que teria de agredir com dignidade e não da maneira que esta agredindo a Casa de Leis. VEREADOR FÁBIO LUIZ CHAVES – disse que essas coisas acontecem e que eles tem de olhar bem  antes de atacar ou de falar,  disse que sempre fica um rabo de alguma forma, falou que como outros Jornais, a imprensa e o que aconteceu com os outros vereadores que ficaram de cabeça para baixo, mas falou que enfim  ele fica chateado por causa do que saiu no Jornal, disse que o jornalista tem de ser mais profissional, falou que ele chama o diretor do Jornal com todo o respeito pelo nome, e ele acha que ele é um Parlamentar e que não foi provado nada contra ele, e que coloquem pelo menos o nome de vereador Fábio na frente. Mas disse que isso é uma questão de respeito, disse que cumprimenta o diretor do jornal pelo nome e que fala bom boa noite, dirigiu-se ao doutor Luizinho que acha que acima de tudo tem de haver respeito com tudo o que acontece, e que se quiserem atacar, mas falou que ele sabe qual o motivo de tudo isso. Disse que só queria relatar tudo isso e deixar bem claro. Falou que é mais ou menos o que ele iria falar. E que se ele fosse tão errado que ele não viria e nem apareceria, pediu desculpas pelo desabafo, mas falou que a resposta que ele tem a vida pública e que na vida social e particular ele nunca mexeu em nada de ninguém, e que não vai mexer, para todos terem a certeza disso, falou que foi por isso que foi o desabafo, disse que às vezes fazem um estardalhaço grande, mas que é fácil de ver, falou que o próprio Jornal às vezes coloca a relação das diárias dos vereadores, disse que ficou em quinto, mas que tem sexto, sétimo, que tem oitavo, disse que tinta mil reais vereador Espiga, mas falou que o que esta em sexto esta com vinte e nove e que o outro esta com vinte e sete, perguntou se a diferença é tão grande. Disse para analisarem com calma e que de cabeça para baixo de cabeça para cima, pediu perdão pelo desabafo. Agradeceu. ---------------------------------------------------VEREADOR LAUDI CARLOS DE SANTI – Primeiramente o presidente Oliveira pediu ao vereador Laudi que se consegui o valor que o Jornal recebeu do município durante os últimos anos. O vereador Laudi iniciou cumprimentando o senhor presidente, nobres pares, distinto público presente, imprensa, autoridades, saudou de antemão o professor Luizinho, e o parabenizou pelo seu trabalho, e aos internautas que os acompanham. Respondeu ao debate pronto, disse que anteriormente já foi discutido na Casa em relação dos jornais o quanto recebiam, e comentou que este mesmo jornal que fala que hoje é oposição, repetiu que não tem nada contra a oposição e disse que é salutar desde que seja honesta e que não falte com a verdade e que divulgue tudo na íntegra falou que a oposição é salutar e que é importante. Assegurou ao senhor presidente, mas disse que não com exatidão por não estar com o documento, mas falou que durante a estadia do jornal na posição, que passou folgadamente de cento e vinte mil reais. Disse que vai iniciar a sua fala não perdendo o foco, porque ele não quer perder tempo. Respondeu o questionamento, porque foi citado como líder de governo e que ouviu atentamente, citou o Coroados, dirigiu-se a vereadora Maria dizendo que acha que ela deve ter visto que tem três máquinas trabalhando no bairro Coroados. Disse que quer de antemão citar a força tarefa e disse que esta força iniciou-se no bairro Mirim, e que esta seguindo bairro a bairro e que o término seria no bairro Coroados e que logicamente que com as intempéries dos últimos quarenta dias a força foi interrompida para atender as emergências. Disse para pararem com demagogias e sensacionalismo barato, e falou que na Casa ninguém é bobo e que muito menos medo ele tem.  Comentou que falaram da taxa de segurança, falou que fica sentido quando um comércio ou um cidadão qualquer é assaltado ou roubado, disse que é muito triste isso. Mas falou que a Secretaria de Segurança Municipal, e que a taxa citada é investida em monitoramento de logradouros e prédios públicos, bem como escolas, postos de saúde, etc. Falou que nos dias atuais todas as escolas estão tendo monitoramento e que ainda na semana estão acabando de instalar os equipamentos recém-chegados e que, portanto é bom pelo menos saber o que esta falando. Disse que isso é importante. A vereadora Maria da Silva Batista pediu aparte, mas o vereador não permitiu dizendo que a palavra é dele e que depois ela pode falar quando for a palavra livre dela.  Disse que falaram em educação e saúde, falou que Guaratuba na pessoa da prefeita Evani e da Secretária Regina, que fazem sim um bom trabalho, parabenizou a Prefeita Evani e disse que não esta falando isso por ser líder de governo, disse que esta falando porque pode provar. Perguntou qual o município do Estado do Paraná, e falou que são poucos que cedem a todos os seus alunos o uniforme gratuito, material escolar, transporte de qualidade, e falou que então chega de demagogia e de mentiras, falou que a população não precisa só ouvir asneira e que precisa ouvir a verdade também. Falou sobre a obra da Orla que foi citado em Plenário, disse que se uma obra daquele porte não for benéfica para a cidade ele disse que não sabe o que é benéfico. Disse que houve alguns contratempos, falou que explicou sobre isso outras vezes, mas acha que esta difícil de entenderem, comentou que o governo já no término da obra, que houve um atraso nos pagamentos, que a empresa cessou a obra ate que fosse regularizado, e que agora sim esta sendo readequada. Disse que existe uma coisa chamada readequação orçamentária, e que isso é o que foi feito. Falou que a obra vai continuar e que a empresa vai terminar a obra, disse que não adianta surfar onde não tem onda. Falou que já esta chegando onde ele quer, dirigiu-se ao senhor presidente dizendo que vai dar tempo. Comentou que foi falado em buracos nas ruas, buracos na Câmara, buracos ele não sabe onde, falou que realmente tem buraco a dar com o pé, mas garantiu que o senhor Presidente da Câmara teve suas contas aprovadas, que o município de Guaratuba paga rigorosamente as suas contas em dia, e que a Casa de leis também. Mas falou que agora não adianta usar da demagogia sendo o paladino e mentir, disse que não tem medo de cara feio e muito menos de falar a verdade. Falou que algumas pessoas que são pouco esclarecidas, que entenderam um apontamento, disse que vai falar devagar para ver se entende, apontamento do Tribunal de Contas, como se fosse uma condenação, disse que é uma diferença bem grande para quem sabe que existe uma grande diferença. Falou que já houve anteriormente vários apontamentos e que nenhum foi concluído e que não houve nenhuma condenação e que foi provado que não é ilegal. Comentou que quando se fala em apontamento no uso de diárias, mostrou para todos que esta em um documento do Tribunal de Contas.  Falou que supostamente este apontamento vai ser encaminhado com ampla defesa para todos. APARTE VEREADOR JUAREZ SERAFIM TEMOTEO - disse em público que o que o Vereador Laudi esta falando, disse que ele (vereador Juarez) recebeu do Tribunal de Contas um documento a respeito de suas contas, mas falou que não é o primeiro político a ter as contas reprovadas e que não vai ser o último, comentou que até a presidente Dilma teve suas contas reprovadas, que o Governador Beto Richa também teve suas contas reprovadas, disse que recebeu do Tribunal de Contas o apontamento lhe dando amplo direito de defesa. Disse que o seu advogado já esta recorrendo a respeito deste assunto, e falou que na Casa não saiu nenhuma diária, nenhum documento se quer. Que todas as diárias que saíram da casa, que saíram com o aval do Presidente Oliveira, com a apresentação de documento de onde eles estiveram, comentou que a vereadora Maria disse que estiveram várias vezes na Secretaria de segurança, mas disse que é sincero em dizer que as suas contas estão abertas e que recebeu a intimação do tribunal de Contas com o direito de defesa, disse que vai se defender, e que o apontamento de devolução, e disse ter certeza que vão provar por A mais B que todas as diárias que saíram e que foram apontadas, que inclusive falou que não entende a matemática do jornal que esta nas mãos do vereador Laudi, que a matemática, e que diz o seguinte que eles estão no ducentésimo nonagésimo oitavo dia do ano, e que na mesma matéria é dito que eles fizeram trezentos e trinta e cinco diárias, falou que não sabe que matemática é essa, disse que na matéria do próprio jornal esta isso, e que estão incentivando a população contra os vereadores, perguntou como é que vai fazer trezentos e trinta e cinco diárias num ano se eles estão no duzentos e noventa e oito dias, e que agora deve estar mais um pouco porque falta cinquenta dias para terminar o ano. Falou que não entende esta matemática, falou outra coisa que gostam de ironizar, e que tiveram uma discussão assim que ele assumiu o mandato sobre diárias em uma Rádio, disse que foi falado no mesmo jornal, mas falou que não é numa casa de um deputado federal que não na casa de um deputado estadual, que não é na casa do Governador, que o povo que precisa de um pão seco, de uma comida de uma esta básica, que vão pedir. Disse que não é na casa de um Deputado Federal que as pessoas encontram vinte litros de gasolina para ir a Curitiba para fazerem um exame, disse que não é na casa de um deputado estadual que as pessoas vão todos os dias, e que não é na casa de um deputado federal. Mas falou que agora podem falar o que quiseram, disse que assistencialismo todos os vereadores fazem, e que não estão em época de fazer política e que podem fazer. Disse que concorda com o Tribunal de Contas que tem de fiscalizar, mas que primeiro tem de fiscalizar licitação que o Ministério Público aceitou na semana, falou que foi uma denúncia de fraude na construção do próprio Tribunal de Contas que esta sendo construído ao lado da Assembleia Legislativa, falou que concorda que tem de fiscalizar, mas que não venham impor, a outros poderes, citou que o vereador Fabio documentou que desde dois mil e nove que é de quatrocentos e cinquenta reais uma diária, falou que o Tribunal de Contas lhe mandou uma declaração dizendo que para ir de Guaratuba a Curitiba que cento e trinta reais que é trinta por cento da diária e que dá. Disse que é mentira porque não dá.  Falou que ele e a Vereadora Cátia foram uma vez a Curitiba e que tiveram que passar com linguiça com pão no restaurante do Nogueira, disse que as pessoas estão vaiando porque nunca precisaram ir na casa de um vereador, mas falou que o pobre que mora nos bairros vão. VEREADOR LAUDI voltou a falar dizendo que no seu raciocínio na intenção de explicar como funciona. Disse que na verdade na reportagem diz que oitenta e cinco mil, e que se for dividido entre os cinco que vai dar dezesseis mil e uns quebrados, e que no mês daria mil e pouco. Falou que isto é perfeitamente legal, e que desde dois mil e nove e que existe uma Resolução que é prevista na Lei Federal e que é legal, e que ninguém esta cometendo crime, e disse que o que não pode o chamado exagero. Comentou que foram citados cinco, mas que neste mesmo jornal dirigiu-se ao vereador Fábio, dizendo que os paladinos da verdade que vão pedir o fim das diárias, falou que depois se alguém quiser que ele tem em mãos as diárias dos paladinos, falou que vai dizer mais, e que não esta faltando com a verdade, e que sim esta cumprindo com a sua obrigação de esclarecer. Começou pela sequência citando os vereadores: Vereador Sérgio, vereador Presidente Mordecai, vereador Fábio, vereadora Ana Maria, vereador Itamar, vereador Juarez, vereador Raul, vereador Maurício, vereadora Maria, vereador Almir, vereadora Cátia, vereador Artur, disse que todos, todos já pegaram diárias, e falou que tem a lista de todos em mãos e que se quiserem ele pode dar uma cópia para cada um dos vereadores e das senhoras vereadoras, e que inclusive para a imprensa. Disse que o que não se pode, e que ele não esta fugindo da responsabilidade, falou que ate porque como o vereador Fábio e ele acha que o vereador Juarez, que já foram notificados dessa situação, falou que ele (vereador Laudi), nem notificado foi ainda, retificou dizendo que o vereador Fábio também não foi notificado, ele acha que só o vereador Juarez e o vereador Sérgio é que foram notificados, e que ele e os demais ainda não foram notificados ainda. Falou que da maneira que se conta a história não esta certo, disse que é uma prerrogativa do vereador, e que tem direito a estas diárias, desde que não cometa o excesso e que se for pegar este valor vão achar que é um monstro, mas falou que se for pego mês a mês, que todos vão ver que esta dentro da normalidade, disse que é lógico que alguns vão tentar aumentar para denegrir a imagem de outros. Disse que só se atira pedras em árvore que dá frutos. Deixou bem claro que. APARTE VEREADOR FABIO LUIS CHAVES – contou que quinze dias atrás, disse que esteve na Vila Esperança, na Rua Plínio Tourinho, falou que foi ver uma rua transversal, e que parou numa mercearia para tomar uma água, disse que tinha alguém conversando com uma senhora, disse que já havia contado para o vereador Laudi anteriormente, disse que a senhora falou que tinha votado no vereador Laudi na gestão passada, porque ela abordou o vereador Laudi na rua, dizendo que estava com um problema no braço, e que o vereador Laudi mandou essa senhora ir até a Câmara no seu gabinete e que uma moça que trabalhava no gabinete do vereador Laudi é quem a atendeu, a senhora contou que o vereador Laudi mandou esta senhora para Curitiba com o carro do vereador, e que esta senhora até hoje não esquece e que já faz seis ou sete anos atrás. Disse que se não fosse o vereador Laudi que a senhora não teria ido para Curitiba e que teria perdido o braço. Disse que só queria relatar as coisas que os vereadores fazem e que isso é muito importante. E que o vereador Sérgio também faz muito disso, e que as pessoas dizem “Deus lhe pague!”, porque muito dessas pessoas se não forem mandadas para Curitiba para atender, e que a Lei não permite, mas que eles não podem virar as costas, e que muitos poderiam estar em outros lugares. Agradeceu. VEREADOR LAUDI – volta a falar que o fato é que pode se fazer uma acareação que é justa, falou que tanto por parte dos munícipes, e pelo Tribunal de Contas sobre as diárias. Disse que acha justo, disse que tem alista dos treze nomes e que pode passar para os senhores e senhoras e a quem tiver interessado. Disse que acha que é um pouco de exagero alguém querer ser o paladino da verdade alguém querer ser o dono da demagogia, e disse que sendo que há outras verdades, falou que não tem nada a esconder e que inclusive, como falou o vereador Fábio, que pode pedir a quebra de sigilo de cada um na Câmara, disse que ninguém na Câmara ficou milionário, e que muito pelo contrário, falou para fazerem uma pesquisa e se dirigiu ao vereador Raul e ao vereador Juarez, de quem realmente atende a comunidade, que atende ao cidadão que precisa, falou que não adianta simplesmente usar da demagogia e vir em Plenário para falar um monte de besteiras, disse que o que tem de ser feito é o papel de cada um, e que além das funções dentro da Casa de Parlamentar, que é sim sair atrás de uma secretaria e cobrar do deputado e pedir que o deputado lhe acompanhe até uma determinada secretaria para trazer recursos para o município, disse que esse é o papel do vereador, mas falou que infelizmente nem todos o sabem.  Falou que fica às vezes até e não quer e disse que jamais faria isso em ofender em levantar o tom de voz em respeito ao cidadão e a cidadã, mas falou que às vezes ele chega a perder um pouco a razão, porque ele não pode se calar diante de tanta covardia, de tanta mentira, de tanta calúnia, mas falou que não tem problema, disse que no ano que vem tem eleições novamente e que a verdade vai vir átona, disse que aquele que mentiram e tentaram crescer  em cima de querer ser o paladino de querer surfar  em cima de uma mentira, que vão ter a resposta que merecem. Agradeceu. ------------------------------------------------------------

ORDEM DO DIA –--------------------------------------------------------------------

Projeto de Lei n° 587 – dispõe sobre a proibição de queimadas de lixo de qualquer natureza, orgânico ou inorgânico, na zona urbana do município de Guaratuba e dá outras providencias. EMENDAS APRESENTADAS PELA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO JUSTIÇA E REDAÇÃO. EM DISCUSSÃO AS EMENDAS – EM VOTAÇÃO AS EMENDAS – APROVADAS AS EMENDAS. EM PRIMEIRA DISCUSSÃO O PROJETO DE LEI COM AS EMENDAS – EM PRIMEIRA VOTAÇÃO O PROJETO DE LEI COM AS EMENDAS – APROVADO. ------------------

PALAVRA LIVRE -  . ----------------------------------------------------------------VEREADORA MARIA DA SILVA BATISTA – Parabenizou os participantes do Torneio de Truco, e que pela terceira vez na cidade de Guaratuba, falou que teve visitantes de muitas cidades paranaenses e que pelo terceiro ano escolheu Guaratuba para realizarem este torneio.  Disse que não ser demagoga como diz o vereador Laudi, mas que o vereador Laudi falou das câmeras, mas ela acha que no Colégio Juraci não chegou e não tem, mas ela falou que vai aguardar porque o vereador Laudi Omo líder falou que vai acontecer isso, falou que vai aguardar. Falou que viu a máquina no bairro Coroados, mas disse que esta tão desacreditada que cada vez que ela vê a máquina, que a máquina some no outro dia, mas ela falou que desta vez ela sentiu firmeza, e que o vereador Laudi esta dando tanta certeza que vai começar a força tarefa do Coroados e de todos os bairros que precisam. Agradeceu a todas as pessoas que rezaram que oraram que torceram pela sua saúde e pelo seu livramento, a sua família, disse que em nome de Jesus agradeceu a todos, Agradeceu a todas as pessoas que estão presentes, e que para ela é sempre um privilégio vir á Casa na segunda feira, e falou que todas as cadeiras ocupadas pelo povo que vem lhes prestigiar. Agradeceu. -------------------------------------------------------------------------------------VEREADOR ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR – Cumprimentou o senhor presidente, a mesa, as senhoras vereadoras, público presente, os internautas que vão lhes acompanhar no dia seguinte, fez menção e o respeito a pessoa do senhor Luiz Michalisyn, agradeceu a TVCI que esta fazendo a cobertura da Sessão, agradeceu a presença do Cris ex vereador, deixou uma nota dele para quem vai os assistir no dia seguinte, disse que quem o conhece sabe que ele é imparcial, ele acredita que em partes tem de fazer coro com alguns vereadores que  se manifestaram na Casa, e que disseram da notificação, falou que não foi notificado, e que então neste momento ele não tem nada para esclarecer para a população, mas falou que ficou claro que algo preliminar, e disse que então vai deixar no pé em que esta situação, e que se assim dirigiu-se ao vereador Fábio, dizendo que se chegar a notificação que ele quer prestar a informação para a sociedade. Falou que já deu sua entrevista para a TVCI, e que para quem quiser que este registrado no site da TVCI. Falou que ele como pessoa pública que sempre deve dar uma explicação para a população. Disse que gostaria de dizer neste momento e que também não querendo fazer coro e que tendo de fazer, disse que sabe e que é só acompanhar o site do SIMEPAR, falou que choveu demais e que então ele não vai entrar neste assunto, mas que embora como diz a vereadora Maria que tem coisas que não depende da chuva, então falou que é só ir e fazer e que para isso ele não estudou engenharia, mas que tem o secretário que estudou, que faz o quer e o que não der, para deixar para depois que a chuva passar.  Disse que não vai deixar, de deixar a sua crítica que ele sempre faz, falou que desta vez não é para a Prefeita do município de Guaratuba disse que vai para o Prefeito de Garuva, para o diretor do DER, o governador do estado, disse que fizeram uma palhaçada, disse que estavam os buracos colocando em risco  a população que naquele local passa, e que foi deixado a cidade de Guaratuba em condições difícil e que era feriado, e que ele sabe o quanto o vereador Almir trabalha para essa situação, mas que ele não deixar de dizer que nesse caso, ele não sabe achar uma palavra dentro do dicionário para o tal cidadão,  falou que o Governador de Santa Catarina é uma vergonha o que deixou acontecer. Disse que não sabe se é diretor ou chefe ou que é do DER, disse que é uma vergonha, e falou que também coloca o Prefeito também, falou que teve de vir empresário e comprar caminhão de pó de asfalto e fazer, porque falou que não tiveram a competência de resolver, disse que neste caso foi feito pessoas ficarem em riso e que foi colocado à vida de seus filhos e suas, disse que houve prejuízos e que foi quebrado carros, e falou que vida não tem preço. Disse que o que é bom ele fala que é bom, e que se mandarem alguma coisa para ele, que mandem a explicação do pneu de todo mundo que foi estourado, dos acidentes que foram causados, e que aí ele começa a ter um pouco mais de respeito. Parabenizou ao vereador Almir que sempre lutou por esta causa. Mas falou que ele não vai deixar de fazer o que a população os traz a conhecimento. Falou que entrou na Casa com o Projeto de Prevenção ao uso de Drogas, disse que os outros vereadores são mais experientes e que sabem que existem algumas vaidades, falou que esta sem vaidade neste Projeto, e que este Projeto é para ser pensado para as suas famílias, para ser pensado para os filhos e para os netos, e para a sociedade de Guaratuba de maneira geral. Disse que acredita que tem nesse Projeto uma boa discussão uma boa proposta para a sociedade. Falou que na quinta série do ensino da rede municipal, disse que é o último ano que os alunos vão participar da rede municipal de ensino, pediu que tivesse esta disciplina que é ciência humana, e que o professor é capacitado e que a Prefeita pode dar a capacitação e que eles tem de dar esta disciplina. Falou que o que se perdeu, que depois não tem o que fazer, dirigiu-se a vereadora Cátia que é professora, mas que agora se for plantado a semente do bem nas crianças, que vão sair do colégio da rede municipal, e que depois iram para o colégio da rede estadual, falou que as crianças vão ficar usando o transporte escolar e que vão ser convidados por alunos mais velhos para usar a droga e começar naquele tubão, e que vão começar a desfacelar a família, a pedra do craque, do diabo, e falou que diz assim porque nunca viu trazer algum benefício para alguém que usa droga, ele acha que sim e dirigiu-se ao senhor presidente dizendo que devem sim debater sobre este assunto, e falou que vai pedir no dia seguinte a Audiência Pública e que de público ele já faz e solicitou ao senhor presidente que amplie o debate dentro da Casa, e que podem alterar o Projeto da maneira que for, disse que a integra é isso que eles possam colocar uma semente do bem antes de sair do colégio da rede municipal de ensino, para que o aluno não seja vítima no colégio do estado. Disse que sabe que deturpação tem em todas as áreas, mas que ele como parlamentar, como vereador, como membro do poder, disse que quer debater sobre isso de uma forma mais ampla com os diretores dos colégios, com o secretário de segurança pública, com o delegado, com o Conselho Tutelar, disse que falam tantas coisas, mas que são vítimas da violência, vítimas da pedra nojenta,  falou que acha que eles tem sim como legisladores, como representantes da população, tentarem debater e trazerem uma solução para este assunto. Agradeceu. PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que após passar pelas Comissões, ele acha que devem fazer convite as entidades que tem interesse, e falou que inclusive a Polícia Militar que já tem um Projeto semelhante, mas falou que a Polícia faz em um dia só, que é dado palestras aos alunos de Guaratuba, disse que poderiam chamar todos e fazer um grande debate na Casa. -----------------------------------------VEREADORA CÁTIA REGINA SILVANO – Cumprimentou o senhor presidente, senhoras vereadoras, senhores vereadores, público presente, disse que traz para a Casa preocupação com a Avenida Guarani, falou que aquela avenida esta ficando uma pista, e que esta uma coisa terrível, falou que acidentes acontecem todos os dias, disse que o mínimo que ela poderia fazer neste dia, e que neste dia aconteceu mais um acidente na esquina de sua casa, ela vai entras com um pedido de redutor de lombada. Disse que entrou com esse pedido e que vai levar, porque os moradores estão pedindo, disse que não foi lida a justificativa porque ela não pediu, mas que os moradores estão pedindo que seja colocada lombada, mas falou que como não pode ser colocada lombada, que ela pediu um redutor de velocidade, e falou que, além disso, ela traz outra preocupação, falou que estão no mês de novembro e que não é temporada e que já esta faltando água no bairro de Piçarras, falou que faz de quinze dias que ela vê reclamações no face, e disse que vai encaminhar de seu gabinete um ofício para a Sanepar para saber o porque que esta faltando água se esta sendo feita alguma manutenção alguma coisa, que é para avisarem os moradores. Deixou seu agradecimento e seus parabéns ao ISEPE por mais esta conquista. Agradeceu. ------------------------------------------------------------------------------------VEREADOR ARTUR CARLOS DOS SANTOS – cumprimentou o senhor presidente, senhoras vereadoras, senhores vereadores, público presente. Chamou a atenção dos homens com o novembro azul, pediu para que os homens procurem as unidades de saúde, e falou que os homens são sempre mais relaxados do que as mulheres e que não procuram os médicos, disse que têm esse mês para tomar algumas atitudes e fazerem alguns exames, falou para lembrarem que o novembro azul esta começando, e que os cidadões que procurem os postos de saúde, as entidades de saúde, para tomem cuidado da saúde. Parabenizou o ISEPE e disse que é uma entidade que vem trazendo um grande progresso para Guaratuba, com o aumento do estudo e formação aos cidadões de Guaratuba, parabenizou novamente ao ISEPE e falou para que continuem assim. Falou que até entende a respeito das chuvas e que tem de concordar com algumas atitudes, que esta chovendo, mas falou que também de discordar sobre a força tarefa, falou que esteve no Mirim , e que tem algumas ruas neste bairro que estão intransitáveis, falou que tem um problema grave na rua dos Andradas no bairro Brejatuba, e que não é desta força tarefa, e que já é da antiga força tarefa, disse que como diz a vereadora Maria, que esta sem condições, e que as pessoas nãopodem passar para as Pousadas, nem para o campo, e que nem para lugar nenhum.  Falou que foi feito uma ameaça de conserto e que foi abandonado, disse que tem algumas preocupações com o bairro Brejatuba, no bairro da Figueira, na Vila esperança, falou que tem algumas ruas que a situação esta complicada.  Falou que pelo menos dava para ver que as valetas estavam alagadas, e que estão alagando as ruas e que trazem transtorno para todos os moradores e transeuntes daquelas ruas do bairro da Figueira, do Brejatuba e da Vila esperança. Falou que fez uma Preposição sobre a Rua Guanabara no bairro Coroados, e dirigiu-se a vereadora Maria dizendo que é ela que cuida daquele bairro, pediu desculpas, mas falou que foi uma pessoa que lhe pediu, falou que estas pessoas esta fazendo um investimento nesta rua e que não tem condições de chegar na obra e que foi pedido para ele que pelo amor de deus desse uma ajuda, porque a rua esta intransitável, que não conseguem chegar na rua até o local da obra. Disse que esta com o pedido, e solicitou ao líder da prefeita que de uma olhadinha, falou que nem conhece a cidadã, mas que ele ligou em seu gabinete e que pediu uma atitude, falou que foi até o local e que a rua esta complicada mesmo. Disse que não poderia deixar de falar sobre a Rua Londrina, e que não é desta força tarefa e que foi de várias vezes e que foi comentado que vai ser feito algum trabalho naquela rua, mas falou que sinceramente, e que estão colocando galhos nos buracos para não fiquem aparecendo, e que estão colocando entulhos para que as pessoas não estraguem seus carros, e que as crateras estão aumentando todos os dias. Falou que esta uma vergonha e que é uma via que passa em frente a Capela do Perpétuo Socorro e que dá acesso a creche Recanto Paulo sexto, e que inclusive ao bairro da Figueira. Falou a respeito da obra da Orla e que o vereador Laudi falou que vai começar a fazer a obra da Orla, falou que tomara que de tempo, e disse que têm pouco mais de trinta dias para o início da temporada, e disse que tomara que eles consigam tirar alguns alagamentos na avenida em frente ao Hotel Vila Real, disse que qualquer chuvinha os hóspedes não podem chegar ao hotel, disse que tem alguns alagamentos naquela avenida que foi feita agora e que falta pouca coisa para que a obra seja concluída, como disse o vereador Laudi. Mas falou que para eles esta faltando muita coisa.  Disse que faltam os bancos, a iluminação baixa, e que isso traria um grande conforto a Orla, e que isso não fosse deixado para ser feito em cima da temporada, que os turistas vêm para aproveitar e que tem o transtorno da obra bem na temporada. Falou que se for para mostrar o serviço, que seja mostrado antes, disse que nem que seja nos jornais antes, mas que traga o conforto para os turistas que possam aproveitar o final de ano ou o começo do outro numa bela temporada. Falou que fez uma visita à obra do Pronto Socorro, e que também esta trazendo grandes dificuldades por causa das chuvas para a conclusão da obra, mas que ele foi verificar no local a obra para o Pronto atendimento, disse que o pessoal que veio ao pronto atendimento tinha que ficar na rua, falou que estão aumentando para dar mais conforto para as pessoas e que inclusive mais uma sala de raios-X, para tirar o transtorno, pois o raio-X esta instalado em outra localidade. Disse que esta aguardando a documentação do terminal turístico pesqueiro que esta parada, e disse que já conseguiu alguma documentação. E que esta aguardando que a prefeita lhe envie o contrato que ele não teve o prazer de receber, mas falou que estão aguardando para ver o andar da carruagem. Pediu uma desculpa ao vereador Itamar, dizendo que quer fazer uma defesa ao DER, falou que ele (vereador Artur) fez um ofício ao DER pedindo que fosse tapado os buracos do lado do estado do Paraná. -----------------------VEREADOR RAUL CHAVES – Cumprimentou o senhor presidente, senhoras e senhores, demais. Disse Que falaram em tanta coisa e que não chegaram a nada.  Disse que estão falando em saúde, mas ele disse que o problema de saúde não é só em Guaratuba, que é no país todo, que é no estado e no federal, falou que o povo brasileiro esta literalmente abandonada, e que se eles no município não fizerem alguma coisa, e que não é obrigação deles que eles não foram eleitos para fazer assistencialismo, mas para fiscalizar o que tem de ser fiscalizado, mas Le falo que vai fala e que se for penalizado pelo Ministério Público, porque ninguém vai deixar pessoas abandonadas, falou que nasceu no interior na região próxima ao Cubatão, e que a vereadora Ana sabe, disse que sabe de uma vereadora que coloca o seu carro na estrada e que diversas vezes o esposo dela levou eles, dirigiu-se a vereadora Maria Batista. Falou que tem dois carros que não e de dinheiro roubado e que não é de dinheiro de diária, disse que trabalha desde os dez anos de idade e que tem sessenta sete anos e que vai fazer sessenta e oito, falou que seu irmão é empresário e que o outro irmão foi vereador oito vezes na casa e que o outro irmão foi prefeito e vice-prefeito, e que coloca com suor, mas falou que não as porque onde ele trabalha é gelado e que no inverno também, e que até agora, e que alguns vereadores conhecem porque já foram até aquele local. Sugeriu que todos os vereadores dissessem, e que ele coloca o seu carro a disposição para levar para hospitais, falou que ele coloca os dois carros dele, que não é de dinheiro roubado, que um esta com o vereador Fábio que ele deixou para o vereador viajar, e que outro ele coloca para viajar e que muitas vezes ele fica a pé, e que ele não se arrepende disso, porque da onde ele veio que o pai dele sempre dizia que caráter, personalidade e repeito com as pessoas, falou que jamais em sua família, e que eles são em dez irmãos e que faleceu um e que estão em Guaratuba desde cinquenta e quatro, e que ele quer que alguém diga que alguém da sua família ou que algum irmão seu, que nunca mexeram em um centavo de alguém, que são ladrões, disse que esta palavra é pesadíssima, e que tem pessoas que estão a oito, dez,  quinze,vinte anos e que acham muito tempo, falou que eles vieram em cinquenta e quatro para Guaratuba, falou que faz bastante tempo, e que podem passar em delegacias e órgãos e ver se alguém da sua família um dia mexeu no dinheiro de alguém. Falou que seu irão é empresário e que tem empresa de artesanato, e que tem uma empresa de conserva de palmito, e a empresa de pesca que agora esta alugada, mas falou que o contrato vence no ano que vem e que o irmão dele não sabe se vai continuar ou se vai retornar para a empresa de pesca. Falou que essas coisas têm de ser olhado com muito respeito. Falou que dentro da Casa e que o dinheiro miserável que é o dinheiro de diária e que não serve para nada. Falou que ajuda as pessoas humildes na linha da pobreza, e que estão debaixo da linha da pobreza e que não podem nem sair de casa e que essas pessoas não tem nenhum lanche para levar para o hospital, e quando para o médico no hospital Angelina Caron, para a Santa Casa para o Hospital Erasto Gaetener, disse que fala em câncer de mama, ele disse que atende várias senhoras que estão se recuperando e disse que graças a Deus, disse que são viagens em cima de viagens, e que essas senhoras têm de estar nesses hospitais por persistência do tratamento, e que se não forem que não saram e que morrem. Disse que quer ver quem Põe a cara para bater, disse que ele faz, e que tem outros vereadores que fazem, mas que usam o carro da Câmara, mas falou que ele faz com seu carro, e que paga com seu suor som seu sangue, porque é ele que paga e dá o dinheiro e que abastece, e ainda da lanche para o motorista e para a pessoa que vai também. Disse que têm de começar a olhar quem faz, e que não é só criticar e querer detonar. Agradeceu. ---------------------------------------------VEREADOR JOÃO ALMIR TROYNER – Primeiramente agradeceu a Deus e a Nossa Senhora Aparecida, senhor presidente, nobres pares, senhores e senhoras presentes em Plenário, autoridade que já foram nominadas, disse que só quer lembrar, e que no dia foi distribuído nos gabinetes que a Comissão de Justiça e Redação que tem como ele e o vereador Tato como o vereador Maurício, disse que vai ser realizada na próxima quinta feira às dez horas a reunião da Comissão relativa aos Projetos da LDO e da LOA, disse que tomara esta iniciativa e que tenham feito isso algumas vezes, convidou todos os vereadores para participarem desta reunião, que será realizada na sala de reunião, disse que é para que todos tomem conhecimento das Emendas, da constitucionalidade e que enfim da redação, disse que eles estão convidando para quinta feira às dez horas par a reunião. Dirigiu-se ao senhor Presidente dizendo que faz dele as palavras da vereadora Maria em relação ao final do Campeonato Paranaense de Truco, que ocorreu no último sábado no Clube Ipiranga, disse que receberam mais de duzentas pessoas que vieram de várias cidades do Paraná, e falou que é aquilo que sempre ele diz, que quando se organiza alguma coisa algum evento em Guaratuba e que quem ganha com isso é o comércio, falou que foram dois dias que as pessoas ficaram em Guaratuba e que com certeza essas pessoas gastaram no comércio e que gastaram nos hotéis, e em todas as atividades que tem na cidade, disse que isso é uma das maneiras de ajudar os empresários os comerciantes, disse que esses empresários e comerciantes sofrem tanto durante a baixa temporada. Falou que um evento a mais um evento a menos faz muita diferença sim. Comentou que o Doutor Luizinho já saiu, mas que ele queria fazer uma deferência muito especial e que graças a atitude pragmática tanto do Doutor Luizinho, como a Senhora Secretaria de Educação Regina, disse que hoje Guaratuba tem uma educação que podem dizer, uma das melhores do Paraná, falou que a educação é tão importante na cidade, e que muitas vezes do que a saúde do que a segurança, falou que aonde não tem educação que muitas vezes eles penam com outras atividades. Disse que revalida e convalida aquilo que ele sempre falou da Faculdade ISEPE    em Guaratuba, disse que a faculdade é uma instituição transcendental, uma instituição que os traz muita alegria para Guaratuba, disse que é uma Faculdade que aplica um modelo edênico na qualidade de educação. Falou que é uma Faculdade mastodôntica, que faz com que as pessoas se sintam realizadas ao participar de uma instituição como o ISEPE, falou que a cada ano o ISEPE tenta melhorar ainda mais, disse que isso os traz a oportunidade de terem seus filhos mais próximos, falou que quando não se tem uma Faculdade numa cidade, que eles têm de acabar deixando seus filhos estudarem em outra cidade, e que aí eles correm o risco que eles ouviram de ter de passarem pela PR 417, dirigiu-se ao senhor presidente dizendo que é uma vergonha, disse que faz dele as palavras do vereador Itamar, do vereador Artur, disse que é uma grande vergonha o que o Governo do Estado de Santa Catarina esta fazendo, disse para as pessoas que ficou pasmo, que no sábado o superintendente do DEINFRA, falou que este senhor é que comanda, dirigiu-se ao vereador Tato, dizendo que este senhor é o que comanda em todas as recuperações das estradas, que esteve visitando Garuva, Itapoá, São Francisco, falou que o superintendente foi no trevo que o vereador Maurício esteve junto em uma manifestação, que foi no Trevo que dá quinhentos metros do loca onde tem os buracos, e que não teve a coragem de ir no local para ver os buracos, falou que é uma falta de respeito com os usuários desta estrada. Disse que tem uma pesquisa que setenta e cinco por cento dos usuários daquela estrada são de Guaratuba, e que principalmente os jovens, as pessoas que estudam em Joinville e que tem de passar por aquela estrada, disse que é uma vergonha o que esta sendo feito, disse que quer fazer sem ter procuração, dirigiu-se ao vereador Itamar, uma defesa do Prefeito de Garuva, falou que o Prefeito José Chaves tem feito o possível e o impossível para ajudar, falou que o Prefeito tem corrido atrás, e que nesta mesma visita do superintendente do DEINFRA, que estava um deputado federal, mas que o deputado não tem conseguido respaldo, disse que neste dia ele (vereador Almir) recebeu em seu gabinete um email dizendo que já foi marcado que terá uma licitação no dia doze, que será a abertura das licitações com edital, mas que, porém tem noventa dias para terminar ou para começar a obra. Perguntou quantas pessoas teram que morrer naquela rodovia para que seja tomada uma atitude. Disse que é uma vergonha e que eles têm pedido e que não é só ele vereador Almir, e sim todos, disse que a Rádio Litorânea, a Rádio Alternativa, os jornais de Guaratuba, mas disse que não é tomada uma providência, falou que a hora que morrer uma meia dúzia de pessoas naquela estrada, que eles vão segurar na alça do caixão dos guaratubanos, que aí vai para a mídia nacional e que aí vão dar um jeito, mas falou o porque de esperarem isso, dirigiu-se ao senhor presidente. Disse que podem fazer isso numa emergência, e que alguma coisa deve ser feita, convidou a todos os colegas vereadores e o povo de Guaratuba, disse que eles estão se organizando e que vão para a estrada sim, falou que não interessa se o Diretor, ou superintendente, venham dizer que são arruaceiros e que vão causar confusão no estado deles, disse que vão sim, poque falou que as suas pessoas, suas crianças, os seus filhos estão usando a rodovia para irem para a faculdade, disse que é uma falta de respeito sim do governador de Santa Catarina. Agradeceu. PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que essas pessoas de Santa Catarina poderiam fazer umas aulas com o pessoal do DER, para mandarem alguns do DEINFRA para verem o trabalho que foi feito pelo DER no Paraná, disse que é um excelente, e que cento dias antes da temporada que o DER vieram e fizeram um senhor trabalho. -------------VEREADOR MAURÍCIO LENSE – Cumprimentou o senhor presidente, parabenizou novamente o diretor do ISEPE, doutro Luizinho que esteve presente, disse que a Instituição ISEPE, que foi um divisor de águas em Guaratuba, disse que Guaratuba foi uma antes e outra depois do ISEPE, falou que não pode deixar de salientar o desenvolvimento, não só cultural como técnico administrativo e até do comércio da cidade em função desta Instituição. Parabenizou novamente todo o trabalho do Senhor Luizinho e de toda a equipe da instituição. Cobrou mais uma vez a obra do cemitério e disse que a situação no cemitério esta ficando caótica, disse que a obra é necessária e precisa ser feita com urgência. Falou sobre a taxa de segurança preventiva e taxa de vistoria de segurança, principalmente a vistoria de segurança, disse que essa taxa é uma bitributação, e que é uma Lei que esta de forma ilegal, e que estão arrecadando em cima dos comerciantes, falou que quando ele disse que o Secretário precisa dar uma satisfação para o comerciante ou daquele que vem sofrendo assalto, falou que o secretário de Segurança tem quatro milhões no orçamento, perguntou se é para cuidar de prédios públicos, disse que fica aí a dúvida. Disse que não esta para surfar em onda nenhuma, falou que quem esta surfando é as pessoas nos buracos das ruas. Falou que é ironia que dizia que a Prefeita brincava de casinha e que agora é a melhor do mundo. Falou que não muda de opinião. E falou que sobre as diárias ele pensa que o problema não reside nas diárias existirem e que problema esta como as diárias estão sendo utilizadas. Falou que quando ele iniciou o seu mandato que fez alguns curso e que ele julgava necessário para o seu trabalho, e que depois ele julgou que era suficiente e que não fez mais. Falou que o povo é que tem de julgar se o seu trabalho esta sendo eficaz, e se o que o povo investiu esta tendo retorno. Disse que comentaram que não existe diferença entre quem pega cinco e que pega mil, disse que é justamente o que lhe assusta, falou que existe uma diferença enorme, e que não vê que realmente não quer ver. Falou que as diárias foram criadas para serem usadas em caso de necessidade, e que a diferença entre usar com parcimônia ou não que se chama respeito. Disse que o momento econômico que Guaratuba vive e o Brasil é outro, comentou que a situação esta difícil, e disse que se esta difícil para o povo que eles têm de respeitar isso, e falou que dizer que todo vereador é farinha do mesmo saco, falou que é outra bobagem, disse que é padeiro e que de farinha ele entende e que sabe muito bem separar o joio do trigo. Falou que outra que ele queria de levantar e pediu ao Presidente que cedesse um espaço do partido, decidiu deixar para o seu tempo de partido. Agradeceu. ---------------------VEREADORA ANA MARIA CORREA DA SILVA - Cumprimentou o senhor presidente, membros da mesa, vereadoras, vereadores, senhoras e senhores presentes, imprensa de uma maneira geral. Agradeceu ao professor Luizinho, diretor Luizinho, mas falou que embora o diretor não esteja mais na Casa, e que ele fez parte da Tribuna, explicando sobre novos cursos que teram na faculdade, disse que são os cursos de Tecnólogo e de Contabilidade, falou que Guaratuba só tem a ganhar com isso. Parabenizou o professor pela diretoria, que é o diretor da entidade, ele e sua equipe pelo belo trabalho feito na faculdade ISEPE. Parabenizou o vereador Itamar que é o seu vizinho de bancada, pelo Projeto que deu entrada na Casa neste dia e que o vereador a convidou para assinar. Disse que o Projeto dispõe sobre a inclusão dos estudos de prevenção ao uso de drogas psicoativas, no conteúdo programático, nas escolas da rede municipal de ensino. Parabenizou o vereador Itamar novamente, e disse que não se negou em assinar porque achou que o Projeto é muito bom, e falou que as crianças quando saem do ensino fundamental de ensino e que vão enfrentar um estudo mais pesado, também deverão ir com outra mente para estudar o novo ciclo de ensino, parabenizou e agradeceu. -------------VEREADOR RAUL CHAVES – Pelo PMDB. Falou a respeito do professor Luizinho que é também advogado, falou que o professor é de uma família extremamente humilde, e que sabe como o professor sofreu para se formar, disse que graças a esse professor que esta dando uma grande sustentação a faculdade do ISEPE, disse que fica feliz porque seu sobrinho que é advogado cujo pai é o Caio Vitor Chaves que faz parte do quadro de professores de aulas de direito. Falou que isso é muito gratificante para Guaratuba, e que se não tivesse esta faculdade em Guaratuba, que o seu sobrinho não estaria dando aula como advogado. Falou que seu sobrinho esta junto do Professor Luizinho que é também advogado. Disse que fica feliz por ter uma pessoa da família naquela instituição dando aula, e falou que não é só ladrão que tem, disse que tem professores também na sua família, com canudo, que tem advogado. Falou que isso é muito importante para Guaratuba e que para a família dele também. Agradeceu. --------------------------------------------VEREADOR JOÃO ALMIR TROYNER – Pelo SSD. Dirigiu-se ao senhor Presidente. Disse que volta a questionar o tratamento que o superintendente do DEINFRA esta disponibilizando para a população de Guaratuba, disse que acabou esquecendo de falar que já por várias vezes eles tentaram uma audiência com o superintendente, e comentou que o vereador Artur, que foi tentado uma audiência com este senhor e que não conseguiram, e disse que muito o que conseguiram foi ir em Joinville, disse que ainda fazem com que eles tenham o desprazer e o desgosto de ouvir que o superintendente esta cuidando da estrada na medida que consegue, comentou  para imaginarem se o superintendente não conseguisse como seria. Falou que os vereadores de Guaruva têm corrido junto com eles, e que os vereadores de Itapoá também, mas falou que os Guaratubanos têm obrigação legal e moral com o povo, disse que mais de setenta e cinco por cento dos guaratubanos usam a estrada de Garuva. Disse que o superintendente via ter que atendê-los, ou eles vão morar ou acampar (dirigiu-se ao vereador Tato) naquela rodovia.  Disse que um acidente pode ser com uma pessoa estranha, com umas pessoas que esta passando pela primeira vez. Mas falou que há uma grande probabilidade de o acidente ser com um guaratubano, e que também pode ser com uma pessoa de suas famílias, falou que ai não adianta tirarem aquele asfalto e colocarem outro, disse que aí pode ter já acontecido. Falou que eles têm de se unir para mostrarem força sem baderna, sem fazer arruaça, e que é para mostrar que eles estão brigando como o superintendente falou que tem de respeitar o direito de ir e vir. Falou que estão respeitando e reivindicando o direito de ir e vir, mas com segurança das pessoas, e que não daquela maneira. Falou que o que é mais grave dirigiu-se ao senhor presidente dizendo que o que esta acontecendo no dia, disse que além das pessoas ficarem com pneu estourado, com a roda quebrada, disse que estão correndo o risco de roubo, que é o assalto a mão armada, falou que senhoras com crianças estão sendo vítimas de roubo. Falou para imaginarem uma senhora com uma criança de colo, e que estoura um pneu as ter horas da Manah no local próximo do Palmital, e que neste local o celular não funciona e que não tem orelhão, disse que a senhora vai ter dormir no carro ou que diante dos roubos que andam acontecendo que esta senhora vai ter que se esconder no mato e dormir com o filho. Disse que está na hora deste senhor, e que com todo o respeito a esse senhor, para tomar uma providência. Falou que vão marcar e dirigiu-se ao senhor presidente dizendo que convida a todos os vereadores, e disse que vai tentar marcar, e que se este senhor não os receber que eles vão tentar marcar uma audiência com o vice-governador de Santa Catarina que já os sinalizou com a probabilidade de recebê-los. Falou que agora na temporada vai ser muito, mas muito mais difícil para as pessoas, disse para imaginarem na temporada que terão três quatro mil carros rodando naquela rodovia, por hora. Falou que eles não podem deixar passar em branco. Disse que ouviu atentamente o problema das diárias falou que quando foi candidato ele falava que ao fim de seu mandato que ele iria fazer uma prestação de contas. Ele acha que neste dia fizeram na Casa uma prestação de contas e que não sabe se pode, dirigiu-se ao senhor presidente, disse que ele diante do que ele viu que deveriam ser divulgadas as diárias. PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que esta no site da Câmara no Portal da Transparência. VEREADOR ALMIR continua dizendo que se os trezes vereadores pegaram diárias, falou para que seja esclarecido para que não paire nenhuma dúvida, sobre ou sobre o outro vereador; disse para que  não se faça nenhuma injustiça. Disse para divulgarem o nome dos treze vereadores, e o quanto de diárias que o vereador pegou, e para onde foi e o que o vereador fez. Disse que cada um é responsável, e que ele foi bem claro. Falou que é para não pairar nenhuma dúvida, e que não achem que alguém ou outro esta prejudicando. Disse para colocarem dentro de uma transparência legal e uma transparência que todos vão saber e que irão analisar caso por caso. Agradeceu. ------------PALAVRA LIVRE VEREADOR MAURÍCIO LENSE – Disse que tomou posse da Ata que a vereadora Maria mencionou na Tribuna, e disse que ele gostaria de ler uma parte desta Ata, falou que é uma Ata de Assembleia Geral da Fundação Pró Hansen, que foi realizado no dia oito de junho, falou que foi reunido os Conselheiros da Fundação, e que ma parte da diz o seguinte: “a seguir prosseguindo na Ordem do Dia a presidente executiva comunicou a Assembleia a não efetivação de doação de uma área no município de Pontal pelo senhor João Carlos Ribeiro, tendo o Conselheiro Donini complementado a informação, apontando as razões impeditivas ao fato, o mesmo Conselheiro passou a relatar que manteve reuniões com o Prefeito daquele município que acena com a possibilidade de doação de outra área pública para a Fundação próximo a um Posto de Saúde já existente para a construção de um Posto de extensão dos serviços da Fundação Pró Hansen, atendendo dermatologia e Hansenologia, e maternidade naquela localidade. Com relação a posição da Fundação  com possibilidade construção de estabelecimento de saúde tanto na cidade de Guaratuba, quanto na cidade de Pontal do Paraná, o presidente do Conselho Curador o senhor Silvio se posiciona no sentido de que se a Fundação é assediada pelos respectivos poderes públicos desses municípios pela sua credibilidade relata sua preocupação com este fato tendo em vista que a falta de  credibilidade dos gestores públicos em geral em todos os níveis da administração pública e nas três esferas dos poderes e os problemas orçamentários e financeiros dos entes federativos de correntes dos cenários econômicos políticos atuais. Nesse sentido desaconselha por enquanto qualquer investida e construção nos moldes propostos, sugerindo máxima cautela quanto a este assunto tendo em vista que a Fundação não deve comprometer sua sobrevivência  com  Projetos que possam ser destinados ao fracasso pela falta de comprometimento dos gestores públicos por isso o Conselho continuara analisando com muitíssima cautela qualquer proposta”. Disse que entendeu como uma desistência da Fundação em relação ao projeto de Guaratuba pela total falta de confiança e de credibilidade dos gestores públicos. Falou que isso é muito sério porque eles estão com um Projeto substitutivo na Casa onde eles vão acabar com o estádio municipal da cidade para transformarem em uma área para a saúde e para que fosse doada para a Fundação Pró Hansen, mas falou que a Fundação esta dizendo que não querer no momento e disse que fica a dúvida se eles não estão malhando em ferro frio e trabalhando ao contrário. Disse que gostaria de dizer que foi falado em contas aprovadas e que ele gostaria que o Líder da Prefeita dissesse quantas das contas da Prefeita Evani já foram aprovadas pelo Tribunal de Contas até agora. PRESIDENTE OLIVEIRA – pergunta ao vereador Maurício se o vereador poderia fornecer para ele e para os vereadores a data da Ata em questão. VEREADOR MAURICIO – responde que é dezoito de junho. PRESIDENTE OLIVEIRA – disse que houve outras conversações após esta Ata e que inclusive, foi por isso que veio o Projeto substitutivo. Disse que o vereador Artur falou do PA, pediu que o Secretário enviasse ofício solicitando cópia do Projeto como vai ficar o Pronto Atendimento após, disse que não sabe se os vereadores concordam, falou que em nome da Casa pediu cópia de como ficara o Pronto atendimento Municipal após a reforma.VEREADOR LAUDI CARLOS DOS SANTOS – Cumprimentou o senhor presidente e disse que já cumprimentou os demais, e que ele só gostaria de salientar uma questão dos REFIS, e disse que fica entristecido pelo pedido de vistas, mas que é um direito dos vereadores, mas falou que este Projeto é um reparcelamento dos IPTUS atrasados dos munícipes com um grande desconto e que é por isso que ele pediu urgência na colocação do Projeto na Ordem do Dia, falou que é chegada o final de ano e que tem um prazo que não pode ser extrapolado, falou que foi por este motivo que ele pediu que o Projeto fosse colocado na Ordem do Dia, PIS é de suma importância para os Guaratubanos e guaratubanas. Aproveitou o ensejo e que ele quer também falar sobre a questão do Hospital, e falou de antemão que ele é totalmente favorável ao Hospital e falou que um Hospital desse porte é muito importante para Guaratuba, e disse que vai desfazer uma dúvida que foi colocada pelo Vereador Maurício, o porquê deste hospital não ser sediado em Pontal como diz no documento, e que a própria Fundação não se dispunha a fazer o hospital naquele município, disse que é muito simples, e que Guaratuba tem uma coisa que é fundamental para o Projeto e que é de fundamental importância, que o município de Pontal não tem. Perguntou ao senhor presidente se ele sabe o que seria o presidente respondeu que seria o imóvel, o vereador Tato falou que não só o imóvel adequado, mas disse que Guaratuba tem um Plano Diretor, falou que o Plano Diretor de Guaratuba esta aprovada e que por este motivo esta qualificado a construir o hospital na cidade. Falou que é coisa que Pontal não tem um Plano Diretor aprovado, falou que por este motivo o hospital que em primeira mão, falou que a Fundação procurou  Pontal do Paraná, e disse para ficar bem claro que a Fundação ao se estabeleceu e não se deu andamento na conversa, e que por este motivo Pontal do Paraná é inviável na questão do Hospital, porque não tem um Plano Diretor, falou que aí ele volta a repetir que isso é surfar, dirigiu-se ao senhor Presidente, disse que é para começarem a falar a verdade para o povo. Parabenizou de antemão a Secretária de Saúde a senhora Angelita, falou que a reforma que esta sendo feita no Pronto Socorro Municipal, disse que a sala nova que esta sendo feita é para que caiba a nova máquina do Raio X  que esta sendo adquirida pelo Município, falou que a nova maquina não caberia no espaço que havia, e que tinha uma máquina antiga de tamanho menor, e que portanto a construção de uma nova sala para que coubesse a nova máquina de Raio X. Disse que é bom esclarecer certas coisas para que não fique dúvida e nem ponto de interrogação, falou que na verdade se joga tudo ao vento sem o devido conhecimento, falou que tem gente confundindo apontamento, dirigiu-se ao senhor presidente, dizendo para que vejam bem, disse que desde que de qualquer órgão parta isso, ou de um Parlamentar, que tem de saber discernir apontamento de condenação. Falou que isso é primordial e que se aprende no primário, falou que é bom ficar bem atento. Falou que vai responder a pergunta do Vereador Maurício, mas disse que não com outra pergunta, falou que quando o vereador Mauricio falou que quais as contas da Prefeita foram aprovadas, disse que até agora todas, que é simples e que até agora todas. Falou que é melhor salientar que para que entenda de prestação de contas, falou que todas as contas foram aprovadas com exceção as deste ano e que ainda não esta julgada, mas falou que todas para quem entende de prestação de contas , e que foi sem ressalvas. Disse que é bom deixar bem claro que não fique dúvidas, mas falou que às vezes dizem que as coisas podem ser feitas porque não esta chovendo, falou que todo mundo sabe que infelizmente a cidade de Guaratuba  tem muitas ruas esburacadas, disse que é muita chuva que foram quarenta dias de chuva , falou que se em poucos dias cessarem as chuvas, que estão sendo feitas as limpezas das valetas para que a água seja drenada para que se seque, para que em poucos dias de sol se retome os trabalhos e em poucos dias a cidade vai estar pronta para receber os turistas e veranistas, falou que não só a prefeita Evani, mas que os seus secretários também estão empenhados para que tenhamos uma cidade organizada e pronta para as férias próximas. Agradeceu. --------------VEREADOR FÁBIO LUIZ CHAVES – Disse que foi bem lembrada pela vereadora Ana, parabenizou o vereador Itamar pelo Projeto, falou que o vereador Itamar já havia lhe ligado na terça ou na quinta feira, para que ele participasse. Parabenizou disse que sito mostra a união entre os vereadores pelo bem de Guaratuba, e disse que isso é importante. Agradeceu. ---------------------------------------------------------------------------------------------------------

ENCERRAMENTO – Nada mais havendo para ser deliberado o presidente deu por encerrada a presente sessão e marcou nova sessão para o dia dezesseis de novembro de novembro às vinte horas. Para contar  (Edilson Garcia Kalat – Secretario Geral) bem e fielmente redigi, digitei e conferi a presente Ata. ----------------------------------------- --------------------------------

 

MORDECAI MAGALHÃES DE OLIVEIRA

Presidente

 

SERGIO ALVES BRAGA

1º Secretário

 

FABIO LUIZ CHAVES

2ª Secretário

Notícias

Resumo da sessão do dia 10 de junho de 2019

A Câmara Municipal realizou no dia 10 de Junho  a 17ª Sessão Ordinária do 1° Período Legislativo de  2019, sob a presidência do Vereador Claudio ...

Meio Ambiente é assunto durante sessão desta ...

A Câmara Municipal realizou no dia 03 de Junho a 16ª Sessão Ordinária do 1° Período Legislativo de 2019 sob a presidência do Vereador Claudio ...