Câmara Municipal de Guaratuba

Rua Carlos Mafra 494, Centro, Guaratuba - Paraná - Fone (41) 3442-8000 | 3442-8001 - camara@camaraguaratuba.pr.gov.br - Atendimento Público: 12 às 18 hs | Sessões: Segunda as 18 hs

ATA DA DÉCIMA QUINTA (15ª) SESSÃO ORDINARIA DO SEGUNDO (2º) PERIODO LEGISLATIVO DE 2014 - DIA 10 DE NOVEMBRO DE 2014

DATA - HORARIO – LOCAL – aos dez dias do mês de novembro do ano de dois mil e quatorze, às vinte horas no Plenário da Câmara Municipal de Guaratuba, Estado do Paraná. -------------------------------------------------------------------------------------

PRESENÇAS – MORDECAI MAGALHÃES DE OLIVEIRA – Presidente, ARTUR CARLOS DOS SANTOS – Primeiro Secretário, MARIA DA SILVA BATISTA – Segunda Secretaria, ITAMAR CIDRAL DA SILVEIRA JUNIOR – Vice-Presidente e demais Vereadores: LAUDI CARLOS DE SANTI, RAUL CHAVES, JUAREZ SERAFIM TEMOTEO, CATIA REGINA SILVANO, FABIO LUIZ CHAVES, ANA MARIA CORREA DA SILVA MAURICIO LENSE, JOAO ALMIR TROYNER e SERGIO ALVES BRAGA. -----------------

ABERTURA – Sob a proteção de Deus e verificando a existência de número legal de presentes o Presidente declarou aberta a Sessão. ---------------------------------------

APROVAÇÃO DA ATA DO DIA 03 DE NOVEMBRO de 2014. -----------------------

Devido a problemas com a Internet fornecida pela Copel Telecomunicações e falta de tempo hábil para que a Ata fosse enviada aos vereadores, o Vereador pediu ao Presidente que a Ata fosse aprovada na próxima sessão. APROVADO PELOS PARLAMENTARES. -------------------------------------------------------------------------

EXPEDIENTES RECEBIDOS – ofícios do executivo. -----------------------------------

Proposições dos Vereadores  Não houve.  -------------------------------------------

Requerimentos dos Vereadores O Vereador Raul Chaves pediu que os requerimentos fossem por voto nominal. APROVADO PELO PLENARIO.  Requerimento do Vereador Mauricio Lense requerendo os valores arrecadados com a Taxa Preventiva e a Taxa de Vistorio desde sua instituição pela Lei Complementar 007/2013, bem como onde foi a aplicação. EM DISCUSSÃO O REQUERIMENTO – EM VOTAÇÃO O REQUERIMENTO – REJEITADO COM 02 (DOIS) VOTOS FAVORAVEIS E 09 (NOVE) VOTOS CONTRARIOS. Requerimento do Vereador Artur Carlos dos Santos requerendo o valor já comprometido junto ao Fundo de Participação dos Municípios até dezembro de 2016. EM DISCUSSÃO O REQUERIMENTO – EM VOTAÇÃO O REQUERIMENTO – REJEITADO COM 02 (DOIS) VOTOS FAVORAVEIS E 09 (NOVE) VOTOS CONTRARIOS. Requerimento do Vereador Mauricio Lense pedindo imagens das câmeras de segurança localizadas na Avenida 29 de Abril, com a Rua Vieira dos Santos, no momento exato do assalto a Lotérica.    EM DISCUSSÃO O REQUERIMENTO – EM VOTAÇÃO O REQUERIMENTO – REJEITADO COM 02 (DOIS) VOTOS FAVORAVEIS E 10 (DEZ) VOTOS CONTRARIOS. --------------------------------

MATÉRIA APRESENTADA – ------------------------------------------------------------

Projeto de Lei n° 1368 – Autoriza o Executivo Municipal a efetuar a Abertura de Crédito de Especial no Orçamento do Município de Guaratuba, para o Exercício de 2014. --------------------------------------------------------

ORADORES INSCRITOS NO LIVRO DE DEBATES. ----------------------------------

VEREADOR MURICIO LENSE - Cumprimentou o Senhor Presidente, a todos os vereadores, público presentes e internautas. Disse que Democracia é muito mais que a gente aceitar uma decisão, do que impor nossa decisão. Ressaltou neste momento respeitar o plenário embora seu sentimento seja contrário. Falou sobre o projeto de lei de sua autoria que cria o Dia Municipal do Diabetes, comemorado no dia 14 de novembro. Agradeceu aos vereadores que aprovaram este projeto, mesmo sendo vetado, mas com o voto de todos o veto da Prefeita foi derrubado e aprovado, dada à importância dessa doença silenciosa. Comentou que o Dia 14 de novembro foi estabelecido pela Organização Mundial da Saúde e pela Federação Internacional de Diabetes, como o “Dia Mundial do Diabetes.” Este dia também foi instituído pelo Ministério da Saúde como o “Dia Nacional do Diabetes”, como o dia-símbolo da luta contra essa doença. Sendo a diabetes uma doença crônica que atinge milhões de pessoas no mundo todo. Mas seu tratamento e controle adequados fazem com que o doente possa levar uma vida saudável e normal. Uma parte importantíssima do tratamento do diabetes consiste em educar os pacientes sobre sua doença. Disse que com o referido projeto, pretende-se que na data estabelecida o Poder Executivo Municipal, em conjunto com as demais entidades que se relacionam com a prevenção, o combate e o tratamento dessa doença, realize atividades visando à conscientização da população sobre os malefícios causados ao ser humano pelo diabetes, ensinando formas de prevenção e de combate. Diabetes mellitus é uma doença crônica que afeta todo o organismo e que, se não for bem controlada, pode desencadear severas complicações agudas e crônicas, causando, na maioria das vezes, mortes prematuras e incapacidades físicas temporárias e permanentes. São extremamente elevados os custos socioeconômicos, diretos e indiretos, advindos do tratamento do diabetes e de suas seqüelas. Disse esperar que a administração municipal realizasse algum tipo de trabalho de conscientização para a população. Prosseguindo falou também sobre uma reportagem que saiu no Jornal Notícias, um jornal de respeito, do Sr. Rubens, porém é uma coluna fechada, que entre outras coisas citadas, como oposição burra, minoria com ódio no coração, citou uma frase que diz cacografa, porém foi citado, “parece a história do padeiro que reclama dos constantes furtos em sua padaria e brada por segurança, mas na surdina compra farinha roubada na padaria próxima para fazer seus pães, isso é lógico?”. Ressaltou que entende o ódio no coração de uma pessoa que tenta atingir uma outra, porém o que lhe deixou chateado foi que usou uma classe de trabalhadores, uma classe de famílias trabalhadoras, porque no texto não esclarece quem é a pessoa que usa a farinha roubada, mas usou uma classe para fazer parte da política suja que se trava nesta cidade. Deixou sua homenagem a esses trabalhadores, a essa classe, e ressalta que se tem pessoas importantes que fizeram e fazem parte desta classe, o vice prefeito da cidade, por muito tempo foi padeiro e se orgulha disso. Frisou que usar uma frase dessa sem citar quem é a pessoa, só vem a denegrir todo um grupo de pessoas trabalhadoras. E realizou uma singela homenagem aos padeiros. Falando que o pedreiro já está no batente antes mesmo de o galo cantar e do sol raiar. Para encher nossa mesa de delícias quentinhas, o padeiro põe a mão na massa, literalmente. É graças ao trabalho cheio de amor desses profissionais que somos apaixonados por pães dos mais diversos tipos. Falou que antigamente a profissão de padeiro era passada de pai para filho, pois a maioria das padarias eram negócios familiares. O pai era padeiro e transmitia seus ensinamentos para os filhos, que davam continuidade ao negócio. Atualmente, para quem deseja ser padeiro, existem cursos que ensinam técnicas sobre como fazer pães dos mais diversos tipos. No Brasil existem mais de 63 mil padarias e o promissor mercado cresce cerca de 10% ao ano. Existem diversos modelos de padaria, desde as que fazem o tradicional pão francês até as chamadas boutiques de pão, onde encontramos pães elaborados por padeiros que são verdadeiros gourmets. A origem da data comemorativa, reza a lenda que a origem do Dia do Padeiro é relacionada à história de Santa Isabel. Isabel era rainha de Portugal e seu reino passava por dificuldades no fornecimento de trigo e, por conseqüência, para fabricar o pão. Ela então manda vender suas jóias sem que seu marido saiba e, com os recursos, manda levar trigo para seu reino. Em uma das distribuições de pão para a população, onde ela estava presente, chega o rei e, ela, surpreendida, esconde alguns pães em seu colo, dentro da saia. O rei então perguntou o que ela tinha ali escondido. Ela diz que são rosas. O rei pede para ver e, quando ela revela, os pães haviam se transformado em rosas, em um dos primeiros milagres da posterior consagrada Santa Isabel. Por esse motivo a data de 8 de julho é o Dia de Santa Isabel e também o Dia do Padeiro. Comentou que é uma classe de familiares, se emociona muito, pois também é padeiro, e sentiu-se muito mal, em estarem usando uma frase dessas, para tentar denegrir a imagem de uma pessoa. Sabe o que faz e o que fez, e isso não o atinge, porem atingiu essa classe, então para finalizar solicitou ao jornal que na próxima edição, realize um pedido de desculpas a essa classe tão valorosa de Guaratuba. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

VEREADORA MARIA DA SILVA BATISTA - cumprimentou o Senhor Presidente, Senhoras Vereadoras, Senhores Vereadores. Disse que o motivo que lhe trouxe a tribuna são alguns fatos que ocorreram na semana passada. Primeiramente parabenizou a bravura do Policial Vieira que agiu com responsabilidade e cumpriu seu dever de proteger o cidadão, protegendo as pessoas de uma atitude criminosa. Contou que fez um comentário no facebook sobre a postagem de uma Senhorita, onde comentou que a mesma não prestasse o tipo de um atendimento ao Guaratubano. Explicou que se referiu a utilizar a foto de uma pessoa morta como um troféu, dentro de uma Unidade de Saúde Pública. Ressaltou que independente de ser enfermeira ou atendente o local é de tratar todos com igualdade e dignidade. Citou que não se lembra de ter citado o nome, ou faltado com respeito com o Presidente. Mas não irá discutir o mérito da questão, apenas não acredita que seja prudente expor essas fotos para crianças, como seus netos, seus filhos, e filhos dos senhores ou senhoras. Disse que fora a polemica, o que lhe causa estranheza é o Senhor Presidente questionar sua ética em rede social, porém está na tribuna para questionar a ética do Senhor Presidente. Lembrou que nas outras sessões o vereador Raul mencionou que tem muita gente puxando o tapete, e o Vereador Fabio falou que cabia a todos os vereadores fiscalizar. Disse que a fiscalização tem que partir de dentro desta casa de lei que tem muita coisa errada. Falou que já que o Presidente gosta tanto de apontar o dedo, se achando o Dono da verdade, mas não presta. Pediu para contar sobre o portal transparência desta casa de leis. D que possuía em mãos o papel que foi buscar no Tribunal de Contas, perguntou por que o Senhor Presidente não responde os requerimentos de esclarecimentos de atos da sua gestão. Respondeu dizendo que o Presidente prioriza vereadores dentro desta casa e exclui vereadores que não apóiam suas atitudes. Prosseguindo contou que recebeu uma mensagem de uma moça no qual não ira falar o nome, mas que falou a respeito do seu comentário do falecido que com certeza tem pai e mãe, citou que não esta defendendo bandido e sim falando como mãe. Porque ninguém é correto para julgar alguém. Contou essa moça mandou para a pessoa que posto a foto do falecido dizendo em seu comentário: que infelizmente tem que concordar com você funcionaria da saúde, a cidade está tomada de malandro, porém foi infeliz no comentário porque devido trabalhar na saúde poderia ser mais profissional e agiu fora de ética. Mas com toda certeza que todos estão julgando o bandido morto, porém muitos têm filhos, netos, sobrinhos, primos. Sendo bom não fazer comentários, julgamentos, pois não cabe julgar, Disse que até onde sabe todos conhecem a Deus, então deixa pra ele julgar os erros Quanto ao livre arbítrio, cada um escolhe o caminho que quiser trilhar e sendo livre escolha de cada um, mas todos têm telhado de vidro, guspir pra cima quem não tiver uma falha. Disse lamentar sim pela mãe desse jovem, esposa, filhos que lamentavelmente vão sofrer muito. Deixou uma dica pra quem julga cuidado com sua língua, pois amanhã pode ser um dos nossos filhos. Lamentável sim, por termos que presenciar cenas terríveis como essas em nossa cidade. Pediu que deixassem os julgamentos pra alguém mais acima de nós. Deus émuito superior a todos. Continuando a vereadora Maria agradeceu as palavras dessa moça porque ela realmente entendeu suas palavras. E falou ao senhor Presidente, que ele tem o costume de atacar e agredir. Finalizou dizendo que era só o que continha. APARTE RAUL CHAVES - falou que teve ano passado situações assim dentro desta casa de lei, não aceita, porém tem vereadores que aceitam e ficam quietos, esta acontecendo este ano e vai acontecer ano que vem. Disse que tem coisas que acontecem no facebook onde ao invés de se unirem estão tentando enaltecer o que não é real, e concordou que a vereadora Maria esta coberta de razão. Prosseguindo a vereadora Maria agradeceu o vereador que entendeu a sua mensagem, porém sua indignação é com Senhor Presidente prestar um papel desses em rede social, e quem apontar o dedo para sua pessoa tem que ser acima de sua pessoa e não aceita. ----------------------------------------------------------------------------------------------------

VEREADOR MORDECAI MAGALHAES DE OLIVEIRA - cumprimentou os Senhores Presentes, Senhores Vereadores, membros da mesa e Senhor Presidente. Iniciou sua palavra dizendo como é fácil uma pessoa mudar de opinião, e como mudou fácil de opinião a vereadora que a pouco precedeu. Contou que a mesma foi ao facebook e agrediu uma funcionaria pública que trabalha no setor de recepção de hotel, nem no pronto socorro a pessoa trabalha. Disse que se todos olharem o que a vereadora falou não está no gibi, sendo fácil entrar no facebook e fazer uma coisa dessas, porém se doeu e tomou a defesa dos funcionários públicos. Esclareceu que foi através desta foto foi acionada a irmã deste rapaz que faleceu, cabendo a população julgar, porém, antes ele do que o policial que com ética pediu para o rapaz largar a arma e atirou para cima e depois atirar no rapaz sendo o que consta nos autos. Disse que o policial agiu na ética da policia militar. Disse que a Vereadora falou do Portal Transparência e não conhece o Regimento Interno desta casa, no art. 92 que fala que a ata é sucinta. Disse que aguarda qualquer denuncia e esta a disposição, comentou que não alimenta o Portal transparência e sim o Diretor Contábil e o Contador de carreira nesta casa de lei, sabe de sua competência e tem certeza que estão colocando. Sobre a pessoa morta foi atrávéz disso que a irmã descobriu que era seu irmão, mas em hipótese alguma vai defender um assassinato, porém onde poderia ter morto um policial e inocente, prefere que seja morto o assaltante. Comentou que a vereadora Maria hoje questionou o horário de entregar proposições, mas foi votado no regimento interno que é para ser entregue até às 16 horas, e após ser negado a proposição para hoje foi questionar o Diretor falando da hora que não sabia, porém ela mesma votou no Regimento sendo inconcebível, e se tem duvida do Regimento que pergunte e não questione. APARTE FABIO LUIS CHAVES - sobre a questão de horário das proposições, ofícios que é entregue ao Diretor para apresentar nesta Casa durante a sessão, pediram que fosse colocado o horário e disse que foi um dos que brigou pela questão do horário. Prosseguindo seu pronunciamento o Vereador Mordecai disse que em relação ao Portal transparência não conhece nenhum documento que trouxe, pois não apresentou e gostaria de ter conhecimento para saber o que está errado, pois se tiver vai ser corrigido com toda a certeza. APARTE RAUL CHAVES - cumprimentou o Senhor Presidente, e Senhoras. Disse que hoje mesmo esteve com o Diretor faltando cinco minutos para as dezesseis horas e saiu as dezesseis e dez minutos porque tem vereadores se escrevendo por telefone, com horário extrapolando, disse que não pela idoneidade do Diretor, mas por insistência de vereadores. Então fez questão e com o vereador Sergio de ficarem lá para evitar essas polêmicas, porque foi votado e tem que ser cumprido rigorosamente. Continuando o vereador Mordecai levantou a questão citada pela vereadora Maria de priorizar alguns vereadores, mas não entende, porque até alguns meses atrás ela era uma das priorizadas. E agora porque perderam a eleição se rebelaram, porém afirmou que companheiro é companheiro. Retornando ao caso da funcionaria agredida pelo facebook Rosemiriam Caldeira, sendo funcionaria de carreira do Município, trabalha no hospital e estava de folga no dia, onde ninguém podia questionar sua ética. Perguntou no facebook sobre a ética da vereadora apenas e está no facebook para quem quiser ver. Com relação ao vereador Mauricio, falou que foi dito que o padeiro poderia ser taxista, usando como menção e em hipótese alguma o Secretário que escreve teria intenção de agredir. APARTE MAURICIO LENSE - disse que entende sua posição, porém acha que não deveria ter citado nenhum tipo de profissional. Continuando o vereador Mordecai, disse que não tem conhecimento do texto inteiro, não sendo política suja e sim linguagem figurada. Pediu aos pares, porque no assalto ao Banco Bradesco foi votado uma monção honrosa aos policiais, e pediu para apresentar o mesmo projeto ao policial de questão que colocou sua vida em risco. APARTE LAUDI CARLOS DE SANTI - cumprimentou o Senhor Presidente, Senhoras e Senhores, nobres pares. Disse que também gostaria de comentar sobre o fato louvável da lotérica, não poderia ser diferente. Contou que quando tinha comércio a anos atrás sabe o que é ficar com revolver na cabeça, e sabe que se o rapaz não tivesse sido morto neste dia, logo após iria fazer outro assalto e poderia matar um pai de família, ou mãe de família, e acredita que o policial merece uma medalha e monção honrosa sem duvida. Prosseguindo o vereador Mordecai disse que como citado na tribuna pela pessoa que o antecedeu, poderia ser alguém da família dos vereadores. APARTE LAUDI CARLOS DE SANTI - concordou, e disse que ninguém quer o mal de ninguém, porém neste caso bandido bom é bandido morto. Frisou a questão citada, e contou que no inicio da gestão era oposição, questionou, foi atrás e não achou um ato ilícito, não conseguindo questionar sua transparência e comando desta casa. APARTE RAUL CHAVES - disse que gostaria de fazer uma colocação em relação ao Corpo de Bombeiros que colocam sua vida em risco, em incêndio, inundações, porque prestam juramento. Ressaltou falar com conhecimento de causa porque esteve no exercito num período difícil de 1967 na ditadura e teve que jurar se precisa iria prender seu pai e sua mãe. E o militar na hora que jura, jura para defender o cidadão e colocar sua vida em risco, onde o policial se arriscou sem colete sem nada, sendo um ato heróico e elogiável merendo aplausos e elogios. O Vereador Mordecai finalizou dizendo três situações. Primeira que se existirem atos ilícitos na Câmara tem que ser apurado, e abrir uma sindicância, e se alguém esta fazendo algum ato ilícito conforme denuncia da vereadora não ficará impune. E vai abrir sindicância para que apresente a documentação que comprove. Segundo disse como se muda de opinião rapidamente, e terceira disse que quem esta na chuva está para se molhar e assume todos os atos desta Casa de lei pois, tem certeza de seus atos e agradeceu a todos. ------------------------------------------------------------------------------------------------------

VEREADOR SERGIO ALVES BRAGA – cumprimentou o Senhor Presidente, os Senhores Vereadores, Senhoras Vereadoras, ilustre público presente. Começou dizendo que se conselho fosse bom às pessoas não davam e sim vendiam, pediu desculpas ao Presidente, aos Vereadores e Vereadoras pelo seu pronunciamento, mas que ouvindo atentamente com o maior respeito a vereadora que esteve na Tribuna, como outros que já passaram pela mesma. Porém citou ser da seguinte opinião, “que roupa suja se lava em casa”, e que se existe algo de errado ou que supostamente esteja acontecendo alguma coisa de errado, existe uma Diretoria que tem toda documentação que quiseram solicitar uma Sala de Reunião, que é um direito constitucional. Ressaltou com todo respeito que tem com a Vereadora, mas acha que ela foi infeliz no pronunciamento, que já está a quase vinte anos na Câmara. Salientou que o Presidente sabe muito bem disso, mas que com o tempo ele aprendeu que a vida é maior Faculdade, e que falando do Legislativo passou por vários Presidentes, citou Vereador Ailton que está presente, que foi seu mestre e muito lhe ensinou, agradeceu a Vereador Ailton. Prosseguindo falou que aprendeu que quando se tem alguma dúvida, sendo direito de cada um, de cada Vereador, que todos são iguais, que se tiverem algum dúvida para subir falar com  Diretor e dizer que está com dúvidas  que estão acontecendo certas coisas, podem solicitar documentação. Comentou conhece bem o Presidente e sabe de sua lisura, e acha estranho este tipo de solicitação, e denúncia. Disse que o Presidente sabe que sua pessoa, o Vereador Laudi, o Vereador Raul, a Vereadora Ana, o Vereador Maurício, foram contra a eleição retrasada para Presidente da mesa, que perderam a eleição, que perderão em pé, de cabeça erguida, e que aconteceu no dia primeiro de janeiro a posse de todos os componentes da mesa que estão até hoje, que todos respeitam a todos que é assim que deve ser feito, que devem aprender com as derrotas e com as vitórias, que respeitaram e que foram respeitados, mas falou que apesar de que teve alguns e algumas que tentaram lhe diminuir, preferiu não cotar nomes, mas que todos tem conhecimento e sabem do que está falando, mas disse que como ele já teve mandato na Casa sabia que iria acontecer isto, que as pessoas vem com a sede de mostrar serviço para os Guaratubanos e que as vezes essas pessoas cometem pequenos erros que venham a ofender os que estão ao seu lado e que são da mesa Legislativo, citou que ficou calado praticamente o ano todo, respeitando o Presidente, respeitando os membros da mesa, os demais Vereadores, que ficou em seu Gabinete e que sempre foi atendido pelo Senhor Presidente e pelo primeiro Secretário que também está presente, em todas as reivindicações e pedidos que fez, que não lhe foi negado em momento algum, um pedido, uma reclamação, uma viagem para curso carro que leva documentação para o Tribunal de Contas, para a Assembléia Legislativo, e em momento algum levantou a voz, ou que veio na cabeça de alguém entrar com representação contra  Presidente, ou contra a mesa, que nunca teve dúvida, porque se a tivesse, procuraria a Diretoria e  o Tribunal de Contas do Estado do Paraná que recebe as contas da Câmara semanalmente, sendo obrigação do Presidente e do Primeiro Secretário fazer isso, se tiver alguma dúvida, quem vai responder é o Presidente da Casa de Leis e  Primeiro Secretário. Ressaltou que conhecendo a lisura do Presidente da Casa e do primeiro Secretário, são pessoas firmes, e duvida que tenha alguma coisa errada, que pode até ter, mas feito ingenuamente, mas se tivesse com certeza o Tribunal de Contas já teria notificado a Casa de Leis, e que o Presidente pode ficar tranqüilo, pois ele conhece todos os trâmites da Casa e disse saber que hoje qualquer compra de uma caixa de fósforos que o Senhor Presidente e o Primeiro Secretário têm de prestar contas para o Tribunal de Contas, tendo documentação de entrada e saída, balancetes, toda a documentação tem nota fiscal e que se alguém tiver dúvida ou achar que esta sendo prejudicado para ir ate o Tribunal de Contas que está disponível para que quiser. APARTE VEREADOR MORDECAI MAGALHAES DE OLIVEIRA - disse que têm na sua mesa quatorze requerimentos de documentos, sendo um absurdo o que pediram desde a primeira licitação que a Vereadora tanto questionou que era da Construção, da Reforma da Câmara. Salientou que todas as contas todas as licitações foram questionadas, que esta providenciando dentro do prazo regimental para que seja entregue o que foi requerido, o deixou claro de que não esconde documento nenhum, e que os documentos, estão a disposição de quem quiser, que as pessoas podem folhear, e que podem pedir cópias somente através de requerimento, mas que pode folhear, que o Contador está a disposição, que pode marcar um horário que e agradeceu. ----------------------------------------------------------------------------------------------APARTE VEREADOR RAUL CHAVES - disse que o Vereador Sergio comentou que em 2013 disputaram a eleição e perderam, mas que ficou de cabeça erguida, que na seqüência os Vereadores vitoriosos e o Presidente vieram para a Câmara e soube que teceram comentários para deixá-los pequenos, mas como estava no terceiro mandato, não se sentiu atingido Ressaltou que vieram escolher Gabinete, que o Vereador Sérgio tem o dele, que a Vereadora Ana já tinha o Gabinete dela, o Vereador Laudi que era um Vereador reeleito, escolheram os enormes Gabinetes  que disseram que estavam escolhendo uma cobertura e que  outro Vereadores estavam ficando com uma casa popular. Contou que em um dia tinha quatro senhoras no Gabinete e teve que pedir licença dizendo que ia ficar fora de seu Gabinete, pois não ia ter espaço para elas, mas falou educadamente, pois sabe a maneira de tratar, que nada disso o machuca. Falou que seu gabinete é o menor de todos, porém nos pequenos frascos estão os melhores perfumes, mas que também tem os piores venenos, que o espaço que  tem esta de bom tamanho, pois não é ali dentro que faz o seu trabalho, fala que o que a mão esquerda faz a direita não fica sabendo. Parabenizou as pessoas que ficaram com as Mansões as coberturas, mas vai continuar no seu até o final de mandato que não é demérito nenhum e que não está denegrindo a sua imagem, e que muito menos está o enaltecendo, citou ter competência, personalidade e caráter que tem de ter, e que o resto o povo que julgue. Continuando o Vereador Sergio volta a falar, agradeceu o pronunciamento que o Vereador Raul fez e comentou que se os Vereadores conseguiram os Gabinetes maiores ser um direito que eles tiveram afinal o Presidente ganhou a mesa e que é um direito deles, não quer comentar não quer citar nomes, não vai ficar brigando por picuinhas, e pediu que fosse passada uma régua em cima do aconteceu, e tocar o barco, unindo o Legislativo, pois Guaratuba precisa disso. APARTE VEREADOR FÁBIO CHAVES – disse que só queria comentar, que as coisas que vão para a Tribuna, denúncias que chegam à Tribuna, e também as denúncias que eles sabem na Casa, no Ministério Público, acha que tem de ser muito bem avaliada, pois são documentos sérios, e muito bem levantados porque as vezes fica sem apurar, por vaidade, ou por querer prejudicar, disse que o   Vereador Sergio sabe que tudo o que vai para o Ministério Público tem de ser apurado  para que no futuro a Mesa não seja prejudicada, o Presidente da Casa também não seja prejudicado, pois  o documento depois de oferecido ao Ministério Público, que fica lá e que depois de quinze dias  não adianta bater nas costas do outro Vereador dizendo que está tudo bem, comentou que mais  lá na frente, as pessoas vão ter de se explicar com advogado, que se tem uma denúncia séria, terá de ser investigado que é a obrigação dos Vereadores, porque depois ficar juntando documentos e incomodar um parlamentar um colega de bancada fica um pouco desagradável. -----------------------------------------------------------------------------------------Prosseguindo o vereador Sergio falou que quer registrar um exemplo de erro, falou que quando erra, assume o seu erro, quando acerta fica na sua, salientou que a doze anos atrás, em seu primeiro mandato na Câmara e o Vereador Ailton era Presidente e que ficou cinco anos no Plenário, vieram as contas do Tribunal de Contas do Paraná, e que estavam desaprovando as contas do ex Prefeito Paulo Chaves, da Câmara Municipal na época, na euforia do seu primeiro mandato, leu toda a barbaridade que mandam sendo um catatau de duzentos, trezentas folhas, artigo, e que foi influenciado, mas que não vai citar o nome de que o influenciou, e que foi um ou dois Vereadores, dos mais antigos da Casa, e que disseram para que fosse votado contra o Prefeito e a favor do Tribunal, para que o Prefeito ficasse inelegível, falaram para cassar o Prefeito, contou que infelizmente até hoje se arrepende, e acompanhou e votou  a favor do Tribunal de Contas, que o ex Prefeito de Guaratuba Paulo Chaves foi cassado e ficou inelegível, e que o Prefeito gastou uma fortuna com Advogado, no dinheiro de  hoje mais de um milhão de reais, que ia a Porto Alegre e voltando na Vara Federal, e que oito  anos se passaram, e que no fim do seu segundo mandato foi dada a decisão definitiva do Tribunal de Contas Federal, dizendo “ Senhor Paulo Chaves ex prefeito da cidade de Guaratuba inocente de todos os artigos que o Tribunal de Contas do Estado do Paraná mandou para a Câmara de Guaratuba”. Ressaltou que pedir perdão não adianta, pois já estava feita a besteira, e que vai levar com ele para o resto da vida, que os Vereadores vejam a quantidade de anais o montante de  denúncias que tem na Casa, que foram feitas contra o Senhor Paulo lembraram na época que aconteceu tudo de ruim em Guaratuba, que o Prefeito foi julgado culpado por uma coisa que não devia, que por vinte e cinco votos os Conselheiro do Tribunal Federal, deram uma aula aos Auditores do Tribunal de Contas, e o inocentaram, perguntou quem pagou as despesas que teve, quem pagou o caráter dele, a moral dele, respondeu que ninguém, fala de coração, que o seu coração está amargo, pedir perdão como pediu, é tarde demais. Comentou que o Vereador não precisa nem de Requerimento que vai até o Diretor e solicita toda a documentação, verifica o que está errado e assim entra com sua atitude,e que quando entra no Tribunal de Contas, no Ministério Público, que pode esquecer, que vai passar um ano dois anos, que o Vereador Presidente vai até terminar o mandato nesta casa, que o processo vai continuar correndo que o Presidente, vai gastar com advogado, que o próximo Presidente que o processo vai continuar correndo e que o Presidente vai ficar gastando com advogado, e que isso vai cinco, seis, sete, oito, dez anos, e que pela lisura que conhece vai ser inocentado, porém  infelizmente acontece esses erros, falou que não é só na Câmara, disse que acompanha em diversos Jornais e que em diversas Câmaras acontece a mesma coisa, estão cassado Vereadores, que colocam mandato de segurança, que esclarecem tudo e que não tem culpa nenhuma, disse que tem de ser pensado muito antes de se tomar uma atitude. Se arrependeu, e que felizmente o Senhor Paulo Chaves foi inocentado com provas documentadas, e que está aí sorrindo, que é seu amigo particular, que não teve magoa. Solicitou ao senhor Presidente seu tempo pelo partido, disse que seu pronunciamento não era esse, o Senhor Presidente cedeu mais dez minutos. O Vereador Sérgio se dirigiu aos Vereadores e pediu desculpas se ofendeu alguém, mas que esta falando de coração aberto, e que pela experiência que tem de Casa e de vida de vinte anos fala de coração aberto. Disse que como os demais Vereadores, que praticamente todos votaram contra o pedido do Vereador Mauricio, que tem o maior respeito por ele, contra o pedido do Vereador Arthur, pelo qual também tem o maior respeito, comentou que se tratando do velho ditado, que ele não leva isso como Vereador de oposição, citou que os Vereadores têm as portas abertas da Prefeitura em qualquer setor, que todos sabem disso, que o Vereador Artur tem várias idas e vindas à Prefeitura, que nas colocações através de ofício que são colocadas na Casa, e que se chegar junto ao Secretário tem certeza que vai receber verbalmente ou por escrito o que os Vereadores estão solicitando. Lembrou ser um direito dos Vereadores, que foram eleitos para isso e que tem autonomia para isso, e para entrar em qualquer Secretaria e exigir documentos, mas se for negado nas Secretarias o acesso a estes documentos existem outros caminhos a seguir. Citou o Vereador Maurício dizendo que sabe muito bem que qualquer um pode solicitar a cópia das fitas, do vídeo do assalto, que o Vereador ou que qualquer indivíduo Guaratubano tem o direito de pegar, mas que votaram contra na conversa que tiveram, nos documentos que chegaram a Mesa, disse preservar o lado familiar da mãe, preservando, não sabe se o ladrão era casado, mas preservando a esposa, dos filhos se houver  filhos, do pai, que vai mexer numa coisa recente, que infelizmente ou para uns felizmente houve morte, comentou que o Vereador Almir sabe como funciona, disse que não estava na cidade quando aconteceu mas que seu filho lhe enviou pelo Face, explicando o que aconteceu, e que seus colegas parlamentares também  contaram o que aconteceu, na segunda feira pela manhã se dirigiu a Secretaria de Segurança Pública, e que entrou educadamente, e a maioria das pessoas sabe que tem um filho que trabalha na Secretaria e que coordena todo o setor de computador de imagens, contou que o Secretário estava presente e que outros funcionários estavam presentes, solicitou educadamente que se fosse possível ver a imagem do acontecido, não levou nada por escrito,que não se identificou como Vereador e que apenas disse que era um cidadão como qualquer um, pediu para falar com o Secretário, e que o Secretário disse que com o maior prazer, chamou o responsável, que sabe mexer e que tinha a senha, e que perguntou se era segredo de justiça da polícia, e o Secretário respondeu que não, mas que numa situação como esta que houve morte um óbito, era melhor não divulgar muito, mas ia mostrar o que aconteceu, que o vídeo começou aonde o rapaz parou, que está lá disponível para quem quiser ver, que o rapaz paro no Brasão onde tem um carro de caldo de cana, pediu uma sacola,  que esta bem visível, estava com duas sacolas que deu uma rodada,veio até o posto, foi até a primeira lotérica, retornou para o centro, saiu no sinaleiro e que passa bem devagar na casa lotérica, olha vem até a esquina, retornou e estacionou, aí o Vereador não quis falar resto. Salientou que para que quiser, citaram os Vereadores, as Vereadoras qualquer pessoa pode ver a imagem de como foi, que está lá, que é uma Secretaria Pública, que é só se dirigir até lá que eles mostram o que acontece. Falou que conversou a noite com o Secretário de Segurança, e falou com o Secretario se acontecer isso ou aquilo na Sessão, o Secretário disse que está lá que é livre aberto para que quiser ir lá e ver, disse que aí vão mexer com a mãe, a esposa os filhos, o pai, que vai mexer tudo de novo, e que a polícia vai continuar investigando, que a polícia tem direito de pegar, pediu desculpas por chamar o Vereador Almir, lembrou que as pessoas falaram que tinha mais pessoas envolvidas, que não as câmeras pegaram tudo, que o assaltante não falou com ninguém, e que a moto era roubada. Continuou falando que quando vem um projeto para a Casa de Leis no qual, diz querer deixar bem claro e registrado, citou Vereador Maurício, o Vereador Raul, Vereador Laudi, Vereador Juarez, Vereador Sergio, Vereador Oliveira, pediu desculpas, Vereador Fabio, e que estiveram em Curitiba em uma primeira reunião com, o Secretário de Segurança Pública e que em outra ocasião o Vereador Almir esteve presente, acha que o Vereador Artur, o Vereador Itamar, a Vereadora Cátia, não recorda, que não foi nem uma duas ou três, que foram várias vezes desde o ano passado para cá que e estão batalhando em cima de segurança, brigando em cima de segurança, para que venha policial para Guaratuba, que venha armamento para a cidade, que venha viaturas, que a luta continua, citou que recentemente apareceram vários pais, que trouxeram moto, carros da polícia, mas que isso foi  fruto dos pedidos da Casa de Leis que não foi dele, nem do Vereador Maurício, nem do Vereador Almir e sim que todos brigaram para isso, que foi geral, disse não interessar o deputado que a Bandeira se chama Guaratuba.  APARTE VEREADOR FABIO CHAVES - pediu só uma colocação que tiveram com o Comandante de Paranaguá, foi feita uma audiência e que estava o Procurador, o Promotor, que fizeram parte da Mesa e que foi debatido sobre o assunto. Continuando o Vereador Sérgio volta a falar, dizendo que primeiro vai responder ao Vereador Maurício que fez um pedido e que foi votado contra, diz que vai explicar o motivo, porque foi votado contra, que todos os Vereadores votaram contra, e o Vereador Maurício estava solicitando os valores que foram arrecadados com taxa de iluminação Pública, já estava com o documento, mas que teve de sair por motivos de doença e que não ficou até o fim da Sessão explicou que o valor arrecadado anualmente falou da taxa de vistoria de segurança em 2013, que foi arrecadado R$12.988,00 (doze mil novecentos e oitenta e oito reais), taxa de vistoria de segurança 2014 que foi arrecadado R$ 59.493,00 (cinqüenta e nove mil quatrocentos e noventa e três, taxa de segurança de dois mil e catorze) , contou que no primeiro semestre foi arrecadado R$ 112.131,00 (cento e doze mil cento e trinta e um reais), e que o valor arrecadado encontrasse numa conta bancária da Secretaria de Segurança , mas que é da Prefeitura o valor R$ 170.625,00 (cento e setenta e um mil, seiscentos e vinte e cinco reais), que está em uma conta da Prefeitura, questiona o que a Prefeitura vai fazer agora que está na fase final da licitação. Citou que o valor por escola vai ser de nove mil reais, e que o numero de creches e escolas que vão ser colocadas, câmeras onde o Sistema de controle e Gerenciamento em tempo real de alarmes e câmeras controlados através do centro de controle de Operação da Secretaria Municipal de Segurança Pública, através de fibra ótica com equipamentos wireless com nobreak para evitar o corte dos sistemas de alarme e de comunicação, Passou a falar sobre o Projeto de três milhões, que infelizmente, e que não está culpando ninguém, mas que ouve comentários de algumas pessoas da cidade que alguém de dentro da Câmara falou que foi votado o Projeto de três milhões, e que perguntaram cadê a Segurança, cadê não, sei o que, citou o caso que aconteceu no sábado, que tem o equipamento da Prefeitura, que o equipamento registrou este e outros casos que aconteceram, disse que a própria Polícia da Operação Verão já utilizou para perícia, prendeu traficantes, a polícia também usou o equipamento, no caminhão na Praia Central, e que não foram traficantes pequenos, e sim traficantes grandes, que foram pegos na temporada passada através dessas câmeras, comentou que no dia de hoje foi votado o projeto que diz ser polemico para alguns, pois querem que use os três milhões na saúde, outros querem que seja usado na educação, Mas ressaltou que o dinheiro é carimbado, que o dinheiro é destinado para este fim. Disse que Guaratuba precisa de Segurança, Guaratuba precisa de Turismo forte, precisa se embelezar a cidade, comentou que veio recentemente seis milhões para a revitalização da Orla Marítima, e que as pessoas estão criticando e não sabe porque, citou Camboriu ser uma beleza, que as pessoas vem  querem isso, falou que não tiver isso o turista não vem para gastar e deixar dinheiro para ser usada na habitação, na área de saúde, na segurança, para arrumar as ruas, as calçadas, bloquetear, disse que uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa cada um no seu devido lugar, disse que os três milhões que foram aprovados pela Câmara diz ser um projeto que vai evitar o que esta sendo pago pela Prefeitura Municipal a seis anos por um aluguel de antenas que estão  colocadas pela cidade, disse que este valor é de vinte mil reais por mês, e que  vai  ser evitado a partir deste mês, disse que não ser pago mais, disse que em seis anos a Prefeitura investiu em equipamentos, antenas, rádio sofisticados, nada mais nada menos que um milhão e quatrocentos, disse que o projeto de três milhões de reais vai ser de última geração, que vai se comprado, e que terá um investimento, que ele sabe  ser muito grande, de aproximadamente dois milhões setecentos e pouco, que não chega a três milhões, aquisição de sessenta câmeras de vídeo monitoramento, que será espalhada pela cidade, em pontos pré determinados, nos bairros, orla marítima, prédios centrais, em prédios públicos, instalação de câmeras para captura de leitura de placas de veículos a serem instalados em pontos estratégicos da cidade, as câmera OCR de super, moderna geração, que ela vai ler a placa, que não interessa se o carro está na praia central a câmera vai ler a placa, que essas câmeras vão ficar nas entradas   e saídas da cidade e todas as entradas de bairros, que o monitoramento de furtos de veículos na cidade, vai verificar o alerta de veículos roubados, comentou que vem muitos carros roubados nesta cidade, também motos roubadas, como a que foi utilizada no assalto, a integração do centro de controle da  operação da Polícia Militar, diz ser o ponto mais importante, vai ser a visualização da cidade inteira em tempo real, visando inibir a criminalidade, falou que o total acesso da Polícia Militar e Civil no Centro de Operação fornecendo filmagem, tudo o que esta acontecendo. O Presidente interrompe dizendo que o tempo do Vereador está esgotado. Pediu a anuência dos demais e lhe foi concedido mais dez minutos. Reiniciou o Vereador Sérgio citando um ponto que o Vereador Fábio questionou, teceu comentários na semana que passou, a qual ele não estava presente, perguntou qual é a função do Vereador, qual é a função da Vereadora, disse ser fiscalizar, comentou que o projeto entrou na Casa e que foi votado, falou que infelizmente alguns votos contra, mas que ele espera que no futuro, que ele sabem que são homens e ele sabe da capacidade de quem votou a favor e quem votou contra, que essas pessoas pensem e repensem, e que venham á Tribuna pedir desculpas, porque o projeto é bom, disse que o Vereador é o Fiscal, que vai cair na conta dois milhões e quinhentos, ele vai querer saber para onde vai esses dois milhões e quinhentos, ele quer papel, quer nota, comenta que foi comprado câmeras, duas antenas, três rádios uma ou duas viaturas, diz que essa é a função do Vereador, e não ficar falando besteiras na Câmara, se alguém acha que não é essa a função do Vereador diz que a palavra é livre, que falem para ele agora questionem, falou que é segurança, e que se tiver alguma coisa errada, que a Casa com seu direito tem obrigação de cobrar, e que aí muda a conversa. APARTE VEREADOR JUAREZ SERAFIM TEMOTEO – diz que a mais ou menos quatro anos atrás ele era funcionário do Pronto Socorro Municipal, disse que todos sabem, que ele trabalhava na Recepção, e que na época foi colocado dezoito ou vinte câmeras dentro do Pronto Socorro, que na época ele foi muito crítico, comentou que achava que o Prefeito estava ficando louco, que ia transformar o Pronto Socorro no Big Brother, e que ele questionou na época e que foi crítico, e que com o passar do tempo, chegou a conclusão que houve vários furtos dentro do Pronto Socorro, e que as câmeras filmaram, e que a pessoas roubada na delegacia identificava o assaltante, que houve vários furtos, inclusive até agressão contra funcionários na recepção, ele quer dizer que se na época ele criticou hoje ele elogia, disse que em qualquer setor que o funcionário trabalhe a câmera é sua segurança. Agradeceu. Prosseguindo o Vereador Sérgio volta a falar, que o modo cultural de se comentar em qualquer cidade pequena que tem situação e oposição, mas disse que todos os Vereadores pegarem as cópias de todas as Atas as Sessões eles vão ver que ele, o Vereador Raul, o Vereador Laudi, que é o Líder da Prefeita  o Vereador Juarez, o Vereador Itamar, a Vereadora Cátia, disse que é só pegar a Ata, que quantas vezes fomos cobrados na Casa e o Poder Executivo, que não foi uma nem duas, e que foram várias, disse que aliás cobraram por coisas erradas, como veio para a Casa projetos errados, e que foi arrumado através de emendas dos Vereadores, ajudando o Executivo, e para finalizar disse que o Senhor Presidente e assim como tem consciência que votou no Deputado Federal, e que o seu Deputado Federal perdeu, terminou a eleição que pelo menos pensa isso, e acredita que todos pensão isso, que veio a Tribuna e detonou politicamente não a pessoa, politicamente o Deputado Federal Francischini, fez com razão com razão como os demais também o fizeram, e que o Vereador também sabe disso, que o Deputado não trouxe até o presente momento uma vírgula para o Guaratuba, e que o Vereador também sabe disso, e que tentou ajudar o Deputado dizendo que, a Presidente Dilma estava segurando, mas que não tinha nada a ver com a Presidente da República, que isso é com os Deputados, que são através de emendas , são setenta e cinco bilhões distribuídos pelos Deputados Federais, para distribuírem nas bases de sua cidade, mas disse que é pagina virada , que quem sabe  depois, ele estará com o Francischini, que hoje é o Deputado Federal de Guaratuba, que não trouxe nada, mas ele acha estranho , mas falou que quem sabe agora traga alguma coisa, como prova de que  é bem cristalino, se dirigiu ao Vereador Almir, dizendo que é o companheiro direto do Francischini, que existe uma emenda parlamentar de cento e oitenta mil reais que o Vereador Almir deve ter conhecimento, que  esta em fase final de licitação, que deve terminar a licitação no final do ano  que é para a instalação de dez câmeras, que foi através do SINCOV, que é o Fundo perdido de Segurança Pública de Brasília,  porque o que a Prefeita exija do Deputado são emendas, são recursos, são verbas, que venham para a cidade para favorecer a cidade disse que também não adianta vir até a Tribuna e o Vereador Raul o Vereador Laudi, dizendo que  teceu criticas ao Deputado Fracischini, o Vereador Artur, o Vereador Fábio, diz que fez criticas construtivas, e que não esta se justificando, que assina tudo o que fala, e que não tem problema nenhum, mas que até o presente momento ou em época de eleição o Deputado Francischini não trouxe uma vírgula  para Guaratuba se ele entrou com uma emenda, falaram em trezentos, o que tem lá são cento e oitenta mil que vem para favorecer Guaratuba, desejou parabéns ao Deputado Fracischini . APARTE VEREADOR  JOÃO ALMIR TROYNER - diz com todo o respeito, que o que o Deputado Francischini, falou é a respeito da emenda de cento e cinqüenta mil reais,  o Vereador Sérgio diz que o que se fala na cidade é que trouxe um milhão. O Vereador Sérgio interferiu dizendo que sabe que isso não vai levar a nada, que foi só para esclarecer e que está sendo bem honesto, que esta falando o que tem e que esta sendo registrado. APARTE JOÃO ALMIR TROYNER - diz para deixar bem claro que na presença da Prefeita e do Deputado Justus, no Restaurante Bom Apetite não faltou com a verdade. Comentou que teria apresentado uma emenda de cento e cinqüenta mil reais para ser usado nas câmeras, mas disse quanto ao trâmite disso que foge de sua alçada, que o Vereador Sérgio acabou de confirmar o que o Deputado falou no Restaurante, e que tem tudo gravado, todos os elogios que fizeram tudo o que foi comentado neste dia, tanto para ele como para a Prefeita como para o Deputado Nelson Justus. Continuando o Vereador Sérgio disse que Guaratuba não ganhar com isso, e que se fosse o seu Deputado que é muito pouco para a cidade, que em quatro anos de mandato cento e cinqüenta mil é muito pouco, mas diz que já passou, e que venham mais recursos, pois Guaratuba merece. APARTE VEREADOR LAUDI CARLOS DE SANTI - falou que foi muito esclarecedor o depoimento do Vereador Sergio, disse que quanto a segurança, ser obvio que as creches são assaltadas as escolas são assaltadas diariamente e que com essas câmeras, vai inibir com certeza, e ao invés das pessoas de dentro da Câmara explicar para o povo o referido projeto que vem beneficiar a cidade, diz que preferem mentir para o povo, iludir o povo, sendo uma sacanagem, e isso não pode acontecer, porque é fácil sair na rua e jogar em cima de um posto de pena, quer ver juntar, que é simplesmente um projeto, que é impossível votar contra um projeto que fala de segurança, que não é para sair na rua falando mal do projeto e parabenizou o Vereador Sergio. Para finalizar o Vereador Sérgio disse “que cada ação tem uma reação” e agradeceu a todos. ----------------------------------------------------------------------------------------VEREADOR RAUL CHAVES – Cumprimentou o Senhor Presidente, Senhores Vereadores, Senhoras Vereadoras, e demais presentes. Disse que o assunto que lhe traz a Tribuna são coisas que estão acontecendo dentro da Casa, como a Vereadora Maria solicitou alguma coisa, que o Vereador Maurício também, mas que o que está existindo é o famoso puxação de toalha e divulgação de coisas que não são reais, como a divulgação de que votaram contra os cem mil reais, ressaltou que vai provar que o orçamento para a infraestrutura e obra tem sete milhões e trezentos mil reais, e que cem mil reais dentro de um orçamento desses é uma gota d’água no oceano, um grão de areia no deserto, não representa nada, comentou ainda  como a Prefeita tinha plenos poderes de manipular, pois foi aprovado 25%, para manipular verba, para colocar em determinadas situações que tem verbas emergenciais, e esses cem mil não representam nada, porem foi colocado que seria para turismo na região do Cubatão. Contou que se criou e foi morar na região do Cubatão em 1959, e até então não viu ninguém fazer turismo lá, é o cidadão que mora lá como sempre morou, as crianças de escola que usam a ponte pênsil que não existe, que esta jogada ao leu, não sabe onde está e que já faz mais de um ano, e contou que colocaram no facebook que foram os Vereadores que votaram contra o povo contra Guaratuba, sendo vergonhoso, salientou que vai provar com documentos que esta no Facebook e que doze pessoas curtiram, que é muito pouco para quarenta cinqüenta mil habitantes que tem no município, porém esta denegrindo o Legislativo e o município, porque é por causa dessas coisas que continuam essas coisas que foram citadas na Casa, sendo péssimo. Ressaltou que tem coisas que estão no orçamento e estão para ser feitas porém vai ler, e comentou sobre situações que aconteceram depois da última terça feira as onze hora meia noite, pediu desculpas pelos erros de português, porque já disse na Casa que morou no sítio e que fala da maneira que foi criado, iniciou a leitura:” Município de Guaratuba dez de novembro de dois mil e catorze, informamos que esta em tramitação neste departamento o procedimento licitatório para contratação de empresas para a manutenção de vias públicas inclusive pontes pensis” interrompeu dizendo que pegou no Executivo, e que não pegou na rua, e nem catou do lixo, iniciou a leitura: “ Prefeitura Municipal de Guaratuba  dia sete de novembro de dois mil e catorze : informamos que existe, criado nos Projeto lei tal. tal um monte de números, projeto de atividade,coordenação, execução,  e fiscalização de serviços de manutenção de vias Públicas , onde serão contabilizadas despesas com manutenção de Ponte pênsil e vias públicas no município, disse que já está incluído no orçamento de dois mil e  catorze, dois mil e quinze, e que os cem mil não  vão alterar em nada, perguntou para os colegas  e os internautas, Vereador Itamar, e os outros presentes, como votariam contra Guaratuba, perguntou em qual localidade a Vereadora Ana Maria nasceu. APARTE ANA MARIA CORREA DA SILVA - respondeu que tem muito orgulho de ter nascido na área rural de Cubatão, comunidade de gente honesta e trabalhadora, onde a maioria dos que lá vivem são seus parentes. Continuando o Vereador Raul volta a falar e pergunta se ela nasceu no Hospital ou numa boa Maternidade? APARTE VEREADORA ANA MARIA CORREA DA SILVA -   respondeu que nasceu na área rural com parteira Prosseguindo o  Vereador Raul disse que então como uma Vereadora como ela seria contra Guaratuba. Perguntou ao Vereador Fábio onde ele nasceu? APARTE VEREADOR FABIO LUIS CHAVES - respondeu que nasceu em Guaratuba. Prosseguindo o Vereador Raul perguntou se ele nasceu em um bom Hospital ou em uma boa Maternidade?  APARTE VEREADOR FABIO LUIS CHAVES - respondeu que nasceu na casa da sua falecida vó Luiza e que hoje mora o seu tio Darci. Continuando o Vereador Raul diz como que um Vereador que nasce no município que o filho dele esta enterrado no município, a Vereadora e outros Vereadores, vão votar contra  seu município a sua localidade, que jamais faria uma coisa dessas contou que não nasceu no município, mas que tem irmãs nativas, um filho, duas netas a sua falecida esposa, seus sobrinhos, todos nascidos em Guaratuba, e não poderia ser contra Guaratuba. E contou que está no Facebook, que foi publicado  que os Vereadores votaram contra o povo, mas de que maneira eles votariam contra o povo, se eles são o povo nativo, e que os filhos de muitos Vereadores também são nativos, e como que eles seriam contra a cidade a região deles. Falou que infelizmente se criou na Região do Cubatão, e que defende sua região, que as pessoas dizem que a ponte pênsil é para turista, que nunca teve turismo em Cubatão, e em região nenhuma, e que vai demorar muito para ter. Contou ser uma pessoa extremamente correta com seus negócios e com seus familiares e como  cidadão de Guaratuba, que as pessoas colocam coisas que ficam nojenta, asqueroso, extremamente deprimente, e que não dá para engolir certas coisas, Comentou conhecer o Vereador Maurício, muito antes dos outros o conhecerem, mas que sabe que  é uma pessoa extremamente honesta e correta, que faz treze ou catorze anos que o conhece, disse que falar é muito fácil, mas que machuca e que o Vereador Maurício estava quase em lágrimas na Tribuna, porque tem família, que não é de Guaratuba, mas que defende o Município, que estão colocando coisas aleatoriamente no Facebook, que foram doze ou treze que compartilharam, salientou que não vai citar nomes porque a caninana dele é muito grande, leu o que foi colocado no Facebook :“ parece que foi a favor, pois os nomes estão com o comandante”, outro “pois são cinco a favor e sete contra”. E uma cidadã que pergunta. pedi para mencionar quem foi contra o povo então você mencionou os votaram a favor é isso aí né’ Falou que tem coisas que colocam contra o povo, contra isso contra aquilo, citou que  doze ou treze curtiram, e que Guaratuba tem quarenta, cinqüenta mil pessoas, e que tem muitas pessoas inteligentes que não nasceram em Guaratuba mas que estão na cidade ajudando e contribuindo para o município, sendo vergonhoso, que procurar fazer o que o município precisa, que ninguém procura ajudar as pessoas que estão em dificuldade, mas que espalhar terror é muito fácil espalhar, mas quer ver mostrar o que esta sendo feito para o município, e que jamais as pessoas que tem raiz na cidade iam colocar coisas os Vereadores, dizendo que os Vereadores estão votando contra o povo contra Guaratuba, que estão usando de maneira errada, que o cidadão pensa que está se enaltecendo, mas está prejudicando o município. Para finalizar disse que está em Guaratuba desde 1959 com suas irmãs, seus irmãos, e podem puxar a caninana de toda sua família, que quer ver o que vão achar, que o seu irmão é empresário e que está a mais de quarenta anos contribuindo para o município, de um jeito de outro, passando dificuldades, que tem uma industria de  artesanato, industria de conserva de palmito, a Impescal, que gosta do município, que tem pessoas que nunca contribuíram com nada do Município, que as pessoas tem que ter vergonha e pensar no que colocam no Facebook e agradeceu a todos. ---------------------------------------------------------------ORDEM DO DIA - não houve matéria a ser discutida. ---------------------------------

PALAVRA LIVRE - ------------------------------------------------------------------------

VEREADOR JUAREZ SERAFIM TEMOTEO –  Cumprimentou o Senhor Presidente, os Senhores Vereadores, as Senhoras Vereadoras, iniciou enaltecendo a Polícia Militar, que em menos de seis meses houve dois assaltos na cidade e que durante estes assaltos, que pelo pouco contingente que tem, pelos carros que tem, diz que a Polícia provou que bandido não se cria em Guaratuba. Salientou que outra coisa que foi mencionado na Casa na semana que passou sobre o Natal parabenizou o vice Prefeito de Guaratuba que até agora não viu alguém trabalhando o Secretário de Turismo. Falou ao Vereador Maurício que o vice Prefeito transformou-se de ex-padeiro para artista plástico, e foi questionado na Casa sobre a decoração de Natal, e que naquela noite mesmo começou a aparecer os enfeites de Natal, tem certeza que o que o Vice Prefeito fez quando era Secretário de Turismo, porque a cidade ficou decorada e bonita, e que agora esta fazendo novamente. Solicitou ao Senhor Presidente para mandar ao Secretário de Turismo, para que mandasse para a Casa uma Programação do que vai acontecer na temporada, programação completa, porque até agora o Secretário não mostrou nada. Parabenizou o Senhor Presidente por ter feito a declaração sobre o acontecido na Caixa, acha que o Policial que estava o paisano na opinião dele, e disse que pessoa desse jeito devia ser condecorar uma medalha seria pouco e agradeceu. ------------------------------------------------------

VEREADOR JOÃO ALMIR TROYNER – primeiramente agradeceu a Deus e Nossa Senhora Aparecida. Cumprimentou o Senhor Presidente, nobres pares, disse que muito bem falou o Vereador Juarez, e que o Policial Vieira tomou uma decisão que às vezes muitos não tomam, provando que em primeiro lugar que não é gigolô do dinheiro público, em segundo lugar quando se toma uma decisão como esta, corajosa, felizmente tirou de sena uma pessoa que só vinha prejudicando tantas outras pessoas por onde passou, o policial mostrou que antes de tudo estava cumprindo a Lei como policial. Pediu para imaginarem se tivesse errado um tiro, e uma dessa balas tivesse atingido uma pessoa que estivesse passando na rua, teria acabado com a sua carreira de policial, mas ressaltou que o policial fez o que todo policial deve fazer mostrando que a justiça também tem que ser divina, mostrou que quem esta nesta atividade de Segurança Pública não tem hora nem lugar, porque falar é muito fácil, mas quando se tem telhado de vidro, é mais fácil ainda que não precise ser uma pedrada, pode ser até uma porquinha que solta tudo. Falou que às vezes houve dizer que a polícia não faz isso não faz aquilo, mas que aí está provado, e se assim todos entenderem, que todos os Vereadores assinassem uma monção de aplauso a este policial , pela astúcia, coragem e determinação do mesmo em mostrar naquele momento que o policial também é ser humano, que o policial também está para resolver estes problemas, que esse policial é aquele de quem ele falou a alguns dias atrás, que a escala do policial é de vinte e quatro para daqui a pouco, e que é isso que fala que amigo é aquele que houve você falar, e não aquele que fica zombando quando você fala. Disse que muitas vezes a atividade policial é crucificada e que são humilhados, mas que quando se defrontam com uma cena, como a que aconteceu que um elemento que acaba de cometer um roubo, e que está armado naquele momento só tinha uma decisão a ser tomada, que era ele ou o bandido, e que graças a Deus e Nossa Senhora Aparecida pairou sobre o policial a  benção divina, porque como aconteceu dessa maneira poderia ter acontecido ao contrario, disse que seres humanos não matam ninguém, que quem tira as nossas vidas é Deus, falou que as vezes acusamos as pessoas, mas que não olhamos para trás, e que está bem claro que ninguém pode ser considerado culpado enquanto não transitar e julgado, e que muitas vezes por comentários dessa natureza faz com que as pessoas dêem bom dia a cavalo, porque não conseguem provar aquilo que falam, diz que acham que humilham que pisam em cima, mas e aí? disse que as coisas tem a legalidade da Lei, que enquanto não tramitar e julgado ninguém pode ser  considerado culpado. Para finalizar disse que sendo um dos componentes da Segurança Pública  e deixa a sua solidariedade, o seu agradecimento, e com muita certeza um voto de louvor merecido, mas merecido mesmo ao policial que arriscou a vida, porque como tinha um assaltante sobre a moto poderia ter mais um ou dois cuidando, e que esses dois poderiam ter alvejado o policial. Falou que não vai dar os parabéns ao policial, porque ninguém tem o direito de tirar a vida de ninguém, mas quer dizer que  o policial é o nosso herói, Agradeceu. --------------

VEREADOR FABIO CHAVES – Cumprimentou o Senhor Presidente, Senhoras Vereadoras, Senhores Vereadores, fez um registro que foi falado na Casa sobre a desconfiança e de abrir CPI, parabenizou ao Diretor da Casa que acompanha os trabalhos, que é uma pessoa séria e que todos os documentos que solicita é apurado sempre corretamente, que nada deixa a desejar, e que nada fica em dúvida. Passou a falar sobre segurança, que o Vereador Sergio citou o seu nome, e lembrou que na Sessão passada, e que o Vereador Sergio precisou sair antes, disse que brigam tanto por segurança da cidade que por todos os Vereadores, todas as gestões, que brigaram para que tenha mais segurança no município, disse que ele votou favorável que o Projeto de Guaratuba Digital, chegaria até três milhões, mais precisamente em dois milhões setecentos e cinqüenta mil, acha que deve ser dado um voto de confiança. Ressaltou a obrigação dos Vereadores de fiscalizar, chegando ao verbo conforme esta no Projeto, que foi cobrado e que está sendo cobrado, que tem de chegar e apurar, e que se tiver irregularidade, que tem de fiscalizar e tomar as devidas providências, porém tem votar aprovar, porque a verba é carimbada, e que destinada a isto, disse que as verbas que vem para educação, saúde, que esta no Diário e que esta com a data marcada, dando para acompanhar a  é verba do Governo do Estado, disse que seriam bom se viesse sempre verbas para outras Secretarias, e que devem ser aproveitas, pois as que ganha com isso é o Município. Dirigiu-se a Vossa Excelência, falando sobre as situações de denegrir a imagem, no Facebook, que já aconteceu em outras oportunidades, ficando desagradável, chato na Casa salientou que nunca viu nada nas Redes sociais sobre Projetos, falar sobre quem votou e não votou é o que acontece no boca a boca na rua, que todos sabem que fulano votou contra, que fulano votou a favor, citou que recentemente teve um Projeto polêmico que não teve participação de Vereador, e que sempre fala que seria contra, onde o Vereador Raul teve a liberdade e apontou na Casa, que ninguém usou sensacionalismo para acusar, dizendo que fulano é contra, fulano é a favor, que o Projeto polêmico foi o 009, disse que o que fala no Plenário vai para a Rede Social da Câmara, que todos podem acessar, ver, os internautas que acompanham as Sessões, que fica desagradável e chato, que foi cobrado, e pede desculpas para a Secretária a Prefeita, que não esteve no Cubatão, porque se sentiu até meio preocupado, porque as pessoas lhe telefonaram e disseram que deixou de aprovar os cem mil reais para as pontes, porém que muitas pessoas não sabem que é uma emenda que  vai para ser aprovada, não sabem se vai ser executada que foi colocado de uma forma muito chata, comentou que infelizmente o Vereador é amigo dele, respeita muito e o Vereador sabe disso, mas que o Vereador foi infeliz no seu comentário, ficando um troço que não foi explicado, chato e desagradável. Disse que as coisas internas têm de ser resolvidas internamente, porque os Vereadores acabam se afrontando com coisas pequenas, e que não deveria ter acontecido, mas que acontece é que as pessoas vêm até a Casa para ouvir coisas boas e que acabam ouvindo isso, acha que tudo é tempo de mudar, espera que mude, e que o que for bom para Guaratuba colocar no Facebook ou para a população, e finalizou falando que as pessoas estão acompanhando e que tem de ter um pouco de respeito. Agradeceu. -----------------------------------------------------------------------------------------------

VEREADOR MAURICIO LENSE - cumprimentou o Senhor Presidente, demais vereadores, público presente. Cobrou mais uma vez, o quanto antes, a construção do novo cemitério, obra importante e que tem que sair com urgência. Parabenizou todas as equipes que participaram do Campeonato Municipal de Futsal, realizado no ginásio de esporte, e a final foi na última sexta-feira. Salientou que todas as equipes estão de parabéns. Deixou sua homenagem também ao policial, que foi de muita coragem, a qual o presidente, e o vereador Almir já manifestaram em realizar uma homenagem. Comentou sobre os requerimentos por tem apresentado, entende que as imagens possam trazer problemas, mas se são tão secretas assim como o vereador esteve lá e teve acesso tão facilmente, porque por requerimento não conseguiu. Sobre a taxa de vistoria de segurança, e taxa de segurança preventiva, também não entendeu porque ele não pode ter acesso à documentação, sendo que o vereador teve tão facilmente esse acesso. Não fere ninguém saber o valor recebido por essas taxas. È um direito do vereador, e foi negado pelo plenário, porem irá procurar outros caminhos, e quando esse dinheiro for utilizado,  terão que fiscalizar, precisando de papel, nota, então esta pedindo algo que seja legal, para saber, uma resposta legal. Não foi direcionada a nenhum vereador, foi direcionada a prefeita, e não sabe por que o vereador respondeu pela prefeita, e gostaria de ter a documentação na mão. Sobre o facebook, é difícil controlar, é uma mídia, as pessoas que participam são inteligentes, é difícil alguém estar manipulando as pessoas, entende que não é assim, as pessoas assistem a sessão e fazem seus julgamentos e seus comentários. Pra finalizar disse ser preciso deixar de lado as coisas ruins, e tentar enxergar aquilo de bom que estas pessoas estão postando aos vereadores. -------------------------------------------------------------------------------------

VEREADORA ANA MARIA CORREA DA SILVA - Cumprimentou o Senhor Presidente, Senhores Vereadores, Senhoras Vereadoras, internautas. Disse que foi citada pelo Vereador Raul na Tribuna, falou que é um orgulho muito grande ter nascido na área do Cubatão, que é uma comunidade de gente honesta, trabalhadora, e que a maioria é seu parente, e que foi onde por três mandatos foi a Vereadora mais votada na área rural, sendo um orgulho e contou que depois em segundo lugar foi o Vereador Raul, sendo muito conhecido na região. Ressaltou que jamais seria contra qualquer benefício na área rural ou na área urbana, que o Projeto das Pontes pencil foi seu no Governo passado. E que agora só esta precisando de uma reforma, mas tem certeza que muito em breve a reforma irá sair, sendo um orgulho muito grande  não só a reforma da ponte pencil, mas  que é favorável a todo tipo de reforma ou benefício que seja feito na área rural e agradeceu. -------------------------------------------------------------------------------------

VEREADOR SÉRGIO ALVES BRAGA – Falou que foi citado e quer falar que tem o maior respeito pelo Vereador Maurício, e que talvez não tenha se explicado bem, mas que foi bem claro quando disse que o mesmo direito que tem qualquer Vereador tem, que se conseguiu a documentação que estava com ele desde a semana que passou, talvez pela experiência dele, sabe os canais que deve seguir, contou que solicitou sendo seu direito como qualquer um tem o direito de pegar essa documentação e trazer a público não sendo favorecido. Pediu perdão ao Vereador Maurício, e disse que simplesmente a sua intenção foi de ajudar a um caminho mais rápido, sem papelada sem a burocracia de papel e agradeceu. --------------------------------------------

VEREADOR ITAMAR CIDRAL SILVEIRA JUNIOR - Cumprimentou o Senhor Presidente a Mesa Diretora, Senhoras Vereadoras, Senhores Vereadores, Público presente, internautas. Disse que ouviu a fala do Vereador Raul na semana passada, que tiveram um tempo para trocar algumas palavras. Ressaltou sua atenção sempre para os internautas, que sempre estão assíduos assistindo as Sessões. Contou ter muitos amigos, que sempre quando liga o celular depois das Sessões tem pessoas não só de Guaratuba, mas que se interessa por Guaratuba, e que estão acompanhando pela internet, e que sempre gosta de deixar esse respeito aos internautas. Dirigiu-se ao Senhor Presidente dizendo que ouviu atentamente, tudo o que foi comentado na Casa e que não quer se manifestar sobre nenhum assunto, a não ser o que trata o Orçamento Municipal, e quer deixar em público registrado em Ata e que se o Senhor Presidente puder fazer o Registro, da solicitação para Audiência Pública. Pediu também que seja consultada ao Presidente da Comissão a data, para que não esteja em viagem e que não tenha nenhuma outra ocupação extra na  Câmara Municipal. Salientou que na outra não teve a oportunidade de escolher a data para saber se estava na cidade se a comissão estava todo presente. APARTE VEREADOR MORDECAI MAGALHES DE OLIVEIRA - comentou que o Vereador pode marcar e data e encaminhar que será publicado, pois existe um prazo para divulgação. Prosseguindo o vereador Itamar perguntou qual seria o prazo? APARTE VEREADOR MORDECAI MAGALHES DE OLIVEIRA - disse que é o prazo de divulgação nos Jornais, que na rádio é mais fácil. Para finalizar o Vereador Itamar disse que encaminhará a data no dia seguinte. APARTE VEREADOR MORDECAI MAGALHES DE OLIVEIRA - concordou e disse que desde que não seja na semana em curso. O vereador Itamar finalizou concordando perante a comissão e o Plenário no dia seguinte encaminhará, disse não querer mais se manifestar mais sobre nenhum assunto e agradeceu. ---------------------------------------------

VEREADOR RAUL CHAVES – Citou o que o Vereador Itamar falou sobre os internautas. Porém discorda do vereador porque existem pessoas extremamente capacitadas, que não é a minoria de dez e quinze, que tem pessoas formadas, que tem professores, tem advogados, pessoas inteligentes que estão no Município, que tem de se manifestar, mas desde que conheçam o assunto, e aos que se manifestaram não conhecem nada de orçamento. Ressaltou estranhar certas situações que o Vereador fala que Facebook pode colocar tudo e no Jornal não pode, que o Jornal machuca, mas que o Facebook também machuca, que as pessoas que são inteligentes que conhecem o que é um orçamento, o que é verba, que participam do Governo Municipal tem de participar e participar bastante, falou para colocarem críticas , elogios, e acha que só assim vai melhorar a qualidade do trabalho deles junto com as pessoas que são participativas e que são inteligentes postando. Comentou que viu que foram doze pessoas que curtiram, e que colocaram que os Vereadores foram contra o povo. Disse que não é a verdade na é a realidade, e que não tem nada a haver num orçamento de sete milhões e trezentos mil reais, e que pode ser remanejado verbas de outras secretarias, e já esta no orçamento que já está licitando-se, e que isto está denegrindo a imagem do Vereador. Disse que são poucas pessoas que são nativos, mas que aprendeu a gostar de Guaratuba e a respeitar Guaratuba, postar que eles votaram contra o povo, disse que não é real  e não é verdadeiro, que seja colocado as coisas corretas. Falou que esta a cinqüenta e cinco anos em Guaratuba e nunca viu turismo, que as pessoas que passam nas pontes são as pessoas que moram em Cubatão, e estudam. Comentou sobre os Vereadores, que não sabe se todos são de Guaratuba, mas que a Vereadora Maria tem uma boa parte de parentes na cidade, que a Vereadora Catia também, que vários Vereadores têm família em Guaratuba, que certas situações têm de ter ponderação, e saber o que esta colocando, custou defender Guaratuba, e quando está errado está errado, que o que foi colado foi extremamente infeliz, falou que é o direito do internautas, que o Jornal também coloca que tem direito de colocar, e que o cidadão que é ofendido tem o direito de se defender, comentou que teve a felicidade de conhecer vinte e dois estados do Brasil. E que muitos não conhecem o município de Guaratuba e agradeceu. --------------------------------------------

VEREADOR FÁBIO CHAVES -  pelo PTB Agradeceu e disse querer registrar que na semana passada foi inaugurado Posto de Saúde de Cubatão, porém não pode estar presentes, que infelizmente não foi mas que o ex Vereador Walter Machado, o ex Prefeito Paulo Chaves esteve presente , que era um projeto antigo nesta Casa que foi  homenageado uma pessoa da família daquela região, pediu perdão por não ter participado pelos motivos da rede social. Perguntou ao  Vereador Maurício se ele prestou atenção  no que falou disse que não é contra não, diz ser favorável e que tem de se manifestar, tem de dar a opinião, porque comentou que o que aconteceu no Projeto 009 ninguém colocou na Rede Social, que não partiu de Vereador nenhum, que teve os comentários do povo, que as pessoas vieram cobrar dos Vereadores, e que tem de ser cobrado, mas que partiu dos Vereadores, que não foi bem explicado  que partiu dos Vereadores de dentro da Casa no Facebook, mas que se a sociedade coloca, sendo falta de ética, que tem de se respeitar mais. Citou também que o Vereador Mauricio participou de uma reunião no bairro de Coroados, tratando do Projeto de Segurança, disse que o Vereador chegou um pouco antes e que deu umas alfinetadas falando do Projeto, preferiu não comentar o aconteceu, mas que os próprios colegas chegaram quase que tiveram de sair corrido, acha que isso é inadmissível que eles que cobram tanto vivem se atacando, um parlamentar contra outro perante a sociedade. ---------------------------------------------------------------------------------------------------

VEREADOR JUAREZ SERAFIM TEMOTEO - pelo DEM disse querer esclarecer que na  última segunda feira se manifestou votando o REFIS - Refinanciamento do IPTU atrasado a vista. Contou que essa semana foi questionada que esta Casa se reuniu na calada da noite de  terça feira, e que  os Vereadores votaram o aumento de 90%n no IPTU  para 2015, pediu que seja colocado nos Jornais, que inclusive tem um funcionário da Câmara que toda a terça feira vai a Radio, que seja esclarecido que foi 90% de desconto na multa e no juro. Salientou que na segunda feira que passou, já tinha falado que iam falar que tinham votado o aumento do IPTU, devendo ser bem esclarecido nos Jornais, na Rádio inclusive, que o comentário esta em que todos os Vereadores votaram  aumento de 90% do IPTU, que pode ser que pessoas menos esclarecidas, ou que  queiram jogar a Casa em outro lugar.  ------------------------------------------------

VEREADOR MAURÍCIO LENSE – Cumprimentou o Senhor Presidente novamente,  mencionou que respeita muito o Vereador Raul, mas ressaltou que talvez não tenha explicado direito, quando se referiu as pessoas que publicam na internet, acha que comentários políticos, criticas, elogios, fazem parte de todo esse contesto político, agora quando a pessoa passa para outra patamar, denegrir a imagem da pessoa tudo tem limite, a própria legislação voltada para isso. Sobre a reunião no Coroados disse achar estranho pois Vossa Excelência não estava presente, contou que chegou no horário, a reunião demorou um pouco para começar, não alfinetou ninguém, apenas falou que estava preocupado com a reunião que ocorreria na câmara, que não sabia se o projeto 009/2014 entraria em votação, pois na sessão de ontem tiveram muita surpresa, e estava preocupado e pediu licença para sair da reunião para vir a sessão, e esse foi o motivo da revolta das pessoas lá, pois todos os vereadores precisaram sair, porque a sessão era no mesmo horário, e as pessoas acabaram não entendendo essa situação. Ressaltou que não houve alfinetada, simplesmente se colocou politicamente, na sua postura, posição e no seu pensamento, e respeito muito a posição de cada vereador, acabou de citar isso na tribuna, acha que a democracia é muito mais, que aceitar a opinião da maioria, do que quer impor sua opinião. E deixou claro que as pessoas que estão acompanhando podem também não concordar, sendo um direito delas. ---------------------------------------------------------------------------------

 VEREADORA MARIA BATISTA DA SILVA – Cumprimentou o Senhor Presidente, Senhores Vereadores, Senhoras Vereadoras, público presente. Primeiramente parabenizou o Vereador Sérgio pelo discurso, salientou que o mesmo sabe do seu respeito pela sua pessoa, porém respondeu ele quanto a reeleição do Presidente sem o seu conhecimento dela, não tem noção do fardo que tiraram das suas costas. Disse que para um bom entendedor meio palavra basta. Ressaltou que o que está em jogo não é a reeleição do Presidente, porque não nasceu Vereadora, não nasceu segunda secretária, falou que é dona de casa, que é avó que é esposa, que é mãe, contou que no próximo dia vai fazer trinta e cinco anos de casada, porém comentou que o que está em jogo não é a reeleição do Presidente, deixou seus parabéns ao Presidente, disse que não votou no Presidente na primeira vez, e que o Presidente tem conhecimento disso, disse que votou numa pessoa de sua confiança para favorecer ele, citou que o Presidente não foi correto com ela, pois da mesma forma que votou, disse que se ele fosse uma pessoa companheira, como diz que é, viria até ela e pediria seu voto. Porém mencionou que foi tudo na surdina, mas que não está nem ai para isso. Disse que entrou na Câmara com o nome limpo e de cabeça erguida e diz que é dessa maneira e se for a vontade do povo que vai sair da Câmara. Disse que como o Vereador Raul citou é Guaratubana que nasceu na Barra do Saí, e que nada na vida dela faz subir para a cabeça. De baterem no peito e falar que ela é ignorante. Para bater de frente com as pessoas, diz que é barraqueira mesmo, quando está com a razão ninguém mexa com sua pessoa. Contou que em 2012 quando estavam fazendo reunião para Presidência da Câmara, foi na sua casa. Falou que o que esta em jogo hoje não é nada disso, disse por que fez um comentário para uma moça, pensou que ela era enfermeira, mas que a moça não é enfermeira, sendo mais um motivo para não se meter, e frisou que disse a moça que seria falta de ética e para deixar o julgamento para Deus, salientou ter vergonha da atitude da moça, de serviço, do atendimento para os Guaratubanos, e que o Senhor Presidente tomou a dor como defensor e que o mesmo a detonou. Contou que respondeu para a moça e que foi educada, dizendo que não estava indignada somente com o julgamento da moça, mas pelo lado profissional dela, que foi colocada em jogo no momento Disse que ela como profissional da Saúde não pode tirar esse tipo de foto dentro de um PS, que é local de trabalho, e que estava faltando ética profissional. Disse que se está enganada sobre a falta de transparência... PRESIDENTE VEREADOR MORDECAI MAGALHAES DE OLIVEIRA interrompeu a vereadora e disse que no artigo 36.... A vereadora Maria interrompeu o Presidente e disse que o presidente não poderia interrompe-la e teria que pediu ao Vice Presidente...O PRESIDENTE VEREADOR MORDECAI MAGALHAES DE OLIVEIRA - disse que pode conforme ART 23 do Regimento Interno e orientou que a vereadora use o Regimento Interno que a vereadora desconhece, conforme está nos artigos 36 e 37 e faça a denúncia. Pediu que ela fizesse a denúncia para apuração dos fatos e que desconhece os fatos, visto a vereadora ter falado e não apresentado nada. Para finalizar a vereadora Maria disse ao Presidente que alguém está faltando com a verdade, que foi para Curitiba, no Tribunal de Contas. O PRESIDENTE advertiu a vereadora que se tivesse alguma denuncia que a fizesse ao plenário e como a vereadora continuou a falar o Presidente pediu que lhe fosse cortada a palavra. ------------------------------------

VEREADOR SERGIO ALVES BRAGA - disse que foi citado pela Vereadora Maria, e a mesma sabe o respeito que tem por ela, como todos os outros, disse que jamais citou Presidência da Câmara, a concorrência da Presidência da Câmara nem no primeiro mandato, e nem no segundo mandato. Falou que roupa suja se lava em casa então que amanhã conversem no gabinete dela ou dele, porém não citou nenhuma briga com o Presidente da Câmara, não citou que esteve na casa da Vereadora, a convite a candidato a Presidência, não citou isso. Salientou que se foi feito alguma coisa está no Regimento, pediu que com o respeito que ele tem com a Vereadora, prefere que a Vereadora, o receba no Gabinete dela ou que ela vá até o Gabinete dele. Para conversarem sobre esta situação é para ser conversada no Gabinete e não entre os Vereadores. Agradeceu. -----------------------------------------------------------------------------------------------

VEREADOR ARTUR CARLOS DOS SANTOS - cumprimentou o Senhor Presidente, Senhoras Vereadoras, Senhores Vereadores, público presente. Gostaria de registrar a audiência pública no bairro Piçarras, com a secretária da pesca, onde foi debatido os pontos de criação de ostras. Ressaltou a presença da Prefeita Evani, Secretária de Pesca, Marinha, Patrimônio da União, Secretario da Pesca, Secretario de Meio Ambiente, Vereadora Cátia, pessoal de Paranaguá, parem citou a pouca presença dos pescadores, não sabendo se devido a divulgação do evento. Não ocorrendo assim o êxito esperado. Lembrou os pontos de ônibus porque vê o povo no sol ou na chuva e deixou registrado. ------------------------------------------------------------------------------------

VEREADOR MORDECAI MAGALHAES DE OLIVEIRA -  disse que quer deixar bem claro que a Vereadora tem todo o direito, desde que não seja matéria vencida e que seja regimental, que não adianta jogar documentos que ninguém está vendo para que depois só se façam suposições, invocou o Artigo 36 e 37 do Regimento onde a Vereadora pode fazer a denúncia e que será montada uma comissão que vai investigar se realmente há alguma negligência dessa Presidência, porque desconhece até o momento qualquer irregularidade que não possa ser sanada. APARTE VEREADORA MARIA DA SILVA BATISTA - disse ao Senhor Presidente, que ele sabe que ela está sendo transparente, perguntou quantos ofícios ele recebeu, e que ela não obteve resposta, sendo seu direito, contou que foi ao Tribunal de Contas conversou com pessoas que estão lá. APARTE MORDECAI MAGALHAES DE OLIVEIRA - disse que ela voltou a tocar no assunto e que ela não conhece o regimento interno. APARTE VEREADORA MARIA DA SILVA BATISTA - disse que foi negado por duas vezes o portal de transparência da Câmara Municipal de Guaratuba. que ninguém está faltando com a verdade para ela. VEREADOR MORDECAI MAGALHÃES DE OLIVEIRA - o Presidente disse que já determinou ao Diretor que marque uma reunião com as pessoas controladoras internas o Procurador da Casa, os dois contadores, porque quem mexe no Portal são eles, disse que se há alguma negligência, o Presidente disse que pode ter certeza que vai investigar e se houver será corrigido. VEREADOR RAUL CHAVES - disse que gostaria de fazer umas colocações porque acredita que tinha poucos pescadores e vereadores nessas reuniões, e que a partir de 2010, 2011,2012 participou dessas reuniões na secretaria e esteve em inúmeras reuniões em Paranaguá, contou que a mais de dez anos tem os cativeiros para criação de ostra, comentou da dificuldade devido a influencia de água doce dos rios que prejudica a criação de Marisco. Onde muitas pessoas já quiseram investir no município, mas não investiram devido a essa influencia, porém se tivesse sido convidado participaria com maior prazer porque sempre participou. Em relação aos internautas queria que não fosse doze pessoas apenas e sim cento e vinte, porque as pessoas tem credibilidade quando tem noção do que estão fazendo. Precisando ter participação das pessoas que entendem o que esta sendo falado. ---------------------------------------------------------------

VEREADOR LAUDI CARLOS DE SANTI - cumprimentou o Senhor Presidente, nobres pares, distinto público presente.  Citou novamente a questão da segurança que foi de fundamental importância, e vai agregar ainda mais para segurança do Município o projeto digital, famoso dos três milhões. Ressaltou que não esteve no Coroados na reunião, não sabe o que aconteceu naquele momento, e não sabe se foi cedido a delegacia mas não vai se pronunciar porque não tem conhecimento. Comentou que hoje juntamente com o Presidente esteve com P2, tratando dessas questões e todo projeto global da segurança vai beneficiar os cidadãos e turistas de modo geral, com monitoramento nas escolas, creches, logradouros públicos e num contexto geral na cidade de Guaratuba. Salientou que é importante que se fale na importância do projeto, para se ter claro que existe uma Guaratuba antes da Prefeita Evani e uma Guaratuba depois da Prefeita Evani. Disse que com certeza não a quem negue que a cidade depois da Prefeita Evani com todo o empenho do Deputado Nelson Justus foi transformada para melhor e com a lisura do Secretário Gil Justus esta claro para todo mundo ver, e não adianta vir aqui pedir papel porque todo cidadão tem direito. Pediu para não serem demagogos, disse que o projeto da segurança não deixa de ser processo precisando avançar em todas as áreas, e comentou que é errado ir a rua distorcer, e mentir para o povo, sendo um descabimento. Salientou que 99% que comenta no facebook são pessoas serias que querem o bem de Guaratuba, porém infelizmente tem os maus intencionados que usam o veiculo para mentir. Disse que gostaria de encerrar dizendo que fica triste com a demagogia barata feita na rua, não é de atacar ninguém, respeita todos os demais. Porem frisou novamente o antes da Prefeita Evani e o depois. Falou que não adianta bater na mesma tecla e cobrar, citou que cada parlamentar ao invés de criticar e cobrar, que cobre dos deputados para que mande pelo menos um grão de arroz para cobrar depois. ----

VEREADOR ARTUR CARLOS DOS SANTOS – disse que escreveu de pronunciar  que fez o pedido do contrato da orla, e fazendo visitas varias pessoas reclamaram do meio fio, porém percebeu que deu uma melhorada na qualidade do meio fio. Só que não viu as rampas de acesso para quem faz uso de cadeiras de rodas nas esquinas sendo interessante comentar com o secretário de obras para fazer acesso ao calçadão. ---------------------------------------------------------

ENCERRAMENTO - não havendo nada mais a ser deliberado o presidente deu por encerada a presente sessão às dez horas e quarenta minutos e marcou nova sessão ordinária para o dia dezessete de novembro do ano de dois mil e quatorze às vinte horas. Para contar eu  (Edilson Garcia Kalat – Secretário Geral) bem e fielmente redigi, digitei e conferi a presente Ata. ------------

MORDECAI MAGALHAES DE OLIVEIRA

Presidente

ARTUR CARLOS DOS SANTOS

1º Secretário

MARIA DA SILVA BATISTA

2ª Secretária

Notícias

LOA 2023 é debatida em Audiência Pública na ...

 A Câmara de Vereadores realizou nesta quinta-feira (17), audiência pública sobre o orçamento do Município para 2023 (Lei Orçamentária Anual – LOA), ...

Câmara tem Prestações de Contas 2021 aprovadas ...

  Decisão da 1ª Câmara do TCE-PR foi unânime. A Coordenadoria de Gestão Municipal e o Ministério Público junto ao TCE confirmaram a regularidade das ...